Por Cleber Aguiar – Ceni confirma aposentadoria em dezembro: ‘No fim do ano vou parar’

Fonte: Globo.com

Campeonato Brasileiro será a última competição do ídolo são-paulino

Por Carlos Augusto Ferrari

A partida contra o Sport, dia 7 de dezembro, na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Brasileiro, deve ser a última deRogério Ceni como jogador profissional. O goleiro confirmou nesta quinta-feira à tarde, em entrevista no CT da Barra Funda, que vai pendurar as luvas ao final da temporada 2014.

– No fim do ano vou parar mesmo. Não vou postergar. É meu último ano como atleta de futebol – afirmou Ceni, que completou 41 anos em 22 de janeiro e tem contrato até dezembro.

Ceni passou todo o ano de 2013 indeciso sobre o que fazer. Em algumas entrevistas, dava a entender que encerraria a carreira após o Brasileirão. Já em outras, mostrava-se empolgado em continuar atuando, principalmente após a grande exibição que teve na vitória por 4 a 3 sobre o Universidad Católica, em Santiago, pela Copa Sul-Americana.

Honestamente, estou me sentindo melhor do que no primeiro semestre de 2014 do que no de 2013, se você olhar em gols sofridos. Em resultado, como equipe, não saí da mesmice do ano passado.
Rogério Ceni

A chegada do técnico Muricy Ramalho, aliás, foi determinante para Rogério Ceni renovar por mais um ano, até o fim de 2014. Desde que foi contratado, o treinador dizia ser favorável à permanência do ídolo são-paulino por considerar que o clube não conseguiria encontrar um outro goleiro de nível tão elevado. Além disso, o Tricolor se recuperou e se salvou do rebaixamento no Brasileiro.

Desta vez, Ceni garante que não há chances de mudar de ideia com o decorrer da temporada. Apesar de estar perto do adeus e já com 41 anos, o ídolo tricolor diz se sentir muito bem técnica e fisicamente.

– Honestamente, estou me sentindo melhor do que no primeiro semestre de 2014 do que no de 2013, se você olhar em gols sofridos. Em resultado, como equipe, não saí da mesmice do ano passado. Foi meu ano mais difícil, mesmo de quando era garoto, que não tinha dinheiro para comer algo. O lado emocional foi muito pesado. Espero que tenhamos um caminho diferente em 2014. Eu me sinto bem, com algumas dores que fazem parte do dia a dia.

Rogerio Ceni São Paulo (Foto: Site oficial/saopaulofc.net)
Rogério Ceni, em treino no CT do São Paulo (Foto: Site oficial/saopaulofc.net)

ICFUT – Ceni discute com Ney Franco, que responde: ‘É cada um na sua’

Fonte: lancenet

Analisando o andamento do jogo, goleiro pede a entrada de Cícero na equipe. Contudo, técnico não o atendeu. Com poucas palavras, o treinador explicou o fato

Ney franco - São Paulo x LDU Loja - (Foto: Eduardo Viana)
Ney Franco demora a substituir o time e não troca jogador como Ceni sugeriu (Foto: Eduardo Viana)

Ney Franco demonstrou irritação na coletiva depois do empate por 0 a 0 entre São Paulo e LDU de Loja (ECU), na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. Não pelo empate e futebol ruim, mas por uma atitude de Rogério Ceni durante a partida.

Durante boa parte do segundo tempo, o goleiro ficou gesticulando para o banco de reservas pedindo uma alteração na equipe. Ney Franco demorou para mexer no time, e o capitão foi mais incisivo. Ele foi até a intermediária e fez mais gestos para o técnico, que, pouco depois, saiu da área técnica e esbravejou contra o ídolo do clube.

Quando questionado se Ceni havia sugerido alguma alteração, Ney Franco foi curto na resposta:

– Foi um pedido com nome. Ele pediu o Cícero. Eu optei pelo Willian José. Foi só o que aconteceu.

