Por Cleber Santista – Vitória bate Tigre fora de casa.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA-SC 1×3 VITÓRIA-BA

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma-SC
Data: 26 de julho de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (Asp. Fifa-RJ) e Gilberto Stina Pereira-RJ
Cartões amarelos: Escudero, João Vítor e Serginho (Criciúma-SC); Adriano, Luiz Gustavo e Wilson (Vitória-BA)
Cartão vermelho: Escudero (Criciúma-SC)

GOLS:
CRICIÚMA-SC: Serginho (aos 44′ do 2T)
VITÓRIA-BA: Caio (aos 18’ do 1T e aos 21′ do 2T) e Ayrton (aos 38′ do 2T)

CRICIÚMA-SC: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Bruno Cortez; Serginho, João Vítor, Paulo Baier (Lucca) e Rafael Costa; Silvinho e Michael (Danilo Alves, depois Ronaldo Alves)
Técnico: Wagner Lopes

VITÓRIA-BA: Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller; Adriano, Richarlyson (William Henrique) e Marcelo (Luiz Gustavo); Marcinho; Caio (Willie) e Dinei
Técnico: Jorginho

Por Cleber Santista – Corinthians e Vitória ficam no empate.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 0 CORINTHIANS

Local:  Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 20 de julho de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos: José Welison (Vitória); Jadson (Corinthians)

VITÓRIA:
Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Euller; Adriano (Josa), José Welison, Richarlyson (Cáceres) e Léo Costa (William Henrique); Caio e Dinei
Técnico: Jorginho

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Renato Augusto) e Jadson (Romero); Luciano (Romarinho) e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

Corinthians-SP 20 11 5 5 1 13 6 7 60.6%
Vitória-BA 8 11 1 5 5 9 14 -5 24.2%

Por Cleber Santista – Cruzeiro segura a liderança.

FICHA TÉCNICA – CRUZEIRO 3 X 1 VITÓRIA
Local:
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de julho de 2014, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Corrêa (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Cartões amarelos: (Vitória) Richarlyson, Alemão, José Welison

Gols
Cruzeiro:
Alemão, contra, aos 16, Ricardo Goulart aos 25 e Everton ribeiro, aos 30 minutos do segundo tempo
Vitória: Ayrton, aos 46 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Manoel, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro (Tinga) e Ricardo Goulart; Marquinhos (Dagoberto) e Marcelo Moreno (Júlio Baptista)
Técnico: Marcelo Oliveira

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Tarracha; Adriano, Josa, Richarlyson (Vander) e José Welison; Caio (Willie) e Dinei
Técnico: Jorginho

Cruzeiro-MG 22 10 7 1 2 21 11 10 73.3%
19º
Vitória-BA 7 10 1 4 5 9 14 -5 23.3%

ICFUT – LINK AO VIVO JOGOS DE HOJE 31/05/2014 – CAMPEONATO BRASILEIRO 2014

 

linksaovivo

LINK 1 – JOGOS  AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE A – 2014 – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE  A  – 2014 – CLIQUE AQUI !

9ª RODADA
31/05 – 18h30 São Paulo-SP x Atlético-MG
31/05 – 18h30 Coritiba-PR x Goiás-GO
31/05 – 21h00 Vitória-BA x Sport-PE

Por Cleber Santista – Ofuscado pela Copa, Campeonato Brasileiro começa neste sábado

Fonte: Gazetaesportiva.net

Encerrados os principais campeonatos estaduais do país, as atenções se voltarão para o Campeonato Brasileiro a partir deste fim de semana, quando terá início a 58ª edição da competição. Inseridos na fórmula de disputa por pontos corridos, estabelecida em 2003, os 20 clubes da Série A começarão a briga pelo título neste sábado.

Em suas primeiras rodadas, o Brasileirão conviverá com a ansiedade pela abertura da Copa do Mundo. Por causa do Mundial, serão disputadas apenas nove rodadas até o primeiro fim de semana de junho, quando o Nacional será paralisado. A 10ª rodada será realizada mais de um mês depois, a partir do dia 16 de julho.

O atual campeão, Cruzeiro, entra na disputa com o objetivo de alcançar uma façanha histórica: nunca um time de Minas Gerais conseguiu conquistar o título em dois anos consecutivos.

