ICFUT – Laor diz que dinheiro da venda de Neymar incluiu orgia em Londres

Fonte: globo

Ex-presidente do Santos criticou o pai do atacante brasileiro pelo dinheiro recebido na venda do jogador para o Barcelona. Ele também ataca Mano Menezes e Luxemburgo

Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente licenciado do Santos (Foto: Reprodução SporTV)Luis Alvaro "bate" no pai de Neymar, Mano, Luxemburgo… (Foto: Reprodução SporTV)

O ex-presidente do Santos Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que renunciou ao cargo neste mês, recupera-se de grave problema de saúde, diz ter renascido, mas acumula mágoas de diversas pessoas do futebol. O maior desafeto: Neymar da Silva Santos, pai de Neymar. Com 41kg a menos, Em entrevista ao site Espn.com.br, Laor, como ficou conhecido durante a gestão no Peixe, atacou o pai do atacante Neymar e disse que os valores da venda do craque para o Barcelona incluíram "cafezinho, orgia e p…."

O ex-mandatário santista falou que atropelaria o desafeto caso o encontrasse na rua.

– Nesses 90 milhões de euros estavam incluídos o dinheiro do cafezinho do pai do Neymar e uma orgia no hotel Piccadilly, em Londres. Porque ele (pai do Neymar) cobra qualquer coisa. Ele nunca me pagou um café. E eu paguei uns 200 cafés para ele. Então, esses 90 milhões são exagerados. Isso inclui p…. Achava que o pai do Neymar era meu amigo. Mas hoje não quero ver na frente do meu carro: ao invés de brecar, eu acelero. Não estendo a mão para ele. E, se estender, é para dar uma porrada – desabafou.

Luis Álvaro deixou a presidência do Santos por problemas de saúde. Antes com 123kg, Laor teve de emagrecer. Agora, com uma vida mais saudável longe do estresse vivido no Peixe, ele está com 82kg. Fora do futebol, ele não esconde mágoas com Mano Menezes eVanderlei Luxemburgo. Ele revela ainda uma discordância com o atual presidente do Alvinegro, Odílio Rodrigues, que era seu vice.

– O filho da p… do Dalton Menezes. Dalton não, Mano Menezes. Eu chefiei a delegação dele (no amistoso da Seleção Brasileira contra os EUA, em agosto de 2010) e ele me disse que ia dispensar o Neymar para jogar contra o Corinthians. Na última hora, não dispensou. Sujeito falso. Como também não faço questão de ver o (Vanderlei) Luxemburgo. Embora outro dia eu tive de passar pelo constrangimento de sentar à mesa de jantar ao lado dele. E se acha lindo. "As mulheres me adoram. As mulheres se jogam no meu pé". Eu detesto gente convencida. Prepotente. Comigo isso não funciona – declarou Luis Alvaro, que não se esqueceu de outro desafeto: "Andrés Sanchez. Não quero mais falar com ele – disse Laor.

Sobre Odílio, Laor reclama do fato de o novo presidente ter feito mudanças no quadro de funcionários do clube.

– Uma coisa que o Odílio fez e eu realmente não gostei: no dia em que renunciei, ele demitiu todos os profissionais que eu tinha contratado. Tinha de me dar satisfação, não me deu. Como no caso do Leandro Damião. Nem um telefonema para perguntar o que eu acho. Acho estranho um cara como eu, ter ganho os titulos que ganhei, não ter recebido uma única consulta – completou.

ICFUT–As faces do presidente do Santos

Fonte: globo

Ídolo por segurar Neymar, Laor revela amor platônico por atriz, fala de visão da morte, confronto com polícia e se diz obcecado pelo tri mundial

Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro ajudou a mudar o panorama do futebol nacional ao peitar o assédio de Chelsea, Barcelona e Real Madrid, recusar ofertas milionárias e segurar o craque Neymar na Vila Belmiro. Também inseriu na administração de um clube de futebol pessoas que fogem do conhecido e ultrapassado estereótipo do cartola brasileiro, bem sucedidas em atividades distantes do esporte. Mas quem é esse homem?

Ninguém melhor do que o próprio presidente do Santos para responder. Em mais de 90 minutos de conversa na sua ampla sala na Vila Belmiro, Laor abriu detalhes de sua vida ao GLOBOESPORTE.COM. Sobrevivente de quatro paradas cardíacas em uma hora, líder estudantil que apanhou da polícia, expulso da faculdade pela ditadura militar, obcecado pelo tricampeonato mundial, pai de seis filhas, ex-marido de três mulheres e apaixonado pela atriz Bruna Lombardi, a quem se declarou no último dia 29 de abril.

– Estava em Comandatuba e ela e o Carlos Alberto Riccelli (ator e marido de Bruna) estavam tomando café da manhã. Eu me apresentei, pedi licença para me sentar e fazer uma declaração: “Bruna, você sempre foi a mulher mais bonita que vi no planeta, mas mudei de ideia… Você não é só a mulher mais bonita do mundo. Eu, que já vi bromélias nascendo na Mata Atlântica e pores-do-sol alaranjados nos mares do Caribe, posso dizer com toda autoridade que você é o ser vivo mais bonito que o planeta já produziu”.

image

Na vida pessoal, Luis Álvaro sempre foi cercado por mulheres. Com a primeira esposa, Angélica, teve quatro filhas: Ana Carolina (hoje com 45 anos), Ana Luisa (41), Beatriz (40) e Dedé (38). Depois, casou-se com Vera e sua última mulher foi Joana, cuja relação gerou Mariana (17) e Sofia (15).

Hoje, aos 69 anos, o presidente faz questão de mandar o recado: está solteiro, apesar de ressaltar o amor platônico por Bruna Lombardi e algumas “fugidinhas”. Recentemente, inclusive, se assustou ao levar uma moça para jantar e, ao deixá-la em casa, ser chamado de "genro" pelos pais dela.

– Não sabia que existiam marias-cartolas também. Tenho conhecido algumas (risos).

A intensa proximidade feminina levou Laor a dar uma guinada e aceitar o desafio de se candidatar à presidência do Santos, tratado por ele como seu único filho homem após a vitória nas urnas. Eleito em dezembro de 2009, ele tem pavor de ser chamado de cartola, pois se considera torcedor comum, sem vícios. Para ajudar a criar o filho centenário, o presidente trocou a ternura das mulheres e se cercou de homens. Afinal, exterminar os resquícios da administração do antecessor Marcelo Teixeira, que ficou no poder por dez anos (cinco mandatos), era tarefa para mãos calejadas.