Por Edgar – Palmeiras volta a ser Palmeiras e decepciona de novo frente a sua torcida.

Tudo o que poderia prejudicar o Palmeiras na noite deste domingo prejudicou. O Ituano, que nada tem a ver com o drama alviverde, conseguiu uma vitória histórica, por 1 a 0, no Pacaembu, e assegurou uma vaga na final do Campeonato Paulista. Vai enfrentar o Santos nos próximos dois domingos – a Federação Paulista de Futebol define os locais nesta segunda-feira. Ironia ou não, o gol responsável por eliminar o Verdão na primeira chance de título de seu centenário foi de um ex-corintiano: Marcelinho, atacante, campeão da Copa São Paulo em 2009 pelo maior rival palmeirense.

O Ituano, agora, tem a chance de buscar seu segundo título paulista após campanha histórica. Com a melhor defesa do campeonato (dez gols sofridos na primeira fase), o Galo quer repetir a façanha de 2002, em uma edição que não tinha os quatro maiores clubes do estado, que disputaram uma versão turbinada Torneio Rio-São Paulo.

Ao Palmeiras, resta juntar os cacos na primeira frustração de seu centenário. A festa tinha tudo para ser alviverde no Pacaembu, que recebeu o maior público do campeonato (29.166 pagantes). O clube comemorava o aniversário do técnico Gilson Kleina e não perdia no estádio desde o ano passado – a última derrota foi para o Tijuana, na Libertadores. Terminou o jogo sem Alan Kardec e Fernando Prass, machucados, com Valdivia e Bruno César jogando no sacríficio e sem a vaga na decisão estadual.

Agora, restou a Copa do Brasil. Quarta-feira o Verdão enfrenta o Vilhena, no Pacaembu, no jogo de volta da primeira fase. Como venceu em Rondônia, por 1 a 0, o Alviverde joga pelo empate.

Texto: globoesporte.com

 

Por Edgar – Santos passa sufoco mas vence Penapolense e encara Ituano na Final

No dia em que o time mais empolgante do Campeonato Paulista esteve longe de suas melhores atuações, Oswaldo de Oliveira fez o papel de craque e ajudou a colocá-lo na decisão. Em um jogo tenso, que parecia fácil e se tornou duríssimo, o técnico promoveu mudanças cruciais no segundo tempo e viu o Santos fazer 3 a 2 no Penapolense, neste domingo, na Vila Belmiro, pela semifinal. Guaru e Douglas Tanque marcaram para a equipe do interior; Cícero, Leandro Damião e Yuri garantiram o triunfo do Peixe, que chega a sua sexta final consecutiva no estadual.

O Alvinegro vai enfrentar o Ituano, que surpreendeu o Palmeiras, e também está na decisão, que será disputada em duas partidas, nos próximos domingos. Duas batalhas na luta pelo 21º título paulista. Batalhas que quase não aconteceriam, pois o time ficou atrás no placar por boa parte do segundo tempo. Oswaldo agiu: colocou Rildo, e ele cruzou para Leandro Damião empatar a partida. Lançou o garoto Stéfano Yuri, e ele marcou o gol da classificação.

Texto: Globoesporte.com

ICFUT – DAS ANTIGAS – Clube de Futebol da Universidade Mackenzie – Associação Atlética Mackenzie College

Fontes: Wikipedia / Eventos.Turismos.gov

Associação Atlética Mackenzie College

Índice

Associação Atlética Mackenzie College foi uma equipe brasileira de futebol da cidade de São Paulo.

Fundada em 18 de agosto de 1898 por alunos da Universidade Mackenzie, participou por 13 vezes do Campeonato Paulista. O Mackenzie foi o primeiro clube fundado no Brasil por brasileiros e para brasileiros para a prática do futebol] e o primeiro neste país a praticar o basquetebol.

wqwqwqweqHistória

Em 1896, um professor, Sr. Augusto Shaw, retornava dos Estados Unidos e começava a fazer uma grande propaganda de esportes como o basquete, o futebol e o rugby. Muitos alunos se interessaram por estes “divertimentos” e em 1898 se reuniram para fundar a Associação Atlética Mackenzie College.