Promovidos à primeira divisão, Palmeiras, Figueirense e Sport voltam a figurar na elite do futebol nacional em 2014. Vice-campeão da Série B do ano passado, a Chapecoense disputará pela primeira vez em sua história a Série A.

Ameaçado pela Justiça, o início do campeonato promete ser marcado por liminares e tentativas de paralisar a competição. Rebaixada após julgamento do STJD que lhe tirou quatro pontos pela escalação irregular do meia Héverton, a Portuguesa ainda luta para jogar na elite. Quinto colocado da Série B do ano passado, o Icasa faz o mesmo, sob a alegação de que o Figueirense – que ficou em quarto – escalou um jogador que não estava com a documentação regular.

Arte GE.Net

“Esvaziado” por Copa do Mundo e Libertadores, Campeonato Brasileiro será paralisado após a nona rodada

Corinthians

Comandado por Mano Menezes desde o início do ano, o Corinthians ainda tenta superar a saída de Tite e reconstruir o caminho das vitórias. Eliminada logo na primeira fase do Campeonato Paulista, a equipe tem como trunfo o fato de estar apeans treinando há quase um mês.

Ao menos cinco dos principais jogadores que compuseram o time no Brasileirão do ano passado já não estão mais no clube de Parque São Jorge: o zagueiro Paulo André, o lateral direito Alessandro, o meia Douglas e os atacantes Pato e Emerson. As principais novidades são o volante Elias e o meia Jadson.

Campeão pela última vez em 2011, o Corinthians teve desempenho modesto no ano passado, quando somou 50 pontos e terminou na 10ª colocação.

“O Campeonato Brasileiro é muito disputado, todas as equipes têm um elenco bom. Será uma competição difícil, sabemos disso. Mas o Corinthians tem investido nos jogadores, e tem um elenco com qualidade. Pretendemos começar com o pé direito. Uma vitória sobre o Atlético-MG será muito importante para dar confiança, para que a gente possa começar bem”, disse o meia Jadson.

Palmeiras

De volta à elite após conquistar a Série B, o Palmeiras buscará o título para coroar os 100 anos de sua história, que serão comemorados no dia 26 de agosto. Dos quatro grandes paulistas, o Verdão é o que está há mais tempo sem levantar o troféu da principal competição nacional: 20 anos.

Gestor da equipe que conquistou o título em 1994, sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo, o atual diretor executivo de futebol, José Carlos Brunoro, foi um dos responsáveis por montar o elenco que tentará reposicionar o Palmeiras no topo.

Reforçado principalmente pelo pentacampeão Lúcio e o meia Bruno César, o time comandado por Gilson Kleina manteve a base que conquistou o acesso à primeira divisão nacional.

“A perspectiva do Palmeiras é boa. Tivemos duas semanas para trabalhar e recuperar quem deveria ser recuperado. Temos que começar bem o Brasileiro, que será dividido em duas etapas por causa da Copa do Mundo. É importante largar bem para ter tranquilidade depois”, afirmou o goleiro Fernando Prass.

Arte GE.Net

Os clubes paulistas se reforçaram principalmente com jogadores que disputaram o último Campeonato Brasileiro

Santos

Finalista do Campeonato Paulista nos últimos seis anos, o Santos não tem conseguido manter, ao longo do Campeonato Brasileiro, o fôlego do início da temporada. A última conquista da equipe da Vila Belmiro aconteceu há 10 anos, quando Vanderlei Luxemburgo era o treinador.

Vice-campeões estaduais, os jogadores do Peixe garantem que a perda do título paulista para o Ituano, nos pênaltis, não atrapalhará o time na sequência da temporada.

“Acredito que sempre que existe uma derrota, você procura absorver as coisas para aprender. Como o título (paulista) não veio, nossa equipe ficará mais madura e experiente para entrar no Campeonato Brasileiro com condições de lutar pelo título”, disse o atacante Thiago Ribeiro.

Em relação à equipe do ano passado, que terminou o Brasileiro com a melhor campanha entre os paulistas – na 7ª colocação -, as mudanças foram poucas. No time titular, Neto e David Braz ganharam a condição de titular porque Edu Dracena e Gustavo Henrique se lesionaram gravemente. Contratação mais cara da história do Santos, o centroavante Leandro Damião é a principal novidade.

