DAS ANTIGAS – Internacional de Limeira Campeão Paulista de 1986

O Campeonato Paulista de Futebol de 1986 teve como campeã a Internacional de Limeira, o primeiro time do interior paulista a sagrar-se campeão estadual. O vice-campeão foi o Palmeiras.

O artilheiro da competição foi Kita, da própria Inter, com 23 gols.

Comercial e Paulista foram rebaixados, e ficaram quase um ano sem disputar competições oficiais, porque a recém-criada Divisão Intermediária de 1987 só foi disputada no segundo semestre daquele ano.

Regulamento

O regulamento era o mesmo do ano anterior: uma primeira fase em que os vinte clubes jogavam todos contra todos, em turno e returno. Cada turno teve contagem de pontos independente, e os campeões de cada um deles classificaram-se para a semifinal. Os dois times com mais pontos obtidos na soma dos turnos (excetuando os campeões dos turnos, já classificados), também se classificaram para as semifinais.

O primeiro colocado na soma total de pontos enfrentou o de quarta melhor pontuação, e o segundo maior pontuador enfrentou o terceiro em dois jogos, de ida e volta. Em caso de igualdade após os jogos haveria prorrogação. A mesma regra valeu para a final.

Os dois últimos colocados na soma de pontos dos dois turnos foram rebaixados.

Disputa do título

O Santos ganhou o primeiro turno, classificando-se direto para as semifinais, porém o time relaxou e seu futebol caiu muito no segundo, o que se refletiu nas semifinais.

No segundo turno, o destaque foi o surpreendente time da Internacional de Limeira, que o venceu com uma rodada de antecedência, além de terminar como primeiro colocado na soma dos dois turnos. Enfrentou nas semifinais o Santos, pior colocado entre os quatro na soma de pontos totais, que, em decadência, perdeu os dois jogos e foi eliminado.

Na outra semifinal, um polêmico Corinthians e Palmeiras, que teve na vitória corintiana por 1 a 0 uma grande interferência da arbitragem no resultado[4]. No jogo de volta, o Palmeiras devolveu o 1 a 0 no tempo normal e fez mais dois na prorrogação, garantindo os 3 a 0 (com direito a gol olímpico de Éder) e a vaga na final.

Obviamente, o Palmeiras era o favorito diante da Inter, até porque jamais um time do interior havia ganho um Paulistão, e mais ainda quando as duas finais foram marcadas para o Morumbi (sob a alegação que o estádio em Limeira não tinha condições para uma final), que se lotou de palmeirenses. No primeiro jogo, um 0 a 0, e na finalíssima, uma vitória por 2 a 1 para a Inter, materializaram a façanha histórica, além de condenar o Palmeiras ao seu décimo ano sem ganhar títulos.

O time titular da Internacional de Limeira era composto por: Silas; João Luís, Juarez, Bolívar e Pecos; Manguinha, Gilberto Costa e João Batista; Tato, Kita e Lê. Técnico: Pepe

Fase final
Semifinais

Corinthians 1 0 1
Palmeiras    0 3 3

 

Santos           0 1 1
Internacional 2 2 4

Palmeiras       0 1 1
Internacional 0 2 2   Finais

 

 

Campeão Paulista de 1986
Limeira

(1º título)

HUMOR ICFUT – DIBRADA CAST #37 – DOSSIÊ COPA JOÃO HAVELANGE

Alô alô Dibradores! Está no ar o podcast mais polêmico e bagunçado do Brasil. Dibrada Cast #37. Hoje Caiçara, Aguiar e 86 vão explicar o mais bagunçado campeonato brasileiro de todos os tempos, a famigerada Copa João Havelange. Tudo que ocorreu no antes, durante e depois. Quem foram os responsáveis? Sandro Hiroshi é mesmo um jogador gato? O Vasco é campeão legitimo? Tudo isso e muito mais.

Não perca tempo e dê o play, antes que a decisão seja adiada.

