Por ICFUT – Brasil derrota Argentina e leva título sul-americano sub-17 pela 10ª vez

Com direito a golaço do vascaíno Guilherme, Seleção faz bela partida e conquista o caneco no Equador mais uma vez diante dos hermanos

Fonte – GLOBOESPORTE.COM Quito, Equador

Em sua melhor exibição no Sul-Americano sub-17, a Seleção Brasileira derrotou a arquirrival Argentina por 3 a 2, neste sábado, e assegurou o título da competição realizada no Equador pela décima vez na história. Os gols do triunfo no estádio Casablanca, em Quito, que ratificaram a freguesia dos hermanos diante do Brasil no torneio (com apenas duas conquistas, eles já haviam sido superados em outras cinco oportunidades pela equipe canarinho), foram anotados por Léo, Matheus e Guilherme, este último uma verdadeira pintura.

O resultado deixou o Brasil com 13 pontos no hexagonal final do torneio, quatro à frente do vice-campeão Uruguai e a seis dos hermanos. Além do caneco, o quarto conscutivo, e de solidificar sua hegemonia no continente, a equipe canarinho também está garantida no Mundial da categoria, que será realizado no México, em junho.

Comemoração da seleção sub 17 contra a Argentina (Foto: AFP)Brasil comemora vitória e título. E tudo isso diante da arquirrival Argentina

Para ser campeã, a Argentina entrou em campo precisando vencer o Brasil por 2 a 0 para tirar a diferença no saldo de gols e se sagrar campeã. Mas, apesar da vantagem de poder perder por até um gol de diferença, o Brasil começou pressionando, atacando em bloco e com apoio dos laterais. Aos quatro, o atacante Léo, que defende o Cruzeiro, fez bela jogada individual e tocou na medida para o meia-atacante Lucas Piazón. Já negociado com o Chelsea, o são-paulino chutou por cima do gol.

Os dez títulos do Brasil no Sul-Americano sub-17: 1988 1991, 1995, 1997, 1999, 2001, 2005, 2007, 2009 e 2011

Dois minutos depois, o vascaíno Guilherme tabelou com Adryan, atleta do Flamengo, e obrigou o goleiro Sequeira fazer grande defesa. O arqueiro dos hermanos voltou a trabalhar aos 12. Lucas Piazón recebeu do lado direito, cortou para o meio e chutou rasteiro no canto. Sequeira se esticou todo e espalmou a bola que ainda bateu na trave. Na sequência, Léo chutou cruzado e, por pouco, Marlon Bica, volante do Inter-RS, não marcou de carrinho.

Aos 20, a primeira chegada com perigo da Argentina. Após lançamento da defesa, Lucas Pugh recebeu sozinho na intermediária canarinho, penetrou na área, mas demorou na hora do arremate permitindo o corte do lateral Wallace, do Fluminense.

O lance despertou o rival que, aos 22, quase abriu o placar com um forte chute de Carreras de fora da área. Bem colocado, o goleiro Charles, do Cruzeiro, espalmou para escanteio.

Chuva de gols

As jogadas argentinas não causaram desespero no Brasil que, já debaixo de chuva, abriu o placar aos 28. Após passe de Lucas, Adryan recebeu na ponta esquerda e cruzou na medida para Léo, de cabeça, colocar no fundo das redes .

Pouco tempo depois, em um dos principais defeitos da Seleção Brasileira sub-17, a bola aérea, a Argentina igualou aos 31 com o capitão Baez subindo mais alto que a defesa canarinho e conferindo um escanteio cobrado pela direita.

No entanto, em uma resposta imediata no minuto seguinte, Guilherme recebeu na área, matou no peito e, de voleio, encobriu Sequeira colocando novamente o Brasil em vantagem.

Antes do término do primeiro tempo, Léo driblou dois marcadores, entre eles o goleiro adversário, e chutou. Para o azar do cruzeirense, a zaga argentina salvou em cima da linha e evitou um outro golaço aos 45.

Mudanças

Para a segunda etapa, o técnico Emerson Ávila, colocou o volante Hernani, do Atlético-PR, na vaga de Wallace, que havia recebido amarelo na etapa inicial. Com a mudança, o gremista Misael se deslocou para a lateral direita.

