ICFUT – Laor diz que dinheiro da venda de Neymar incluiu orgia em Londres

Fonte: globo

Ex-presidente do Santos criticou o pai do atacante brasileiro pelo dinheiro recebido na venda do jogador para o Barcelona. Ele também ataca Mano Menezes e Luxemburgo

Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente licenciado do Santos (Foto: Reprodução SporTV)Luis Alvaro "bate" no pai de Neymar, Mano, Luxemburgo… (Foto: Reprodução SporTV)

O ex-presidente do Santos Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que renunciou ao cargo neste mês, recupera-se de grave problema de saúde, diz ter renascido, mas acumula mágoas de diversas pessoas do futebol. O maior desafeto: Neymar da Silva Santos, pai de Neymar. Com 41kg a menos, Em entrevista ao site Espn.com.br, Laor, como ficou conhecido durante a gestão no Peixe, atacou o pai do atacante Neymar e disse que os valores da venda do craque para o Barcelona incluíram "cafezinho, orgia e p…."

O ex-mandatário santista falou que atropelaria o desafeto caso o encontrasse na rua.

– Nesses 90 milhões de euros estavam incluídos o dinheiro do cafezinho do pai do Neymar e uma orgia no hotel Piccadilly, em Londres. Porque ele (pai do Neymar) cobra qualquer coisa. Ele nunca me pagou um café. E eu paguei uns 200 cafés para ele. Então, esses 90 milhões são exagerados. Isso inclui p…. Achava que o pai do Neymar era meu amigo. Mas hoje não quero ver na frente do meu carro: ao invés de brecar, eu acelero. Não estendo a mão para ele. E, se estender, é para dar uma porrada – desabafou.

Luis Álvaro deixou a presidência do Santos por problemas de saúde. Antes com 123kg, Laor teve de emagrecer. Agora, com uma vida mais saudável longe do estresse vivido no Peixe, ele está com 82kg. Fora do futebol, ele não esconde mágoas com Mano Menezes eVanderlei Luxemburgo. Ele revela ainda uma discordância com o atual presidente do Alvinegro, Odílio Rodrigues, que era seu vice.

– O filho da p… do Dalton Menezes. Dalton não, Mano Menezes. Eu chefiei a delegação dele (no amistoso da Seleção Brasileira contra os EUA, em agosto de 2010) e ele me disse que ia dispensar o Neymar para jogar contra o Corinthians. Na última hora, não dispensou. Sujeito falso. Como também não faço questão de ver o (Vanderlei) Luxemburgo. Embora outro dia eu tive de passar pelo constrangimento de sentar à mesa de jantar ao lado dele. E se acha lindo. "As mulheres me adoram. As mulheres se jogam no meu pé". Eu detesto gente convencida. Prepotente. Comigo isso não funciona – declarou Luis Alvaro, que não se esqueceu de outro desafeto: "Andrés Sanchez. Não quero mais falar com ele – disse Laor.

Sobre Odílio, Laor reclama do fato de o novo presidente ter feito mudanças no quadro de funcionários do clube.

– Uma coisa que o Odílio fez e eu realmente não gostei: no dia em que renunciei, ele demitiu todos os profissionais que eu tinha contratado. Tinha de me dar satisfação, não me deu. Como no caso do Leandro Damião. Nem um telefonema para perguntar o que eu acho. Acho estranho um cara como eu, ter ganho os titulos que ganhei, não ter recebido uma única consulta – completou.

Por Cleber Aguiar – Ronaldo zoa a si mesmo e se compara com gigante do judô brasileiro

Fonte: R7.com.br

Relação entre empresário e “Baby” está no peso elevado

Do R7

O gigante brasileiro Rafael “Baby” Silva conquistou, nesta sexta-feira (3), a quarta medalha do judô brasileiro nos Jogos Olímpicos de Londres. Feliz com o resultado, Ronaldo Fenômeno relatou, por meio de uma rede social, que se identifica com o atleta pertencente à categoria dos pesados, acima dos 100 kg.

— Não sei por que, mas me identifico com o Rafael Baby! #boa moleque.

“Tirei energia de onde não tinha”, diz judoca Rafael Silva

Assim como o medalhista nas Olimpíadas, Ronaldo também sofria com o peso nos tempos de jogador. De acordo com o empresário, este é o principal motivo da tamanha identificação com o judoca. Apesar do “quilinhos” acima, ambos possuem grandes resultados na carreira profissional.

Rafael Silva vence, leva bronze, e judô bate recorde de medalhas

O R7 transmite os Jogos Olímpicos de Londres em cinco canais exclusivos, 24 horas. E durante os Jogos, além da transmissão ao vivo e com sinais exclusivos, você encontra no portal os vídeos de todos os melhores momentos da maior disputa esportiva do mundo. Até o dia 12 de agosto, Olimpíada é no R7, Record e Record News, os canais oficiais de Londres.