Ouça pelo youtube

Trilha sonora:

Elvis Presley – A Little Less Conversation
Zeca Pagodinho – Vacilão

Facebook ||| Instagram ||| Twitter ||| Contato ||| Youtube ||| Feed

às 28.6.20
Marcadores: podcast

ICFUT – 100 GOLS INCRÍVEIS DA HISTÓRIA DO FUTEBOL BRASILEIRO

 

 

Alguns dos gols mais bonitos da história do Futebol Nacional

ICFUT- Corinthians e Botafogo têm atletas infectados com coronavírus

Fonte: Jornal de Jundiaí – http://www.jj.com.br

Pouco antes de reiniciar os treinos presenciais no Estádio Nilton Santos ontem (20), o Botafogo divulgou o resultado de 353 testes para identificar o novo coronavírus, feitos semana passada por funcionários, jogadores e respectivos familiares. Ao todo, 17 pessoas testaram positivo para covid-19: cinco atletas, seis familiares e seis membros da comissão técnica.

De acordo com nota oficial, publicada no site do Alvinegro Carioca, os atletas já iniciaram o período de isolamento social e estão com acompanhamento diário do Departamento Médico. Os atletas que testaram positivo começaram a treinar de forma on-line.

Outro clube que divulgou resultados dos testes de covid-19 ontem (20) foi o Corinthians. Em nota oficial, o Timão revelou que dos 190 testes realizados entre os dias 18 e 19 da semana passada, 13 deram positivo. São oito atletas infectados – os nomes não foram divulgados – que estão assintomáticos. Eles ficarão afastados das atividades do Centro de Treinamento (CT) por dez dias e serão submetidos a novos exames. Além dos oito jogadores em tratamento, outros 13 atletas do elenco profissional já contraíram a doença e estão recuperados.

Outras cinco pessoas da comissão técnica e de outros departamentos do CT também foram diagnosticadas com o vírus e seguirão o mesmo cronograma de avaliações dos atletas. Entre elas, o massagista Raimundo “Ceará”, o único que teve o nome divulgado na nota oficial do Corinthians. Ceará apresentou sintomas da doença, chegou a ser hospitalizado, mas vem se recuperando. Como o massagista faz parte do grupo de risco – acima dos 60 anos -, ele não retornará às atividades, assim como os demais funcionários do CT.

O atacante Jô, recém-contratado, ainda não foi testado, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Amanhã (22) está prevista a reapresentação de 19 jogadores, apenas para retirarem equipamentos de proteção individual (EPIs) e materiais de treino – uniformes e chuteiras devem ser higienizados pelos atletas em suas casas. As atividades físicas presenciais estão programadas para recomeçarem na terça-feira (23).

DIBRADA CAST #36 – BREVE HISTÓRIA DOS ESTÁDIOS | PARTE 2

Alô alô Dibradores! Está no ar o podcast mais ouvido nos estádios do Brasil. Dibrada Cast #36. Novamente Caiçara, Aguiar e OitoMeia vieram para falar dos estádios no nosso Brasil varonil. Dessa vez pegaram os estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo para contar as histórias e as experiencias vividas nos templos sagrados do nosso futebol. Não perca tempo e dê o play, antes que seu time volte a jogar em casa. Link: https://bit.ly/30IJzz2 Trilha sonora: Elvis Presley – A Little Less Conversation Demonios da garoa – Trem das 11

DIBRADA CAST #35 – BREVE HISTÓRIA DOS ESTÁDIOS

Alô alô Dibradores! Está no ar o podcast mais lembrado nos estádios do Brasil. Dibrada Cast #35. Nesse episódio Caiçara, Aguiar e OitoMeia vão contar um pouco da história de alguns dos principais estádios do Brasil. Curiosidades, nomes engraçados, e muito mais. Não perca tempo e dê o play, antes que seu time venda a sua casa. Link: https://bit.ly/2MiuDzq Trilha sonora: Elvis Presley – A Little Less Conversation Gabriel o Pensador – Rap das torcidas

