ICFUT – Jornalista italiano é demitido após comentário racista sobre Lukaku

Fonte: Metrojornal.com.br

Luciano Passirani afirmou que a única forma de parar o novo jogador da Internazionale é dar-lhe “10 bananas para comer”

Em mais um caso de racismo no futebol italiano, um jornalista esportivo do país europeu foi demitido da emissora “TeleLombardia” por ter realizado um comentário racista sobre o atacante belga Romelu Lukaku, da Inter de Milão.

Durante sua participação no programa “Top Calcio 24”, o jornalista Luciano Passirani afirmou que a única forma de parar o novo jogador da Internazionale é dar-lhe “10 bananas para comer”.

“Lukaku é um dos jogadores mais fortes, eu gosto dele porque ele tem força. É o alter ego de [Duvan] Zapata, da Atalanta. Eles têm algo a mais que os outros, não há o que fazer. Eles marcam gols e levam seus times adiante. Se você for no um contra um, ele vai te matar. Para pará-lo, você tem que jogar 10 bananas para ele comer”, disse Passirani.

O infeliz comentário do jornalista de 80 anos foi repreendido pelo apresentador do programa e Passirani se defendeu dizendo que “foi uma piada”. Com a repercussão negativa da análise do comentarista, o italiano pediu desculpas ao público.

O diretor do programa, Fabio Ravezzani, anunciou horas depois o desligamento de Passirani da emissora.

“Ao tentar definir a força de Lukaku, nosso comentarista escolheu uma imagem péssima que abre, legitimamente, a possibilidade de interpretações racistas. E o racismo é algo que combatemos e combateremos sempre. Por isso, não podemos tolerar este tipo de comentário. Lamentamos muito, mas não podemos mais convidar esta pessoa a nossos programas”, disse Ravezzani.

Lukaku, que foi vítima de ataques racistas durante a partida contra o Cagliari, teve uma exibição discreta na apertada vitória da Inter sobre a Udinese. Com nove pontos, o time nerazzurro lidera o Campeonato Italiano.

Kessié

A partida entre Milan e Hellas Verona, que terminou 1 a 0 para o time rossonero, também foi marcada por agressões racistas contra o meio-campista Franck Kessié.

De acordo com algumas testemunhas e diversos jornais locais, a torcida do Verona vaiava e fazia sons de macaco toda vez que o marfinense tocava na bola. No entanto, o perfil do clube Gialloblù negou a versão com um mensagem em suas redes sociais.

“Nós vaiamos Kessié? Insultamos Donnarumma? Talvez alguém tenha ficado atordoado com os decibéis dos torcedores Gialloblù. As vaias, inevitavelmente, foram para as decisões da arbitragem, que ainda nos deixam perplexos. Em seguida, vários aplausos para os nossos ‘gladiadores’ no fim do jogo. Nós não nos encaixamos nesses estereótipos. Respeitem o Verona e o povo de Verona”, escreveu o clube italiano.

Por Cleber Santista – Santos vence o jogo do racismo ( VERGONHA ), pela Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO-RS 0 x 2 SANTOS-SP

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (Esp.-SC)
Renda: R$ 814.899,00
Público: 30.294 (28.091 pagantes)
Cartões amarelos: Ramiro e Pará (Grêmio); Edu Dracena, Alison e David Braz (Santos)

GOLS:
SANTOS-SP: David Braz, aos 37, e Robinho, aos 42 minutos do primeiro tempo

GRÊMIO-RS: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Zé Roberto (Matías Rodríguez); Walace (Matheus Biteco), Ramiro e Giuliano; Luan (Alán Ruiz), Barcos e Dudu
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTOS-SP: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro (Alan Santos), Gabriel (Leandro Damião) e Robinho (Rildo)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

ICFUT – Mogi cede imagem do torcedor que xingou Arouca

Fonte: lancenet

Julgamento acontece na próxima segunda, 17, na sede da Federação Paulista de Futebol

Santos x Mogi Mirim - Arouca (Foto: Ivan Storti/ LANCE!Press)
Jorgador do Santos foi vítima de racismo em Mogi (Foto: Ivan Storti/LANCE!Press)

Na manhã de quarta-feira, o Mogi Mirim foi indiciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. De acordo com o advogado João Zanforlin, contratado para representar o clube do interior, foi entregue à policia imagens do torcedor que fez ofensas racistas a Arouca, na partida realizada no dia 6 deste mês.

– O Mogi mandou as imagens de identificação para a polícia. Eu ainda não tive acesso, estou esperando mais documentações para preparar a defesa do clube – disse Zanforlin, ao LANCE!Net.

Segundo o terceiro parágrafo do artigo 243-G, "Quando a infração for considerada de extrema gravidade, o órgão judiciantte poderá aplicar as penas dos incisos V, VII e XI do art. 170". Assim sendo, o Mogi poderá ser punido ainda com perda de pontos, de mando de campo e até sofrer a exclusão do Campeonato. Vale lembrar que o clube já teve seu estádio interditado pela FPF.