São Paulo

Seriamente ameaçado de rebaixamento no campeonato do ano passado, o São Paulo foi salvo pelo técnico Muricy Ramalho, o responsável por conduzir o Tricolor à conquista de seu último título nacional: o tricampeonato brasileiro, em 2008. Mantido no cargo, Muricy terá a oportunidade de comandar a equipe desde o início da competição.

Esta será a última vez que um grande ídolo da torcida tricolor, Rogério Ceni, disputará o Campeonato Brasileiro. Titular nas conquistas de 2006, 2007 e 2008, o goleiro anunciou que se aposentará no final do ano.

Reforçado pelo uruguaio Alvaro Pereira, o volante Souza o colombiano Pabon e o ex-corintiano Alexandre Pato, o São Paulo entra na competição disposto a certificar a fama de Muricy Ramalho na Era dos pontos corridos. Além do tricampeonato com o Tricolor, o treinador foi campeão pelo Fluminense, em 2010.

“Tenho certeza de que nós vamos fazer um campeonato muito bom. Temos um supercampeão, todos sabem como ele (Muricy Ramalho) é. Ele cobra muito dos jogadores. Conhece muito bem o campeonato, muito mais do que nós”, disse o atacante Alexandre Pato.

Cariocas

Após o fracasso em seu retorno à Copa Libertadores, o Botafogo passou por mudanças para tentar repetir a campanha de sucesso no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando, sob o comando de Oswaldo de Oliveira, terminou a competição na quarta colocação. Eduardo Hungaro deu lugar a Vágner Mancini, e Emerson Sheik, tricampeão brasileiro (2009, 2010 e 2011), foi contratado por empréstimo.

Também eliminado logo na primeira fase da Libertadores, o Flamengo deixou a disputa do Brasileiro em segundo plano no ano passado, quando priorizou a Copa do Brasil. Novamente comandado por Jayme de Almeida, o Rubro-Negro se reforçou com os experientes Elano e Alecsandro e um dos destaques do Nacional de 2013: o meia-atacante Everton, ex-Atlético-PR.

Rebaixado dentro de campo, o Fluminense permaneceu na Série A por causa da punição imposta à Portuguesa. Preocupada em não repetir o desempenho do ano passado, a diretoria tricolor demitiu Renato Gaúcho após a eliminação no Campeonato Carioca e contratou Cristóvão Borges. O argentino Darío Conca, ídolo da torcida, e o ex-gordinho Walter, destaque do Goiás no ano passado, são as principais novidades.

Arte GE.Net

Botafogo e Flamengo tentam se recuperar da eliminação traumática na Libertadores; Flu não quer repetir campanha vexatória do ano passado

Gaúchos

Vice-campeão em 2013, o Grêmio não concentrará sua atenção nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Classificado às oitavas de final da Libertadores, o time treinado por Enderson Moreira deve priorizar a competição sul-americana, que conquistou pela última vez há quase 20 anos. Para voltar a ser campeão brasileiro – o que não acontece desde 1996 -, os gremistas mantiveram a base do ano passado e se reforçaram com o experiente Edinho e os jovens Dudu e Luan – o último, prata da casa.

Motivado pela conquista do título gaúcho sobre o arquirrival, o Internacional confia no currículo vencedor de Abel Braga para brigar pelo título brasileiro. Campeão da Libertadores e do Mundial pelo Colorado, o treinador retornou ao Beira-Rio disposto a atender as expectativas que cercam a equipe em todo início de ano. Reformulado, o elenco reforçado por Dida e Wellington Paulista ainda tem o argentino D’Alessandro como referência.

Arte GE.Net

Enquanto o Internacional aposta na experiência de Dida, Grêmio deposita as fichas na juventude de Luan

Mineiros

Outro remanescente brasileiro na Libertadores, o Atlético-MG tenta renovar o título sul-americano para tentar voltar ao Mundial. A exemplo do que ocorreu no ano passado, quando foi apenas o oitavo colocado no Campeonato Brasileiro, o Galo deve concentrar seus esforços na competição internacional à medida que for avançando. Sem grandes novidades, a principal contratação do Galo foi o zagueiro argentino Otamendi, que estará disponível apenas nas primeiras rodadas do Nacional, pois seu contrato termina na metade do ano.