DIBRADA CAST #34 – QUARENTENA, GRIPEZINHA E TRETAS

Alô alô Dibradores, Está no ar a sua salvação dessa quarentena. Dibrada Cast #34, o podcast mais tretoso de todos, o único com a participação do Anjo Caído. Nesse episódio Caiçara, Aguiar e OitoMeia falaram sobre como está sendo a quarentena, também discutiram sobre as últimas tretas. Além é claro daquele contato maroto com o outro lado com o AC. Link: Trilha sonora: Elvis Presley – A Little Less Conversation Jorge Ben e Mano Brown – Umbabarauma Acesse: http://www.dibrada.com.br

ICFUT – TORCIDAS ORGANIZADAS DE CORINTHIANS, SANTOS, PALMEIRAS & SÃO PAULO FAZEM MANIFESTO CONTRA O GOVERNO.

A Gaviões da Fiel e outras torcidas organizadas de São Paulo fazem neste domingo, 31, um protesto antifascismo e pela democracia na Avenida Paulista. A manifestação foi organizada em repúdio aos atos que vêm sendo realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O movimento foi convocado por coletivos antifascistas da torcida do Corinthians e lideranças da Gaviões da Fiel, mas também reúne outros grupos, como do Palmeiras e do Santos. “Ditadura nunca mais!” e “Democracia” são alguns dos gritos dos manifestantes, de acordo com vídeos compartilhados nas redes sociais. As imagens são dos Jornalistas Livres. | Estamos construindo um jornalismo financiado exclusivamente pelo povo. Faça parte desta evolução: https://apoia.se/independentejor

ICFUT – Todos os times que disputarão o Brasileirão Série A, B, C e D em 2020

Nesse vídeo você irá conhecer todos os 128 times que disputarão as Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro, no ano de 2020!

  • Mudanças na Série D! No lugar do Red Bull (que sai por causa da parceria com o Bragantino) entrou o Mirassol! E houve uma outra mudança, o Baré não irá disputar nada em 2020, fechou o departamento de futebol, entrou no lugar o Atlético de Roraima Essas alterações ocorreram depois que saiu o vídeo, mas fica a correção!

ICFUT: Corte de salários durante a pandemia já atinge 16 clubes da Série A; veja medidas de cada um

Fonte: Globo Esporte

Por GloboEsporte.com — São Paulo

O corte de salários durante a pandemia de coronavírus já chegou a 16 dos 20 clubes que integram a Série A do Campeonato Brasileiro em 2020. As diminuições variam de 15% a 50% (veja na lista abaixo a situação de cada um deles).

Em levantamento feito pelo GloboEsporte.com, Atlético-MG, Bahia, Ceará, Corinthians, Coritiba, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo, Sport e Vasco tomaram medidas para enxugar os gastos.

O Cruzeiro, rebaixado para a Série B no ano passado e em grave crise financeira, também optou pela redução de 25% dos salários dos jogadores e funcionários, após o retorno das férias (termina nesta quinta).

A lista pode aumentar nos próximos dias com o Atlético-GO e Botafogo. Ambos se comprometeram a pagar integralmente os vencimentos até abril, mas cogitam reduções a partir de maio por conta da diminuição na arrecadação.

O único clube que anunciou que não fará cortes nos salários é o Bragantino, amparado pela parceria com a Red Bull. Para minimizar o impacto da paralisação do futebol, o clube optou por diminuir investimentos em outros setores, como a contratação de jogadores. Só em 2020, a equipe do interior de São Paulo injetou R$ 84 milhões em reforços.

O Athletico ainda não se manifestou sobre o assunto.

Milionários também cortam

Flamengo e Palmeiras não conseguiram escapar da dificuldade financeira em meio à pandemia. Com grandes investimentos no futebol nos últimos anos, os clubes já anunciaram os cortes. O Rubro-Negro iniciou as demissões de funcionários das categorias de base nesta quinta-feira e ainda não comunicou se mexerá nos salários dos jogadores.

Verdão reduziu 25% dos salários dos atletas, da comissão técnica e dos dirigentes do departamento de futebol. Os demais funcionários farão parte de outro acordo, ainda a ser elaborado pela diretoria.

