VIDEOTECA ICFUT – Vencedores das Copas do Mundo

Anúncios

ICFUT – COPA DO MUNDO 2014 – 13:00 HS – ITÁLIA X URUGUAI – CONTA RICA X INGLATERRA – 17:00 HS 0 GRÉCIA X COSTA DO MARFIM – JAPÃO X COLÔMBIA .

jogos

ICFUT – GRUPO D – COSTA RICA ASSEGURA VAGA ANTECIPADA EM GRUPO DA MORTE E ELIMINA INGLATERRA.

FICHA TÉCNICA
ITÁLIA 0 x 1 COSTA RICA

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Data: 20 de junho de 2014, sexta-feira
Horário: 13 horas (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses-CHI
Assistentes: Carlos Astroza-CHI e Sergio Roman-CHI
Cartões amarelos: Balotelli (Itália); Cubero (Costa Rica)
Gol: COSTA RICA: Bryan Ruiz aos 44 minutos do primeiro tempo

ITÁLIA: Buffon; Abate, Chiellini, Barzagli e Darmian; De Rossi, Thiago Motta (Cassano), Pirlo, Marchisio (Cerci) e Candreva (Insigne); Balotelli
Técnico: Cesare Prandelli

COSTA RICA: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Borges, Tejeda (Cubero), Crístian Bolaños, Junior Díaz e Bryan Ruiz (Brenes); Joel Campbell (Ureña)
Técnico: Jorge Luís Pinto

ICFUT – GRUPO D – ITÁLIA VENCE INGLATERRA NO GRUPO DA MORTE !

 

FICHA TÉCNICA:

INGLATERRA 1×2 ITÁLIA

Estádio: Arena da Amazônia, Manaus (AM)

Data/hora: 14/06/2014 – 19h (de Brasília)

Árbitro: Björn Kuipers (HOL)

Auxiliares: Sander Van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)

Público: 39.800 torcedores

Cartão amarelo: Sterling (ING)

Cartões vermelhos: –

GOLS: Marchisio (34′ do 1º tempo), Sturridge (36′ do 1º tempo), Balotelli (4′ do 2º tempo)

INGLATERRA: Hart; Johnson, Jagielka, Cahill e Baines; Gerrard e Henderson (Wilshere – 26′ do 2º tempo); Sterling, Rooney e Welbeck (Barkley – 16′ do 2º tempo); Sturridge (Lallana – 33′ do 2º tempo). Técnico: Roy Hodgson.

ITÁLIA: Sirigu; Darmian, Barzagli, Paletta e Chiellini; De Rossi, Pirlo e Verratti (Thiago Mota – 11′ do 2º tempo); Candreva (Parolo – 33′ do 2º tempo) e Marchisio; Balotelli (Immobile – 26′ do 2º tempo) . Técnico: Cesare Prandelli.

Grupo D

classificação p j v e d gp gc sg %
1. Costa Rica 3 1 1 0 0 3 1 2 100.0%
2. Itália 3 1 1 0 0 2 1 1 100.0%
3. Inglaterra 0 1 0 0 1 1 2 -1 0.0%
4. Uruguai 0 1 0 0 1 1 3 -2 0.0%

ICFUT – LINKS AO VIVO COPA DO MUNDO 2014 – COLÔMBIA X GRÊCIA – COSTA DO MARFIM X JAPÃO – URUGUAI X COSTA RICA – INGLATERRA X ITALÍA –

 

copa2

LINK – 1 – COPA DO MUNDO 2014 – CLIQUE AQUI !

 

LINK –  2 – COPA DO MUNDO 2014 – CLIQUE AQUI !

ICFUT – DAS ANTIGAS – Copa do Mundo FIFA de 1934

poster1934A Copa do Mundo de 1934 foi a primeira na qual os países tiveram que se classificar na disputa das Eliminatórias para poder participar. Dessa vez, a maioria esmagadora das nações era do continente Europeu.

O Mundial de 1934 como o de 1938 teve interesses políticos em jogo: o regime fascista subjugava a Itália, e o ditador Benito Mussolini planejou transformar o evento numa espécie de propaganda pró-regime.

