ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL 2014 – SÉRIE B – GOLS,TABELA,ARTILHARIA & CLASSIFICAÇÃO.

 

 

Gols Nomes

10

Rodrigo Pimpão (América-RN)
Magno Alves (Ceará)
Jael  (Joinville)

8

Misael (Luverdense)

7

Júnior Viçosa (Atlético-GO)

6

Obina (América-MG)
Max (América-RN)
Diego Felipe (Avaí)
Bill (Ceará)
Edno (Ponte Preta)
Eloir (Sampaio Correa)

  P J V E D GP GC SG
Ceará 35 19 10 5 4 33 26 7
Avaí 34 19 10 4 5 25 15 10
América-MG 33 19 10 3 6 27 17 10
Joinville 33 19 10 3 6 25 20 5
Vasco 32 19 8 8 3 25 17 8
Ponte Preta 31 19 8 7 4 25 20 5
Luverdense 28 19 8 4 7 25 24 1
Sampaio Corrêa 28 19 7 7 5 29 21 8
Boa-MG 27 19 8 3 8 26 26 0
10° Náutico 27 19 8 3 8 22 25 -3
11° Santa Cruz-PE 27 18 6 9 3 23 17 6
12° Paraná 25 19 7 4 8 23 22 1
13° Atlético-GO 25 19 7 4 8 27 27 0
14° ABC-RN 24 19 7 3 9 17 19 -2
15° América-RN 23 19 7 2 10 27 29 -2
16° Bragantino 19 18 5 4 9 19 26 -7
17° Icasa 19 19 5 4 10 14 22 -8
18° Oeste 19 19 4 7 8 19 30 -11
19° Portuguesa 17 19 3 8 8 18 29 -11
20° Vila Nova-GO 14 19 4 2 13 14 31 -17
19 ª Rodada
Data/Horário   Jogo   Local
26/08/2014 19:30 (Ter) Boa-MG 2 x 0 Icasa Dilzon Melo
26/08/2014 21:50 (Ter) Vila Nova-GO 1 x 2 Portuguesa Serra Dourada
29/08/2014 20:30 (Sex) Joinville 2 x 1 Oeste Arena Joinville
29/08/2014 20:30 (Sex) Santa Cruz-PE 2 x 0 Atlético-GO Arruda
29/08/2014 20:30 (Sex) Sampaio Corrêa 0 x 0 América-MG Castelão
30/08/2014 16:10 (Saba) América-RN 2 x 3 Paraná Arena das Dunas
30/08/2014 16:10 (Saba) Bragantino 1 x 0 ABC-RN Nabi Abi Chedid
30/08/2014 16:10 (Saba) Vasco 0 x 5 Avaí São Januário
30/08/2014 16:10 (Saba) Ponte Preta 2 x 0 Náutico Moisés Lucarelli
30/08/2014 21:00 (Saba) Ceará 3 x 1 Luverdense Caldeirão
20 ª Rodada
Data/Horário   Jogo   Local
02/09/2014 19:30 (Ter) Atlético-GO x Boa-MG Serra Dourada
02/09/2014 19:30 (Ter) Paraná x Sampaio Corrêa Durival Britto
02/09/2014 20:30 (Ter) Portuguesa x Joinville Canindé
05/09/2014 19:30 (Sex) Icasa x Ponte Preta Mauro Sampaio
06/09/2014 16:10 (Saba) América-MG x Vasco Independência
06/09/2014 16:10 (Saba) Avaí x América-RN Ressacada
06/09/2014 16:10 (Saba) Náutico x Bragantino Arena Pernambuco
06/09/2014 16:10 (Saba) ABC-RN x Santa Cruz-PE Arena das Dunas
06/09/2014 21:00 (Saba) Oeste x Ceará Amaros
06/09/2014 21:00 (Saba) Luverdense x Vila Nova-GO Passo das Emas
Anúncios

ICFUT – COPA DO BRASIL: Ponte elimina o Paraná nos pênaltis e América-RN goleia o Náutico

Fonte: futebolinterior

Foi sofrido, mas deu certo. A Ponte Preta precisou das cobranças de pênaltis para garantir a sua vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Depois de empatar, por 1 a 1, no tempo normal, mesmo placar da ida, o time campineiro levou a vaga nas penalidades por 8 a 7, nesta terça-feira à noite, noEstádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Na última semana, Corinthians, Coritiba, Santa Rita e Fluminense haviam se classificado.