Por Cleber Aguiar – Cielo é bronze nos 50m nos Jogos de Londres, e Fratus fica em quarto

Fonte: Globo.com

Classificado com o sexto tempo para a final, francês Florent Manaudou conquista o ouro, enquanto o americano Cullen Jones termina em segundo

Por GLOBOESPORTE.COM Londres, Inglaterra

Havia esperança de ouro. Mas Cesar Cielo não conseguiu repetir nos Jogos de Londres a medalha  conquistada há quatro anos nos 50m livre. Atual recordista olímpico e mundial da prova, Cielo foi novamente ao pódio, mas desta vez por conta do bronze. Com o tempo de 21s59 (cinco centésimos acima da marca da semifinal), o brasileiro terminou atrás do americano Cullen Jones (21s54), prata, e do surpreendente vencedor Florent Manaudou, da França. O nadador francês completou a prova em 21s34, quatro centésimos atrás do registrado por Cielo em Pequim, época em que ainda era permitido o uso do maiô especial. Já o também brasileiro Bruno Fratus ficou com o quarto lugar, com 21s61, sua melhor marca pessoal. 

Cielo, Natação 50m Final (Foto: Satiro Sodré / AGIF)Em Londres, Cielo não consegue o biolímpico nos 50m  (Foto: Satiro Sodré / AGIF)

Ao fim da prova, Cesar Cielo mostrou-se surpreso com o resultado. Ele não imaginava que o ouro pudesse ficar com o francês.

– Posso dizer que foi uma grande surpresa sim. Tiveram mais provas com surpresas, mas essa foi uma grande surpresa. Eu achei que a vitória fosse ficar entre os brasileiros e os americanos, mas ele acabou surpreendendo todo mundo – declarou o brasileiro em entrevista ao SporTV.

Surpreso também estava Manaudou por ter conquistado a quarta medalha de ouro na natação para a França em Londres numa prova na qual não era apontado como nome certo ao pódio.

– É uma boa surpresa conquistar essa medalha. Fiz o melhor tempo da minha vida e fui campeão olímpico aos 21 anos, assim como Cielo em 2008. Estou muito surpreso e feliz. Sobre o segredo de ser tão rápido, sinceramente não sei – disse o francês que passou à final olímpica com o sexto tempo.

Nos Jogos de Pequim, Cielo conquistou o ouro nos 50m estabelecendo o recorde olímpico, com o tempo de 21s30. Nesta final, a prata ficou com o francês Amaury Leveaux (21s45) e o bronze com seu compatriota Amaury Leveaux (21s49). Nas semifinais de Londres, o brasileiro fez o primeiro tempo, com 21s54, empatado com o americano Cullen Jones. Em 2009, o brasileiro estabeleceu o recorde mundial ao nadar em 20s91. Fratus passou à final com a quarta melhor marca, com 21s63.

Por Cleber Aguiar – Mayra Aguiar vence holandesa e conquista segundo bronze do Brasil

Fonte: Globo.com

Judoca número 1 do mundo na categoria meio-pesado se recupera de derrota na semifinal e garante terceira medalha do judô em Londres 2012

Por GLOBOESPORTE.COM Londres, Inglaterra

Mayra Aguiar se recuperou da derrota na semifinal dos pesos-meio-pesados (até 78kg) e derrotou a holandesa Marhinde Verkerk na disputa da medalha de bronze, nesta quinta-feira. Foi a segunda medalha de bronze do Brasil nas Olimpíadas de Londres 2012 e a quarta no total, depois do ouro de Sarah Menezes (judô, peso-ligeiro), da prata de Thiago Pereira (natação, 400m medley) e do bronze de Felipe Kitadai (judô, peso-ligeiro).

Judô mayra aguiar medalha de bronze londres 2012 (Foto: Agência AFP)Mayra Aguiar sorri após anotar o ippon que valeu a medalha de bronze no peso-meio-pesado (Foto: AFP)

Não foi fácil deixar a derrota para a arquirrival Kayla Harrison para trás e entrar no tatame novamente. Mayra admitiu que teve vontade de chorar, mas recebeu conselho de outros medalhistas olímpicos – Aurélio Miguel, ouro em 1988 e bronze em 1996, e Leandro Guilheiro, bronze em 2004 e 2008 – e se recompôs.

– Dá uma vontade de chorar, sair aquele negócio de dentro, porque fica uma coisa ruim, e meu braço estalou todo quando ela o pegou, mas engoli o choro. O Aurélio Miguel já me falou que era outra competição, aquilo me animou – disse a gaúcha, em entrevista ao SporTV.