A influência indiscutível de Mussolini se impôs em diversos aspectos, como por exemplo a escolha pré-determinada de árbitros “suspeitos” nas partidas da anfitriã Itália. O sueco Ivan Eklind, que apitou a semifinal e a final, teria se encontrado com Mussolini antes das partidas. Misteriosamente, decisões polêmicas foram tomadas, sempre em favor da Itália ( expulsões e gols anulados de adversário.)

Alguns árbitros influenciaram tanto nos resultados da Itália que foram expulsos por suas pátrias após o torneio, caso do suíço René Mercet e do belga Louis Baert.

Duas peculiaridades marcaram a Copa do Mundo de 1934: O defensor do título, Uruguai, recusou o convite para participar, num boicote aos europeus por terem ignorado a edição anterior, em 1930 (Apenas 4 seleções européias participaram do torneio: Bélgica, França, Iugoslávia e Romênia), tornando-se assim o único defensor de título que não competiu no torneio seguinte. Além disso, a anfitriã Itália teve que passar pelas Eliminatórias, na única ocasião em que um país-sede precisou disputar Eliminatórias.

O modelo do mundial aconteceu em estilo “mata-mata”, composto por 5 fases com os confrontos das oitavas definidos por sorteio: Oitavas, Quartas, Semifinal, Disputa do 3º Lugar (ausente em 1930) e Final. Participaram doze seleções européias: Áustria, Tchecoslováquia, Alemanha, Hungria, Itália, Espanha, Suécia, Suíça, França, Romênia, Bélgica e Holanda; Duas sul-americanas: Brasil e Argentina; Uma norte-centro-americana: Estados Unidos e uma africana: Egito.

A maior goleada da Copa ocorreu logo na primeira fase, Itália 7×1 Estados Unidos. O Brasil, outra vez desfalcado devido às eternas brigas entre cariocas e paulistas, deu vexame: Perdeu por 3 x 1 da Espanha e voltou para casa. Outra decepção foi a Argentina, vice-campeã do mundo, que foi eliminada pela Suécia por 3 x 2. As grandes forças Mundial de 1934 eram a Itália, a Espanha, a Hungria e a Tchecoslováquia.

O primeiro jogo-desempate da história das Copas foi entre Itália e Espanha. No primeiro jogo, empate em 1 x 1 após a prorrogação (neste tempo ainda não havia disputa por pênaltis). No desempate, deu Itália: 1 x 0. Nas semifinais, em Milão a Itália venceu a Áustria por 1×0 e em Roma a Tchecoslováquia bateu a Alemanha por 3 x 1. Na Disputa pelo 3º lugar a Alemanha venceu a Áustria por 3×2.

1934 ITALIA

A final foi disputada no Estádio Nacional do PNF (Partido Nacional Fascista), sob presença do imponente Mussolini e de outros 50 mil espectadores. A Itália empatou o jogo com a Tchecoslováquia no tempo normal, e na prorrogação Angelo Schiavio fez o gol do título italiano: 2×1.

ICFUT – Ex de Higuaín, Veronica Graaf diz que fez orgia com Balotelli e mais três

Fonte: Futebolinterior.com.br

Betty Kourakou, Dayane Mello, Melissa Castagnoli, Sophie Reade, Sara Galimberti, Chloe Evans, Jenny Thompson, Desirée Busetto, Vanessa Lawrens, Eliana Cartella e Tabby Brown.A revelação aconteceu no reality show Big Brother, da Itália. Ela afirmou que poucos dias antes de entrar no programa, participou de uma orgia com Balotelli, seu irmão Enoch Barwuah e uma amiga do jogador. Ela, porém, não revelou mais detalhes.

Balotelli não é o único boleiro a passar pelas mãos da bela musa italiana. Antes desta revelação, a beldade já havia sido citada em casos com o atacante argentino Higuaín, ex-Real Madrid e hoje no Napoli, e o meia argelino Saphir Taider, da Internazionale.

Resta saber se este escândalo não vai respingar no noivado de Balotelli com Fanny Neguesha. Vale lembrar que o último relacionamento sério do atacante com a modelo Raffaella Fico foi marcado por muitas acusações de adultério.

Entre os casos mais famosos do fanfarrão estão Barbara Guerra, Betty Kourakou, Dayane Mello, Melissa Castagnoli, Sophie Reade, Sara Galimberti, Chloe Evans, Jenny Thompson, Desirée Busetto, Vanessa Lawrens, Eliana Cartella e Tabby Brown.

batoteli

ICFUT – Milan só empata e continua mal no Campeonato Italiano.

