ICFUT – Estiloso, Gareca se apresenta ao Palmeiras e nega aversão por verde

Fonte: gazetaesportiva

Ricardo Gareca mostrou, mais uma vez, que tem estilo. Depois de chegar bem vestido ao Brasil na última quarta-feira, o treinador argentino ousou na escolha da roupa em sua apresentação oficial. Na manhã desta sexta-feira, o novo comandante do Palmeiras concedeu entrevista coletiva com um suéter rosa e negou os rumores de que teria aversão pela cor verde.

“É falso, senão eu não teria vindo ao Palmeiras, isso é falso”, afirmou o treinador ao ser questionado sobre uma de suas possíveis superstições. Para causar boa impressão, o argentino colocou a camisa do Verdão colada ao corpo quando posou para os fotógrafos, mas evitou vestir o presente do presidente Paulo Nobre, que tinha o número nove estampado nas costas.

Com bom humor, o treinador foi bastante atencioso com os jornalistas, tentou falar de forma pausada para que fosse bem compreendido, e, em alguns momentos que não entendeuportuguês, pediu para os repórteres falarem mais devagar. Ao confirmar que vai assumir o comando do Palmeiras apenas depois da Copa, Ricardo Gareca também evitou pedir tempo de adaptação.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Elegante, argentino Ricardo Gareca chega ao Palmeiras após passagem de sucesso pelo Velez Sarsfield

“Não será preciso de nenhum tempo de adaptação, só foi conversado com o presidente e com a direção para que fosse possível observar os últimos jogos. Isso será importante para mim e para a minha comissão técnica. Quando eu voltar de férias, já vou saber de tudo que preciso no Palmeiras”, completou o comandante que contará com o trabalho do auxiliar Sergio Santín e do preparador físico Néstor Bonillo.

Com contrato até 2015, o treinador de 56 anos chega depois de um bom trabalho pelo Vélez Sarsfield. Lá, foi tricampeão argentino (Clausura 2009 e 2011 e Apertura 2012) e venceu a Super Final 2012/13 (disputa entre o campeão do Apertura e o vencedor do Clausura) contra o Newell’s Old Boys. Seu currículo ainda tem a Copa Conmebol de 1999 pelo Talleres e o Peruano (Apertura) de 2008 pelo Universitário.

ICFUT – Muricy supera Telê e diz: ‘Ele deve estar orgulhoso. Fez um bom técnico’

Fonte: lancenet

Atual comandante chegou a 412 jogos pelo São Paulo e ultrapassou o ‘mestre’. Técnico do Tricolor relembrou os ensinamentos do seu ex-treinador, morto em 2006, e enalteceu o feito

São Paulo x CRB-AL (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)
Muricy em ação na partida contra o CRB (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Muricy Ramalho está na história do São Paulo. Nesta quarta-feira, na vitória por 3 a 0 sobre o CRB-AL, no duelo de volta da segunda fase da Copa do Brasil, ele completou 412 jogos dirigindo o Tricolor e tornou-se o terceiro treinador que mais vezes comandou o time. O técnico superou ninguém menos do que Telê Santana e se emocionou ao relembrar do "mestre".

O técnico do São Paulo lembrou que foi preparado pelo clube para suceder Telê, em meados da década de 1990, e disse que o ex-técnico, morto em 2006, deve estar feliz agora.

– Se o Telê está lá vendo essa entrevista, com certeza deve estar orgulhoso e contente. Porque ele pensava em fazer o projeto da diretoria, de formar um treinador, e acho que deu certo. Acho que ele ensinou bem, me ensinou bastante coisa e estou dando a resposta. Não é fácil ter essa marca em time grande – declarou Muricy, emocionado.

– É um orgulho e volto a repetir: o Telê e a família dele devem estar felizes. Acho que ele fez um bom técnico – completou o treinador.

