ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – Sport (PE) 1×0 Atlético (PR)

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 0 ATLÉTICO-PR

SPORT – Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Evandro (Durval); Deivid, Fellipe Bastos, Rogério (Michel Bastos), Gabriel (Neto Moura) e Marlone; Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira.

ATLÉTICO-PR – Santos; Wanderson, Thiago Heleno e Zé Ivaldo (Bruno Guimarães); Marcinho, Camacho (Bill), Lucho González e Carleto; Nikão (Bergson), Raphael Veiga e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.

GOL – Fellipe Bastos, a 1 minuto do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Deivid e Ronaldo Alves (Sport); Nikão, Zé Ivaldo, Bergson e Thiago Heleno (Atlético-PR).

ÁRBITRO – Igor Benevenuto de Oliveira (MG).

RENDA – R$ 288.605,00.

PÚBLICO – 17.841 pagantes.

LOCAL – Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).

VIDEOTECA ICFUT – CANAL AMIGO GRINGO : GRINGOS ESCOLHEM O MELHOR TIME DE FUTEBOL BRASILEIRO

FINAL 

Por Cleber Aguiar – Pouco para os dois: Sport e Fla empatam na estreia no Brasileirão

Fonte: Globo.com

Leão sai na frente, joga melhor a maior parte do tempo, mas não segura a vantagem. Após férias forçadas, cariocas jogam mal, mas pontuam

No reencontro com a Primeira Divisão depois de dois anos, o Sport queria mais. Vinte e sete dias após as eliminações na Libertadores e no Carioca, o Flamengo precisava dar uma resposta aos torcedores. Nem lá, nem cá. Neste sábado, os clubes rubro-negros estrearam com um empate por 1 a 1 no Campeonato Brasileiro. Na Ilha do Retiro, no Recife, os gols só saíram no segund tempo: Marquinhos Gabriel abriu o placar para o Leão, e Vagner Love empatou para os cariocas. Os pernambucanos foram melhores na maior parte do jogo, mas não souberam segurar a vantagem e aproveitar a empolgação da torcida. Foram 28.636 presentes, e renda de R$ 606.770

Apesar de voltar ao Rio com um ponto na bagagem, o time de Joel Santana ficou devendo na estreia. E poderia ter sido pior, se não fosse a ótima atuação do goleiro Paulo Victor, sobretudo na primeira etapa. O tempo livre, sem um joguinho sequer no período de quase um mês, não foi suficiente para corrigir erros cometidos no primeiro semestre. A primeira impressão deixa claro: há muito trabalho a fazer. Apagado em campo, Ronaldinho ficou satisfeito com o resultado:

– Com a entrada do Deivid, tivemos a oportunidade de criar mais chances. Estamos felizes porque foi um empate fora de casa. Temos que ajeitar a forma de jogar e dar moral aos garotos que estão chegando – disse R10 à Rádio Globo.

Autor do gol do Sport e jogador que mais finalizou na partida, Marquinhos Gabriel achou que a equipe recuou depois de abrir vantagem, mas viu com bons olhos o resultado final.

– Foi um jogão, era lá e cá. Nós nos retraímos no segundo tempo, mas valeu pelo empate, por enfrentarmos uma grande equipe – afirmou.

Na segunda rodada, o Flamengo recebe o Inter, sábado, às 18h30m, no Engenhão. No dia seguinte, o Sport visita o Santos na Vila Belmiro, às 16h.

Se não fosse Paulo Victor…

Um ano que teima em não terminar para Sport e Flamengo. É 1987. Seja no Recife, seja no Rio, sempre que os rubro-negros se enfrentam a polêmica dá as caras. Neste sábado, a chance de provocar foi dos torcedores do Leão. Durante o aquecimento da equipe carioca, o locutor do sistema de som da Ilha do Retiro berrou repetidas vezes que o clube pernambucano é o campeão brasileiro daquela temporada, como reconhece a CBF. Na entrada do time em campo, uma das torcidas organizadas exibiu uma faixa com números e letras garrafais: ‘87 é nosso’.

O primeiro tempo foi do Sport. Não chegou a ser uma superioridade gritante, mas os donos da casa fizeram mais pressão, chutaram mais vezes (sete finalizações contra três do adversário), se apresentaram mais dispostos. Foram pelo menos cinco ótimas oportunidades a partir dos 20 minutos. Não fosse Paulo Victor, substituto de Felipe, o placar não teria ficado em branco. O goleiro foi seguro e fez grandes defesas. Parou, em sequência, Marquinhos, Edcarlos e Thiaguinho. Este último num lance que começou com uma cobrança de falta ruim de R10. O atacante armou um contra-ataque para o adversário e não ajudou na marcação.

