ICFUT – LONDRINA CAMPEAO PARANAENSE DE FUTEBOL 2014

 londrina_campeao_paranaense_2014LOMBHMARINGA VICE CAMPEAO PARANAENSE

Final Paranaense - Maringá x Londrinagd_2fffcb2ce2ad

Classificação Final

Somando os pontos da primeira fase, dos jogos play offs e do torneio da morte, para assim definir os representantes do estado na Copa do Brasil 2015 e Série D 2014. Os clubes rebaixados são definidos pelo Torneio da Morte, independentemente da soma dos pontos da 1ª fase e do Torneio da Morte.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Bandeira londrina.svg Londrina 27 17 7 6 4 26 18 8 52,9 Estável Classificado para a Copa do Brasil 2015 e Série D 2014.
2 Bandeira de Maringá.png Maringá 29 17 8 5 4 24 18 6 56,8 Baixa1
3 Bandeira de Curitiba.svg Coritiba 24 15 7 3 5 25 20 5 53,3 Estável Classificado para a Copa do Brasil 2015.
4 Bandeira de Curitiba.svg Atlético Paranaense 21 15 6 3 6 23 21 2 46,6 Estável
5 Bandeira de Curitiba.svg Paraná 21 13 6 3 4 17 10 7 53,8 Baixa4
6 Bandeira de Curitiba.svg J.Malucelli 16 13 4 4 5 17 18 -1 41 Baixa1
7 Bandeira de Prudentópolis.jpg Prudentópolis 16 13 4 4 5 14 18 -4 41 Baixa1
8 Bandeira paranagua.png Rio Branco 16 13 4 4 5 15 21 -6 41 Baixa1
9 Bandeira ponta grossa.png Operário 28 17 8 7 3 22 15 3 54,9 Estável
10 Bandeira arapongas.png Arapongas 21 17 5 6 6 21 23 -2 41,7 Aumento1
11 Bandeira Toledo.jpg Toledo 13 17 3 4 10 19 31 -12 25,4 Baixa1 Rebaixados para a Série Prata 2015
12 Prefeitura simbolos bandeira.gif Cianorte 15 17 3 6 8 18 28 -10 29,4
Anúncios

ICFUT – COPA DO BRASIL: Ponte elimina o Paraná nos pênaltis e América-RN goleia o Náutico

Fonte: futebolinterior

Foi sofrido, mas deu certo. A Ponte Preta precisou das cobranças de pênaltis para garantir a sua vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Depois de empatar, por 1 a 1, no tempo normal, mesmo placar da ida, o time campineiro levou a vaga nas penalidades por 8 a 7, nesta terça-feira à noite, noEstádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Na última semana, Corinthians, Coritiba, Santa Rita e Fluminense haviam se classificado.

Agora espera o vencedor do confronto entre Vasco da Gama e Treze-PB, que se enfrentam nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, pelo jogo de volta. Na ida o time carioca venceu por 2 a 1, de virada.

GOLS NO COMEÇO

Contando com o apoio de sua torcida, a Ponte Preta começou

melhor e abriu o placar com Alexandro, aos nove minutos, de cabeça. Mas o time recuou e sofreu o empate numa bela cobrança,

Roberto defendeu a 8ª cobrança de Marcos SerratoFoto: Rodrigo Villalba

de falta, por cobertura, de Lúcio Flávio, aos 44 minutos. Na etapa final o ritmo caiu pelo cansaço dos dois times e ninguém conseguiu marcar o segundo gol.
Na definição dos pênaltis, as dez cobranças iniciais foram bem feitas e saíram gols, deixando tudo igual por 5 a 5. Na série alternada, o goleiro Roberto defendeu a oitava cobrança, feita por Marcos Serrato. Mas a Ponte continua sem vencer, com cinco empates sob o comando de Dado Cavalcanti. A última vitória aconteceu no dia 12 de março, sobre o Náutico-RR, por 4 a 1. De lá para cá foram sete jogos, com três derrotas e quatro empates.

GOLEADA DO AMÉRICA-RN

Na Arena das Dunas, em Natal, o América-RN foi melhor e venceu o Náutico, por 3 a 0, com gols de Isac, no primeiro tempo, e dois de Max, na etapa final. O jogo de volta, pela segunda fase, vai acontecer no dia 13 de maior, em Recife, na Arena Pernambuco. O Mecão pode perder por 2 a 0, ou por dois gols de diferença.

