Clube convida, e Washington aceita ser embaixador do Flu na Libertadores

Fonte: http://www.uol.com.br

Washington, emocionado na sua despedida do futebol, vira ‘diplomata’ tricolor a pedido do Flu

Washington anunciou a aposentadoria e abriu mão de entrar em campo na Libertadores deste ano. No entanto, o ex-atacante, mesmo sem calçar as chuteiras, viajará com a delegação pelo continente, já que foi investido da nobre função de embaixador do Fluminense nesta competição. A diretoria do clube lhe fez o convite e o Coração Valente aceitou.

“Aceito o convite porque seremos campeões”, afirmou Washington logo após Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora do Fluminense, formalizar o convite para o ex-atacante ser uma espécie de “diplomata tricolor”.

O convite de Celso Barros surgiu após conversa entre o vice-presidente de futebol do Fluminense, Alcides Antunes, e o técnico Muricy Ramalho, que, sem muito pensarem, aprovaram a ideia. Na última quinta-feira, durante o anúncio da aposentadoria de Washington, o executivo da empresa de planos de saúde decretou a nomeação do ex-jogador.

As primeiras três viagens de Washington serão para a Cidade do México, Buenos Aires e Montevidéu, onde o Fluminense enfrentará, pelo grupo 3 da Libertadores, América-MEX, Argentinos Juniors e Nacional-URU. O ex-centroavante, porém, disse que, estando ou não em campo, sua vida não mudaria muito.

“Todos me falam que eu poderia disputar a Libertadores. De repente, jogando ou não, não mudaria tanto a minha vida, como a decisão que tomei. Essa decisão pode mudar a minha vida futura. É triste, mas continuarei torcendo pelo Fluminense e tentarei ajudar os meus companheiros indiretamente. Torcerei muito por eles”, afirmou Washington.

Em 2008, Washington classificou o Fluminense para a decisão da Libertadores após marcar, no São Paulo, um gol de cabeça quase no fim da partida, que deu a vaga ao time das Laranjeiras. Na decisão, porém, contra a LDU, do Equador, os tricolores perderam nos pênaltis para os equatorianos em pleno Maracanã. O Coração Valente, porém, diz não lhe faltar aquele título.

“Não me falta nada. Nunca vi na minha vida uma festa tão linda no futebol como naquela Libertadores. Acho que não veremos mais aquilo. Resgatamos o carinho, o amor, a paixão pela Libertadores. Todo mundo fala que perdemos a Libertadores. Acho que não. Ganhamos o carinho, resgatamos o amor da torcida e, de lá para cá, o time passou a ganhar”, encerrou Washington.

ICFUT – Médico nega problemas de Washington, mas o aconselhou a deixar o Flu

Fonte: http://www.terra.com.br

O cardiologista particular do atacante Washington, Constantino Constantini, afirmou nesta quarta-feira que o jogador do Fluminense tem condições para continuar a jogar futebol, ao contrário do que foi especulado. O médico disse que o problema de coração do atleta de 35 anos pode ser controlado para possibilitar a prática esportiva, mas aconselhou ao jogador a deixar o clube das Laranjeiras.

“Me surpreendi (com a notícia do possível anúncio da aposentadoria de Washington), pois ele acabou de fazer todos os exames e está em condições de jogar”, afirmou Constantini ao SporTV. “Se ele anunciar que vai se aposentar, não será por conta do problema no coração, mas sim porque ele não poderá ser o goleador que foi nos últimos anos. Eu perguntei a ele se ele teria forças psicológicas para ser o suplente de Fred e ganhar um quarto do que ele ganha, e ele disse que não se importava. Eu disse para ele sair pela porta da frente do clube, para não ser um suplente de luxo. Para ser suplente, não sei se ele tem estrutura emocional”, completou o cardiologista.

ICFUT – Flu avisa que renovará com Ricardo Berna e Washington

Fonte: http://www.terra.com.br

Washington renovará último contrato antes de se despedir do futebol
Foto: AP

Ao que tudo indica, a diretoria do Fluminense vai conseguir cumprir as promessas que fez assim que o Campeonato Brasileiro terminou. Afinal, além de estar próximo de anunciar mais dois reforços, o clube tricolor manteve nas Laranjeiras todos os jogadores importantes na campanha vitoriosa na competição. Os únicos ainda sem contrato, o goleiro Ricardo Berna e o atacante Washington, vão se reapresentar normalmente nesta terça-feira e até amanhã assinarão a renovação.

Titular do gol do Fluminense na reta final do Brasileiro do ano passado, Berna contou com a confiança do técnico Muricy Ramalho, que o considera um dos jogadores mais profissionais do elenco, para continuar em 2011. Já Washington, que se despedirá dos gramados em dezembro, é considerado peça importante por causa da experiência.

Por mais que os novos contratos ainda não estejam assinados, o vice-presidente de futebol Alcides Antunes fez questão de tranquilizar os jogadores e a torcida. “A situação com esses jogadores já está definida há mais de uma semana. Já procuramos o empresário do Ricardo Berna e deixamos a negociação muito avançada. O jogador está praticamente renovado. Com o Washington, não é diferente. Ele quer e vai continuar no Fluminense para se aposentar ao fim da temporada. Contamos com ele”, disse.

E o dirigente adiantou que a dupla vai se apresentar normalmente hoje de manhã nas Laranjeiras para a realização dos exames médicos. “Os dois vão se reapresentar normalmente nesta terça-feira com o restante do grupo. Nada mudou. Não abrimos mão dos jogadores que foram importantes na conquista do título brasileiro”, disse Antunes.

ICFUT – Washington: “reencontrei a felicidade no Fluminense”

Fonte: http://www.terra.com.br

Washington classificou o jogo contra Guarani como o mais marcante do Campeonato Brasileiro
Foto: Wallace Teixeira/Photocamera/Divulgação

Um dos principais personagens do Fluminense na conquista do Campeonato Brasileiro de 2010, o atacante Washington contou que o retorno ao clube tricolor lhe devolveu a alegria de jogar.

“Não vivia um momento ruim dentro de campo no São Paulo, estava sendo o artilheiro do time na época, mas estava um pouco triste, fora de campo não me sentia completo. E aqui no Fluminense resgatei tudo isso, a alegria, a vontade de jogar bola. Com certeza reencontrei a felicidade”, declarou o jogador, em entrevista ao site oficial do clube.

Apesar do mau momento que viveu na reta final da competição, quando amargou um jejum de gols, o atacante escolheu a partida contra o Guarani, na última rodada, como a mais emocionante da campanha.

“Por incrível que pareça um jogo que me marcou foi contra o Guarani. É claro que contra o Atlético-PR também foi marcante porque foi o meu retorno ao Fluminense, a torcida me recebeu muito bem. Confesso que na época estava um pouco receoso, me receberam de braços abertos e me emocionei. Mas contra o Guarani foi mais difícil, sofrido e conseguimos arrancar um ponto fundamental”, completou o atleta.