Agora espera o vencedor do confronto entre Vasco da Gama e Treze-PB, que se enfrentam nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, pelo jogo de volta. Na ida o time carioca venceu por 2 a 1, de virada.

GOLS NO COMEÇO

Contando com o apoio de sua torcida, a Ponte Preta começou

melhor e abriu o placar com Alexandro, aos nove minutos, de cabeça. Mas o time recuou e sofreu o empate numa bela cobrança,

Roberto defendeu a 8ª cobrança de Marcos SerratoFoto: Rodrigo Villalba

de falta, por cobertura, de Lúcio Flávio, aos 44 minutos. Na etapa final o ritmo caiu pelo cansaço dos dois times e ninguém conseguiu marcar o segundo gol.
Na definição dos pênaltis, as dez cobranças iniciais foram bem feitas e saíram gols, deixando tudo igual por 5 a 5. Na série alternada, o goleiro Roberto defendeu a oitava cobrança, feita por Marcos Serrato. Mas a Ponte continua sem vencer, com cinco empates sob o comando de Dado Cavalcanti. A última vitória aconteceu no dia 12 de março, sobre o Náutico-RR, por 4 a 1. De lá para cá foram sete jogos, com três derrotas e quatro empates.

GOLEADA DO AMÉRICA-RN

Na Arena das Dunas, em Natal, o América-RN foi melhor e venceu o Náutico, por 3 a 0, com gols de Isac, no primeiro tempo, e dois de Max, na etapa final. O jogo de volta, pela segunda fase, vai acontecer no dia 13 de maior, em Recife, na Arena Pernambuco. O Mecão pode perder por 2 a 0, ou por dois gols de diferença.

 

Confira os jogos da rodada:

Terça-feira – 2.ª fase
Ponte Preta (8) 1 x 1 (7) Paraná (ida 1 x 1)
América-RN 3 x 0 Náutico

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL 2014 – SÉRIE B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LINK 1 – JOGOS  AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – 2014 – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS AO VIVO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – 2014 – CLIQUE AQUI !

 

Clube PG J V E D GP GC SG A%
América-MG 4 2 1 1 0 4 1 3 66,7
Náutico-PE 4 2 1 1 0 4 2 2 66,7
Bragantino-SP 4 2 1 1 0 4 3 1 66,7
ABC-RN 4 2 1 1 0 2 1 1 66,7
Luverdense-MT 4 2 1 1 0 2 1 1 66,7
América-RN 3 2 1 0 1 4 3 1 50,0
Paraná-PR 3 2 1 0 1 4 3 1 50,0
Joinville-SC 3 1 1 0 0 3 2 1 100,0
Sampaio Corrêa-MA 3 2 1 0 1 3 2 1 50,0
10º
Oeste-SP 3 2 1 0 1 2 2 0 50,0
11º
Ceará-CE 3 2 1 0 1 1 3 -2 50,0
12º
Atlético-GO 2 2 0 2 0 3 3 0 33,3
13º
Ponte Preta-SP 2 2 0 2 0 3 3 0 33,3
14º
Santa Cruz-PE 2 2 0 2 0 2 2 0 33,3
15º
Portuguesa-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
16º
Vasco da Gama-RJ 1 2 0 1 1 2 3 -1 16,7
17º
Boa Esporte-MG 1 2 0 1 1 1 2 -1 16,7
18º
Vila Nova-GO 1 2 0 1 1 0 2 -2 16,7
19º
Icasa-CE 1 2 0 1 1 1 4 -3 16,7
20º
Avaí-SC 0 2 0 0 2 2 5 -3 0,0

ARTILHARIA

2 GOLS
América-MGObina
América-RN
– Max
Joinville-SC – Jael
Náutico – Careca
Paraná-PR – Giancarlo
Ponte Preta – Alexandro

