ICFUT – Santos FC promove exposição de obras de Osmar Santos

Ele é um dos principais nomes da história da comunicação no Brasil. Lembrado até hoje pelos bordões que marcaram uma época, Osmar Santos esteve em Santos para a vernissage da sua exposição, no Memorial das Conquistas “Milton Teixeira”, na Vila Belmiro. São 14 obras, sendo uma exclusiva em homenagem ao Clube. O evento faz para do calendário de comemorações dos 106 Anos do Santos FC e vai até o dia 30 de abril.

Corinthians x Santos – GOLAÇO DO GUGA – narração: Osmar Santos

Osmar Santos

Formado em Educação Física, Administração Pública pela FGV-SP e Direito[1], Osmar Santos, também conhecido como “O Pai da Matéria”, trabalhou como locutor esportivo nas rádios Jovem Pan, Record e Globo onde continua contratado como um dos diretores da equipe mas sem narrar mais as partidas devido ao grave acidente de automóvel que sofreu em 22 de dezembro de 1994 e que afetou sua fala. Hoje como artista plástico, dedica parte de seu tempo a pinturas sobre telas. Trabalhou também nas redes de televisão Rede Globo, Rede Record e Rede Manchete. Narrou a Copa do Mundo de 1986 pela Rede Globo como primeiro locutor, na companhia de Galvão Bueno (segundo locutor) e Luís Alfredo (terceiro locutor). Narrou para a Rede Manchete a Copa do Mundo de 1990, com comentários de Zagallo.

Foi um dos melhores narradores de futebol do rádio brasileiro. Faziam parte da equipe comandada por Osmar na Rádio Globo, na fase de maior sucesso, Loureiro Júnior e Carlos Aymard (comentaristas), Fausto Silva, Roberto Carmona e Henrique Guilherme (repórteres de campo) e os também narradores Oswaldo Maciel, Oscar Ulisses e Odinei Edson (estes dois últimos, seus irmãos). Juarez Soares também participou da equipe, como apresentador de um programa que falava de futebol e variedades. Com base nessa experiência, Osmar Santos e sua equipe passaram a apresentar o programa de variedades Balancê (que tinha na produção Odir Cunha, com Lucimara Parisi na produção artística).

Osmar Santos teve uma participação importante como locutor dos comícios da campanha política de 1984 pelas Diretas Já.[2] Bastante popular, recebeu proposta para candidatar-se a cargos políticos, mas não aceitou.

Osmar Santos vinha sendo preparado para trabalhar na Rede Globo, onde atuou como narrador de futebol e apresentador, mas quem acabou sendo contratado em 1989 para apresentar o programa dominical da Globo foi seu amigo Fausto Silva. Faustão havia se destacado no programa Perdidos na Noite, produzido pela Rede Record a partir de 1982, e Rede Bandeirantes, a partir de 1986.

Criativo, inovou também quando passou a narrar partidas pela Rede Record. Em alguns momentos a câmera o mostrava na cabine e ele falava diretamente com o telespectador. Também criou bordões que foram tão bem aceitos pelo público, que ecoavam pelos estádios, como o famoso “Parou por quê, por que parou?”. Entre suas expressões estão: Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha[3], “Um pra lá, dois pra cá, é fogo no boné do guarda”, “Sai daí que o Jacaré te abraça, garotinho”, “Rosemiro, o namoradinho da Rachel Welch”, “No carocinho do abacate” “ai garotinho”, “vai garotinho porque o placar não é seu”, em situações de marcação de impedimento soltava “ele estava curtindo amor em terra estranha” e uma das narrações de gol mais marcante do rádio brasileiro, “Tiro-lirolá Tiro-lirolí” “E que GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL”. Também foi Osmar Santos quem criou a expressão “Animal”, que melhor representou o jogador Edmundo[3], terminando pelo próprio atleta aceitar a expressão por se tornar a sua marca registrada.

Seu irmão Oscar Ulisses comanda a equipe de esportes da Rádio Globo. Seu outro irmão Odinei Edson narra a Fórmula 1 para a Rádio Bandeirantes. Na Bandeirantes trabalha também o seu primo Ulisses Costa.

