Por Edgar – FA CUP – Arsenal vira em cima do Hull City e quebra longo jejum

De virada, Gunners vencem por 3 a 2, com gol na prorrogação, e conquistam a Copa da Inglaterra. Equipe não levantava uma taça desde 2005, justamente neste torneio

A agonia durou nove longos anos e não terminou sem mais um pouco de sufoco para o Arsenal. Após estarem perdendo por 2 a 0, os Gunners reagiram e derrotaram o Hull City por 3 a 2, de virada, na prorrogação, conquistando a Copa da Inglaterra e encerrando um jejum de títulos que durava desde 2005. Ramsey foi o autor do gol que garantiu a taça à equipe de Arsène Wenger.

A última vez que o Arsenal havia faturado um título havia sido justamente na Copa da Inglaterra, em 2005, contra o Manchester United. Desde então, perdeu uma Copa da Liga para o Birmingham em 2011 e pouco conseguiu competir no Campeonato Inglês. Ao Hull City, sobra a consolação de uma vaga na Liga Europa. Nos Gunners, o triunfo alivia a pressão sobre o técnico Arsène Wenger, bastante questionado durante a temporada.

Texto: globoesporte.com

Por Edgar – Premier League termina com City campeão e United fora das competições europeias

Após um eletrizante campeonato inglês o City confirmou o 4º titulo inglês e deixou o Liverpool que esteve perto de quebrar seu jejum de 24 anos em segundo lugar, Chelsea e Arsenal garantiram 3º e 4º Lugar e se juntam para a disputa da champions league, Everton fica com a Liga Europa, destaque negativo para o United que fica fora das competições europeias.

Manchester City vs West Ham 2-0

Liverpool vs Newcastle 2-1

Sem título

ICFUT – Manchester perde em casa para o Tottenham e cai na tabela.

Fonte: ESPN.com.br

Como já é de praxe, a torcida do Manchester United lotou o Old Trafford neste sábado para o confronto contra o Tottenham, pela 6ª rodada do Campeonato Inglês, mas levou um balde de água fria do time londrino logo nos dois primeiros minutos de jogo. Perdendo de 1 a 0, os Red Devils até reagiram, mas acabaram derrotados por 3 a 2 em um jogo de tirar o fôlego em Manchester. O resultado custou a vice-liderança ao time da casa, que agora é o terceiro colocado atrás de Everton e Chelsea.

Essa foi a segunda derrota do United nesta temporada da Premier League – a outra aconteceu na primeira rodada, contra o Everton, fora de casa – e agora, com 12 pontos somados, o time comandado por Sir Alex Ferguson acabou deixando o Chelsea escapar na liderança e ainda ficou um ponto atrás do Everton. O Tottenham, por sua vez, que estava sendo irregular neste início de temporada, já soma três vitórias consecutivas e vai ascendendo na tabela – o resultado no Old Trafford garantiu a quinta colocação aos Spurs, que estava em nono antes do início da rodada.
O primeiro gol da partida veio com o chute de  Vertonghen desviado por Evans, nos primeiros dois minutos de jogo, e deixou o Manchester United acuado na partida. Aos 32, foi a vez de Bale avançar pela direita e, em belo chute cruzado, ampliar para os Spurs, que foram para o intervalo com uma vantagem de 2 a 0 no placar.
Na etapa final de jogo, Alex Ferguson mudou o time e colocou Rooney, mantendo também Van Persie no ataque e apostando em uma formação mais ofensiva, já que Kagawa também estava em campo. A alteração deu resultado e, aos seis minutos, o camisa 10 do United chutou para o desvio de Nani, resultou no primeiro gol do United.
A resposta do Tottenham, no entanto, foi imediata. Dempsey aproveitou o rebote do goleiro no chute de Bale para empurrar para o fundo do gol, apenas um minuto após o tento do time da casa. E a partida ficou ainda mais emocionante quando Kagawa balançou as redes após o passe preciso de Van Persie, fazendo o segundo do Manchester e mantendo a pressão sobre os Spurs, quando ainda faltavam 35 minutos para o fim da partida.
Daí em diante, o jogo foi dominado pelos Red Devils, que contavam com a habilidade de Rooney para criar grandes chances de, pelo menos, sair de campo com o empate. O esforço do camisa 10, porém, não foi o suficiente – Van Persie também não aproveitou as chances que teve, e a entrada de Chicharito nos minutos finais também não conseguiu resolver para o time da casa.
Na tentativa de recuperar a vice-liderança, o Manchester United entrará em campo novamente no próximo domingo contra o Newcastle fora de casa. Antes disso, os Red Devils visitarão o Cluj na terça-feira pela segunda rodada da Champions League. O Tottenham, por sua vez, enfrentará Panathinaikos na quinta pela Europa League e, depois, no domingo, o Aston Villa pelo Inglês.

