ICFUT – Keirrison ganha moral com Adilson e confia em reeditar Paulistão 2009

Fonte: http://www.uol.com.br

Keirrison fez 13 gols com o Palmeiras no Paulistão 2009, e terminou como vice-artilheiro

A má fase, o baixo moral com a torcida santista e a ausência de gols decisivos em 2010 não preocupam Keirrison. O atacante adquiriu confiança após conversar com Adilson Batista e espera repetir no Campeonato Paulista a performance da única vez em que disputou a competição, em 2009.

Na ocasião, defendendo o Palmeiras, Keirrison terminou a competição como vice-artilheiro, com 13 gols – o primeiro colocado foi Pedrão, do Barueri, com 16 – e manteve a fama de goleador conquistada nos tempos de Coritiba.

“Confio que agora posso repetir o melhor como foi em 2009. Fator pré-temporada foi importante para mim, e fisicamente o trabalho está sendo interessante. Agora, posso estar mais solto e mostrar o meu futebol”, disse o atual camisa 9 santista.

Keirrison foi cobrado individualmente por Adilson logo no reapresentação do Santos. O treinador exigiu maior “senso coletivo”, e aprovou a atuação no jogo-treino contra o Taboão da Serra, na última quarta-feira, no CT Rei Pelé, quando o atacante fez o primeiro gol na goleada por 4 a 0.

“É um jogador que conheço bem. Tem enorme potencial, é frio para finalizar. E o mais importante é que ele está com vontade de ajudar o Santos”, frisou Adilson.

“É importante ouvir o treinador, e é algo que faria mesmo se fosse o artilheiro da Copa do Mundo. Meus companheiros também me orientam, e quero retribuir tudo isso com dedicação”, comentou Keirrison.

A temporada de 2011 começou em meio à boatos no Santos sobre a intenção da diretoria de contratar um novo camisa 9. O atacante em negociação no momento é Diogo, jogador que não disputa a posição de Keirrison na equipe, na visão de Adilson.

“Estou tranquilo, venho trabalhando, e o Adilson fala que o que resolve é dentro de campo, não é falando. Não posso pensar no que andam especulando. O negócio é trabalhar que as coisas vão acontecer naturalmente”, concluiu Keirrison.