Com 54 anos de idade, Muricy tem agora apenas Poy (422 jogos) e Feola (532) à frente como treinadores que mais defenderam o São Paulo. Ele tem contrato com o clube até o fim de 2015, com tempo para superá-los, mas voltou a lembrar de Telê ao falar do futuro de sua carreira.

– A gente sabe que também tem o lado ruim, que vi muito de perto. Isso aqui é muito pesado e desgastante, é 24 hora de estresse. Aprendi com ele (Telê) que vou diminuir o tempo de carreira, pois é perigoso – declarou o técnico.

Telê Santana foi o treinador mais celebrado da história do São Paulo e dirigiu o time na época de ouro dos títulos da Libertadores e Mundial em 1992 e 1993. Em 1996, ele sofreu uma isquemia cerebral e precisou se afastar do futebol, para o qual nunca mais voltou. Foi sucedido por Muricy, que na época já era seu auxiliar e substituto imediato quando o "mestre" tirava férias. Telê faleceu em 2006, com um quadro de diabetes avançado.

Por Cleber Aguiar – Lista dos melhores treinadores !

Fonte: Futebolinterior.com.br

IFFHS divulga lista de melhores técnicos do mundo. Felipão é o sexto!

Ricardo Gomes, Dunga e Jair Picerni também estão na lista de melhores

Campinas, SP, 20 (AFI) – A Federação de História e Estatísticas de Futebol (IFFHS), divulgou nesta quarta-feira uma lista com os melhores técnicos desta década, a primeira do século XXI. O único brasileiro a figurar é Luiz Felipe Scolari, na sexta colocação.

A lista é liderada por Arsene Wenger, que comanda o Arsenal, e é natural da França. Ele está seguido por Alex Ferguson, do Manchester United, José Mourinho, atual Real Madrid, e Guus Hiddink, que atualmente dirige a Seleção da Turquia. A lista ainda tem o brasileiro Carlos Alberto Parreira, na 14ª colocação, e o ex-técnico da Seleção Brasileira, Dunga, que está em vigésimo. Zico aparece em 35° e Muricy Ramalho em 40°.

Confira a lista dos técnicos e os principais brasileiros:
Posição – Nome – País – Colocação

1º – Arsène Wenger – França – 142
2º – Alexander Ferguson – Escócia – 133
3º – José Mourinho – Portugal – 115
4º – Guus Hiddink – Holanda – 112
5º – Fabio Capello – Itália – 106
6º – Luiz Felipe Scolari – Brasil – 101
7º – Rafael Benítez – Espanha – 97
8º – Carlo Ancelotti – Itália – 92
9º – Marcello Lippi – Itália – 88
10º – Marcelo Bielsa – Argentina – 86
11º – Franklin Rijkaard – Holanda – 80
12º – Sven-Göran Erikisson – Suécia – 79
13º – Karel Brückner – República Tcheca – 76
14º – Carlos Alberto Parreira – Brasil – 65
14º – Vicente Del Bosque – Espanha – 65
16º – Otto Rehhagel – Alemanha – 61
17º – Ottmar Hitzfeld – Alemanha – 58
18º – Carlos Bianchi – Argentina – 53
19º – Dunga – Brasil – 50
19º – Gerard Houllier – França – 50
35º – Zico – Brasil – 29
40º – Muricy Ramalho – Brasil – 27
45º – Vanderlei Luxemburgo – Brasil – 24
60º – Jorvan Vieira – Brasil – 18
74º – Abel Braga – Brasil – 15
78º – Paulo Autuori – Brasil – 14
94º – Emerson Leão – Brasil – 11
94º – Jair Picerni – Brasil – 11
101º – Tite – Brasil – 10
108º – Alexandre Borges Guimarães – Brasil/CostaRica – 9
122º – Joel Santana – Brasil – 6
145º – Ricardo Gomes – Brasil – 3

Opinião Cleber Aguiar ICFUTEntão cadê o Dorival Junior ex-Santos e o Mano Menezes da seleção ?

Outra coisa, Rogério Ceni também faltou nessa lista você não acha ROGERINHO ?