Acostumado a dar respostas longas, o treinador são-paulino falou o mínimo para tratar desse assunto. Na sequência, o comandante foi perguntado se aprovava palpites dos jogadores na escalação.

– Não aprovo. Acho que é cada um na sua. Cada um fazendo a sua função. Se eu achasse que deveria ser o Cícero, eu colocaria – disse.

No vestiário, depois da partida, eles não falaram sobre o tema:

– Eu vou conversar com o grupo todo amanhã (quinta-feira), a gente sempre tem esse tipo de conversa nas reapresentações e, com certeza, esse é um tema que a gente vai tocar.

Há 22 anos no São Paulo, Rogério Ceni tem o costume de conversar com os treinadores e sugerir alterações durante o jogo. Na saída do gramado, ele não foi questionado sobre o assunto e também não passou pelo saguão de imprensa.

ICFUT – Texto publicado em site de Neymar chama Rogério Ceni de chato

Fonte: espn.com.br

O goleiro do São Paulo, Rogério Ceni, declarou em entrevista ao canal Sportv, na última segunda-feira, que 50% das faltas sofridas por Neymar são alvo de simulação do atacante. O santista não respondeu diretamente as frases ditas pelo capitão e camisa 1 do time tricolor, mas em texto publicado no seu site oficial, a ‘resposta’ do craque santista foi publicada.
Em artigo assinado por Alex Bernardo, um dos responsáveis por abastecer o site de Neymar com notícias e textos sobre o camisa 11 do Peixe, as críticas ao são paulino já podem ser vistas no título da matéria: ‘Chato’.
Nas linhas seguintes, o texto do site da Joia alvinegra cita até mesmo episódios envolvendo os dois jogadores em partidas oficiais. O principal diz respeito a um pênalti cobrado com a famosa "paradinha", por Neymar, em jogo válido pelo Campeonato Paulista do ano passado.
Na ocasião, o atacante abriu caminho para a vitória por 2 a 1 do Santos, na Arena Barueri, com esse recurso, que provocou a ira no experiente Rogério Ceni.
"Rogério vem se mostrando um tanto quanto vingativo sempre que a conversa gira em torno do Neymar. Parece que ainda não assimilou o golpe. Lembro que naquele dia, abordou a ‘joia’ ainda dentro de campo, como quem quisesse lhe dar uma bronca. Depois saiu falando sandices. Disse que "só no Brasil" era permitida a "paradinha", que seria covardia contra o goleiro, etc. Semanas depois tentou imitar o Neymar. Foi se meter a bater com "paradinha" e……………perdeu. Errou!! Que coisa, né?? (sic)", relembrou o autor do artigo.
Alex Bernardo ainda voltou ao tema principal do texto, destacando que as palavras de Ceni provavelmente não seriam repetidas por outros ídolos do futebol brasileiro.
"É o tipo de declaração que não condiz com a sua condição de ídolo. É inimaginável escutar a mesma coisa de outras pessoas idolatradas pelo torcedor brasileiro como Zico, Marcos, Romário, Ronaldo, Rivaldo, enfim… Todas as declarações destes atletas sempre serão de defesa do talento. Nunca o contrário!!", comentou.
Vale lembrar que outros atletas do elenco tricolor, como o zagueiro João Filipe e o volante Wellington, também deram apoio as declarações de Rogério Ceni, esquentando ainda mais a polêmica envolvendo os maiores ídolos de Santos e São Paulo na atualidade.
Leia na íntegra o texto publicado no site oficial de Neymar:

Chato
Faz bastante tempo. Acho que foi em 2009, salvo engano. Recebi de um amigo um e-mail com um vídeo em que o narrador Milton Leite, em um momento de descontração junto com o comentarista André Rizek, em bom português, afirmava:
“O Rogério Ceni é chato pra car****…”
Na época considerei o comentário excessivamente pesado, afinal Ceni é o ídolo de uma grande torcida. Conquistou títulos e alcançou marcas que dificilmente serão batidas por outro goleiro. Terá seu nome eternizado na história do futebol por ter sido o primeiro goleiro a marcar mais de 100 gols. São números que impressionam.
Mas aquela imagem, aquela frase que, na verdade, sequer deveria ter ido ao ar, ficou registrada. Talvez o Milton Leite, com todos os anos de profissão e experiência, tivesse razões para declarar aquilo, mesmo que em off. E a partir daquela data passei a prestar atenção nas atitudes deste atleta.
Para não me prolongar em discussões desnecessárias, vou direto ao assunto. Desde o dia em que sofreu um gol em uma cobrança de pênalti, com “paradinha”, da “jóia”, Rogério vem se mostrando um tanto quanto vingativo sempre que a conversa gira em torno do Neymar. Parece que ainda não assimilou o golpe.
Lembro que naquele dia, abordou a “jóia” ainda dentro de campo, como quem quisesse lhe dar uma bronca. Depois saiu falando sandices. Disse que “só no Brasil” era permitida a “paradinha”, que seria covardia contra o goleiro etc.
Semanas depois tentou imitar o Neymar. Foi se meter a bater com "paradinha" e……………perdeu. Errou !!
Que coisa, né ??
Quer dizer então que ele podia bater com paradinha, mas não poderiam executar a cobrança da mesma forma quando ele fosse o goleiro ?
Na segunda-feira, 12 de Setembro, Ceni novamente explicitou sua mágoa. Aproveitou a presença em um programa esportivo e não perdoou. Declarou que mais de 50% das faltas sofridas pelo Neymar Jr. seriam simulação.
É o tipo de declaração que não condiz com a sua condição de ídolo. É inimaginável escutar a mesma coisa de outras pessoas idolatradas pelo torcedor brasileiro como Zico, Marcos, Romário, Ronaldo, Rivaldo, enfim… Todas as declarações destes atletas sempre serão de defesa do talento. Nunca o contrário !!
Passei o dia conversando com amigos meus, torcedores do São Paulo. Todos acharam que o goleiro “passou do ponto” nas críticas que fez ao Neymar e também consideram que ele está pegando “demais no pé” da “jóia”.
E quer saber…
Hoje concordo plenamente com o que disse o Milton Leite !
O Rogério Ceni é chato pra car****… !!
Alex Bernardo

ICFUT – Presidente do Santos rebate críticas de Ceni: "Vou mostrar a canela do Neymar para ele"

Fonte: futebolinterior

Cartola alvinegro ainda lembra paradinha sofrida por são-paulino em 2010

As críticas de Rogério Ceni ao futebol do atacante Neymar ainda geram mágoa nos dirigentes do Santos. Depois de reclamações do diretor de futebol Pedro Luiz, o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro considerou a atitude do goleiro são-paulino deselegante e o convidou a ir ao vestiário santista para ver a canela do atacante.

"Gostaria que ele viesse ao vestiário do Santos para ver a canela do Neymar no sábado, como eu vi. Vou pedir para fotografar e vou mandar para ele. Mostrar as cicatrizes das agressões", disparou o cartola do Peixe, que também alfinetou o goleiro ao lembrar da paradinha sofrida por Ceni no clássico San-São válido pelo Campeonato Paulista de 2010.

"São de uma deselegância incompatível com o que se vê do Rogério. Um sujeito preparado, equilibrado, educado. Isso foi de uma falta de educação enorme. Me sinto ofendido", disse.

Em entrevista ao programa "Bem, Amigos", da SporTV, Rogério Ceni disse que Neymar é indiscutivelmente o melhor jogador brasileiro em atividade, mas afirmou que 50% das faltas sofridas por ele são simulações.

A relação entre as duas estrelas é tensa desde o clássico em 2010, quando Neymar cobrou um pênalti com paradinha e deixou Ceni estatelado no chão. Desde então, eles se encontraram seis vezes, com quatro vitórias do Santos, um empate e apenas uma do São Paulo.