A substituição não atrapalhou o desempenho do Brasil, que seguiu controlando a partida sem sofrer muitos sustos. Aos 26, Léo quase ampliou após bela jogada do lateral Emerson, do Santos. No lance, o atacante, artilheiro da equipe na competição com quatro gols, sentiu um problema no joelho esquerdo e deu vaga a Pedro Paulo que, assim como Léo, defende a Raposa.

Zagueiro brasuca marca, mas vacila

Sem o goleador, o zagueiro Matheus, do Grêmio, fez as vezes de artilheiro e, aos 32, conferiu de cabeça um cruzamento da esquerda de Adryan para fazer terceiro (vídeo ao lado). No entanto, aos 26, o defensor cochilou atrás e permitiu que Andrada voltasse a deixar o placar apertado a favor do Brasil.

Nos minutos seguintes, a Argentina pressionou, mas os garotos do Brasil mostraram ter sangue de veteranos, garantiram o triunfo e celebraram o título no vazio, porém caloroso, estádio Casablanca. Sob os versos de “Sou Brasileiro, com muito orgulho e muito amor”, o capitão Marquinhos ergueu o troféu e fez a festa.

O técnico Emerson Ávila levou a campo a seguinte escalação neste sábado: Charles (Cruzeiro), Wallace (Fluminense), Matheus (Grêmio), Marquinhos (Corinthians) e Emerson (Santos); Marlon Bica (Inter-RS), Misael (Grêmio), Guilherme (Vasco), Adryan (Flamengo) e Lucas Piazon (São Paulo / Chelsea); Léo (Cruzeiro).

A CAMPANHA DO BRASIL
Primeira fase
Brasil 4 x 3 Venezuela
Brasil 2 x 1 Chile
Brasil 1 x 2 Paraguai
Brasil 5 x 1 Colômbia
Hexagonal final
Brasil 0 x 0 Uruguai
Brasil 1 x 0 Colômbia
Brasil 3 x 2 Equador
Brasil 3 x 1 Paraguai
Brasil 2 x 1 Argentina

ICFUT – Dona de boate investe em revelação da seleção sub-17

Fonte: Folha.com

O ambiente de seu escritório não se parece com o de agentes de futebol. Não há camisas de clubes enquadradas e fotos de jogadores penduradas, mas chama a atenção o trânsito de garotas voluptuosas e seminuas.

Mesmo assim, a empresária já possui entre seus agenciados no futebol um jogador de seleção, Misael, volante do Grêmio e do time que está no Sul-Americano sub-17.

Misael (dir.) chuta a bola na partida da seleção sub-17 contra o Uruguai

Misael (dir.) chuta a bola na partida da seleção sub-17 contra o Uruguai

Tia Carmen é dona de uma das boates mais conhecidas de Porto Alegre, o Carmen’s Club. E uma das mais excêntricas agentes de futebol.

Na casa noturna da qual é dona, Tia Carmen tem pelo menos 50 funcionárias, ou, como gosta de chamar, "sobrinhas". Já no futebol, seu cartel ainda é bem discreto.

"Eu já parei com isso [agenciar jogadores]. Já passei todos os atletas que tinha para outros empresários."

Sabe-se, porém, que ela tem (ou, pelo menos, já teve) atuação muito forte nos clubes de Porto Alegre, principalmente no lado tricolor da capital do Rio Grande do Sul.

"Ela trabalha como qualquer outro empresário de futebol. Ela tem um certo grau de instrução. É uma empresária, pensa em negócios", disse Jorge Andrade, gerente-executivo da base do Inter.

Andrade não sabe de nenhum atleta da base do clube que, atualmente, é agenciado pela Tia Carmen. Entretanto lembra que ela já agenciou Alex Pires, jogador que passou pelo Internacional entre 2009 e o ano passado.

No Grêmio, está o atleta mais promissor agenciado por Tia Carmen: Misael, 16.

"É ela quem trata dos meus negócios. Deixo tudo nas mãos dela. Confio muito nela", disse o volante na primeira conversa com a Folha.

Menos de uma semana depois do contato inicial, o jogador negou que a empresária do entretenimento permanece como sua agente.

Misael recebe os cuidados de Tia Carmen desde 2009, quando ela mesma o procurou para fechar contrato, sem nenhum intermediário. Já como empresária, deu uma casa e um carro para os pais do jovem jogador de futebol.

