Por Cleber Aguiar – Hamburgo confirma transferência de Guerrero para o Corinthians

Fonte: Globo.com

Jogador do Hamburgo realizará exames médicos nesta quarta-feira, segundo o site do clube alemão

Por GLOBOESPORTE.COM São Paulo

O Corinthians chegou a um acordo com o Hamburgo-ALE e o atacante peruano Paolo Guerrero, de 28 anos, já está no Brasil para fazer exames médicos e assinar com o Timão. A primeira bateria de testes será nesta quarta, no CT Joaquim Grava. Na quinta, ele passa por avaliação cardiológica em uma clínica em São Paulo.

A nota oficial do clube alemão, que confirma a negociação, lembra que o Corinthians é o atual campeão da Taça Libertadores, já tem vaga garantida na edição do ano que vem, e será o representante sul-americano no Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão, sendo uma grande oportunidade para Guerrero.

Paolo Guerrero comemora gol do Hamburgo contra o Nuremberg (Foto: Ap)Paolo Guerrero vai realizar exames médicos e assinar com o Timão nesta quarta (Foto: Ap)

– Os dois clubes chegaram a um acordo sobre a transferência. Para Paolo, é uma grande oportunidade jogar em um clube como este. Nós lhe desejamos sorte e sucesso em seu caminho – disse o diretor do Hamburgo Frank Arnesen.

Paolo Guerrero estava no Hamburgo desde 2006. Na Bundesliga, ele marcou 47 gols em 161 partidas. Pela seleção peruana, foi ainda artilheiro da Copa América do ano passado, com cinco gols.

Guerrero tem características de homem de área e sabe fazer o pivô, função pedida pelo técnico Tite para a diretoria corintiana.

ICFUT – CORITIBA X PALMEIRAS – FINAL DA COPA DO BRASIL 2012 – NOTÍCIA & LINK AO VIVO.

LINK AO VIVO – CORITIBA X PALMEIRAS – FINAL DA COPA DO BRASIL 2012

NOTÍCIAS DA FINAL – CLIQUE NO LINK

O ESTADO DE SÃO PAULO

Palmeiras busca a glória perdida na decisão da Copa do Brasil

Palmeiras já tem a festa do título da Copa do Brasil planejada

Craques de 1998 relembram a única conquista do Palmeiras

ESPECIAL – Batalha final da Copa do Brasil

FOTOS – Confira a campanha do Palmeiras

Palmeiras evita contato com torcedores no desembarque

Diretoria do Coritiba promete \’Green Hell\’ tecnológico nesta quarta-feira

Folha de São Paulo

Bola parada

Taça não deve ser trunfo a Tirone

Saída prometida de Scolari não é levada em conta por dirigentes

Telão para final pode até se tornar moda

Gazeta do Povo Online

“Segundas intenções” valorizam possível título coxa na Copa do Brasil

Felipão reencontra cenário da maior vergonha como técnico

Coxa cria tática para conter ímpeto

Palmeiras almeja taça ‘com forças próprias’

Final contra os paulistas será a ‘negrinha’

Torcedor, K9 vive ansiedade dupla no Couto

Cobertura da decisão será multimídia

Ficha técnica
Coritiba x Palmeiras

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 11 de junho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Ricci
Assistentes: Carlos Berkenbrock e Alessandro Matos.

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Pereira, Demerson e Lucas Mendes; Willian, Sergio Manoel, Gil (Roberto), Everton Ribeiro e Rafinha; Everton Costa.
Técnico: Marcelo Oliveira

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Mazinho e Betinho
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ICFUT – LIBERTADORES, Igualdade e Fraternidade: povo brasileiro e Corinthians, destino em comum!

 

401359_325965650773519_1061939254_n

Por César de Souza

Não há dúvidas de que o Corinthians é o time do povo humilde. Mesmo o mais desinformado sobre futebol sabe disso. Não é preciso nenhum estudo ou pesquisa para constatar. Basta ver sua torcida, tanto nos estádios quanto nas ruas. A questão nem é nem essa. O interessante é como seu destino amarrado com o destino do povo brasileiro. Sim, porque as conquistas para os corintianos vêm depois assim como a melhoria na qualidade de vida do povo humilde. Recentemente isso até virou munição para os chamado “anti-corintianos”, ou simplesmente “antis”. Palmeirenses, são-paulinos e santistas gostam de dizer que são mesmo “antis” porque ganharam títulos importantes “antis” dos corintianos.

Mas é assim também acontece com o povo brasileiro. Melhorias na qualidade de vida, como saneamento básico, educação, emprego, acesso à universidade foram acessíveis primeiro para as classes mais altas e depois para as classes mais baixas. Assim como as conquistas do Corinthians nesses últimos 35 anos.

Em 1977, o Corinthians amargava 23 anos na “fila”, sem ter ganhado um título sequer. Sempre muito perto de uma conquista, acabava frustrado, muitas vezes na final, como em 1976. A agonia acabou em 1977 quando o Corinthians foi campeão do Paulistão, calando a boca dos adversários que tanto nos importunavam. De lá pra cá, foi um dos clubes mais vitoriosos do Brasil, mantendo inclusive a hegemonia de maior vencedor de Campeonatos Paulistas!