Vagner Love Flamengo x Sport (Foto: André Chaco / Vipcomm)Vagner Love tenta dominar a bola, vigiado por Edcarlos (Foto: André Chaco / Vipcomm)

A proteção dos zagueiros Welinton e Marcos González e do volante Rômulo, quase um terceiro defensor, falhou. Na esquerda, Magal não conseguiu marcar as subidas de Moacir. O Flamengo teve mais posse de bola (52% contra 48%), mas na maioria do tempo não soube o que fazer com ela. Um meio-campo sem criatividade, lento e pouco objetivo travou as jogadas ofensivas. Bottinelli e Kleberson não foram bem. Na frente, Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love se movimentaram, mas foram marcados sem dificuldades por Bruno Aguiar e Edcarlos. Love se enroscou tanto com os defensores que chegou a acertar uma cotovelada em Tobi, que sofreu um corte no rosto.

Antes da pressão do Sport, o time de Joel Santana só havia levado perigo aos 14 minutos, numa cobrança de falta de longe de R10 que passou perto do ângulo esquerdo de Magrão. Depois disso, só voltou a assustar no fim da primeira etapa. Após rápida cobrança de falta, Kleberson ficou livre para marcar, mas o goleiro fez bela defesa.

Leão abre vantagem, mas Fla responde

Reencontrar o torcedor na Primeira Divisão depois de dois longos anos fez bem ao Sport. Empurrado por uma Ilha do Retiro empolgada, o Leão foi à caça. Voltou para o segundo tempo pronto para decidir, tomar conta do campo e do jogo. O problema era vencer Paulo Victor. Em grande forma, o goleiro impediu que Marquinhos Gabriel marcasse. Aos nove, a cobrança de falta saiu forte e rasteira, mas PV caiu no cantinho esquerdo para espalmar. Pouco depois, aos 12, não houve chance. Moacir recebeu lançamento pela direita, passou por Magal sem dificuldades e chutou cruzado. A bola bateu em Léo Moura e voltou para o meio da área. Livre, Marquinhos Gabriel acertou o ângulo direito de Paulo Victor. Ilha do Retiro aos pulos: 1 a 0.

Os técnicos mexeram nas equipes. O interino Gustavo Bueno – Vagner Mancini assume nesta segunda-feira -, tirou Thiaguinho e Naldinho para as entradas de Renê e Diogo. Joel, que já havia trocado Rômulo (com câimbras) pelo estreante Amaral no intervalo, lançou Deivid no lugar de Bottinelli. O Sport seguiu na pressão e assustou na bola parada, mas por pouco não sofreu o empate, aos 20. Acionado por Deivid, Vagner Love ficou de frente para Magrão, mas tirou do goleiro e do gol. Chance incrível desperdiçada.

O erro do Artilheiro do Amor marcou o despertar do Flamengo. O time passou a ser mais agressivo, Léo Moura e Magal subiram para apoiar, e Deivid deu mais volume ao ataque. Aos 28, Kleberson encontrou Love entre Edcarlos e Tobi e conseguiu uma assistência precisa. O goleador não jogou a segunda chance fora. Toque na saída de Magrão, empate do Flamengo.

Algumas boas investidas ainda deram esperança aos flamenguistas que foram à Ilha de ver uma vitória na estreia, mas a zaga leonina soube se defender. A última grande chance, no entanto, foi do Sport, aos 44 minutos. Renê recebeu pela esquerda e cruzou na área. A bola passou por todo mundo e caiu nos pés de Moacir. O lateral cruzou, Welinton tentou afastar e bateu de joelho na bola, que tocou no travessão. As férias forçadas acabaram, mas o Deus-nos-acuda do Fla continua. Para o Leão, uma volta com disposição à elite.  