Detentor do título nacional, o Cruzeiro também começará a disputa do Brasileirão focado na Libertadores. Campeão com larga vantagem em 2013 – 11 pontos sobre o segundo colocado -, o time celeste manteve a vitoriosa base comandada por Marcelo Oliveira e ainda trouxe reforços. O lateral esquerdo paraguaio Samudio, os meio-campistas Willian Farias e Marlone e o centroavante Marcelo Moreno foram contratados.

Arte GE.Net

Ainda com a cabeça na Libertadores, os mineiros apostaram na manutenção de suas bases vencedoras

 

ICFUT – COPA DO BRASIL 2014

Primeira Fase

1ª RODADA
12/03 – 19h30 Vilhena-RO 0 x 1 Palmeiras-SP
12/03 – 20h30 Tombense-MG 1 x 1 Treze-PB
12/03 – 20h30 Desportiva-ES 1 x 0 ABC-RN
12/03 – 20h30 Interporto-TO 2 x 2 Sampaio Corrêa-MA
12/03 – 20h30 São Luiz-RS 2 x 2 Nacional-AM
12/03 – 20h30 Sergipe-SE 1 x 0 Náutico-PE
12/03 – 20h30 Goianésia-GO 2 x 2 Grêmio Barueri-SP
12/03 – 20h30 Flamengo-PI 0 x 1 Atlético-GO
12/03 – 20h30 Juazeiro-BA 0 x 2 Tupi-MG
12/03 – 21h30 Náutico-RR 1 x 4 Ponte Preta-SP
12/03 – 22h00 CSA-AL 0 x 1 São Paulo-SP
12/03 – 22h00 Remo-PA 1 x 6 Internacional-RS
13/03 – 21h30 Rondonópolis-MT 2 x 2 CRB-AL
13/03 – 21h50 CENE-MS 2 x 2 Coritiba-PR
19/03 – 19h30 J. Malucelli-PR 1 x 1 Vitória-BA
19/03 – 19h30 Londrina-PR 2 x 0 Criciúma-SC
19/03 – 22h00 Bahia de Feira-BA 0 x 2 Corinthians-SP
19/03 – 22h00 Villa Nova-MG 1 x 1 Bahia-BA
20/03 – 19h30 São Bernardo-SP x Paraná-PR
20/03 – 21h50 Horizonte-CE x Fluminense-RJ
02/04 – 19h30 Potiguar-M-RN x Portuguesa-SP
02/04 – 20h30 Boavista-RJ x América-RN
02/04 – 20h30 Maranhão-MA x Paysandu-PA
02/04 – 20h30 Parnahyba-PI x Ceará-CE
02/04 – 20h30 Santos-AP x América-MG
02/04 – 20h30 Caldense-MG x Duque de Caxias-RJ
02/04 – 20h30 Paragominas-PA x ASA-AL
02/04 – 20h30 Lajeadense-RS x Bragantino-SP
02/04 – 20h30 Botafogo-PB x Goiás-GO
02/04 – 20h30 Santa Rita-AL x Guarani-SP
02/04 – 20h30 Barbalha-CE x Cuiabá-MT
02/04 – 21h30 Princesa do Solimões-AM x Brasiliense-DF
02/04 – 21h30 Plácido de Castro-AC x Figueirense-SC
02/04 – 22h00 Mixto-MT x Santos-SP
02/04 – 22h00 Brasília-DF x Sport-PE
03/04 – 19h30 Lagarto-SE x Santa Cruz-PE
03/04 – 21h50 Resende-RJ x Vasco da Gama-RJ
10/04 – 19h30 Novo Hamburgo-RS x Joinville-SC

ICFUT – ESTADUAIS 2014

oficial

LINK PARA O PROGRAMA ICFUT – CLIQUE AQUI !