Fonte: ESPN.com.br

O Milan saiu na frente do Parma no duelo deste sábado, pela sexta rodada do Campeonato Italiano, mas deixou a equipe da casa empatar, saindo do gramado do Estádio Ennio Tardini com o placar de 1 a 1. El Shaarawy fez o primeiro dos ‘rossoneri’ em jogada de velocidade pelo lado esquerdo da área, e Galloppa marcou para o Parma, de falta.

Depois de ter encerrado uma sequência ruim de duas derrotas na competição ao vencer o Cagliari, no final de semana passado, o Milan volta a tropeçar. O time do brasileiro Robinho, que começou no banco de reservas e entrou no segundo tempo, tem apenas sete pontos e aparece longe da líder Juventus, com tem 13 pontos e um jogo a menos. O Parma tem seis pontos.
Antes de voltar as atenções novamente para o Italiano, o Milan disputa partida da segunda rodada da fase de grupos da Champions League, nesta quarta-feira, contra o Zenit, na Rússia. No campeonato nacional o próximo adversário é a arquirrival Internazionale. O clássico acontece no domingo, dia 7 de outubro. O Parma visita o Catania no mesmo dia.
Ainda neste sábado, às 15h45, em Turim, a Juventus recebe a Roma. As demais partidas da rodada acontecem amanhã.Veja todos os jogos:
 
Sábado
Parma 1 x 1 Milan
Juventus 4 x 1 Roma
 
Domingo 
Juventus x Roma
Udinese x Genoa
Atalanta x Torino
Cagliari x Pescara
Palermo x Chievo Verona
Sampdoria x Napoli
Bologna x Catania
Lazio x Siena
Internazionale x Fiorentina

ICFUT – Juventus goleia a Roma e continua líder do Calcio.

Fonte: Yahoo! Esportes

A Juventus segue irresistível jogando na Arena Juventus pelo Campeonato Italiano. Desde que inaugurou sua nova casa, no meio do ano passado, o time alvinegro não perdeu mais na competição – nem ali nem como visitante. Neste sábado, a vítima foi a Roma, vencida por 4 a 1, em jogo da sexta rodada.

O primeiro tempo foi alucinante. Foram três gols da Juventus, outras duas bolas na trave num período de apenas 35 minutos. Como diz o chavão, foi tudo isso “fora o baile”. Leandro Castán, convocado por Mano Menezes para defender a seleção pela primeira vez, foi um dos vilões da atuação desastrosa da Roma.

A goleada começou aos 10 minutos, com Pirlo batendo falta rasteira, por baixo da barreira, e colocando a bola no canto esquerdo do gol da Roma. Quatro minutos depois, uma série de lambanças dos romanos que acabou com Leandro Castán fazendo uma defesa com as mãos na área. Pênalti indiscutível, que Vidal converteu com categoria.

Aos 18 a Juventus faria o terceiro, com Matri, que recebeu na cara do goleiro, chutou, Stekelenburg fez defesa parcial, mas não evitou o gol. Pouco depois, Marchisio e Vucinic ainda acertariam a trave.

No segundo tempo, a Juventus até começou pressionando, mas depois permitiu que o ritmo caísse. Tanto que a Roma descontou aos 23 minutos, com Osvaldo, de pênalti. Mas, aos 44 minutos, Giovinco transformou a vitória em goleada, driblando o goleiro e empurrando para as redes.

Atual campeã, Juventus tem cinco vitórias e um empate no Campeonato Italiano e lidera com 16 pontos. Já a Roma tem oito pontos e ocupa provisoriamente o sexto lugar.

ICFUT–EUROCOPA: Balotelli decide e coloca Itália na final da Euro e na Copa das Confederações

Fonte: globo

Com a vitória por 2 a 1 sobre a Alemanha, Azurra vai encarar a Espanha no domingo.

 

De garoto problema a salvador da pátria. Apontado por muitos como um jogador que aparece mais por suas polêmicas do que pelo futebol, Mario Balotelli foi o herói da Itália nesta quinta-feira. Com dois gols do atacante do Manchester City, a Azzurra derrotou a favorita Alemanha por 2 a 1, no estádio Nacional de Varsóvia, na Polônia, e se garantiu na final da Eurocopa contra a Espanha, domingo. Özil, cobrando pênalti nos acréscimos do segundo tempo, descontou.