Entre os fundadores do Mackenzie estava Belfort Duarte. Esse maranhense, estudante do colégio, foi quem fundou, anos mais tarde, o America Football Club do Rio de Janeiro, além de ter sido o responsável pelo fato de o America ter tantos “clones” pelo Brasil inteiro. Mesmo em São Paulo, Belfort Duarte viria a fundar um América FC em 1916 (que mais tarde se chamaria Tremembé FC). Foram alguns alunos do Mackenzie que introduziram, em 1902, o futebol em Santos e em Sorocaba.

h0271e[1]

Dentre os maiores ídolos do clube se encontra Manuel Nunes, também conhecido como Neco (apesar de no Mackenzie ele preferia ser chamado de Nunes, pois não jogando no Corinthians ele fala que preferia ser outro, ele atuou em 1915, pois a maioria dos jogadores do Corinthians foram emprestados e outros clubes porque o Alvinegro não disputaria nenhuma Liga aquele ano, somente amistosos

O Mackenzie foi um dos fundadores da primeira liga de futebol do Brasil, a Liga Paulista de Futebol. Em 3 de maio de 1902 o primeiro jogo oficial da história do futebol paulista e brasileiro foi realizado entre Mackenzie e Germânia, tendo a equipe vencido por 2×1 com um gol de Eppingaux, um dos fundadores, que será conhecido para sempre como o autor do primeiro gol oficial do futebol brasileiro.

Em 1920 o Mackenzie se juntou à Portuguesa e formou o Mack-Port. A nova equipe durou 3 anos. Em 1923 a união se desfez e o Mackenzie se retirava de campo.

O primeiro torneio oficial em São Paulo

Em 3 de maio de 1902 foi organizado o primeiro torneio oficial em São Paulo, o Campeonato Paulista. O jogo de abertura foi realizado entre Mackenzie e Germânia (2 a 1, respectivamente), no Parque Antártica.

Fundada em 18 de agosto de 1898 e extinta em 1923, a Associação Atlética Mackenzie College participou por 13 vezes do Campeonato Paulista e foi o primeiro clube no País a praticar o basquetebol.

Já o Sport Club Germânia foi fundado por um alemão em 1899 e, durante a Segunda Guerra Mundial, assumiu a denominação de Esporte Clube Pinheiros, atualmente considerado um clube de destaque na prática amadora de várias modalidades esportivas.

Com o nome de Sport Club Germânia, a equipe disputou 26 vezes o Campeonato Paulista de Futebol e conquistou títulos em 1906 e 1915. Em 1909, estreou Arthur Friedenreich, primeira grande estrela do futebol brasileiro em sua fase amadora, que durou até 1933. Filho de um comerciante alemão com uma lavadeira negra brasileira, Friedenreich nasceu no bairro da Luz, em São Paulo.

Por Edgar – Verdão bate o Bragantino por 2 a 0, no Pacaembu

KARDEC BRILHA, PALMEIRAS VENCE E PEGA O ITUANO NA SEMI DO PAULISTÃO

Centroavante tem de ter faro de gol, oportunismo e até sorte para se destacar. A cada dia que passa, Alan Kardec mostra que isso não falta para ele. Nesta quinta-feira, mais uma vez foi assim. Com um gol e uma assistência do atacante, o Palmeiras venceu o Bragantino por 2 a 0, no Pacaembu, e se classificou para a semifinal do Paulistão. A vaga na decisão será disputada no próximo domingo, contra o Ituano, no mesmo local, às 18h30. Quem passar pega Santos ou Penapolense, que se enfrentam às 16h, na Vila Belmiro.