BAIANO

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Grupo 2
Vitória 19 7 6 1 0 18 6 12 90,5
Vitória da Conquista 12 7 3 3 1 18 10 8 57,1
Galícia 11 7 3 2 2 9 6 3 52,4
Jacuipense 7 7 2 1 4 11 10 1 33,3
Grupo 3
Bahia 14 7 4 2 1 11 8 3 66,7
Juazeirense 5 7 1 2 4 10 13 -3 23,8
Catuense 5 7 1 2 4 5 15 -10 23,8
Serrano 4 7 1 1 5 6 20 -14 19,0
7ª RODADA
15/03 – 16h00 Vitória 3 x 2 Juazeirense
16/03 – 15h00 Galícia 3 x 0 Catuense
16/03 – 16h00 Vitória da Conquista 2 x 3 Bahia
16/03 – 17h00 Jacuipense 5 x 0 Serrano

CATARINENSE

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Criciúma 7 4 2 1 1 5 2 3 58,3
Joinville 6 4 1 3 0 3 2 1 50,0
Figueirense 5 4 1 2 1 5 4 1 41,7
Metropolitano 2 4 0 2 2 1 6 -5 16,7

QUADRANGULAR FINAL

4ª RODADA
16/03 – 16h00 Metropolitano 0 x 4 Criciúma
16/03 – 18h30 Figueirense 1 x 2 Joinville

PARANAENSE

Quartas de final

1ª RODADA
15/03 – 16h00 Prudentópolis 3 x 4 Maringá
15/03 – 18h30 J. Malucelli 1 x 2 Londrina
16/03 – 16h00 Rio Branco 0 x 2 Coritiba
16/03 – 18h30 Atlético 1 x 2 Paraná

GAÚCHO

CLASSIFICADOS

Grupo A
Internacional 38 15 12 2 1 28 9 19 84,4
Brasil 29 15 8 5 2 18 6 12 64,4
Veranópolis 22 15 5 7 3 16 13 3 48,9
Juventude 20 15 5 5 5 16 16 0 44,4
Grupo B
Grêmio 29 15 8 5 2 28 13 15 64,4
Caxias 27 15 8 3 4 23 16 7 60,0
Novo Hamburgo 20 15 6 2 7 16 18 -2 44,4
Cruzeiro 19 15 4 7 4 17 22 -5 42,2
15ª RODADA
16/03 – 16h00 Lajeadense 0 x 1 Internacional
16/03 – 16h00 Passo Fundo 3 x 1 São Paulo
16/03 – 16h00 Brasil 1 x 0 Veranópolis
16/03 – 16h00 Grêmio 3 x 0 Pelotas
16/03 – 16h00 Caxias 2 x 1 Novo Hamburgo
16/03 – 16h00 Esportivo 1 x 0 São José
16/03 – 16h00 Cruzeiro 2 x 2 São Luiz
16/03 – 16h00 Aimoré 1 x 1 Juventude

MINEIRO

CLASSIFICADOS

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Cruzeiro 29 11 9 2 0 24 4 20 87,9
Atlético 23 11 7 2 2 20 8 12 69,7
América 18 11 5 3 3 14 12 2 54,5
Boa Esporte 16 11 5 1 5 12 14 -2 48,5
11ª RODADA
12/02 – 19h30 América 1 x 0 URT
25/02 – 20h00 Minas 2 x 1 Caldense
16/03 – 16h00 Tupi 1 x 2 Guarani
16/03 – 16h00 Atlético 3 x 0 Boa Esporte
16/03 – 16h00 Villa Nova 3 x 1 Nacional
16/03 – 16h00 Tombense 0 x 3 Cruzeiro

PERNAMBUCANO

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Náutico 14 7 4 2 1 12 6 6 66,7
Sport 13 7 4 1 2 14 5 9 61,9
Santa Cruz 11 7 3 2 2 16 7 9 52,4
Salgueiro 11 7 3 2 2 7 14 -7 52,4
Central 6 7 1 3 3 7 11 -4 28,6
Porto 3 7 1 0 6 4 17 -13 14,3
7ª RODADA
15/03 – 19h30 Santa Cruz 4 x 0 Porto
16/03 – 16h00 Salgueiro 2 x 1 Sport
16/03 – 16h00 Náutico 2 x 1 Central

GOIANO

14ª RODADA
16/03 – 16h00 Aparecidense 2 x 0 Vila Nova
16/03 – 16h00 Trindade 1 x 5 Anápolis
16/03 – 16h00 Grêmio Anápolis 1 x 0 Anapolina
16/03 – 16h00 Atlético 2 x 0 Crac

Por Cleber Aguiar – Vitória vence Juazeirense pelo Baianão 2014.