2ª RODADA
22/04 – 21h50 Avaí-SC 1 x 2 Bragantino-SP
25/04 – 19h30 Icasa-CE 0 x 3 Sampaio Corrêa-MA
25/04 – 21h00 Paraná-PR 2 x 3 Joinville-SC
26/04 – 16h20 Portuguesa-SP 1 x 1 Santa Cruz-PE
26/04 – 16h20 Luverdense-MT 2 x 1 Vasco da Gama-RJ
26/04 – 16h20 Atlético-GO 2 x 2 Ponte Preta-SP
26/04 – 16h20 Oeste-SP 2 x 1 América-RN
26/04 – 16h20 Náutico-PE 2 x 0 Vila Nova-GO
26/04 – 21h00 ABC-RN 1 x 0 Boa Esporte-MG
26/04 – 21h00 América-MG 3 x 0 Ceará-CE
3ª RODADA
29/04 – 21h50 Bragantino-SP x Portuguesa-SP
02/05 – 19h30 Joinville-SC x Icasa-CE
02/05 – 21h00 Santa Cruz-PE x Paraná-PR
03/05 – 16h20 Ceará-CE x Náutico-PE
03/05 – 16h20 América-RN x ABC-RN
03/05 – 16h20 Ponte Preta-SP x Luverdense-MT
03/05 – 16h20 Boa Esporte-MG x América-MG
03/05 – 16h20 Vasco da Gama-RJ x Atlético-GO
03/05 – 21h00 Sampaio Corrêa-MA x Oeste-SP
03/05 – 21h00 Vila Nova-GO x Avaí-SC

Por Cleber Aguiar – Maikon Leite deixa o Palmeiras e assina com o Atlas, do México

Fonte: O Estado de São Paulo

Atacante tinha uma cláusula em seu contrato em que poderia sair por uma boa proposta

SÃO PAULO – Sem espaço no Palmeiras, o atacante Maikon Leite é o novo reforço do Atlas, do México. O jogador, que estava emprestado ao Náutico, foi liberado por uma cláusula contratual que permitia a rescisão em caso de oferta salarial melhor.

Maikon Leite defendeu o Náutico no Brasileirão 2013 - Divulgação
Divulgação
Maikon Leite defendeu o Náutico no Brasileirão 2013

“Agora sim é jogador do Atlas FC, do México. Parabéns e boa sorte nessa nova empreitada, Maikon Leite”, escreveu o empresário Roberto Faustim, que postou no Instagram uma foto dele e de Maikon Leite segurando uma camisa do Atlas.

Maikon, que está com 25 anos, tem contrato com o Palmeiras até 2016 e com o Náutico, por empréstimo, até maio. Mas o time pernambucano, rebaixado no Campeonato Brasileiro, não tinha condições financeiras de manter, em 2014, o seu artilheiro no último Brasileirão. O contrato com o Atlas também é por empréstimo, até o fim do ano.

ICFUT – Bom Senso espera um retorno de jogadores do Náutico para confirmar greve

Fonte: lancenet

Movimento ameaça parar Brasileirão por causa da dívida do Timbu com parte do elenco

Flu derrota o Náutico na estreia de Dorival Júnior (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)
Náutico é lanterna do Brasileirão e já está rebaixado (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)

O Bom Senso irá esperar o desfecho da conversa entre jogadores e dirigentes do Náutico para definir se entra mesmo em greve ou não nesta sexta-feira, paralisando a Série A do Brasileirão, que tem a penúltima rodada prevista para este fim de semana. Sendo assim, se os jogadores do Náutico decidirem parar, os outros da Série A irão acompanhar.

O movimento irá ser tolerante caso ao menos haja um acordo bem claro entre os pernambucanos para que os débitos com os atletas sejam quitados o mais rápido possível. Como a greve vai depender do papo em Recife, não há um horário estipulado para o prazo final. A definição dependerá de um sinal dos atletas do Timbu.

O Bom Senso tomou as dores dos atletas do time pernambucano depois de ser revelado o descaso dos dirigentes com o pagamento dos jogadores machucados e que não irão continuar no próximo ano. O que mais irritou o movimento foi a postura dos cartolas, que deram de ombros para a situação, dizendo que não iriam pagar tão cedo. O presidente,

O discurso ríspido do presidente do clube, Paulo Wanderley, também foi adicionado à lista de pontos que fizeram o Bom Senso entrar na história. Pela tabela do Brasileirão, o Náutico tem que entrar em campo domingo, no Maracanã, contra o Vasco.

Por Cleber Aguiar – Rebaixado, Náutico reclama de jogar em casa com gramado bom

Fonte: Folha de São Paulo

ÉDER FANTONI
LUIZ COSENZO

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro com seis rodadas de antecedência, o Náutico virou presa fácil para os seus rivais em sua nova casa, a Arena Pernambuco, neste Campeonato Brasileiro.

Das 14 partidas em que jogou no estádio que será sede da Copa do Mundo de 2014, o clube pernambucano teve duas vitórias, dois empates e dez derrotas. Conquistou apenas oito dos 42 pontos disputados como mandante –aproveitamento de apenas 19%.

Antes de mudar de casa, o Náutico tinha os Aflitos como seu aliado. No Brasileiro de 2012, no seu retorno à elite do futebol nacional, a equipe teve um aproveitamento de 73% –foram 13 vitórias, três empates e três derrotas.