ICFUT – Chelsea vence Arsenal fora de casa por 2 a 1 e continua na líder na Inglaterra.

Fonte: Yahoo! Esportes

Líder do campeonato inglês, o Chelsea bateu o rival londrino Arsenal fora casa por 2 x 1 com gols dos espanhóis Fernando Torres e Juan Mata neste sábado. Assim, a equipe manteve a invencibilidade no começo da temporada enquanto o Arsenal sofreu sua primeira derrota.

Os dois gols do Chelsea foram resultado de faltas cobradas por Mata, com Torres aproveitando a falha de Laurent Koscielny e acertando um voleio para colocar os campeões europeus em vantagem no Emirates Stadium aos 20 minutos.

Gervinho empatou três minutos antes do intervalo ao girar e chutar no alto para anotar seu quarto gol na temporada.

O Chelsea, que começou a partida com John Terry graças a uma apelação contra a suspensão de quatro jogos por ofensas racistas, retomou a vantagem no placar quando Mata bateu uma falta que passou por toda área antes de tocar em Koscielny e vencer o goleiro do Arsenal Vito Mannone.

A vitória deixou o Chelsea na liderança com quatro pontos de diferença em relação ao segundo colocado.

Por Cleber Aguiar – Febre Futebol Inglês !

Fonte: Folha de São Paulo

Febre de bola

Mania entre jovens brasileiros, a rica liga inglesa vira fenômeno de audiência e puxa aumento da venda de uniformes de clubes