RETRÔ ICFUT – Campeonato Pernanbucano 2011

Campeão
Santa Cruz
Santa Cruz

Estatísticas

Melhor Ataque Náutico 52 Gols
Pior Ataque Vitória das Tabocas 18 Gols
Melhor Defesa Santa Cruz 25 Gols sofridos
Pior Defesa Vitória das Tabocas 37 Gols sofridos
Mais Goleadas Náutico 5 Goleadas
Mais Vitórias Santa Cruz 17 Vitórias
Menos Vitórias Cabense 5 Vitórias
Mais Empates Araripina 7 Empates
Mais Derrotas Vitória das Tabocas 13 Derrotas
Menos Derrotas Náutico 4 Derrotas
Max. Jogos sem Perder Náutico 12 Jogos

Final

1ª RODADA
8/05 – 16h00 Sport 0 x 2 Santa Cruz
2ª RODADA
15/05 – 16h00 Santa Cruz 0 x 1 Sport

 

Torneio do Interior – Final
1ª RODADA
30/04 – 16h00 Araripina 1 x 1 Salgueiro
2ª RODADA
4/05 – 20h00 Salgueiro 1 x 2 Araripina

 

Semifinais
1ª RODADA
24/04 – 16h00 Sport 3 x 1 Náutico
24/04 – 16h00 Porto 1 x 2 Santa Cruz
2ª RODADA
30/04 – 16h00 Santa Cruz 3 x 1 Porto
1/05 – 16h00 Náutico 3 x 2 Sport

 

Torneio do Interior – Semifinal
1ª RODADA
23/04 – 16h00 Araripina 2 x 3 Central
23/04 – 16h00 Petrolina 1 x 0 Salgueiro
2ª RODADA
27/04 – 20h00 Central 0 x 3 Araripina
27/04 – 20h00 Salgueiro 2 x 0 Petrolina

Por Cleber Aguiar – Futebol no Nordeste !

Fonte: Portal Terra

Vitória busca ingressar no G-4 diante do já rebaixado Salgueiro

Embalado pelos recentes resultados no Brasileiro da Série B e a apenas um ponto do G4, o Vitória tentará entrar na zona de acesso para a Primeira Divisão já nesta sexta-feira, quando receberá o rebaixado Salgueiro, às 20h30 (de Brasília), no Barradão. O técnico Vagner Benazzi ainda terá força máxima à sua disposição para conseguir mais três pontos e colocar o time de vez na briga pelas primeiras colocações da competição.

Após conseguir uma importante vitória por 2 a 1 na última rodada, diante do Boa Esporte, em Varginha, os jogadores do clube baiano destacaram mais uma vez que o objetivo da equipe sempre foi conquistar seu retorno para a elite do futebol nacional e rechaçaram qualquer desistência da equipe durante a competição.

“Mesmo quando muitas pessoas já não acreditavam, nós continuamos a acreditar. Em momento algum desistimos. Somos profissionais o suficiente para saber que futebol é assim. Matematicamente, falavam que tínhamos 10% ou 15% de chances de subir. E desde aquele momento, eu vim aqui e disse que matemática no futebol não existe”, declarou o lateral Fernandinho.

Agora, o Vitória terá que fazer a lição de casa e torcer contra o Americana, que ocupa a quarta colocação, para finalmente ingressar no pelotão de frente da tabela. Com tamanha importância beirando o jogo desta rodada, o atacante Geovanni mostrou que a equipe está focada e entrará em campo determinada a conquistar o resultado desde o primeiro minuto de jogo.

“A responsabilidade de vencer esse jogo é nossa. Nós queremos entrar no G-4. Temos que respeitar o Salgueiro, porque sabemos que será um jogo perigoso. Além disso, temos que deixar a empolgação de lado e com apoio do torcedor, tenho certeza que vai ser uma boa partida. É um jogo chave para conquistarmos o acesso”, completou o centroavante.

Sem problemas com lesões e suspensões, Vagner Benazzi deverá mandar a campo os mesmos jogadores que venceram o Boa Esporte no fim de semana passado. A única preocupação do treinador era com relação ao atacante Fábio Santos, que teve um problema no joelho direito ao longo da semana, mas foi confirmado na equipe titular pelo comandante do Vitória.

Enquanto isso, o Salgueiro terá que entrar em campo convivendo com a queda antecipada para a Série C. No meio da semana, o time foi julgado pelo STJD, por ter escalado o meia Josa, diante da Portuguesa, de maneira irregular. Punido, o clube perdeu três pontos na competição e acabou tendo seu rebaixamento adiantado.