“A Arena Pernambuco é um estádio extraordinário para o torcedor, muito bom para assistir ao jogo, mas para nós que fazemos o futebol não ajudou”, disse o presidente do Náutico, Paulo Wanderley, em entrevista para a Folha.

A Arena tem capacidade para 46 mil torcedores, enquanto a casa antiga do time comporta 22 mil pessoas.

“O gramado é muito superior ao dos Aflitos. Com isso as condições para quem tem um elenco superior são igualadas”.

Rubens Chiri-3.set.2013/Divulgação/saopaulofc.net
Rogério Ceni chuta a bola durante Náutico x São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro
Rogério Ceni chuta a bola durante Náutico x São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro

O clube pernambucano assinou um contrato com o consórcio da Arena em 2011 para mandar todos os seus jogos depois da disputa da Copa das Confederações, que aconteceu em junho deste ano. O acordo prevê uma receita mensal e um investimento para melhorias nas instalações do centro de treinamento da equipe.

Nem mesmo o fato de jogar em um estádio preparado para uma Copa foi capaz de animar os torcedores. O clube viu a média de público cair neste campeonato em relação ao último: de 14 mil em 2012, tem agora 12,3 mil pagantes por partida.

A Arena Pernambuco está localizada em São Lourenço da Mata (20 km de Recife), enquanto os Aflitos está numa área urbana da cidade.

Além do desempenho como mandante, o presidente afirmou que outros erros foram cometidos durante a temporada. Na sua opinião, a saída do técnico Gallo foi um dos fatores fundamentais para o baixo rendimento do time no Brasileiro.

Gallo deixou o Náutico em janeiro após receber um convite para dirigir as categorias de base da seleção brasileira. Além do ex-volante, outros seis treinadores comandaram o clube no ano: Vágner Mancini, Silas, Zé Teodoro, Jorginho, Levi Gomes e Marcelo Martelotte.

“A perda do Gallo foi irreparável. Os jogadores chegaram e não renderam com os outros treinadores. Cada técnico que chegou pediu um jogador com uma característica diferente. Neste ano, gastamos muito mais e estamos nesta situação”, explicou.

Por Cleber Aguiar – COM FIM DO JEJUM DE DIEGO TARDELLI, ATLÉTICO-MG GOLEIA E REBAIXA O NÁUTICO

Fonte: Globo.com

Atacante, que não marcava havia 15 jogos, é um dos destaques da vitória atleticana. Com a derrota, Timbu está matematicamente na Série B de 2014

DESTAQUES DO JOGO
  • rebaixamento

    32ª rodada

    Nos pontos corridos, o Náutico é o segundo time rebaixado com mais antecedência. Só é superado pelo América-RN de 2007, que caiu na 31ª rodada.

  • nome do jogo

    Tardelli

    Coroou sua ótima atuação com o gol que encerrou seu jejum de 15 jogos sem marcar. Deu lindo passe para Fernandinho abrir o placar no Independência.

  • estatística

    67 gols sofridos

    O Náutico sofre uma média de mais de dois gols por jogo no Brasileirão. A segunda pior defesa do torneio, a do Criciúma, levou 56 gols.

A CRÔNICA

Fernando Martins Y Miguel

Quis o destino que o Náutico, na iminência de ser rebaixado, enfrentasse o Atlético-MG, atual campeão da Taça Libertadores, no Independência. O esperado aconteceu. Vitória atleticana e queda pernambucana confirmada. De quebra, o Independência viu o fim do jejum de gols de Diego Tardelli, que não marcava havia 15 jogos. O placar do triunfo alvinegro, 5 a 0, refletiu o abismo que separa os dois times na temporada e igualou a maior goleada do Brasileiro, que pertencia ao Cruzeiro, no jogo contra o Goiás, na primeira rodada.

Com atuação envolvente e velocidade no toque de bola na preparação para o Mundial de Clubes, em dezembro, no Marrocos, o Atlético não encontrou dificuldades para chegar à vitória, com gols de Fernandinho, Jô, Guilherme, Diego Tardelli e Alecsandro. Pela frente, a equipe encontrou um adversário já conformado com o rebaixamento, que chegou à sétima derrota consecutiva no Brasileirão.

No próximo fim de semana, o Galo vai a Salvador, onde encara o Bahia, na Arena Fonte Nova, sábado, às 19h30 (de Brasília). Já o Timbu recebe o Cricúma, no mesmo horário, porém, no domingo, na Arena Pernambuco.