ICFUT – "Metade das faltas em Neymar são simulação", diz Ceni

Fonte: terra.com.br

Depois de aconselhar o atacante Neymar a abandonar as "paradinhas" nas cobranças de pênalti (quando o artifício ainda era permitido pela regra, em um clássico entre São Paulo e Santos em fevereiro de 2010), o goleiro Rogério Ceni voltou a entrar em polêmica com o santista. Em entrevista ao canal Sportv, o são-paulino criticou o hábito do jovem jogador em "cavar faltas" e tentar ludibriar a arbitragem. "Se não for falta, não tem que dar. Não tem essa (de proteger Neymar da violência dos marcadores). Vou falar que nem 50% das vezes que o Neymar cai são falta. É o melhor jogador do Brasil no momento, mas em lances normais ele cai, se joga", constatou Ceni.

A opinião do são-paulino gerou discordância entre os comentaristas esportivos do programa Bem Amigos!, daSporTv. Em meio ao desentendimento, o jogador questionou o entendimento de jornalistas sobre o que acontece dentro de um campo de futebol. "Há uma visão completamente diferenciada de vocês. Nós, atletas, talvez não tenhamos palavreado tão bonito quanto um jornalista, mas jogador tem visão de jogo, sabe o que se passa. É importante ter a visão de alguém que vive isso ou viveu há pouco tempo", atacou.

    ICFUT – Rogério Ceni completa 1000 jogos e 21 anos com a camisa do São Paulo. Um #M1T000

    ceni1000jogos

    Rogério Ceni jogou os últimos 120 jogos do São Paulo, ininterruptamente. Esteve em campo 999 vezes com a camisa tricolor, 757 vezes como capitão, esteve no banco de reservas outras 205 vezes, fez 103 gols e conquistou 31 títulos. Rogério Ceni pode não ser melhor goleiro da história do São Paulo. Mas nenhum jogador foi tão importante, e foi tão representativo, por tanto tempo. Rogério Ceni marcou um time, uma geração, uma época. Incorporou o espírito de Telê Santana, a maior personalidade da história do São Paulo, e levou para dentro do campo.

    rogerio ceni recordes #M1T000 Rogério Ceni em 1000 jogos e 21 anos de São Paulo

    Rogério Ceni, o homem dos recordes. O goleiro-artilheiro entrou para o Guinness Book, como o goleiro que mais fez gols na história do futebol

    Rogério Ceni estreiou no São Paulo em 1993, contra o Tenerife. A equipe venceu por 4 a 1 e ele pegou um pênalti. Na final daquele Torneio Santiago de Compostela, Rogério Ceni participou da decisão por pênaltis. E pegou dois deles. 12 anos depois Rogério Ceni entrou em campo para defender a maior conquista da história do São Paulo. O tri-campeonato mundial, ainda inigualado entre brasileiros.

    Rogério Ceni foi mais um vez protagonista, fez a maior partida de sua carreira, e marcou uma das maiores atuações individuais da história do futebol. Naquele mesmo torneio, se tornou o primeiro goleiro a fazer um gol em um campeonato mundial. Se aquele foi o ápice, o momento mais complicado aconteceu em 2009.

    rogerio ceni o simbolo #M1T000 Rogério Ceni em 1000 jogos e 21 anos de São Paulo

    Rogério Ceni, o símbolo: o goleiro é referência para toda sorte de sãopaulino. Mas, em especial, para os mais jovens. Rogério Ceni é exemplo por dar exemplo. Nenhum torcedor faria mais pelo clube, que ele próprio. E isso é fascinantes. Os pequenos acham que ele é um ET. Rogério Ceni é o maior responsável pela explosão de sãopaulinos nos quatro cantos do Brasil

    Rogério Ceni sofreu uma grave lesão no tornozelo, em um treino, quando os titulares estavam relaxando, na academia; Rogério Ceni não precisava estar ali, mas treinar para ele é uma obsessão. A maior contusão da carreira, agravada pela condição física natural de um jogador de 36 anos. Muitos duvidaram da recuperação. A previsão era de 6 meses afastado. Rogério Ceni fez uma média de nove horas por dia de fisioterapia, um tratamento intensivo de 128 dias, e estava de volta aos gramados 4 meses depois da lesão. O jogador, que antes tinha ficado no máximo 35 dias longe dos campos, renascia.