Em 1994 sofreu um grave acidente de carro quando viajava de Marília para a cidade de Lins em São Paulo. O acidente causou-lhe sérias sequelas devido aos danos cerebrais que sofreu quando ele foi atingido por um caminhão dirigido por um motorista bêbado.[4] Osmar teve boa recuperação das várias funções, porém sua fala ficou comprometida, sendo capaz de pronunciar mais ou menos cem palavras, impedindo-lhe de continuar trabalhando como narrador. Desde então se dedica à pintura, tendo frequentado por anos o ateliê de Rubens Matuck. [5]

Em sua homenagem foi criado o Troféu Osmar Santos, concedido a cada ano à equipe que termina o primeiro turno do Brasileirão em primeiro lugar.[6]

No dia 28 de julho de 2017 o centro de imprensa do Allianz Parque recebeu o seu nome.

Anúncios

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 Santos (SP) 2×0 Ceará (CE)

FICHA TÉCNICA
Santos 2 x 0 Ceará

Local: Pacaembu, em São Paulo
Data: 14 de abril de 2018, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes
Público e renda: 15.513. R$ 526.550,00
Cartões amarelos: Ceará: Rafael Carioca.

GOLS:
Santos: Pio (contra), aos 41 do 1T, e Rodrygo, aos 5 do 2T.

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini (Vitor Bueno) e Jean Mota (Diego Pituca); Eduardo Sasha, Rodrygo (Arthur Gomes) e Gabigol
Técnico: Jair Ventura

CEARÁ: Éverson, Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Ernandes, Juninho e Ricardinho (Reina); Wescley (Roberto), Felipe Azevedo (Arnaldo) e Arthur
Técnico: Marcelo Chamusca

ICFUT – LIBERTADORES 2018 – GRUPO 6 : Estudiantes (BRA) 0 X 1 Santos (BRA)

FICHA TÉCNICA
Estudiantes 0 x 1 Santos

Local: Ciudad de Quilmes, em Quilmes (Argentina)
Data: 5 de abril de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddry Zambrano (EQU)
Assistentes: Christian Lescano y Juan Macías (EQU)
Cartões amarelos: ESTUDIANTES: Campi. SANTOS: David Braz e Vanderlei.

GOL:
Santos: Arthur Gomes, aos 18 do 1T

ESTUDIANTES: Andújar, Sánchez, Desábato, Schunki e Campi; Gómez, Rodríguez, Giménez (Pavone) e Lattanzio (Cascini); Melano e Otero
Técnico: Lucas Bernardi

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (Gustavo Henrique) e Jean Mota; Arthur Gomes (Léo Cittadini), Rodrygo (Diogo Vitor) e Eduardo Sasha
Técnico: Jair Ventura

Por Cleber Aguiar – Santos acerta patrocínio para semi e possível final do Paulistão

Fonte: Globo.com

Departamento de marketing do clube tem firmado acordos temporários para reforçar o caixa. Enquanto isso, busca uma empresa para ser o patrocinador definitivo

Por Bruno Giufrida*Santos, SP

Santos Semp Toshiba (Foto: Divulgação Santos FC)

O Santos acertou contrato de patrocínio para as finais do Paulistão. O Peixe terá estampada em sua camisa na partida deste domingo, contra a Penapolense, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela semifinal do Paulistão, a marca da Semp Toshiba. O acordo será mantido na final caso o Peixe avance.

O time da Vila Belmiro não tem patrocinador no principal espaço da sua camisa desde 2012, quando acabou o contrato com o Banco BMG. Por isso, o departamento de marketing do clube, enquanto procura uma apoiadora para a atual temporada, acerta vínculos temporários para que haja lucro em partidas decisivas.

O último acordo firmado pelo Peixe havia sido com a Corr Plastik. A empresa estampou sua marca nos jogos contra Palmeiras e Ponte Preta e estará presente, também, no principal espaço da camisa alvinegra na partida contra o Mixto-MT, pela primeira fase da Copa do Brasil, dia 2 de abril, em Cuiabá.

Depois, a Corr Plastik irá estampar as mangas. Antes, a empresa tinha sua marca estampada na barra das camisas. Por isso, o valor pago pela empresa, que era de R$ 4 milhões ao ano, será reajustado, mas ainda é mantido em sigilo. Anteriormente, a Netshoes, que ocupava o mesmo espaço, pagava cerca de R$ 6 milhões ao Alvinegro. A escola de idiomas CNA também estampa a camisa do Santos, com o nome exposto próximo ao ombro do uniforme. O clube, porém, ainda está atrás do patrocinador master para o ano, e segue conversando com a Caixa Econômica Federal, entre outras empresas. O Peixe espera fechar negócio por cerca de R$ 20 milhões.

*Bruno Giufrida colaborou sob supervisão de Alexandre Lopes