Por Cleber Aguiar – Jornais da Bahia hoje 04/10/2010

A Tarde Online

Vitória conta com bom retrospecto no Barradão para ser campeão

O Vitória precisa vencer o Santos por três gols de diferença para conquistar a Copa do Brasil nesta quarta, 4, às 21h50, no Barradão. Para isso, o rubro-negro conta com um ótimo retrospecto na competição, principalmente em Salvador, onde o placar mínimo conquistado em cinco jogos foi de 2 a 0, o necessário para levar o jogo contra o Peixe para a disputa de pênaltis.

Noticia na integra:

http://www.atarde.com.br/esporte/noticia.jsf?id=5599429

Bahia notícias

Notícias


Júnior: “Se a equipe precisa fazer gols, tem que me escalar”

Maurício Naiberg

Artilheiro do Vitória na Copa do Brasil, o atacante Júnior, que ficou na reserva de Schwenk na primeira partida da final dessa competição, na Vila Belmiro, quer uma vaguinha entre os titulares de Ricardo Silva no jogo de volta, nesta noite, no estádio Manoel Barradas, às 21h50. Para ele, se o time quiser fazer gols, tem que contar com seu futebol neste dia histórico para o clube. “Se a equipe precisa fazer gols, como é o caso agora, tem que me escalar. Afinal, atacantes servem para isso, não é?”, disse. O Diabo Loiro, que tem apenas um gol no Brasileirão, tem chances de começar jogando ao lado de Schwenk, segundo revelou o treinador rubro-negro em entrevista coletiva. Para que isso aconteça, o atleta tem que desbancar Renato e Fernando da disputa.

Correio da Bahia Online

Vitória e Barradão não trazem boas recordações para o Santos

Peixe só perde o título da Copa do Brasil nos 90 minutos se for derrotado por três ou mais gols

Redação CORREIO

O Vitória precisa vencer o Santos por três gols de diferença, nesta quarta-feira, no Barradão, para ficar com o título da Copa do Brasil. Pode ser uma missão considerada difícil, já que a equipe da Vila Belmiro não perdeu nenhum de seus últimos 77 jogos por diferença superior a dois gols. A equipe baiana precisa de um resultado mais elástico porque perdeu o jogo de ida, quarta-feira passada, na Vila Belmiro, por 2 a 0.

No entanto, o próprio Leão já mostrou que não se trata de uma façanha impossível: a última vez que o Alvinegro Praiano perdeu diferença superior a dois gols foi contra o próprio Vitória, no Barradão, no dia 12 de junho de 2009, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe baiana atropelou os santistas e venceu por 6 a 2. O resultado causou a demissão de Vagner Mancini, que dirigia o Peixe na ocasião.

Desde que Dorival Júnior assumiu o comando do Santos, no fim do ano passado, a equipe disputou 48 jogos e perdeu apenas 11, somente três por diferença de dois gols (1 x 3 RB New York, amistoso, 2 x 4 Corinthians e 0 x 2 Atlético-PR, ambos pelo Brasileirão).

Vantagem e retrospecto, porém, não sobem à cabeça do treinador, que pede muito cuidado a seus jogadores e calma à torcida.

– Temos uma vantagem. Só isso. Não decide e nem garante nada. Vamos jogar mais 90 minutos dificílimos, contra uma equipe muito forte – afirmou Dorival.

O Santos fica com a taça mesmo perdendo por um gol, ou até por dois, desde que marque algum. Se o Vitória devolver os 2 a 0, a decisão vai para os pênaltis. As informações são do Globo Esporte.

A Tribuna da Bahia Online

04/08/2010 Reação. Meninos se deram mal
04/08/2010 Ricardo Silva promete atitude
04/08/2010 É hoje. Bate coração
04/08/2010 Torcedores confiam em retrospecto
04/08/2010 Torcida do Vitória ganha reforço de paulistas na Bahia
04/08/2010 Só o Barradão pode nos salvar
04/08/2010 Decisão. 6 a 2: Lembrança positiva