E arranjou até emprego para os pais de Misael. Mas, segundo o volante, eles pararam de trabalhar. "Sou eu quem sustento a família. Eles só cuidam de mim", disse.

Sobre ter passe livre no Carmen’s Club, Misael diz que não deseja tê-lo. Afirma ter namorada e diz querer se concentrar apenas no esporte. "Esses negócios aí não têm nada a ver com o meu futebol", declarou o volante.

Agentes de Porto Alegre criticam a atuação de Tia Carmen, não por ser uma empresária da noite, mas porque a consideram mais uma aventureira no mundo do futebol.

Para alívio deles, Tia Carmen diz que não pretende trabalhar mais com atletas. "Estou fora disso. Gastava muito meu tempo. Agora, se quiser saber da minha boate, podemos falar", disse ela.

ICFUT – Brasil se vinga do Paraguai e consolida liderança no sub-17

Fonte: gazetaesportiva.net

Brasil encerra sua participação no torneio com o clássico diante da Argentina

O Brasil venceu o Paraguai na noite desta quarta-feira o Paraguai por 3 a 1, e deixou bem encaminhado o título do Sul-americano sub-17, que está sendo disputado no Equador. O triunfo ainda teve sabor de vingança, já que a única derrota imposta aos garotos na primeira fase foi diante dos próprios paraguaios.

A seleção nacional saiu na frente aos 15 minutos da primeira etapa, quando o atacante Lucas Piazon rolou para Guilherme, que concluiu bela troca de passes do ataque canarinho e abriu o placar.

Os adversários empataram o duelo aos 30, aproveitando escanteio cobrado por Palacios e escorado por Mareco.

A vitória brasileira só foi construída na segunda etapa. Aos 10, Claudio Wink acertou chute forte de fora da área e contou com uma ajuda do goleiro para fazer o 2 a 1. Quem fechou o placar foi Lucas Piazon, que, aos 41, girou em cima da marcação e selou o triunfo.

Com o resultado, o selecionado nacional chegou a dez pontos, retomando a liderança que havia sido ocupada provisoriamente pelo Uruguai, que tem oito. Na última rodada, a equipe encara a eterna rival Argentina (sete pontos), enquanto a Celeste pega o quarto colocado Equador.

As vagas para o Mundial da categoria e para o Pan-americano de Guadalajara já foram definidas com a rodada desta quarta. Brasil, Uruguai, Argentina e Equador disputarão as competições. Colômbia e Paraguai ficam de fora.

ICFUT – Brasil joga bem, bate o Equador e lidera o Sul-Americano Sub-17

Fonte: terra.com.br

 . Foto: AP

Matheus comemora primeiro gol da vitória do Brasil sobre o Equador no Sub-17
Foto: AP

Após a sofrida vitória sobre a Colômbia, na última sexta-feira, o Brasil voltou a campo neste domingo e desta vez não encontrou tantas dificuldades para conseguir mais um resultado positivo no Sul-Americano Sub-17, disputado no Equador. Com um bom futebol, o time verde-amarelo bateu os anfitriões da competição por 3 a 1 em partida realizada no Estádio La Cocha, em Latacunga.

Com a vitória, o Brasil chegou aos sete pontos e assumiu a liderança do hexagonal. Com o mesmo número de pontos da Argentina, o time comandado por Émerson Ávila leva vantagem por ter um saldo de gols maior. O Equador é quarto colocado, com dois pontos conquistados até aqui.

Melhor no início do jogo, o Brasil abriu o placar com Matheus, aos 23min. Após falta cobrada por Adryan, o jogador apareceu em condição irregular e, na segunda trave, cabeceou para o fundo das redes.

O segundo gol da partida aconteceu apenas dois minutos após o primeiro. Misael fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Léo, sozinho na pequena área, completou para ampliar. Adryan, cobrando pênalti aos 8min do segundo tempo fez o terceiro. Já nos acréscimos, Cevallos bateu falta da entrada da área, acertou o canto esquerdo de Charles e descontou para os donos da casa.

Na próxima rodada, o Brasil encara o Paraguai, dia 6, às 22h10, em Quito. No mesmo dia, mas um pouco antes, às 20h, o Equador enfrenta a Argentina para se manter com esperanças na competição.