 

Confira os jogos da rodada:

Terça-feira – 2.ª fase
Ponte Preta (8) 1 x 1 (7) Paraná (ida 1 x 1)
América-RN 3 x 0 Náutico

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2014 – SÉRIE B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LINK 1 – JOGOS  AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – 2014 – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – 2014 – CLIQUE AQUI !

Clube PG J V E D GP GC SG A%
América-RN 3 1 1 0 0 3 1 2 100,0
Paraná-PR 3 1 1 0 0 2 0 2 100,0
Ceará-CE 3 1 1 0 0 1 0 1 100,0
Bragantino-SP 1 1 0 1 0 2 2 0 33,3
Náutico-PE 1 1 0 1 0 2 2 0 33,3
ABC-RN 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
América-MG 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
Atlético-GO 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
Boa Esporte-MG 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
10º
Icasa-CE 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
11º
Ponte Preta-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
12º
Santa Cruz-PE 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
13º
Vasco da Gama-RJ 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
14º
Luverdense-MT 1 1 0 1 0 0 0 0 33,3
15º
Vila Nova-GO 1 1 0 1 0 0 0 0 33,3
16º
Joinville-SC 0 0 0 0 0 0 0 0 0
17º
Portuguesa-SP 0 0 0 0 0 0 0 0 0
18º
Oeste-SP 0 1 0 0 1 0 1 -1 0,0
19º
Avaí-SC 0 1 0 0 1 1 3 -2 0,0
20º
Sampaio Corrêa-MA 0 1 0 0 1 0 2 -2 0,0

Artilharia

2 GOLS
América-RN – Max

1 GOL
ABC – Dênis Marques
América-MG – Obina
América-RN – Rodrigo Pimpão
Atlético-GO – Jorginho
Avaí – Roberto
Boa Esporte – Marinho Donizete
Bragantino – Léo Jaime e Tássio
Ceará – Tadeu
Icasa – Felipe Klein
Náutico – Hugo e Leleu
Paraná – Edson sitta e Paulinho
Ponte Preta – Edno
Santa Cruz – Betinho
Vasco – Reginaldo

1ª RODADA
18/04 – 19h30 Sampaio Corrêa-MA 0 x 2 Paraná-PR
18/04 – 19h30 Vila Nova-GO 0 x 0 Luverdense-MT
18/04 – 19h30 Joinville-SC x Portuguesa-SP
18/04 – 21h50 Ponte Preta-SP 1 x 1 Icasa-CE
19/04 – 16h20 Bragantino-SP 2 x 2 Náutico-PE
19/04 – 16h20 Santa Cruz-PE 1 x 1 ABC-RN
19/04 – 16h20 Boa Esporte-MG 1 x 1 Atlético-GO
19/04 – 16h20 Vasco da Gama-RJ 1 x 1 América-MG
19/04 – 21h00 América-RN 3 x 1 Avaí-SC
19/04 – 21h00 Ceará-CE 1 x 0 Oeste-SP
2ª RODADA
22/04 – 21h50 Avaí-SC x Bragantino-SP
25/04 – 19h30 Icasa-CE x Sampaio Corrêa-MA
26/04 – 16h20 Portuguesa-SP x Santa Cruz-PE
26/04 – 16h20 Luverdense-MT x Vasco da Gama-RJ
26/04 – 16h20 Atlético-GO x Ponte Preta-SP
26/04 – 16h20 Oeste-SP x América-RN
26/04 – 16h20 Náutico-PE x Vila Nova-GO
26/04 – 16h20 Paraná-PR x Joinville-SC
26/04 – 21h00 América-MG x Ceará-CE
26/04 – 21h00 ABC-RN x Boa Esporte-MG

Por Cleber Aguiar – Adriano deixa o Atlético-PR e ainda vai decidir sobre o futuro

Fonte: Portal Extra/Globo

Adriano deixa o Atlético-PR 
Adriano deixa o Atlético-PR Foto: DAVID MERCADO / REUTERS
Diogo Dantas

Após reunião nesta sexta-feira entre a direção do Atlético-PR e o atacante Adriano e seu empresário, ficou acordado que o Imperador vai encerrar seu ciclo no clube paranaense antes do previsto.