VITÓRIA 3 x 2 JUAZEIRENSE
CAMPEONATO BAIANO
Sábado, 15 /03 – 16h – Estádio Roberto Santos, Salvador (BA)
Quartas-de-final – Jogo de Volta – Grupo 2
VITÓRIA: Wilson; Ayrton (Nino) Jonathan Ferrari, Matheus Salustiano e Juan (Mansur); Marcelo, José Welison, Felipe (William Henrique) e Cáceres; Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco
JUAZEIRENSE: Vinícius; Joãozinho, Edy, Rodrigo e Adriano Chuva; Waguinho, Naldo, Jacson (Nen) e Thiago Laranjeira; Júnior e Bruno Matos (Sylvestre)
Técnico: Quintino Barbosa
ÁRBITRO: Rafael Luís de Almeida Santos, assistido por Adson Marcio Matos Leal e Jucimar dos Santos Dias
GOLS: Dinei aos 26min do 1º tempo; Felipe aos 4min, Júnior (JUA) aos 5min e 29min, e Marquinhos aos 21min do 2º tempo
CARTÃO AMARELO: Juan (VIT), Rodrigo (JUA)

Por Cleber Aguiar – De volta da Série B, Atlético-PR, Goiás e Vitória surpreendem na elite

Fonte: Folha Online

ELIANO JORGE
LUIZ COSENZO

Desde que o Campeonato Brasileiro adotou a fórmula de pontos corridos, em 2003, ficou evidente a dificuldade de permanecerem na elite os clubes que haviam jogado a Série B na temporada anterior. É comum que um deles seja rebaixado logo ou na edição seguinte.

Em 2013, porém, só o vice-lanterna Criciúma luta contra o descenso. Os outros três brigam por vaga na Libertadores.

Atlético Paranaense, Goiás e Vitória ocupam, nesta ordem, a quarta, a quinta e a sexta posições. Nunca tantos times oriundos da segunda divisão estiveram tão bem.

Atleticanos e alviverdes disputam a semifinal da Copa do Brasil, respectivamente, contra Grêmio e Flamengo.

  Divulgação-7.out.2013/Atlético Paranaense  
Lance do jogo entre Goiás e Atlético Paranaense, em Goiânia
Lance do jogo entre Goiás e Atlético Paranaense, em Goiânia, pelo Brasileiro

“Os três clubes possuem boa estrutura física, com centro de treinamento, revelam jogadores das categorias de base e conseguiram montar elencos qualificados, mesmo sem ter a arrecadação de clubes como Corinthians, Flamengo e São Paulo. As comissões técnicas souberam aproveitar essas condições favoráveis”, afirmou à Folha o técnico do Vitória, Ney Franco.

Corintianos e flamenguistas embolsam mais de R$ 100 milhões, cada um, somente com direitos de transmissão do Nacional, enquanto Atlético-PR, Goiás e Vitória, que também estavam entre os 20 integrantes do Clube dos 13, não superam o patamar de R$ 35 milhões.

O Criciúma, que não fazia parte do grupo, recebe aproximadamente a metade desse valor em 2013. No ano passado, sua fatia era de R$ 1,8 milhão.

Ao contrário de anos anteriores, quando as cotas de TV eram reduzidas em 50% e até 25% no caso de equipes que eram rebaixadas, os membros do C13 passaram a receber a verba integral a partir do contrato assinado em 2011, mesmo fora da Série A.

Ou seja, tinham dinheiro suficiente para montar equipes fortes na segunda divisão. Atlético-PR, Goiás e Vitória fizeram isso.

Ao contrário do Criciúma, que reformulou seu elenco para esta temporada, o trio manteve seus times, pois já tinham na Série B jogadores com currículo de primeira divisão.