Por Edgar – Paulistão, Santos goleia e São Paulo decepciona.

COM GAROTADA INSPIRADA, PEIXE GOLEIA PONTE E REVÊ PENAPOLENSE NA SEMI

Os Meninos da Vila não tomaram conhecimento da Ponte Preta e mostraram por que o Peixe tem a melhor campanha do Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira, pelas quartas de final do estadual, nova goleada na Vila Belmiro: 4 a 0, resultado que coloca a equipe santista na semifinal da competição. O Santos agora reencontra o Penapolense, também em jogo único, no estádio santista. O rival, que eliminou o São Paulo, foi o único time até agora a superar o Alvinegro no estadual – e com goleada: 4 a 1, em Penápolis.

PENAPOLENSE ELIMINA SÃO PAULO E VAI À SEMIFINAL DO PAULISTÃO PELA 1º VEZ

Penapolense e quartas de final do Campeonato Paulista formam uma mistura que causa calafrios nos são-paulinos. O duelo entre as duas equipes em 2013 também foi dramático, mas o Tricolor conseguiu vencer por 1 a 0. Nesta quarta, porém, a zebra passeou pelo Morumbi. Depois do empate sem gols no tempo normal, o goleiro Samuel Pires pegou o pênalti batido por Rodrigo Caio e colocou o time do interior pela primeira vez na semifinal do estadual: 5 a 4 nas cobranças. O adversário será o Santos, na Vila Belmiro. Este é apenas a segunda vez que o time de Penápolis disputa a primeira divisão do Paulistão.

 

Por Edgar – São Paulo faz 5 gols mas placar é 3×2 no clássico.

Tricolor paulista volta a vencer clássico após mais de um ano e limpa barra de Antônio Carlos, melhor jogador do Timão com dois gols contra no jogo

Só o São Paulo fez gols no Pacaembu. Ganso, Luis Fabiano, Rodrigo Caio e dois de Antônio Carlos, o goleador da tarde. Não, não foi 5 a 0 para o time de Muricy Ramalho. O zagueiro-artilheiro fez dois contra e deu emoção a um clássico muito bom no Pacaembu, mas que teve domínio tricolor diante de um Corinthians impecável no primeiro tempo (quando em vantagem), mas frágil ao tentar sair para o jogo.

O companheiro de zaga Rodrigo Caio salvou a pele de Antônio Carlos nos últimos minutos: 3 a 2 e o fim de um longo jejum: eram 15 meses sem vencer um clássico. A última vez havia sido também contra o Timão no Pacaembu.

Video: Youtube.com, Texto: Globoesporte

Por Edgar – Santos embalado faz 4×1 no Oeste e garante jogo em casa nas quartas-de-final

Thiago Ribeiro (duas vezes), Leandro Damião e Diego Cardoso lideram vitória por 4 a 1 sobre o Rubrão. Peixe assegura liderança do grupo C

O Santos deu um novo passo no objetivo de encerrar a primeira fase como melhor time do Campeonato Paulista. Neste domingo, o time voltou a golear na Vila Belmiro, agora por 4 a 1, fazendo o Oeste de vítima, pela 13ª rodada do estadual. O resultado ajudou o Peixe a garantir, com duas rodadas de antecipação, a liderança do grupo C

A goleada santista, a terceira consecutiva, foi construída, principalmente, pelo alto. Thiago Ribeiro (dois gols) e Leandro Damião foram os destaques da noite, que também presenciou o primeiro gol do jovem Diego Cardoso pelo Alvinegro. Eric, de falta, fez o de honra do Rubrão, já nos acréscimos.

O Santos soma, agora, 32 pontos, abrindo oito para a Ponte Preta, seguindo como dono da melhor campanha do torneio. O Oeste, com oito pontos, é o lanterna do grupo D e pode ser rebaixado já na próxima rodada.

Texto: Globoesporte.com, Video: Youtube.com