Jogo de um time só

A diferença técnica entre as equipes era grande. Os primeiros minutos já deixaram claro que o atual campeão da Libertadores joga no momento um futebol bastante superior ao do lanterna do Brasileirão. A história da confirmação matemática do rebaixamento pernambucano começou a ser escrita com três letras, ou melhor, três toques. Victor lançou Diego Tardelli, que com um passe abriu a defesa do Náutico e deixou Fernandinho sozinho para, com categoria, definir com um leve toque por baixo da bola.

Já entregue, o Náutico parecia torcer para o jogo passar depressa. E não demorou a sair o segundo gol atleticano, com Jô, que completou boa jogada de Fernandinho. Nos últimos minutos da primeira etapa, o Galo chegou a tirar o pé do acelerador e tocar mais a bola, enquanto os pernambucanos apenas se defendiam.

Alegria de Tardelli

Com Helder no lugar de Olivera na volta do intervalo, o técnico Marcelo Martelotte quis dar movimentação ao ataque pernambucano. Mas o jogo não mudou. No segundo tempo, o Galo manteve o domínio e Guilherme fez o terceiro gol, após Jô desviar de cabeça escanteio batido por Tardelli.

Ao contrário da primeira etapa, o Galo se recusou a tirar o pé do acelerador e continuou pressionando o Timbu, com muita movimentação de Guilherme, Diego Tardelli, Jô e Fernandinho. Quando o time teve falta perigosa a seu favor, a torcida gritou o nome de Tardelli, que não balançava a rede desde o dia 25 de agosto. Depois de 15 jogos de jejum, o atacante cobrou a falta com perfeição e correu para o abraço.

O último gol veio em grande estilo, com dois jogadores que haviam acabado de entrar no jogo. Em jogada pela direita, Luan deu de chaleira por ciam do defensor e cruzou rasteiro para Alecsandro colocar na rede, para festa dos atleticanos, que passaram os últimos minutos cantando música com referência ao Mundial e provocação aos cruzeirenses.

Por Cleber Aguiar – NÁUTICO DESENCANTA E AGRAVA A CRISE DO CORITIBA NA ARENA PE: 3 A 0

Fonte: Globo.com

Alvirrubro volta a vencer e foge da pior sequência da era dos pontos corridos na Série A do Campeonato Brasileiro

Há exatos dois meses, em 28 julho, o Náutico atropelou o Internacional na Arena Pernambuco por 3 a 0. Desde então, amargou 14 rodadas de jejum. Faltou um jogo para igualar a maior sequência sem vitória da era dos pontos corridos na Série A. Neste sábado, o Timbu voltou a se inspirar. A vitória por 3 a 0 sobre o Coritiba mostrou quanto o técnico Marcelo Martelotte tem feito bem ao Alvirrubro – foi a segunda partida sob o seu comando. E agravou a crise do Coxa, agora há cinco rodadas sem vencer no Brasileirão e cada vez mais longe do G-4. Após a partida, o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, descartou a contratação do técnico Caio Junior. Segundo ele, as exigências do treinador de levar sua comissão técnica impediram a negociação.

Maikon Leite voltou a brilhar, com dois gols e uma bela atuação. Dadá marcou o outro. Maikon também havia balançado a rede naquela vitória sobre o Internacional e, na última quarta-feira, quando o Timbu fez boa apresentação no empate com o Santos, em 1 a 1, na Vila Belmiro. Com o resultado, o time pernambucano chegou aos 14 pontos, ainda afundado na lanterna e longe de sonhar com uma saída da zona de rebaixamento. O Coxa aparece em 13º lugar, com 31 pontos, cada vez mais distante do G-4.

Náutico x Coritiba (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Olivera comemora o primeiro gol alvirrubro na Arena Pernambuco (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Na próxima rodada, o Náutico encara a Ponte Preta, nesta terça-feira, no Moisés Lucarelli, enquanto o Coritiba recebe o Flamengo, quarta, no Couto Pereira. Até lá, o Coxa deve anunciar o nome do novo treinador. Neste sábado, o interino Marcelo Serrano assumiu a vaga deixada por Marquinhos Santos, demitido após a derrota para o Ituagüí, dentro de casa, pela Copa Sul-Americana.

Superioridade alvirrubra

Ao fim do primeiro tempo, a sensação para o torcedor alvirrubro foi a mesma do jogo de quarta-feira, na Vila Belmiro: o empate deixou um gostinho de lamentação. Maikon Leite, destaque individual do primeiro tempo, voltou a dar as cartas no setor ofensivo.