Entretanto, tudo é passível da interpretação de quem julgará o caso, como lembra o procurador do TJD, Antônio Carlos Meccia:

– A procuradoria fez a sua parte que é fazer a denúncia, mas tudo é passível de interpretação e tudo pode ajudar. Como torcedor, eu acredito que foi mais uma provocação do que um ato de racismo propriamente dito.

O julgamento acontece na próxima segunda-feira, dia 17, na sede da Federação Paulista de Futebol.

Por Cleber Aguiar – Arouca é vítima de racismo em Mogi Mirim.

Arouca-olhando-vila-belmiro-640x480-Ricardo-Saibun-Divulgação-SantosFC

Cleber Aguiar Equipe ICFUT – Ridícula a torcida do Mogi Mirim o Famoso ” Sapão ” do interior e imortalizada pelo Carrossel Caipira dos anos 90, hoje ser manchete de atos racistas de sua torcida contra o nosso grande volante do Peixe Arouca.Estamos a menos de 100 dias da Copa do Mundo no Brasil é o segundo caso só nesses últimos dias, em uma partida pelo Gauchão entre Esportivo e Veranópolis em Bento Gonçalves o árbitro Márcio Chagas da Silva foi insultado também pelo torcida local.

O que fazer em um país que o Rei do Futebol é o Pelé negro, nosso grande defensor jurista é Joaquim Barbosa negro, Orlando Silva entre outras personalidades temos pessoas com essa mente ainda em pleno 2014…absurdo !!!…Isso que nem citei o caso do Tinga no Peru, que outra coisa de gente sem mínima condições de viver em sociedade.

Racismo aqui no ICFUT nunca !!!

Veja a Nota do Arouca sobre isso.

Na saída do jogo desta quinta-feira, contra o Mogi Mirim, fui alvo de insultos racistas de um torcedor do time adversário. É lamentável e inaceitável que ainda haja espaço para esse tipo de coisa hoje em dia. Isso só mostra que o ser humano ainda tem muito a evoluir e a crescer, que não estamos nem perto de um mundo que viva a harmonia entre as pessoas e todas as suas diferenças. 

Tenho muito orgulho das minhas origens africanas, que foi o que o sujeito tentou usar para me ofender, dizendo que eu deveria procurar alguma seleção de lá para jogar. Dando a entender que um negro igual a mim não serve para defender a seleção brasileira. Como se algumas das páginas mais bonitas da história da nossa seleção não tivessem sido escritas por jogadores como Leônidas, Romário e pelo Rei Pelé, também negros. Não ouvi os gritos de ‘macaco’ que alguns repórteres disseram ouvir, mas, caso tenha realmente acontecido, é ainda mais triste. 

Eu sei muito bem de onde venho e de toda a minha luta para chegar onde cheguei. Por isso, sentir na pele o que aconteceu comigo hoje – logo depois do que fizeram com o Tinga outro dia e também do caso do juiz no Rio Grande do Sul – me deixa muito decepcionado. Acabou com a alegria pela boa atuação do nosso time, pelo belo gol que fiz, ou seja, pelo que deveria ser a essência do esporte.

O futebol é um espelho da nossa realidade, e isso não se resume apenas a xingamentos racistas. Continuam matando e morrendo por torcerem por um time diferente do outro. Espero, sinceramente, que casos como esse sejam severamente punidos, pois, enquanto isso não acontecer, nada vai mudar. A impunidade e a conivência das autoridades com as pessoas que fazem esse tipo de coisa são tão graves quanto os próprios atos em si. Somente discursos e promessas não resolvem a falta de educação e de humanidade de alguns.

ICFUT – Bulgária é multada por racismo durante jogo contra a Inglaterra

Fonte: globo

Federação terá de pagar R$ 96 mil por cantos de torcedores discriminatórios

Rooney comemora gol da Inglaterra (Foto: AFP)Ingleses comemoram gol de Rooney na vitória da
Inglaterra sobre a Bulgária por 3 a 0 (Foto: AFP)

A União de Associações Europeias de Futebol (Uefa) multou a Federação Búlgara (BFS) nesta sexta-feira em € 40 mil (R$ 96 mil) pelos incidentes de caráter racista ocorridos no dia 2 de setembro, em Sofia, na partida contra a Inglaterra pelas eliminatórias para a Eurocopa de 2012. "A multa contra a BFS tem origem em cantos de torcedores julgados discriminatórios (…) e no lançamento de material pirotécnico" contra o local de jogo.

Parte do público "imitou" sons de macacos quando os jogadores negros da seleção inglesa tocavam na bola, na partida vencida pelos ingleses por 3 a 0. A BFS poderá recorrer no prazo de "três dias após a publicação da decisão", conforme informou a Uefa.