Confira os gols:

    ICFUT – Brasil e Uruguai empatam no Sul-Americano Sub-17

    Fonte: yahoo.com.br

    Brasil e Uruguai empataram por 0 a 0 no primeiro jogo das duas equipes pelo hexagonal final do Sul-Americano de futebol Sub-17, que é disputado no Equador.

    Em partida equilibrada, o Brasil terminou com dez homens, após a expulsão de Josue, aos 65 minutos, por jogo violento.

    Nos demais jogos da rodada, Argentina venceu Paraguai por 1 a 0 e Equador empatou com Colômbia por 0 a 0.

    Com os resultados, Argentina lidera o hexagonal final, com 3 pontos, seguida por Brasil, Colômbia, Equador e Uruguai, todos com uma unidade. Paraguai é o lanterna, sem pontuar.

    Na segunda rodada, Brasil joga com Colômbia, Argentina pega Uruguai e Equador enfrenta Paraguai.

    O torneio classifica quatro equipes para o Mundial Sub-17 e para os Jogos Pan-Americanos, ambos no México este ano.

    ICFUT – Brasil apaga no 2º tempo e perde a primeira no Sul-Americano Sub-17

    Fonte: globo.com

    Após duas vitórias por virada no torneio no Equador, garotada faz 1 a 0 sobre o Paraguai na etapa inicial, mas acaba derrotada por 2 a 1

    A Seleção Brasileira perdeu para o Paraguai por 2 a 1 neste sábado, em Ibarra (Equador), e conheceu sua primeira derrota no Sul-Americano Sub-17. Após vencer duas vezes de virada, a garotada começou na frente pela terceira rodada, mas "apagou" no segundo tempo e acabou sem a vaga antecipada no hexagonal final.

    O Brasil lidera o Grupo B com seis pontos, seguido por Colômbia (quatro), Chile (quatro), Paraguai (três) e Venezuela (zero). Uma vitória garantia ao time do técnico Emerson Ávila a classificação faltando uma rodada para o final da primeira fase.

    O próximo jogo da Seleção é com os colombianos, sexta-feira. Na terça, quando o Brasil folga, a Colômbia pega os venezuelanos e podem passar a garotada brasileira na tabela. No mesmo dia, Paraguai e Chile também se enfrentam.

    A Seleção saiu na frente com um gol do atacante Lucas Piazon, que já está negociado pelo São Paulo com o Chelsea por € 7,5 milhões (R$ 17,7 milhões). Aos 31 minutos do primeiro tempo, o "novo Kaká" chutou forte cruzado, a bola entrou e furou a rede.

    O lance gerou uma pequena confusão. Alguém da arquibancada gritou para a comissão técnica do Paraguai que a bola não teria entrado. Os paraguaios passaram a reclamar bastante com o trio de arbitragem, tentando convencer o juiz de que o gol não teria sido legal.

    Após o gol de Piazon, a melhor chance da Seleção foi uma cobrança de falta de Hernani aos 38 minutos do primeiro tempo que acertou a trave do goleiro Alejandro Bogado. No segundo tempo, o Paraguai reclamou de um pênalti não dado do goleiro Charles em Caballero, aos sete minutos.

    Os paraguaios passaram a dominar a etapa final e aproveitaram falhas da defesa brasileira para conseguir a virada. Aos 32, Caballero recebeu um belo lançamento entre a defesa, ficou sozinho cara a cara com Charles e chutou. O goleiro defendeu, mas o retobte sobrou para Giménez, que dominou na pequena área e entrou com bola e tudo: 1 a 1.

    A virada saiu quatro minutos depois. Após cobrança de escanteio, a defesa do Brasil não subiu, Caballero subiu bem e marcou de cabeça, garantindo a vitória de 2 a 1 dos paraguaios, que haviam perdido na estreia por 3 a 1 para a Colômbia (o Paraguai só tem dois jogos no torneio até agora).

    Antes de perder para o Paraguai, o time de Emerson Ávila havia sofrido para vencer os dois primeiros jogos do Sul-Americano. Na estreia, a Seleção bateu a Venezuela por 4 a 3 com dificuldades, depois de levar 2 a 0 no placar. A segunda vitória também veio de virada: 2 a 1 sobre o Chile, com um belo gol de falta do camisa 10 Adryan, meia do Flamengo.