De quebra, os italianos, que contaram também com um atuação soberba de sua defesa e do goleiro Buffon, asseguraram uma vaga na Copa das Confederações de 2013, no Brasil, já que a campeã mundial Espanha tem lugar garantido. Além disso, mantiveram a “freguesia” diante dos germânicos: nunca perderam para o rival em competições oficiais (oito jogos, quatro vitórias e quatro empates).

O duelo entre Itália e Espanha acontece no próximo domingo, no estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia. A seleção da Velha Bota vai lutar pelo seu segundo título da Euro (foi campeã em 1960), já a Fúria, que levou o caneco em 1964 e 2008, tenta o tricampeonato do torneio, que, curiosamente, só a eliminada Alemanha possui. A TV Globo, o GLOBOESPORTE.COM e o SporTV transmitem a decisão ao vivo a partir das 15h45m (de Brasília).

Mario Balotelli marca gol da Itália contra a Alemanha (Foto: Reuters)Mario Balotelli marca o segundo, tira a camisa e, como "prêmio", recebe o cartão amarelo (Foto: Reuters)

Assim como fizera contra a Grécia, nas quartas de final, o técnico da Alemanha, Joachim Löw, surpreendeu outra vez na escalação. Retornou com os habituais titulares Gómez e Podolski nas vagas de Klose e Reus, respectivamente, e lançou o jovem Toni Kroos, do Bayern de Munique, no lugar que supostamente seria de Thomas Muller.

Pelo lado da Itália, sem os laterais-direitos Maggio (suspenso) e Abate (machucado), Cesare Prandelli improvisou o zagueiro Chiellini no setor e lançou Bonucci na zaga.

Com mais torcida, a Alemanha, assim como dissera Löw na véspera, começou impondo seu ritmo, encurralando a Azzurra no seu campo de defesa. Logo aos cinco, após cobrança de escanteio, Pirlo deu uma de zagueiro e, em cima da linha, salvou um arremate meio sem jeito do zagueiro Hummels.

Na sequencia, em dois lances seguidos, com Boateng e Kroos, os germânicos quase abriram o placar. No entanto, o goleiro Buffon salvou a pátria italiana.

Andrea Pirlo na partida da Itália contra a Alemanha (Foto: Reuters)Com Buffon já batido, Andrea Pirlo salva a Itália de sair atrás logo no início da partida (Foto: Reuters)

A estrela de Balotelli

Se sofria atrás, a Itália pouco incomodava na frente. Isso até os 19 minutos. Cassano fez bela jogada pela esquerda, passou por dois marcadores com um só drible, e cruzou. Balotelli, fazendo jus à camisa 9 que veste, se esquivou da marcação de Badstuber e, de cabeça, colocou no fundo da rede.

Muita festa do atacante do Manchester City, e sem nenhuma reação polêmica. Ele fez questão de abraçar efusivamente Cassano na celebração, e foi celebrado por todos companheiros, mostrando que, embora fosse um lance de comemoração,ele conta com apoio do elenco.

O gol abalou a “Nationalef”, que quase sofreu o segundo minutos depois com Montolivo. O meia, que carrega na chuteira a bandeira da Alemanha (por causa da mãe), recebeu sozinho na grande área, mas demorou a bater.

O incrível Balo

No entanto, o meia recém-contratado pelo Milan se redimiu da bobeada aos 35 e deu belo lançamento nas costas de Lahm para… Balotelli. Esperto e mortal, o atacante dominou, não deixou o lateral-direito alemão chegar a tempo e, com uma bomba de pé direito, colocou no ângulo. Golaço.

Aí não teve jeito. A comemoração teve lá sua dose de polêmica. O jogador de 21 anos tirou a camisa e estufou o peito numa pose à la Incrível Hulk, parecida com a feita por brasileiros como Adriano e Hulk, do Porto. Ele acabou advertido com cartão amarelo pelo árbitro francês Stéphane Lannoy.

Na saída para o intervalo, Balotelli recebeu cumprimentos de todos companheiros, mas levou um leve puxão de orelha de Prandelli, que, segundo pessoas próximas, disse “Pelo amor de Deus, não leva o segundo amarelo”.