Jogadores negociam

O Santos teve problemas para colocar em prática o plano de contenção de gastos. O elenco recusou a oferta de diminuir os vencimentos em 50% e entendeu que 30% é o valor ideal para reduzir. A discussão, porém, ainda não teve fim. Jogadores e diretoria discutem a forma como a diferença salarial será paga após a pandemia.

No São Paulo, a proposta de cortar 50% dos salários e suspender o pagamento do direito de imagem desagradou o grupo. Mesmo assim, o clube optou por efetuar a redução, abrindo brecha para uma disputa jurídica no futuro.

O clube garante um pagamento mínimo mensal de R$ 50 mil (jogadores que recebem abaixo disso, obviamente, não tiveram redução) como piso e promete reembolsar todos os descontos no período em seis parcelas iguais a partir do momento em que a situação estiver normalizada. Comissão técnica e dirigentes também entraram nos cortes.

– Essa conversa foi bem aceita pelos atletas, depois eles conversaram entre eles. Como falei, não existiu um acordo formal, um de acordo, existem muitas dúvidas entre eles. É difícil conversar não estando pessoalmente com o grupo todo. Conversamos com lideranças e depois teve conversa entre eles. Mas desde do que aconteceu diretamente conosco não teve nenhuma manifestação, pelo contrário, os jogadores que estão se alternando no treinamento e na comunicação, no contato que a gente teve é todo mundo entendendo a situação – afirmou Raí, diretor-executivo de futebol do São Paulo, ao GloboEsporte.com.

A Medida Provisória 936 apresentada no início de abril pelo governo federal autoriza os empregadores a reduzir salários e jornadas de trabalho por até 90 dias ou suspender contratos de trabalho por até 60 dias, com direito a estabilidade temporária do empregado e recebimento de benefício emergencial.

A redução de jornada e salário pode ser de 25%, 50% ou 75% por acordo individual e até de 100% para acordo coletivo.

Veja abaixo a situação de cada time da Série A:

Athletico

O Furação não informa se estuda algum tipo de medida semelhante. Até agora, o clube não se movimentou neste sentido.

Atlético-GO

O Dragão teve conversas preliminares, mas ainda não concluiu a negociação. Segundo o clube, o elenco saiu de férias até o fim de abril ainda sem sofrer qualquer redução salarial. A diretoria aguarda o retorno dos atletas para finalizar o acerto. A redução deve variar de 30% a 50% e vai durar até a retomada dos jogos.

Atlético-MG

Em 29 de março, o Galo informou via nota oficial que cortaria em até 25% os salários dos colaboradores, isso em uma escala pré-definida. Quanto maior o salário, maior o corte. Até o momento, a redução não incide nos direitos de imagem dos jogadores e comissão técnica. Não há prazo para a duração.

Bahia

O Tricolor reduziu em 25% os salários de jogadores, comissão técnica e diretoria. A medida foi anunciada esta semana pelo presidente do clube, Guilherme Bellintani. Os salários só voltarão a ser pagos normalmente quando os jogadores retornarem. Além da redução dos salários de jogadores, comissão e diretoria, o presidente anunciou que o próprio salário será suspenso enquanto durar a pandemia. Ele só volta a receber após a retomada do futebol.

Botafogo

O Alvinegro é um dos clubes brasileiros que optaran por não cortar salários ainda e vai pagar integralmente os vencimentos de março e abril. Terminadas as férias nesta quinta-feira, os dirigentes vão se reunir para analisar novamente essa situação. A partir de agora, a tendência é que cheguem a um acordo com os atletas para uma redução. Recentemente, o meia japonês Keisuke Honda usou seu Twitter para se manifestar a favor da diminuição dos salários.

Bragantino

O Bragantino optou por manter os salários integrais de jogadores e funcionários durante a paralisação. Prevendo queda na receita, o clube preferiu reduzir custos de outros setores. Um deles, segundo Thiago Scuro, é a contratação de atletas. No início do ano, a equipe investiu mais de R$ 80 milhões em reforços. Para o Brasileirão, o clube deve colocar o pé no freio ao buscar novos jogadores.