Verkerk tinha uma torcida bastante barulhenta a seu favor, gritando “Holanda” por boa parte do combate. A europeia tentou as primeiras entradas da luta. Mayra, porém, estava focada e não deu chances à adversária. Defendeu as entradas e, com 3m36s restando, conseguiu um ko-soto-gari que derrubou a holandesa e lhe valeu o ippon da vitória e a medalha de presente na véspera de seu aniversário de 21 anos.

– Amanhã é meu aniversário e a medalha olímpica não podia ser presente melhor. Todas as batalhas, todas as dores, tudo que tive que abrir mão, valeu a pena por esse momento – afirmou.

O terceiro pódio garantiu ao judô sua melhor participação nos Jogos Olímpicos na história, com três medalhas, sendo uma de ouro e duas de bronze. Em 1984 e 2008, o Brasil também conquistou três medalhas no judô, mas nenhum ouro – em 84, foi uma prata e dois bronzes, e em 2008, foram três bronzes. A seleção de 2012 ainda tem duas chances de superar essa marca e alcançar a meta da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) de quatro medalhas olímpicas: na sexta-feira, Rafael Silva e Maria Suellen Altheman disputam a categoria peso-pesado.

Por Cleber Aguiar – Galvão Bueno discute com comentarista após saia justa

Fonte: Folha Online

O apresentador Galvão Bueno passou por uma saia justa durante a apresentação do programa “Conexão Sportv” desta quarta-feira (1), direto de Londres, quando recebia como convidado Marcus Vinícius Freire, ex-jogador de vôlei e atual superintendente do Comitê Olímpico Brasileiro.

Durante o início do programa, quando Galvão anunciava o convidado, o comentarista Renato Maurício Prado pediu ao apresentador que repetisse um suposto comentário que teria feito nos bastidores a respeito da seleção olímpica brasileira de vôlei de 1984 –da qual Marcus fez parte.

Segundo Prado, Galvão teria dito que a equipe só conseguiu a medalha de prata nos Jogos de Los Angeles devido ao boicote dos países do bloco socialista.

O comentário deixou Galvão extremamente irritado.

“Isso é uma coisa que você não pode dizer. Tem milhões de pessoas assistindo do lado de lá, e eu jamais disse isso. Você foi extremamente deselegante. Diga, por favor, que é uma brincadeira”, disse o apresentador.

A discussão durou cerca de dois minutos até que os ânimos se acalmassem.

Veja como foi a discussão:

Por Cleber Aguiar – Neymar perde chance incrível, mas Brasil lidera e fica em Newcastle

Fonte: Globo.com

Seleção de Mano vence Nova Zelândia por 3 a 0 e termina no topo do Grupo C. Rival das quartas de final será conhecido ainda nesta quarta-feira

Por Márcio Iannacca Direto de Newcastle, Inglaterra

Destaque na vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Bielorrússia no último domingo, Neymar se “deu o luxo” de perder um gol incrível nesta quarta-feira contra a Nova Zelândia. Mas o lance não abalou a Seleção, que venceu sem sustos por 3 a 0 em Newcastle. Com o resultado, o time de Mano Menezes assegurou o primeiro lugar do Grupo C (nove pontos e 100% de aproveitamento), posto que mantém o time na cidade nas quartas de final. O ponto negativo do triunfo foi a expulsão de Alex Sandro, no segundo tempo.

Danilo, Leandro Damião e Sandro marcaram para o Brasil, que poderia ter aumentado a goleada com Neymar. Na etapa final, o craque recebeu sozinho de Marcelo na área, com o gol vazio, e chutou por cima. O jogador lamentou o lance:

– Bati certo na bola – explicou o jogador para Mano.

O rival do próximo sábado no estádio St. James Park será conhecido ainda nesta quarta: o segundo colocado do Grupo D. No momento, o Japão lidera com seis pontos, seguido por Honduras (quatro), Marrocos (um) e Espanha (zero, já eliminada). Às 13h (de Brasília), dois jogos: Japão x Honduras e Espanha x Marrocos. Em Glasgow, o Egito venceu a Bielorrússia por 3 a 0 e garantiu o segundo lugar da chave do Brasil, com seis pontos. Os gols foram de Salah, Mohsen e Aboutrika. Os europeus estão eliminados com três, enquanto a Nova Zelândia termina com apenas um. Os egípcios pegam o líder do D.