Após empatar por 1 a 1 com o Vila Nova na última sexta-feira, o Salgueiro não deverá ter grandes mudanças na equipe e jogará apenas para cumprir tabela e tentar somar mais pontos na reta final do campeonato. Sem grandes opções para inovar na escalação, o técnico Neco deverá mandar um time parecido com o que entrou em campo na última rodada, com destaque para Fabrício Ceará, que é o artilheiro do clube na Série B, com oito gols marcados.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X SALGUEIRO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 04 de novembro de 2011, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: José de Caldas Souza (DF)
Assistentes: Luciano Benevides de Sousa e Westhane Cassiano Matos (ambos do DF)

VITÓRIA: Douglas; Nino, Jean, Gabriel Paulista e Fernandinho; Uellinton, Gilberto, Preto e Geovanni; Marquinhos e Fábio Santos
Técnico: Vagner Benazzi

SALGUEIRO: Luciano; Thony, Gustavo, Alexandre e Piauí; Pio, Josa, Renê e Clébson; Edmar e Fabrício Ceará
Técnico: Neco

Fonte: Superesportes.com.br

Náutico sem o melhor “ladrão”
Líder de desarmes no Timbu, Ronaldo Alves voltou aos treinos físicos, mas não enfrenta o ASA


Brenno Costa – Diario de Pernambuco
Apesar de apresentar uma evolução satisfatória na consolidação da fratura no nariz, não será diante do ASA que Ronaldo Alves retorna ao time do Náutico. Ontem o jogador foi liberado para fazer trabalhos leves. Nada de contato com outros atletas. Assim, ele deve continuar como o único desfalque do Timbu. Ausência que preocupa, apesar de Diego Bispo ter se saído bem como substituto diante do Sport. Afinal, sem o atleta, a equipe de Waldemar Lemos perde o principal ladrão de bolas.

Em um time marcado por jogadores com vocação para marcar, Ronaldo Alves se sobressai. Longe de ser um defensor ao estilo “brucutu”, ele deu 77 botes certeiros (segundo o site footstats.com.br). Com isso, tornou-se o único atleta alvirrubro que aparece no ranking dos 20 melhores em desarmes corretos na Série B – ocupa o 12º lugar.

O que impede Ronaldo Alves de continuar liderando o sistema defensivo da equipe é o tempo de consolidação das quatro microfraturas no nariz. O otorrino que lhe operou na semana passada recomendou 15 dias sem qualquer contato físico. Tempo que deve ser contado a partir da data da lesão causada no jogo diante do Vitória, no sábado dia 22 de outubro. “Fui liberado para treinar sem contato porque qualquer lance mais forte corre o risco de fraturar novamente. Agora vou me preparar para estar bem para as próximas rodadas”, disse o zagueiro alvirrubro.

Apesar da declaração, Ronaldo deixou em aberto a possibilidade de atuar diante do Barueri, na próxima terça-feira, usando uma máscara. “Não descarto usar. Até coloquei antes do clássico, mas a região estava muito inchada. Agora está um pouco melhor”, acrescentou.

O lance

Ronaldo Alves, que chegou a ficar dois dias seguidos apenas deitado para evitar o sangramento no nariz, ainda comentou o lance da lesão. Ao contrário do sentimento de revolta que ficou entre os dirigentes do Náutico, que prometeram fazer um boletim de ocorrência contra o atacante Neto Baiano, ele viu o lance como um acidente de trabalho. Os dois jogadores subiram para dividir a bola e o defensor alvirrubro acabou acertando a cabeça do adversário. “Na hora achei que tinha sido uma cotovelada, porque ele já havia me acertado antes. Depois percebi que não foi maldade”, declarou.

Santa Cruz treina em dois períodos nesta sexta-feira

Zé Teodoro comandou um trabalho de dois toques durante a manhã. Corais voltam aos trabalho à tarde

Torcida comemora o acesso para Série C – 2012

Yuri de Lira – Especial para o Diario de Pernambuco

O elenco do Santa Cruz voltou aos treinamentos na manhã desta sexta-feira, no estádio do Arruda. O treinador do Tricolor, Zé Teodoro, comandou um trabalho de posse de bola junto aos jogadores, com dois toques, que durou dois tempos de 20 minutos. No período da tarde, a partir das 15h30, os atletas corais pegam no batente novamente, também no José do Rêgo Maciel.

O meio-campista Natan e o lateral-esquerdo Alexandre Silva seguem em transição do departamento médico para o físico, sob os cuidados do fisiologista Clóvis Calado. Já o lateral-esquerdo Dutra segue em tratamento no DM do clube, assim como o atacante Kiros, mais uma vez poupado dos treinos.