Com o fim da participação da equipe na Taça Libertadores, o jogador vai interromper sua recuperação e não completará o combinado, que era defender o clube até o fim de 2014.

No fim da noite, o clube confirmou em nota a informação.

“O atacante Adriano Leite Ribeiro não faz mais parte do quadro de funcionários do Clube Atlético Paranaense. A decisão foi tomada em comum acordo entre atleta e clube em reunião já previamente agendada que aconteceria ao final da participação do CAP na Copa Bridgestone Libertadores. O Atlético Paranaense deseja sorte ao jogador Adriano em seus próximos projetos”, diz o comunicado.

A situação ficou insustentável depois que Adriano não compareceu à reapresentação do clube, nesta quinta-feira, e também faltou ao treino desta sexta-feira. Uma recaída que o levou ao show da cantora Anitta.

O jogador, porém, apesar de agradecido pela acolhida e pela estrutura médica, não estava concordando com os métodos do técnico Miguel Angel Portugal em campo, assim como dos dirigentes do futebol.

Nos próximos dias, o atacante vai definir com seu empresário se procura um clube para disputar o Campeonato Brasileiro. A aposentadoria não está descartada.

Pelo Facebook, Adriano agradeceu ao Atlético-PR:

– Gente, estou postando aqui minha gratidão pelo Clube Atlético-PR. O objetivo da minha ida ao clube foi cumprido e hoje estou de volta aos campos. Minha passagem pelo time foi muito gratificante. Agora vamos dar sequência no que mais gosto de fazer, jogar bola!! Fiquem com Deus!

ICFUT – COPA DO BRASIL: Mais três classificados e já são 10 confrontos definidos

Fonte: futebolinterior

Fluminense, Paraná e Londrina avançam à segunda fase que já tem 10 jogos definidos

Campinas, SP, 10 (AFI) – Mais três clubes garantiram suas vagas na segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira à noite, pelos jogos de volta, Fluminense, Paraná Clube e Londrina carimbaram seus passaportes para continuarem na competição, que via dar ao campeão uma vaga na Copa Libertadores da América, em 2015. No total já são 25 classificados e 10 confrontos definidos.

No Maracanã, o Fluminense goleou o Horizonte, por 5 a 0, descontando a derrota na ida, por 3 a 1. Na próxima fase, o time carioca vai enfrentar o Tupi, de Juiz de Fora, que contratou o técnico Léo Condré, ex-Caldense-MG. Os gols do Fluminense foram marcados por Conca, Gum, Rafael Sóbis, Wagner e Fred.

Em Curitiba, o Paraná venceu o São Bernardo, por 3 a 1, ficando com quatro pontos porque na ida houve empate por 1 a 1. Agora vai enfrentar a Ponte Preta. O Londrina foi até Criciúma e perdeu por 2 a 1, mas com o gol marcado aos 47 minutos do segundo tempo por Bidia, ficou com a vaga. Na ida o Tubarão venceu por 2 a 0. O time paranaense vai pegar o Grêmio Barueri.

Conca e Fred marcaram um gol cada na goleada

Confira os 10 confrontos definidos:

Nacional-AM x Corinthians
CRB-AL x São Paulo
Bragantino x Figueirense

Paraná x Ponte Preta
Sampaio Corrêa-MA x Palmeiras
Londrina-PR x Grêmio Barueri
ABC-RN x Atlético-GO
Santa Rita-Al x Potiguar-M-RN
ASA-AL x Avaí-SC
Tupi-MG x Fluminense

* Os times da esquerda vão fazer o primeiro jogo em casa. Os visitantes que vencerem por dois gols ou mais de diferença vão evitar o confronto de volta.

Veja todos os 25 classificados à 2.ª fase:
Corinthians, Internacional, Ponte Preta, Tupi-MG, América-MG, Chapecoense, ASA e Avaí eliminaram o jogo de volta com vitórias por dois ou mais gols de diferença nos jogos de ida. ABC e Palmeiras tinham se garantido com dois jogos.
E nesta quarta-feira, saíram mais doze classificados: Santa Rita-AL, Potiguar-M (RN), Náutico, CRB, Figueirense, Bragantino, Treze-PB, Atlético-GO, Grêmio Barueri, Sampaio Corrêa-MA, Nacional-AM, São Paulo.
Na quinta-feira ficaram com as vagas: Fluminense, Paraná Clube e Londrina.