Sandro comemora gol do Brasil contra a Nova Zelândia (Foto: Reuters)Sandro comemora terceiro gol do Brasil contra a Nova Zelândia (Foto: Reuters)

Brasil começa melhor com time mista

Mano aproveitou a classificação antecipada para poupar alguns titulares: o goleiro Neto,  o volante Rômulo, o meia Oscar e os atacantes Hulk e Alexandre Pato. Ganso teria sua primeira chance desde o início, mas ficou fora por dores na coxa esquerda e pode até ser cortado dos Jogos.

O Brasil começou melhor a partida, envolvendo a Nova Zelândia com trocas rápidas de passe . Alex Sandro, que entrou no meio de campo na vaga de Oscar, era uma boa opção pelo lado esquerdo, sempre contando com o apoio do lateral Marcelo. Danilo e Sandro formavam a dupla de volantes.

Diferentemente da partida passada, Alexandre Pato ficou no banco. Leandro Damião iniciou entre os titulares. Ainda no ataque, Lucas foi escalado na vaga de Hulk, poupado por estar pendurado com um cartão amarelo. Gabriel foi o titular no lugar de Neto.

No entanto, a partir dos 13 minutos da etapa inicial, a Seleção ficou um pouco perdida. Mano Menezes passou a figurar um pouco mais na área técnica para orientar o posicionamento. Ficou incomodado por algumas vezes com a saída de bola, principalmente com erros cometidos pelo lado direito.

Enquanto Mano orientava do lado de fora, Thiago Silva buscava o acerto dentro das quatro linhas. O capitão buscou o diálogo por diversas vezes para acertar a equipe. E parece que a conversa surtiu efeito. No lance seguinte, aos 22, Danilo tabelou com Damião, invadiu a área e tocou na saída do goleiro: 1 a 0.

Bronca em Lucas e segundo gol ainda na etapa inicial

O Brasil voltou a pressionar mais em busca do segundo gol. Mas, por vezes, pecou pelo preciosismo. Como no lance de Lucas, aos 26. O apoiador passou duas vezes pelo mesmo marcador e tentou mais uma jogada. Mano não perdoou.

– Para que mais um drible? Você já fez toda a jogada… – questionou na beira do campo o comandante canarinho.

Alex Sandro recebe o cartão vermelho na partida do Brasil contra a Nova Zelândia (Foto: Reuters)Alex Sandro recebe o cartão vermelho e está fora das quartas de final no sábado (Foto: Reuters)

Mesmo com a bronca, o Brasil era infinitamente melhor. Aos 29, Alex Sandro recebeu um belo passe de calcanhar de Marcelo. O jogador invadiu a área e cruzou para Leandro Damião, que só teve o trabalho de escorar para as redes. Festa e mais tranquilidade no banco de reservas.

Neymar perde gol na cara, e Alex Sandro é expulso

O Brasil precisou de apenas seis minutos para matar o jogo no segundo tempo. Marcelo cobrou falta com efeito para a área, a bola passou por dois brasileiros e sobrou para Sandro fazer o terceiro em Newcastle.

Neymar lamenta gol perdido (Foto: Reuters)

Aos 16, Neymar perdeu a chance do quarto no melhor estilo “Inacreditável Futebol Clube”: Lucas tocou para Rafael na direita, o lateral cruzou na medida para Neymar, mas, mesmo com o gol vazio, o atacante pegou mal e jogou por cima.

Outro lance inacreditável foi a expulsão de Alex Sandro. Primeiro, o jogador do Porto recebeu cartão amarelo aos 25. Seis minutos depois, o atleta simulou uma falta dentro da área e recebeu o vermelho. Mano ficou irritado com o árbitro de Gâmbia.

– Apita p… nenhuma – gritou o técnico, que não poderá contar com Alex Sandro nas quartas de final.

Brasil 3 x 0 Nova zelândia
Gabriel, Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro (Rômulo), Danilo e Alex Sandro; Lucas, Neymar (Alexandre Pato) e Leandro Damião (Oscar) O´Keeffe, Hogg, Smith, Nelsen e Thomas (Myers); Payne, Barbarouses (Howieson), McGlinchey e Smeltz; Rojas (Lucas) e Wood
Técnico: Mano Menezes Técnico: Neil Emblen.
Gols: Danilo, aos 22 do primeiro tempo; Leandro Damião, aos 29 do primeiro tempo; Sandro, aos 6 do segundo tempo
Cartões amarelos: Myers, Hogg (Nova Zelândia); Alex Sandro (Brasil). Cartão vermelho: Alex Sandro (Brasil)
Local: St. James Park, em Newcastle (Inglaterra). Árbitro: Bakary Papa Gassama (GAM). Auxiliares: Jason Damoo (Ilhas Seychelles) e Angesom Ogbamariam (Eritréia)