    Renascia para virar um mito. Virar o #M1T000.

    rogerio-ceni-1000-jogos-21-anos-maior-artilheiro

    ICFUT – LNET! revela detalhes da festa do 1000º jogo de Ceni

    Fonte: lancenet

    Entre as atrações, brindes para os torcedores e camisa comemorativa. Se o São Paulo vencer, dormirá na liderança

    Ingressos à venda para o milésimo jogo de Rogério Ceni Clube lançou logomarca em homenagem aos 1000 jogos (Foto: Divulgação)

    Depois da vitória sobre o Figueirense, no sábado, o São Paulo viu neste domingo todos seus concorrentes ao título tropeçarem. Com isso, se manteve em segundo lugar. De quebra, se vencer o Atlético-MG na quarta-feira, vai dormir na liderança. Daí, é secar novamente Vasco e Corinthians, que só jogam no dia seguinte, para seguir na ponta.
    E o confronto diante do Galo será especial para nação tricolor. Quando entrar em campo, Rogério Ceni, maior ídolo da história do clube, completará mil jogos com a camisa que lhe rendeu tantas glórias. Isso no mesmo dia em que fará 21 anos que foi contratado. Para que a festa seja perfeita, o departamento de comunicação e marketing tem se reunido constantemente. O útimo encontro será hoje à tarde. Mesmo assim, algumas atrações já estão confirmadas para o dia (veja mais detalhes no quadro abaixo).
    A expectativa é que mais de 40 mil torcedores estejam no Morumbi para o duelo das 16h, marcado em um feriado nacional (Independência do Brasil). Anteriormente, a partida aconteceria na quinta, mas o clube pediu antecipação e foi atendido pela CBF. Ontem, 6.800 entradas foram comercializadas.
    Mas Rogério não está só motivado pela festa. O capitão, após vitória sobre o Figueirense, deixou claro que é preciso vencer em casa.
    – A festa significa muito, especialmente para o torcedor. São 21 anos no clube e é muito difícil de isso acontecer. Mas a festa só será completa com vitória, com os três pontos. Se não ganharmos, não vai adiantar nada. A torcida quer ver o Morumbi cheio – afirmou o camisa 1.
    Para cada torcedor que for ao Morumbi, o São Paulo vai entregar uma réplica do ingresso, uma bandeira e uma faixa de capitão personalizada. Além disso, poderá acompanhar outras atrações e homenagens antes de a bola rolar. Se o foguetório pelo centésimo durou dez minutos em Barueri, quarta-feira será maior.
    – Vai durar mais tempo ainda. Será uma homenagem emblemática, que todo mundo vai gostar. Mas temos que lembrar que é mais um jogo do Brasileiro, e precisamos vencer – afirmou o diretor de marketing do Sampa, Rogê David, ao LANCENET!.
    A festa já está armada no Morumbi. Para que fique completa, o São Paulo precisa vencer o Atlético-MG. Rogério Ceni vai agradecer.
    AS ATRAÇÕES DA FESTA
    Início
    A expectativa é que o estádio receba mais de 40 mil pessoas. As ações vão começar no Morumbi às 14h.
    Recepção
    Mil crianças vão recepcionar o ídolo dentro de campo. Elas vão acompanhar Rogério da saída do túnel do vestiário até o meio do campo.
    Presente
    Os torcedores serão presenteados. Além de uma réplica do ingresso, vão ganhar bandeira e braçadeira de capitão, personalizada com a logomarca do mil jogos.  
    Camisa
    Ceni pediu para Reebok e foi atendido. O goleiro vai usar uma camisa retrô, que levará seu nome, além de outros detalhes em homenagem aos mil jogos. A mesma, no dia seguinte, estará à venda.  
    Telão
    O clube estuda a possibilidade de divulgar imagens do capitão antes da partida, além de transmitir a festa.