Fonte: Globo.com

Na Espanha, Lionel Messi posa
com a camisa do Bahia

Ex-zagueiro campeão brasileiro pelo Bahia em 88, João Marcelo
fez estágio no Barça e encontrou o melhor jogador do mundo

Por GLOBOESPORTE.COM Salvador

O ex-zagueiro João Marcelo, campeão brasileiro de 88 pelo Bahia, fez um estágio para treinador no Barcelona e aproveitou para “contratar” para o Tricolor da Boa Terra ninguém menos do que o melhor do mundo, Lionel Messi.

A foto do argentino com a camisa do Bahia, tirada por João Marcelo após um teinamento do clube catalão no fim do mês passado, virou sucesso entre os torcedores do Bahia nas redes sociais na internet.

messi tira foto com camisa do bahia (Foto: João Marcelo/Acervo Pessoal)Após treino, Messi posa para foto com a camisa do Tricolor de Aço (Foto: João Marcelo/Acervo Pessoal)

Além de João, Messi contou com um incentivo de peso para fazer a homenagem ao Bahia. O lateral Daniel Alves, companheiro de Messi no Barça, foi revelado pelo Bahia e não esconde a paixão pelo Tricolor. Apesar da distância, Daniel Alves faz questão de acompanhar o time do coração e, pelo Twitter, sempre escreve palavras de incentivo ao clube que o revelou.

messi e joão marcelo, ex-jogador do bahia (Foto: João Marcelo/Acervo Pessoal)Ex-jogador do Bahia, João Marcelo aproveitou para tietar o melhor jogador do mundo (Foto: João Marcelo/Acervo Pessoal)

Fonte:  Cearasc.com.br

Thiago Humberto: “A gente não vai desistir”
A próxima chance para buscar a recuperação da equipe alvinegra será diante do Avaí

“Ser persistente”. O meia do Ceará, Thiago Humberto, aposta na persistência para que o Vozão consiga se recuperar na reta final do Brasileirão 2011. Em conversa com a imprensa, o atleta afirmou que o grupo não pode desistir.

“Nós temos que ser persistentes. Se uma jogada ou um passe não deu certo, temos que tentar novamente. Precisamos tirar o Ceará dessa situação. Faltam seis jogos e a gente não vai desistir em momento algum”, afirmou o atleta.

A próxima chance para buscar a recuperação da equipe alvinegra será diante do Avaí, no próximo domingo, 06/11, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2011. Esta partida vai ser às 17 horas (horário de Brasília), no estádio da Ressacada, em Florianópolis/SC.

Fonte: EPTV.com

Sport Recife e Boa Esporte se enfrentam de olho no G-4
Quem vencer continua na briga pelo acesso à Série A

Jogo de vida ou morte. Morte para quem perder, significando o fim das chances de subir para a Série A. Vida para quem ganhar, continuando na luta pelo G-4. Na verdade, uma sobrevida, porque, pelo menos, quatro times precisam tropeçar para que Sport e Boa Esporte consigam alguma coisa na Série B. Tarefa difícil nesta reta final de campeonato, mas os dois ainda sonham nesta sexta-feira, às 20h30m (19h30m, no Recife), na Ilha do Retiro.

– Durante esses últimos jogos, sempre foi falado que estávamos em uma decisão. No entanto, esse confronto com o Boa Esporte é a verdadeira final. Se não ganharmos estamos fora, é pensar em 2012. Por isso, não podemos vacilar. Vamos para guerra – disse o zagueiro Tobi.

O momento é mesmo decisivo. Colados na classificação (Sport em oitavo com 48 pontos e Boa em nono com 47 pontos) eles precisam ganhar a maioria dos cinco jogos restantes e secar Americana (51 pontos), Vitória (50), Criciúma (50) e Bragantino (49) para conseguir chegar ao G-4. Os catarinenses vacilaram e empataram com a Portuguesa, na terça-feira, por 1 a 1, e já podem ser ultrapassados pelos pernambucanos e mineiros.

– Temos chance e vamos nos agarrar a ela. É por isso que devemos lutar. Os vários resultados paralelos têm nos ajudado. Em oito partidas, ganhamos apenas uma e ainda estamos à três pontos do quarto colocado. O campeonato tem sido generoso. Temos que fazer a nossa parte – afirmou o lateral Wellington Saci, durante a semana.