RODRIGO BUENO
DE SÃO PAULO

“Febre de Bola” é o título em português do famoso livro do inglês Nick Hornby sobre um fanático por futebol. Febre de bola é o que a liga inglesa promove no Brasil.
A Folha localizou no Twitter inúmeros grupos de torcedores brasileiros de times ingleses, alguns tão dedicados que transmitem jogos, como as webradios de Liverpool (reds4us.com) e Manchester United (manutdbr.com), e vão a partidas na Inglaterra (a torcida Arsenal Brasil).
Mesmo equipes da segunda divisão, como Burnley, Leeds e Nottingham Forest, e da terceira divisão, como Notts County, já contam com um razoável número de fãs.
No Twitter, os perfis @PremierLGBrasil, @championshipbr e @FlgBrasil têm notícias da badalada primeira divisão, da forte Segundona e de todas as divisões da Inglaterra, respectivamente.
A coqueluche é comprovada por TVs e empresas de material esportivo e se reflete nas ruas, cheias de camisas estrangeiras, e na rede.
“É um tremendo produto. Começamos há poucos meses com o Inglês. A audiência só cresce, o retorno comercial é excelente”, diz Américo Martins, superintendente de Jornalismo e Esportes da Rede TV!. “Manchester United x Manchester City teve um share de quase 8%. A audiência é maior na média do que a do Italiano”, complementa ele.
Felipe Aquilino, gerente de marketing do Esporte Interativo, mostra com orgulho dados da audiência da Copa da Inglaterra. “Nosso alcance acumulado somente desde janeiro foi de 4,2 milhões de pessoas, 767 mil pessoas na Grande São Paulo.”
Robert Mills, gerente de marketing da ESPN, diz que os times ingleses hoje aparecem mais tempo na TV no país do que os brasileiros.
“A TV a cabo destrói. Liverpool, Arsenal, Chelsea estão todo fim de semana com a gente. E, na TV aberta, o torcedor tem mais chance de assistir a Arsenal e Manchester do que ao São Paulo. Não é surpresa você ver menino com a camisa do Manchester e alguém criando blog de time inglês no Brasil”, falou.
Segundo dados da ESPN, o Inglês gera mais comentários do que outros campeonatos nacionais. Em média, são 1.109 por partida em 2011, contra 444 do Italiano, 252 do Alemão e 251 do Espanhol, que normalmente ultrapassa mil comentários só em jogos de Barcelona e Real Madrid.
A Nike diz, por meio de sua assessoria, que “houve crescimento na venda de camisas dos times ingleses em 2010/ 11 e que a projeção é de um aumento de 8% para 2011/ 12”. As camisas de Barcelona e Manchester United são as de futebol internacional mais vendidas pela marca.
Paulo Ziliotto, gerente de comunicação da Adidas, festeja a ampliação de produtos.
“Nossos cinco top no mundo são Chelsea, Liverpool, Bayern, Real e Milan. O Chelsea não é tão tradicional como o Real e é um fenômeno. Antes, a gente trazia a camisa 1, a principal. Agora vem a 2, a 3, o short, o meião, coisas para fora do campo de jogo. Toda a linha cresceu.”
O Chelsea tem inclusive uma ativa torcida feminina no Brasil (@TFCBrasil).
“O grupo foi criado em 8 de abril de 2007. Surgiu no Orkut e foi atraindo as garotas que torciam para os Blues. A ideia de criar a TFC foi da minha irmã, a Lara”, conta Maiara Dourado, 22, estudante em Salvador.

Por Cleber Aguiar – Técnico do Tottenham é assaltado !

Fonte: O Estado de São Paulo

Técnico inglês é assaltado em viagem para ver Forlán

 

O técnico do Tottenham, Harry Redknapp, foi assaltado na última quinta-feira em Madri, onde esteve para assistir ao clássico entre Atlético de Madrid e Real Madrid pela Copa do Rei e, segundo a rede de televisão BBC, observar de perto o atacante uruguaio Diego Forlán. O jogo terminou com vitória por 1 a 0 do Real, que garantiu vaga nas semifinais do torneio.

O inglês foi surpreendido por um grupo de seis assaltantes na entrada do estádio Vicente Calderón enquanto comprava doces. Ele teve a carteira e objetos pessoais levados. “Foi inacreditável. Acho que eles não sabiam quem eu era, mas tiveram resultado”, disse Redknapp.

O técnico, que não prestou queixa à polícia, ainda passou por apuros para voltar a seu hotel. “Eles foram para o melhor restaurante, enquanto eu e me assistente (Kevin Bond) não tínhamos dinheiro nem sequer para uma taça de vinho.”

Redknapp disse ainda que ficou tão atônito com o incidente que mal conseguiu prestar atenção no jogo, do qual saiu 15 minutos antes do fim.

Segundo a BBC, o objetivo da viagem foi acompanhar a atuação de Forlán, eleito o melhor jogador da última Copa do Mundo e que seria o principal alvo do Tottenham para a próxima temporada. O técnico admitiu interesse no jogador do Atlético de Madrid, mas alegou que seu clube não tem dinheiro para contratá-lo.

Forlán tem contrato com o clube espanhol até 2013 e uma multa rescisória de cerca de 36 milhões de euros (aproximadamente R$ 82 milhões). No fim do ano passado, o uruguaio teve sua contratação supostamente oferecida a Corinthians e Flamengo.