    Neste sábado, o técnico escalou a equipe titular com Charles, Wallace, Josué, Marquinhos e Emerson; Rodrigo, Marlon Bica, Hernani e Adryan; Lucas Piazon e Pedro Paulo.

     brasil x paraguai   (Foto: Divulgação/CBF)Adryan jogou bem no primeiro tempo, mas caiu de produção na etapa final  (Foto: Divulgação/CBF)

    ICFUT – Brasil toma susto, mas vira sobre Venezuela na estreia no Sub-17

    Fonte: terra.com.br

    A Seleção Brasileira estreou suando muito para superar a surpreendente Venezuela, por 4 a 3, na estreia do Sul-Americano Sub-17, no Equador, neste domingo. A equipe verde e amarela saiu perdendo por 2 a 0, com apenas sete minutos de jogo e, por duas vezes, teve que ir atrás do prejuízo.

    O destaque da equipe verde e amarela foi o atacante Adryan, revelação do Flamengo no título da Copa São Paulo. O seu companheiro de ataque, Pedro Paulo, também teve boa atuação, marcando dois tentos na partida.

    A Seleção Sub-17 volta a campo pelo Sul-Americano na quarta-feira contra o Chile, às 16h (de Brasília), no mesmo Estádio Municipal de Ibarra.

    O jogo

    A Venezuela surpreendeu a Seleção Brasileira logo aos 4min do primeiro tempo. Em escanteio cobrado da direita, Arteaga subiu mais que o marcador e cabeceou para o fundo das redes.

    Mostrando um problema grave no setor defensivo, a Seleção Brasileira viu sua situação complicar três minutos depois, em uma falha do goleiro Uilson. Em bola levantada no ataque, o arqueiro saiu mal e deixou a meta vazia. García cruzou para Arteaga cabecear para o gol vazio.

    O time brasileiro mostrou rápida recuperação. Aos 11min, Pedro Paulo foi lançado em profundidade, saiu bem atrás, mas ganhou na velocidade do zagueiro, driblou o goleiro e chutou para diminuir o placar.

    Em um jogo movimentado, a Seleção conseguiu o empate quatro minutos mais tarde. Wallace avançou pela direita, invadiu a área e cruzou. Adryan apareceu na segunda trave e completou para o fundo das redes.

    A reação brasileira, porém, foi novamente prejudicada pelos problemas em sua defesa. Aos 33min, Peraza cobrou escanteio da direita, Guevara escorou de cabeça e González desviou para o gol, deixando os venezuelanos novamente em vantagem no marcador.

    Atrás no placar, a Seleção Brasileira começou mal o segundo tempo, sem grandes chances de gol. Porém, aos 26min, a equipe verde e amarela conseguiu o empate. Adryan cruzou da direita, Lucas Piazon, apontado como o novo Kaká, apareceu sozinho e cabeceou para empatar a partida.

    Assim como aconteceu durante toda a partida, a virada do Brasil veio de forma bem rápida. Aos 30min, Andrigo bateu escanteio da direita, Marquinhos foi travado na hora do chute e a bola sobrou para Pedro Paulo. O atacante finalizou no canto direito e garantiu a vitória verde e amarela.

    ICFUT – Visando ao Sul-Americano, sub-17 do Brasil é goleado em amistoso

    Fonte: gazetaesportiva.net

    A seleção brasileira sub-17 não foi bem no jogo-treino deste sábado, preparatório para o Sul-americano da categoria, que será realizado entre os dias 12 de março e 9 de abril, no Equador.  Os comandados do técnico Emerson Ávila foram goleados pelos juniores (sub-20) do Botafogo por 4 a 1.

    A partida foi disputada na Granja Comary, em Teresópolis, onde os jovens verde-amarelos estão concentrados desde a última terça-feira. O tento brasileiro foi anotado pelo lateral direito do Internacional, Cláudio Winck, sobrinho de Luis Carlos Winck, ídolo colorado nos anos 80.

    Os próximos testes da seleção será contra os aspirantes do Vasco, na quarta-feira, e do Fluminense, no sábado. Os dois duelos serão disputados às 9h (de Brasília), novamente no quartel-general da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

    Com o objetivo de repetir a boa campanha do sub-20, que sagrou-se campeão do Sul-americano no começo do mês, o sub-17 – integrante do Grupo B ao lado de Chile, Colômbia, Paraguai e Venezuela – embarca para o Equador no dia 10 de março. O certame rende quatro vagas no Mundial, marcado para junho no México.