Mario Balotelli e Cassano comemoram gol da Itália contra a Alemanha (Foto: EFE)Mario Balotelli e Cassano comemoram gol da Itália contra a Alemanha (Foto: EFE)

‘Brasiliano’ Thiago Motta em campo

A resposta alemã veio logo em seguida, com Reus, atleta do Borussa M’Gladbach, cobrando falta no ângulo e obrigando Buffon a se esticar todo para colocar para escanteio.

Disposto a fechar ainda mais seu time – o meia Diamanti já havia entrado minutos antes na vaga de Cassano – Prandelli sacou Montolivo e colocou o ítalo-brasileiro Thiago Motta para fechar ainda mais o meio de campo.

Mas, mesmo assim, a Itália quase fechou o caixão. Diamanti deu belo passe para Marchisio aos 22, mas o jogador do Juventus acabou arrematando para fora.

Mario Balotelli comemora gol da Itália contra a Alemanha (Foto: AP)Mario Balotelli abre o placar em Varsóvia e recebe o carinho dos companheiros de Azurra (Foto: AP)

Klose entra, mas Balotelli é quem quase marca

Na volta para o segundo tempo, Löw sacou logo dois de uma vez. Mas naquela de “seis por meia dúzia”, ou seja, atacantes por atacantes: Podolski por Reus, e Klose por Gómez.

As substituições deram mais energia aos germânicos, que partiram em busca do empate, enquanto a Itália, adotando o velho e bom “catenaccio”, ficava atrás tentando explorar contra-ataques com Balotelli e Cassano, que acabou deixando o campo aos 13, demonstrando muito cansaço, para a entrada de Diamanti.

Mesmo quando não está bem, Balotelli é um atacante que não tem medo de arriscar. Com dois gols na partida, então… Aos 15, Mario, como é chamado pelos colegas de Azzurra, driblou Lahm e chutou com perigo rente à trave do goleiro Neuer.

Mario Balotelli deixa o jogo da Itália contra a Alemanha (Foto: Reuters)Homem do jogo, Balotelli sai de maca para a entrada de Di Natale aos 25 da etapa final (Foto: Reuters)

Mostrando que se dedicou bastante, mas também dando aquela “valorizada” para gastar o tempo, Balotelli caiu no gramado sentindo cãibras, aos 24. Vaiado por quase todo estádio, menos pelos pontos azuis onde estavam os “tifosi” italianos, acabou deixando o gramado para a entrada de Di Natale. Foi para o banco recebendo o afago de todos como o grande herói da Velha Bota.

A Alemanha, por sua vez, caiu de produção vertiginosamente depois do bom começo na etapa final e nem parecia o time decantado por Löw na véspera, cheio de personalidade e confiança. De quebra, ainda levava sustos consideráveis atrás, como, quando Marchisio, mesmo diante do marcador caído (Badstuber) no chão e quase na pequena área, mandar outra vez para fora, aos 30.

Já com Thomas Müller em campo, os germânicos, na base do desespero, até tentaram conseguir furar a defesa italiana. Mas só conseguiram nos acréscimos e, mesmo assim, numa penalidade cobrada por Özil após mão na bola de Balzaretti.
Mas no fim, com sufoco e sofrimento como sempre, deu Itália. Vaga na decisão, tabu mantido, e Balotelli, que respirou aliviado após o apito derradeiro do juiz, nas manchetes. Mas não por causa de polêmicas, mas, sim, pelo bom futebol. Que continue assim.

ALEMANHA 1 X 2 ITÁLIA

Neuer; Boateng (Müller), Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger, Kroos, Özil e Podolski (Reus); Mario Gomez (Klose)
Buffon; Balzaretti, Barzagli, Bonucci e Chiellini; Pirlo, Marchisio, Montolivo (Thiago Motta) e De Rossi; Balotelli (Di Natale) e Cassano (Diamanti)

Técnico: Joachim Löw
Técnico: Cesare Prandelli

Gols: Balotelli, aos 20 e 36 minutos do primeiro tempo; Özil, aos 46 do segundo tempo

Cartões amarelos: Hummels (ALE); Thiago Motta, Balotelli, Bonucci e De Rossi (ITA)

Local: Estádio Nacional de Varsóvia, na Polônia. Data: 28/6/2012Árbitro: Stéphane Lannoy (FRA). Auxiliares: Frédéric Cano (FRA) e Michael Annonier (FRA)