ICFUT – Carlos Andrés Sánchez, Seleção Uruguaia e novo reforço do Santos.

Carlos Andrés Sánchez

Carlos Andrés Sánchez Arcosa (Montevidéu, 2 de dezembro de 1984) é um futebolista uruguaio que atua como meia. Atualmente joga pelo Santos

Clubes

Começou sua carreira em 2003 no Liverpool, da capital uruguaia. Em 2009, transferiu-se para o clube argentino Godoy Cruz e, dois anos depois, passou a defender o River Plate, sendo emprestado ao Puebla do México por um período, Atualmente atua pelo Santos.

Títulos

River Plate
Primera B Nacional: 2011–12
Copa Sul-Americana: 2014
Recopa Sul-Americana: 2015
Copa Libertadores da América: 2015
Copa Suruga Bank: 2015

Informações pessoais
Nome completo Carlos Andrés Sánchez Arcosa
Data de nasc. 2 de dezembro de 1984 (33 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade uruguaio
Altura 1,70 m
Pé Destro

Informações profissionais
Clube atual Santos
Número 7
Posição Meia

Anúncios

ICFUT – Sanchez falha e Corinthians não consegue reforços “top de linha”

Fonte: esporte.ig.com.br

Presidente sonhou com Adriano e Luís Fabiano mas até agora só contratou coadjuvantes

Wallace, Willian, Ramírez e Fábio Santos. São estes os quatro reforços do Corinthians para a temporada de 2011 confirmados até agora. Um é desconhecido, o meia peruano Ramírez, outro, o lateral-esquerdo Fábio Santos, só despontou no Grêmio, na última temporada, depois de perambular por São Paulo, Santos e Cruzeiro sem muito sucesso. Willian, ex-atacante do Figueirense, e Wallace, zagueiro que chega do Vitória, são apostas, jovens revelações. Cada um tem seu perfil, mas uma certeza cerca os quatro novos corintianos: nenhum deles é “top de linha”, expressão usada por Andrés Sanchez para definir qual seria o perfil das contratações dos jogadores do Corinthians nesta temporada.

Há uma semana, quando apenas Wallace estava contratado, o presidente corintiano alertava a torcida para a necessidade de mais uma peças, mas com todas as letras disse que não contrataria qualquer jogador. “A gente sabe que precisa de mais um zagueiro, mais dois meias e um atacante. A política é essa: estamos buscando top de linha, não vamos arriscar. Se não trouxer esses top de linha, vamos com o que temos”, disse Sanchez. Adriano, Luis Fabiano, Ronaldinho, Taison, Cristian… Todos foram procurados mas o Corinthians ouviu não.

Willian, atacante de 22 anos, já treina no CT do Parque Ecológico e espera a transferência do Coimbra-MG, clube parceiro do BMG, banco que o contratou, para se apresentado. A não ser que consiga na Série A, repetir o sucesso que teve na Série B pelo Figueirense, dificilmente entrará no hall dos top de linha futebol brasileiro ou mundial.

No mesmo patamar está Wallace, zagueiro de 23 anos revelado pelo Vitória. Apresentado na última quinta-feira, ele já treina com o elenco. Mesmo com sua chegada, Andrés Sanchez e sua diretoria insistem em buscar mais um jogador para a posição. A aposentadoria de Willia

m forçou a diretoria a encontrar um parceiro novo para Chicão mas Wallace não é o escolhido. Anderson Polga, campeão do mundo em 2002, foi procurado, mas como tem contrato vigente com o Sporting de Lisboa, não houve negociação.

Luís “Cachito” Ramírez, meia peruano de 26 anos pode ser top de linha no seu país, onde defendia o Universitário de Lima. No Brasil, é uma incógnita. O jogador fez 11 partidas pela seleção peruana, que não consegue ir a uma Copa do Mundo desde 1982. Depois de passagens por outros clubes peruanos – Cel. Bolognesi e Cienciano – “Cachito” jogou no Libertad, do Paraguai, em 2009, mas não obteve sucesso. Acabou voltando para o Universitário e agora é esperança do Corinthians para substituir Elias, vendido para o Atlético de Madri.

Além dos três novatos, chega ao clube Fábio Santos, destaque do Grêmio em 2010. Apesar de ter sido decisivo na boa campanha feita pelo time gaúcho – que terminou no quarto lugar – o lateral-esquerdo desperta desconfiança pelas passagens sem muito brilho que teve por São Paulo, Santos e Cruzeiro. Fábio Santos chega ao clube ciente de que terá poucas chances de jogar na lateral-esquerda, já que Roberto Carlos, titular absoluto, não é muito de perder jogos.