Nos anos 80, o Campeonato Brasileiro tomava o posto de maior desejo dos clubes e o Corinthians nunca havia ganhado. Até o Sport Club do Recife se gabava de seu êxito em 1987 (mesmo que pela metade, rachado com o Flamengo) menos o Corinthians. Mas em 1990 o Corinthians vence o Campeonato Brasileiro e de lá pra cá, já foram cinco títulos, sendo inclusive o maior vencedor deste torneio da década de 90.

Nos anos 90 a bola da vez foram os títulos internacionais, até então quase que ignorado pela maioria das torcidas do Brasil. Nem tanto a Libertadores, mais o Campeonato Mundial que era o grande sonho. E o Corinthians não deixou por menos e ganhou nada mais, nada menos que um mundial promovido pela FIFA, e que mundial! Era um campeonato cascudo com direito a fase de grupos e final, e não um único jogo.

Entretanto, os “antis” e os críticos da FIFA desmereciam o campeonato pelo improviso e questionando a presença do Corinthians por não ser sequer campeão da Libertadores da América. Por essa época a diretoria do clube, que tinha sido uma excelente gestão e a mais vencedora até então começava a se portar como uma oligarquia nos moldes dos coronéis. O clube, mesmo vencendo alguns campeonatos, começou a ser dilapidado por Dualib e os seus 40 ladrões, causando um colapso e em seguida o rebaixamento à segunda divisão em 2007.

Não é à toa que digo que o destino do povo humilde está entrelaçado com o destino do Sport Club Corinthians Paulista. Como citei, os títulos que chegaram tarde são como as melhorias na qualidade de vida que chegaram tarde ao povo brasileiro. O rebaixamento foi como as crises econômicas dos terríveis anos 90. Mas o Brasil reagiu, saiu das cinzas, arrumou a casa, fortaleceu a economia e está a passos largos de se tornar à 5ª maior economia mundial, já sendo maior que a do Reino Unido!

Assim como o povo brasileiro que teve mais acesso à casa própria, o Corinthians também realizou seu “sonho” de ter um estádio à altura de sua torcida, já que a Fazendinha era inviável para utilização devido a sua baixa capacidade. Ainda assim, discordo de que o Corinthians é um clube sem estádio. A Fazendinha é um estádio, razoável por sinal, mas o clube preferiu não investir na sua modernização (como fez o Santos com a Vila Belmiro) e viabilizou a construção de um estádio maior.

Por fim restava a Libertadores da América. Com a popularização da Internet e das Redes Sociais, a década de 2000 foi terreno fértil para o surgimento de um folclore: a de que o Corinthians jamais seria campeão da Libertadores. Diziam os “antis” que corintiano não tem passaporte, time de segunda divisão, jamais vão vencer a Libertadores, NUNCA SERÃO!

NUNCA SERÍAMOS! Pois fomos lá e conquistamos uma das Libertadores mais difíceis e disputadas dos últimos anos. A que mais teve times de qualidade indiscutível. Foi a oportunidade que o Corinthians teve de calar os “antis” e seus críticos!

Diziam que o melhor time do Brasileirão de 2011 era o Vasco da Gama, que era inclusive merecedor de ser o campeão. Tiramos a dúvida nas quartas de final, em duas partidas disputadíssimas, em que ganhamos com a estrela de Paulinho. Diziam que o Santos era o melhor time do Brasil, que o Corinthians jogava um futebol feio e que o talento de Neymar valia mais que um time inteiro. Pois foi justamente o conjunto do Corinthians que se saiu melhor nas semifinais, jogando bonito na Vila Belmiro. Diziam que o Boca Júnior era o melhor time da América e que a escrita ainda se faria, tanto a de que o Boca não perderia para times brasileiros em final de Libertadores, quanto a de que o Corinthians nunca ganharia a Copa.

Foi a maior calada de “Boca” que já se teve notícia em ambos os sentidos. Tanto a do Boca Juniors que foi engolido pela Fiel no “la Fielzera”, quanto a dos “antis” que tiveram que engolir a seco uma vitória incontestável e histórica, não só para o Corinthians, mas para o futebol brasileiro. A Libertadores para o Corinthians é a Copa do Mundo e as Olimpíadas que acontecerão no Brasil para os brasileiros! É a realização de um sonho, que sacramentou nosso clube como um dos maiores do mundo, com estrutura de primeira, assim como as melhorias na infraestrutura serão o legado da Copa e das Olimpíadas para o Brasil.

Povo brasileiro e os corintianos têm muito em comum! Sofreram e ainda sofrem com administrações corruptas e incompetentes, mas acima de tudo, nunca deixam de sentir orgulho por sua bandeira, por suas cores, por suas origens e pelos seus ideais. Porque por mais que queiram elitizar o futebol, esnobar, desfilar a soberba, desprezar o adversário e transformar o Futebol num circo jogadores mascarados e clubes da moda, o melhor espetáculo da última década foi a humildade, o jogo coletivo, a paixão da torcida e a estrela do Corinthians, que não precisa de títulos para ser tão amado, temido e odiado!

Os títulos foram importantes, e nos deixaram felizes! Mas quem vive de título é a Justiça Eleitoral: NÓS VIVEMOS DE CORINTHIANS!

César de Souza