Por Cleber Aguiar – Valdivia e Wesley comandam virada do Palmeiras sobre o Paraná

Fonte: Globo.com

Tricolor sai na frente com gol contra de Charles, contra. Inspirado, Mago comanda a virada com passes precisos. Volante fecha o placar

A CRÔNICA
por Marcelo Hazan

80 comentários

A torcida do Palmeiras lotou o Pacaembu, neste sábado, para rever Valdivia, poupado contra o São Caetano, torcendo pela manutenção da série invicta e da liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Tudo isso aconteceu, mas não foi fácil. Porque do outro lado estava o aplicado Paraná, do técnico Dado Cavalcanti. De virada, o Verdão venceu por 2 a 1, gols de Juninho e Wesley (Charles, contra, fez para o Paraná), para festa dos palmeirenses que compareceram em peso: 29.012 pagantes – recorde de público nesta Série B.

Agora, o Palmeiras está há nove jogos invicto – lidera a competição, com 34 pontos. Já o Paraná vê quebrada a sua série de nove partidas sem derrotas, mas se mantém em quarto, com 23 pontos.

Na próxima terça-feira, o Palmeiras enfrenta o Joinville, na Arena Joinville. No mesmo dia, o Paraná faz o confronto direto pelo G-4 com o Boa Esporte, que também tem 23 pontos, mas está em quinto porque tem saldo de gols menor (9 a 0).

Wesley e Valdivia comemora, Palmeiras x Paraná Clube (Foto: Mauro Horita/Agência Estado)Wesley e Valdivia comemoram vitória alviverde no Pacaembu (Foto: Mauro Horita/Agência Estado)

Paraná sai na frente

Os bons números de Palmeiras e Paraná, ambos no G-4, com ataques efetivos e defesas bem armadas , já anunciavam um confronto equilibrado no Pacaembu. E isso ficou claro no primeiro tempo. Espelhados no 4-4-2, os times travaram batalha intensa no meio de campo.

Dificultado pela disciplina tática do Paraná, o Verdão teve muito trabalho para levar perigo. O time paranaense, com Ricardo Conceição incansável, bloqueou a entrada de sua área. Restou ao time da casa arriscar chutes de longe, sem perigo.

Pouco ameaçado, o Paraná se animou e chegou ao gol na bola parada, com grande colaboração de um palmeirense. Aos 17 minutos, Lucio Flavio cruzou da esquerda. Anderson subiu e desviou. A bola não entraria, mas o volante Charles, ao tentar afastá-la da área, mandou para as redes: gol contra.

Após ver Reinaldo quase ampliar o marcador, Valdivia chamou a responsabilidade e comandou as ações ofensivas. Ele chegou a sentir a perna direita após levar pancada de Ricardo Conceição, mas seguiu em campo. O Mago até teve um gol anulado por impedimento, aos 34. O Verdão só voltaria a levar perigo a três minutos do fim da etapa inicial, quando Luis Carlos defendeu chute à queima-roupa de Leandro. Insatisfeitos com a derrota parcial, torcedores palmeirenses vaiaram a equipe.

Verdão cresce e vira

Além da torcida, o técnico Gilson Kleina também estava descontente com o Palmeiras. Por isso, substituiu Charles por Mendieta. Com dois meias, o time verde aumentou o seu volume de jogo e encurralou o Paraná. O gol era inevitável e começou a ser construído por Valdivia.

No meio, o chileno acertou belo passe para Luis Felipe invadir a área pela direita. O lateral deu um corte para dentro e finalizou cruzado de esquerda. Luis Carlos defendeu, e, no rebote, Juninho empatou: 1 a 1, aos 14 minutos.

O Paraná apareceu muito pouco na etapa final. Apenas Reinaldo dava algum trabalho aos zagueiros palmeirenses, que, apesar do aperto, souberam controlá-lo. Pouco antes de virar, o Verdão ainda perdeu gol incrível com Leandro. Wesley fez grande jogada pela esquerda e cruzou. O atacante, na pequena área, com o gol livre à sua frente, errou o alvo.

Wesley, aliás, deu a volta por cima no jogo. Depois de errar muitos passes e até pisar na bola no primeiro tempo, ele mostrou muita tranquilidade para marcar o seu e virar a partida, novamente em jogada iniciada por Valdivia. O Mago lançou Mendieta, que chutou. Luis Carlos deu outro rebote. Com calma, Wesley pegou a sobra, limpou um zagueiro e definiu o lance com classe: explosão no Pacaembu.

