ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 Santos (SP) 2×0 Ceará (CE)

FICHA TÉCNICA
Santos 2 x 0 Ceará

Local: Pacaembu, em São Paulo
Data: 14 de abril de 2018, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes
Público e renda: 15.513. R$ 526.550,00
Cartões amarelos: Ceará: Rafael Carioca.

GOLS:
Santos: Pio (contra), aos 41 do 1T, e Rodrygo, aos 5 do 2T.

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini (Vitor Bueno) e Jean Mota (Diego Pituca); Eduardo Sasha, Rodrygo (Arthur Gomes) e Gabigol
Técnico: Jair Ventura

CEARÁ: Éverson, Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Ernandes, Juninho e Ricardinho (Reina); Wescley (Roberto), Felipe Azevedo (Arnaldo) e Arthur
Técnico: Marcelo Chamusca

Anúncios

ICFUT – PAULISTAO 2015 – COM MAIS UM SHOW DE ROBINHO SANTOS GOLEIA LINENSE NO PACAEMBU.


Ficha técnica: Santos 4 x 2 Linense

São Paulo (SP)

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 x 2 LINENSE

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 1º de março de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Fernando Afonso Gonçalves de Melo
Cartões amarelos: Robinho (Santos); Gilsinho e Moisés Ribeiro (Linense)
Renda: R$ 324.680,00
Público: 10.954 pagantes (13.118 total)

GOLS
SANTOS: Robinho, aos 3 do primeiro tempo e aos 45 do segundo. Renato, aos 38 do primeiro tempo. Ricardo Oliveira, aos 4 minutos do segundo tempo
LINENSE: Diego, aos 24, e William Pottker, aos 28 minutos do segundo tempo

SANTOS: Vanderlei; Cicinho, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Valencia (Elano), Renato e Lucas Lima; Geuvânio (Lucas Otávio), Robinho e Ricardo Oliveira (Gabriel)
Técnico: Enderson Moreira

LINENSE: Anderson; Bruno Moura, Adalberto, Álvaro e Igor; Moisés Ribeiro, Memo, Gilsinho (Felipe Augusto) e Clébson (Bruno Tiago); William Pottker e Diego (Gabrielzinho)
Técnico: Luciano Quadros

ICFUT – Palmeiras anuncia jogo contra a Fiorentina por torneio internacional

Fonte: gazetaesportiva

O Palmeiras oficializou, na tarde desta segunda-feira, durante entrevista coletiva na Academia de Futebol, sua participação na Copa EuroAmericana. Pela competição que opõe times europeus e americanos, o Alviverde fará apenas uma partida: contra a Fiorentina, da Itália, dia 30 de julho, no estádio do Pacaembu.

“Vamos aproveitar esse jogo contra a Fiorentina, um time tradicional italiano, para disputar a Taça Júlio Botelho, um jogador que foi craque tanto no Palmeiras quanto na Fiorentina. A partida também fará parte das comemorações do centenário”, disse o presidente do Verdão, Paulo Nobre.

O mandatário garantiu que os fracassos recentes de times brasileiros contra europeus em amistosos (Santos contra o Barcelona e São Paulo diante do Bayern de Munique, por exemplo) não preocupam.

“Para o Palmeiras, isso é uma honra. O Palmeiras sempre entra em campo com a filosofia de vencer, independentemente do adversário. Os jogos do Campeonato Brasileiro são dificílimos, e contra a Fiorentina será muito difícil, mas à altura da grandeza do Palmeiras”, afirmou Nobre.

Divulgação

Sandro Mesquita, diretor-executivo da Copa EuroAmericana, posa com a camisa da Fiorentina ao lado de Paulo Nobre (foto: João Pires)

O presidente alviverde garantiu que a participação do Palmeiras na Copa EuroAmericana teve o aval da comissão técnica, comandada pelo argentino Ricardo Gareca. O jogo contra a Fiorentina acontecerá entre o clássico contra o Corinthians (27/07) e o jogo diante do Bahia (03/08), ambos válidos pelo Campeonato Brasileiro.

“No Palmeiras, nada é feito sem conversas com as áreas envolvidas. Uma vez que tivemos o sinal verde da comissão técnico, tocamos a parte comercial”, disse Nobre.

Esta será a primeira vez que uma equipe brasileira participará da competição, criada no ano passado. Além de Palmeiras e Fiorentina, já estão confirmados como participantes Atletico Barranquilla (Colômbia), Mônaco (França), Atlético Nacional (Colômbia), Estudiantes (Argentina), San José Earthquakes (Estados Unidos), Atlético de Madri (Espanha) e América (México). Uma equipe peruana, ainda não revelada, completará a lista de participantes.