    ICFUT – Chamado de ‘mala’ por Milton Neves, Rogério Ceni corneta apresentador

    Fonte: uol.com.br

    rogerio-ceni-e-milton-neves-1301877306715_615x300

    Milton entendeu que Ceni não deveria ter chamado o juiz. O goleiro rebateu

    Rogério Ceni havia sido chamado de “mala” pelo apresentador Milton Neves, da TV Bandeirantes, na partida do São Paulo contra o Santa Cruz, na quarta. Após a vitória do São Paulo neste domingo sobre o Mirassol, o camisa 1 deu o troco.

    Indagado pelo apresentador sobre se o São Paulo teria uma “fria” pela frente após perder frente ao Santa Cruz, Ceni respondeu:

    “Fria é para quem fica aí no ar condicionado. Você já foi jogador, né? [ironizando Milton Neves]. Tomando chuva… você vive o clima de jogo… [outra ironia]”, respondeu Ceni, entrevistado no programa Terceiro Tempo.

    Comentarista, Edmundo logo minimizou a resposta do goleiro, alegando que nos tempos de jogador também falava bobagens ao apresentador.

    Surpreso com a resposta do goleiro, Milton retrucou: “Rogério, eu pedia sua convocação para o Felipão para a Copa de 2002. Eu falava essa bobagem também”, disse.

    Ouvindo tudo, Neto finalizou a entrevista. “Milton, você tomou 3 a 0 do Rogério [citando outras cutucadas dadas por Ceni”, brincou.

    Na quinta-feira, Milton postou em seu blog uma crítica a Ceni, que deixou a meta para reclamar da arbitragem no jogo contra o Santa Cruz. ”

    “O ‘todo poderoso’ goleiro-artilheiro fez pouco caso do jovem árbitro e dos companheiros de profissão que recebem um “salário mínimo” comparado ao seu. Além de não terem 1% de sua projeção. É por essas e outras, que Rogério nunca terá o carisma do Marcão”, escreveu o apresentador.

    ICFUT – Ricardo Teixeira exalta Rogério Ceni

    Fonte: estadao.com.br

    Mais de 24 horas depois de Rogério Ceni marcar o histórico centésimo gol de sua carreira, fato consumado na vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, domingo à tarde, em Barueri, pelo Campeonato Paulista, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se pronunciou oficialmente, no fim da noite da última segunda, para reconhecer o feito conquistado pelo goleiro do São Paulo.

    Por meio de uma nota divulgada em seu site oficial, a entidade destacou que "se junta a todo o universo esportivo do País para parabenizar um jogador que, além do excepcional goleiro que consegue a façanha de ser o maior artilheiro do mundo da posição, marca sua carreira por ser um profissional que serve de exemplo para as presentes e futuras gerações de jogadores de futebol".

    Na nota, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, afirmou que Rogério sempre teve conduta exemplar quando vestiu a camisa da seleção brasileira e lembrou que o goleiro foi campeão mundial em 2002, na Copa do Mundo na qual foi um dos reservas do titular Marcos ao lado de Dida. Em 2006, no Mundial disputado na Alemanha, Ceni voltou a figurar como um dos reservas do Brasil e chegou a entrar no lugar do titular Dida durante o jogo contra o Japão, na rodada final da primeira fase.

    "Na seleção, mostrou-se um profissional que cumpriu todas as suas obrigações com um comportamento que era digno de elogios da comissão técnica. Um jogador dedicado aos treinos, um dos primeiros a entrar e sair de campo, e além de tudo um goleiro excelente", disse o dirigente, para depois exaltar a importância que Rogério tem para o torcedor são-paulino.

    "Quero cumprimentá-lo em nome de todos da CBF pela marca espetacular que acaba de conseguir pelo seu clube, o São Paulo, de quem é o maior ídolo", enfatizou Teixeira.