Para ganhar do Boa Esporte, o Leão vai com uma nova aposta no ataque. Marcelinho Paraíba sai da articulação vai para a linha de frente, assim como atuava no Coritiba em 2009. Ao seu lado, o jovem Roberson, que havia atuado apenas 15 minutos na competição e estava escanteado pelo ex-treinador rubro-negro, PC Gusmão, se torna a esperança de gols. Ele entra no lugar do matador Bruno Mineiro, 12 tentos no Brasileiro, contundido na bacia e sem previsão de volta.

– A arma deles são os contra-ataques. A prova é que quando jogam em Varginha eles têm mais dificuldades, já quando são visitantes costumam fazer bons jogos, pois não têm a responsabilidade de vencer – explicou Mazola que assumiu o Sport após a demissão do PC Gusmão, resultado da derrota para o Náutico por 2 a 0, na última rodada.

Boa Esporte quer recuperar temporada de vitórias

Sem vencer há cinco rodadas, o Boa Esporte buscará, na Ilha do Retiro, passar o Sport na tabela de classificação e encostar no G-4. O time de Varginha chegou a ficar na quinta posição por três rodadas, porém, com um empate e três derrotas seguidas, perdeu fôlego. Na última rodada, em casa, o Boa Esporte perdeu por 2 a 1, para o Vitória.

Contra a equipe pernambucana, o técnico Nedo Xavier terá o desfalque do zagueiro Higo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Marcelinho deverá ganhar a posição. Com isso, Marcelinho deverá ganhar a posição. O atacante Rámon, que está resolvendo problemas particulares, também não viajou com o grupo. Assim, o Boa Esporte deverá entrar em campo com Luiz Henrique; Jackson, Marcelinho, Carciano e Marinho Donizete; Claudinei, Jean Cléber, Olívio e Moisés; Carlos Magno e Jheimy.

SPORT X BOA ESPORTE
Magrão; Moacir, Gabriel, Tobi e Wellington Saci; Hamilton, Rithely, Willians e Thiaguinho; Marcelinho Paraíba e Roberson Luiz Henrique; Jackson, Marcelinho, Carciano e Marinho Donizete; Claudinei, Jean Cléber, Olívio e Moisés; Carlos Magno e Jheimy
Técnico: Mazola Júnior Nedo Xavier
Local: Ilha do Retiro – Horário: 20h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Auxiliares: Lúcio da Silva de Mattos e Eduardo Lincoln Neves

Confira todos os jogos da rodada:

1/11 – 20h30 São Caetano-SP 1 x 2 Guarani-SP
1/11 – 20h30 Criciúma-SC 1 x 1 Portuguesa-SP
4/11 – 20h30 Vila Nova-GO   x Goiás-GO
4/11 – 20h30 Sport-PE   x Boa Esporte-MG
4/11 – 20h30 Vitória-BA   x Salgueiro-PE
4/11 – 20h30 Duque de Caxias-RJ   x Bragantino-SP
5/11 – 16h20 ASA-AL   x Náutico-PE
5/11 – 16h20 Ponte Preta-SP   x Americana-SP
5/11 – 17h00 Icasa-CE   x ABC-RN
5/11 – 17h00 Grêmio Barueri-SP   x Paraná-PR

Bate – Papo ICFUT – Torcedora do Sport Recife Débora Silva !

Débora Silva 13 anos – Recife-PE

Atacante do time Feminino Fluminense G 3

Torcedora do Sport Recife

Sonho – Jogar futebol feminino profissional

 

1-O que representa o seu clube,para você ?

R: Um clube,de orgulho..

2- O que levou você a torcer por esse time ?

R: A  forma que esse time joga dentro de campo.

3- Jogo inesquecível ?
R: Sport 3×0 Santa Cruz  – 2010

   4-Maior craque que você tenha visto jogar?
R : Ciro  

  5-Organizadas bom ou ruim ?
R: Não gosto muito da torcida  é mal organizada..

   6- Maior alegria e maior decepção ?

R: Maior alegria  foi  assistir o primeiro jogo com meus amigos  e a maior decepção foi ver ele perder nesse dia.. 2-1
sport e nautico nesse ano(2011)

 7- Maior loucura que você fez pelo seu      clube?
R: beijar a camisa 100 vezes.. seguidas..

8- Melhor e pior dirigente do seu clube?
R: Não sabe

9- Programa esportivo favorito ?
R: replay – sbt

10- Condições de estádios e preço de  ingressos?

R : Estádios nível ruim e ingressos caros

11- Nível da arbitragem ?
R : Não são muito justa, porém boa

12- Seu time em uma palavra:
R : vencedorr…