Organizada pela Directv, a Copa EuroAmericana terá oito partidas, sempre entre uma equipe da América e outra da Europa. Os times se enfrentam em jogo único – que vale um ponto e, em caso de empate, vai para os pênaltis. Ao final, o continente que tiver a maior pontuação fica com o troféu James Hogg, inspirado em um dos responsáveis por introduzir o futebol nas Américas

Fernando Dantas/Gazeta Press

Presidente do Palmeiras anunciou a participação do clube em um torneio internacional

ICFUT – Pacaembu recebe fim de ‘freguesias’: coincidência ou novo ciclo?

Fonte: gazetaesportiva

O retrospecto dos últimos anos dava extrema confiança a Palmeiras e Corinthians nos clássicos do final de semana contra Santos e São Paulo, respectivamente. A diferença recente já havia alcançado o nível de uma “freguesia”, situação que trazia claro incômodo aos torcedores do Peixe e Tricolor.

Mas o resultado das partidas mostrou o encanto que o futebol traz aos torcedores. As duas partidas tiveram a mesma história, no mesmo local, com viradas, os principais artilheiros como heróis (Neymar e Luis Fabiano), sequência idêntica de gols e proporcionaram a alegria aos clubes que vinham em baixa nos confrontos.

Muita gente pode pensar que os clássicos proporcionaram apenas uma coincidência. Porém, há os estudiosos que buscam explicações para fenômenos considerados, no mínimo, estranhos.

“Dentro do meu estudo, não existem coincidências, mas uma programação cósmica. Tudo no universo é feito de energia e frequência”, pondera Marcelo Lopes Braga, pesquisador sobre a humanidade, que trabalha, inclusive, com ufologia – a análise de objetos voadores não-identificados.

O clássico Majestoso tem proporcionado constantes viradas ao se falar de “freguesia”. Primeiro, o São Paulo impôs uma série de 13 partidas sem derrota a partir de 2003, mas o tabu foi derrubado em outubro de 2007, justamente no ano em que o Corinthians caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro.

A partir daí, o domínio passou ao Alvinegro do Parque São Jorge. Foram 11 partidas seguidas sem derrota. Apenas em março do ano passado a torcida tricolor voltou a comemorar um triunfo, que teve como ingrediente, aliás, o centésimo gol de Rogério Ceni, na Arena Barueri.

No encontro entre Santos e Palmeiras, o brilho de Neymar era surpreendentemente ofuscado. Conhecido por destruir todos os adversários no Brasil, o atacante dificilmente conseguia brilhar contra o time de Palestra Itália. No sábado, ele quebrou uma série de três anos sem bater o Verdão.

“As coisas acontecem e mudam dentro de um somatório de energias, em que são incluídas as pessoas envolvidas na situação e, pensando no futebol, até a torcida dos times”, emenda Marcelo Lopes Braga, com base em seus estudos da humanidade.

Além da preocupação pelo fim da sequência negativa: Santos e São Paulo tinham a motivação da vitória em busca da ascensão no Campeonato Brasileiro. As duas equipes querem contabilizar pontos para, pelo menos, alcançar a zona de classificação da Copa Libertadores da América.

Enquanto isso, Corinthians e Palmeiras ainda desfrutam de conquistas recentes: ambos já têm vaga garantida para a principal competição sul-americana em 2013. Agora, a dúvida que fica é: quando haverá uma nova freguesia no futebol paulista?

Entenda as coincidências dos jogos entre os grandes de São Paulo:

*Pacaembu ingrato:

O estádio Paulo Machado de Carvalho ficou longe de ser a casa perfeita para Corinthians e Palmeiras no final de semana. Os dois mandantes foram derrotados.

* Virada:

Os clássicos do futebol paulista apresentaram a mesma a história. No sábado, o Palmeiras saiu na frente e levou a virada. O mesmo cenário acabou registrado no domingo. O Corinthians fez o primeiro e depois tomou dois gols do São Paulo.

* Heróis:

Os encontros regionais reforçaram a consagração dos principais atacantes dos elencos de Peixe e Tricolor. Neymar destruiu o Palmeiras no sábado ao balançar as redes em uma cobrança de falta e no preciso chute de fora da área. No dia seguinte, Luis Fabiano brilhou com um arremate cruzado e um golaço com direito até o drible da vaca no goleiro Cássio.

* Tabus:

A freguesia acabou para santistas e são-paulinos. Neymar era conhecido por infernizar todos os adversários, menos o Palmeiras. Neste final de semana, a Joia deu fim a um jejum de três anos sem vitória contra o Verdão. Já o São Paulo superou o Corinthians depois de sete anos em confrontos válidos no estádio do Pacaembu.

* Sequência dos gols:

A coincidência que demanda maior reflexão. No sábado, o Palmeiras abriu o placar no gol do portão principal do Pacaembu, o Santos empatou na meta do Tobogã e marcou o segundo depois do intervalo e da virada de campo, na etapa complementar. No domingo, a ordem foi simplesmente a mesma no Majestoso.