Foram quatro boas defesas de Vaná, duas delas em finalizações de Maikon Leite, aos 18 e aos 32 minutos. Aos sete, Dadá obrigou o arqueiro do Coxa a se esticar todo para desviar a bola. Os números mentiram. Pelo menos o percentual de posse de bola –  59% contra 41% a favor do Coritiba – não traduziu o que se viu dentro de campo.

As ações ofensivas do Coxa se resumiram a dois chutes perigosos do apagado Alex. O primeiro logo aos cinco minutos. O segundo, mais perigoso, aos 41, exigindo boa defesa de Gideão. Entre uma finalização e outra ele não conseguiu ser aquele maestro a ditar o ritmo de sua equipe. Inofensivo no ataque e vulnerável na defesa, o Coxa aceitou a postura mais impetuosa do adversário.

Enfim, bola na rede

A primeira medida de Martelotte no intervalo foi abrir mão de uma aposta. Saiu o garoto João Paulo, de apenas 17 anos, e entrou o experiente Olivera. Jogador de área, o uruguaio vinha sendo subutilizado há varias rodadas, esquecido na reserva. Bastaram cinco minutos em campo para mostrar por que merece mais chances no time. Numa bola levantada por Tiago Real, o uruguaio subiu no meio da área do Coxa e testou firme para ras redes. Náutico 1 a 0.

O gol fez justiça à maior iniciativa do Timbu desde os primeiros minutos de jogo. Depois dele, narturalmente, o Coxa passou a tentar agredir mais. Aos 15, porém, Escudero recebeu o segundo cartão amarelo por uma entrada forte em Martinez no meio do campo e foi expulso. Com um a menos, a situação ficou ainda mais difícil para o Coritiba. O interino Marcelo Serrano mexeu três vezes. Saíram Bottinelli, Vitor Junior e Bill para as entradas de Dudu Figueiredo, Lincoln e Emerson Santos, respectivamente.

Náutico x Coritiba (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Maikon Leite voltou a fazer a diferença, desta vez com dois gols (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Aos 25, Alex deixou Robinho cara a cara com Gideão. Foi a melhor chance desperdiçada pelo time paranaense. Crucial. Porque seis minutos depois, Maikon Leite tratou de ampliar a vantagem alvirrubra. Após passe de Dadá, ele deu um toque sutil na saída do goleiro.

No fim, Morales, que substituiu Tiago Real, quase marcou um golaço e ainda ajudou a fechar o placar. No primeiro lance, deu um drible dentro da área e deixou o adversário sentado no chão. Minutos depois, pela esquerda, passou por dois adversários e tocou para Maikon Leite pegar de primeira e marcar o terceiro do Timbu. A torcida alvirrubra voltou a festejar. Estava quebrada uma das sequências mais negativas da história do Clube Náutico Capibaribe.

Por Cleber Aguiar – Técnico diz que foi a pior partida do Santos sob seu comando

Fonte: Folha Online

RAFAEL VALENTE

O técnico Claudinei Oliveira não escondeu a decepção com o empate do Santos com o Náutico por 1 a 1, na quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo recuperado da 11ª rodada do Brasileiro.

Segundo o treinador, foi a pior atuação do Santos sob seu comando. Ele assumiu o time em 1º de junho, no empate com o Grêmio por 1 a 1, na Vila Belmiro.

“Foi a pior partida desde que eu estou no comando. A gente somou um ponto, mas a coisa poderia ser pior. Erramos muitos passos, não tivemos a presença do Thiago Ribeiro, perdemos o Montillo no primeiro tempo. É difícil falar da atuação”, disse o treinador.

 

O atacante Thiago Ribeiro e o volante Arouca não atuaram porque cumpriram suspensão (terceiro cartão amarelo), enquanto Montillo foi substituído com dores na panturrilha direita.

O treinador disse que a decepção também é pela possibilidade que o time teria de se aproximar do G-4 em caso de vitória. É o sexto, com 33 pontos –a seis do Grêmio, hoje o quarto.

“Não é todo jogo que temos uma chance como essa”, disse Claudinei. “Não vou expor jamais meu grupo de jogadores. As correções serão internas”, acrescentou.

Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Claudinei Oliveira deixa o gramado da Vila Belmiro após empate com o Náutico
Claudinei Oliveira deixa o gramado da Vila Belmiro após empate com o Náutico