Julia Chequer-5.jul.2013/Folhapress
O técnico do Vitória, Ney Franco
O técnico do Vitória, Ney Franco

O Vitória começou o Brasileiro de 2013 com sete titulares remanescentes do ano anterior. Um dos jogadores que saíram foi William, atual vice-artilheiro da elite pela Ponte Preta.

“O elenco é qualificado, aplicado taticamente, e tem boas opções para cada posição”, avaliou Ney Franco, que está há 14 rodadas no campeão baiano.

O Goiás perdeu apenas dois titulares: o lateral esquerdo Egídio e o meia-atacante Ricardo Goulart, que agora atuam no líder Cruzeiro.

“Quando montamos o time para a Série B, buscamos um perfil de Série A. Foi fundamental para, após conquistar o acesso, já ter uma base. Mas procuramos peças para qualificar o grupo e tentamos não perder atletas”, disse o treinador Enderson Moreira, do bicampeão goiano.

“Além disso, a gente tem jogado no mesmo sistema [tático] há quase dois anos, e os jogadores entendem muito bem, têm total noção sobre isso”, acrescentou.

Os atleticanos também só reforçaram sua espinhal dorsal. E optaram por uma preparação inusitada. Enquanto uma equipe sub-23 disputava o Estadual, o time principal excursionava no exterior e teve uma pré-temporada de quase três meses.

“A campanha não é surpreendente, nossa preparação no início do ano ajudou muito. Foi preponderante para ter uma arrancada boa. A equipe se poupou para não jogar entre 60 e 70 partidas no ano. Nosso planejamento foi feito para não estarmos fatigados e não termos problemas de lesão neste segundo turno”, disse o gerente de futebol Antonio Lopes.

O treinador Vagner Mancini, que estreou na oitava rodada, admitiu que inicialmente a prioridade era sair da zona de rebaixamento.

“Houve um encaixe muito grande. Os jogadores abraçaram nosso discurso. Começamos a jogar com uma postura diferente, com mais marcação e jogando em velocidade. Subimos de produção e tivemos uma sequência de vitória”, contou.

Campeões em 2001, os rubro-negros do Paraná embalaram com duas séries de quatro vitórias.

HISTÓRIA

Em quase todos os Campeonatos Brasileiros por pontos corridos, um clube oriundo da segunda divisão caiu na sua reaparição no escalão de cima.

O Fortaleza retornou à Série A em 2003 e ruiu novamente. O Criciúma foi 14º, mas não resistiu no ano seguinte.

O Palmeiras ficou na quarta posição em 2004. O Botafogo salvou-se na derradeira partida, a um ponto do rebaixamento.

Em 2005, coube ao Brasiliense a lanterna. O Fortaleza terminou como 13º, mas desabou na temporada posterior.

O Grêmio foi terceiro em 2006. O Santa Cruz, último.

Assim como o América-RN em 2007. De volta, Náutico e Sport foram rebaixados no Brasileiro seguinte. O Atlético-MG ocupou o oitavo lugar.

Em 2008, Ipatinga e Portuguesa ficaram nas últimas posições. O Vitória foi décimo. O Coritiba, nono, mas acabou degolado na outra temporada.

Antepenúltimo, o Santo André caiu em 2009. O Barueri, 11º, não escapou da degola no campeonato seguinte. O Corinthians foi 10º. O Avaí, sexto.

Em 2010, o Guarani foi outro a ter vida breve na elite e desceu mais uma vez. O Atlético Goianiense evitou a queda na última rodada, mas caiu no ano posterior, junto com o Ceará, 12º. O Vasco penou, mas alojou-se na 11ª colocação.

O América-MG amargou a vice-lanterna de 2011. O Bahia correu risco até o penúltimo jogo e continuou lutando contra o descenso nas temporadas seguintes. O Coritiba foi oitavo. O Figueirense, sétimo.

Em 2012, o Sport desceu de novo. O Náutico ficou no 12º posto, mas está caindo na atual edição. Portuguesa, 16ª, e Ponte Preta, 14ª, escaparam daquela vez, mas agora lutam para não regressar à Série B.

  Junior Lago-8.set.2013/UOL  
O volante Elicarlos, do quase rebaixado Náutico, dá bicicleta no Pacaembu
O volante Elicarlos, do quase rebaixado Náutico, dá bicicleta no Pacaembu