A virada fez a aplicação tática paranaense acabar e o time teve de sair com tudo na busca pelo gol, sem sucesso. Antes do fim, Valdivia ainda cumpriu uma promessa: forçou o terceiro cartão amarelo e foi substituído por Eguren. Ele foi convocado pela seleção do Chile para amistoso contra o Iraque e já seria desfalque diante do Joinville, terça-feira.

Por Cleber Aguiar – Após suposta traição, Gilton, ex-Paraná, é queimado pela esposa

Fonte: Futebolinterior.com.br

Enciumada, companheira do jogador jogou água quente no atleta

 

lateral-gilton-ribeiro-do-parana-clube-arquivo-1371243805638_615x300Não existe animal mais perigoso em todo reino animal do que mulher traída. Capaz de qualquer coisa para se vingar, ela pode fazer loucuros. Que o diga o lateral-esquerdo Gilton, ex-Paraná e Joinville. O jogador foi queimado com água fervente enquanto dormia pela namorada enquanto dormia.

O jogador teve 20% do corpo queimado e passou por cirurgia no hospital Evangélico de Curitiba. Desde a última sexta-feira, ele está internado em estado estável, sem risco aparente de morte. Os médicos ainda não definiram quanto tempo ficará internado.

“O jogador passou por procedimentos cirúgicos no rosto e tórax assim que chegou ao hospital e depois foi transferido para um quarto. O estado de saúde é estável, mas ainda não há previsão de alta para o paciente”, divulgou o hospital em nota.

Mesmo com a agressão, o lateral optou por não registrar ocorrência contra a companheira. A atitude teria sido motivada por uma forte crise de ciúmes. a Moça teria flagrado uma troca de mensagens com outra mulher pelo celular e ficou bastante irritada.

Com 24 anos, Gilton tem passagens por Joinville, Chapecoense e pelo futebol japonês, onde jogou no Cereso Osaka, Albirex Niigata e Kashima Antlers. Nesta temporada disputou o primeiro semestre pelo Paraná, mas foi dispensado em maio. Era cotado para disputar a Série B pelo Sport.

Por Cleber Aguiar – BOMBA! Na mira da Ponte, Dado Cavalcanti, do Mogi Mirim, fecha com Paraná

Fonte:Futebolinterior.com.br

O treinador chega com a missão de assumir a vaga deixada por Toninho Cecílio

 O presidente do Mogi Mirim, Wilson Bonetti, confirmou no final da manhã desta segunda-feira, por telefone ao Portal Futebol Interior, o desligamento do treinador Dado Cavacanti do clube mogimiriano.

“Tínhamos até uma conversa para sua permanência no Mogi para a disputa da Série C do Brasileiro, mas com a campanha que ele realizou no clube ficou difícil de segurar”, declarou Bonetti.

Na mira de clubes como a Ponte Preta, Dado Cavalcanti acertou com o Paraná e está de malas prontas para desembarcar no novo clube e assumir a vaga deixada por Toninho Cecílio, que acabou eliminado precocemente da Copa do Brasil pelo São Bernardo.

Segundo Bonetti, não existe o acerto para que Dado retorne para comandar o Mogi no Paulistão de 2014, como ocorreu com Guto Ferreira, em 2012.

“Não ficou acertado nada disso. Será complicado ele retornar para o Mogi. O Dado tem competência para assumir em breve outros grandes clubes”, comentou o presidente do Sapo. “O Dado tinha contrato para o Paulista com previsão de renovação para o Brasileiro da Série C, diferente do acerto que tínhamos com o Guto Ferreira naquela ocasião”, completa Bonetti.

No Sapão da Mogiana, pelo Paulistão, Dado Cavalcanti comandou o clube em 21 jogos. Foram 13 vitórias, três empates e cinco derrotas. Uma campanha com aproveitamento de 66,6%. O Mogi acabou eliminado na semifinal pelo Santos nas penalidades máximas. Na rede social, pelo Facebook, o ex-treinador mogimiriano agradece pela oportunidade recebida.

“Muito grato ao Mogi Mirim pela oportunidade de poder ter sido protagonista do Paulistão 2013. Obrigado aos jogadores, comissão e diretoria”, encerrou Dado Cavalcanti.