ICFUT DAS ANTIGAS – A 1º TORCIDA ORGANIZADA DO BRASIL – CHARANGA RUBRO-NEGRA

A PIONEIRA CHARANGA RUBRO-NEGRA

A Charanga que animou a torcida do Flamengo

Cumprindo promessa que fez a um amigo, Jaime de Carvalho criou a primeira torcida musical do futebol brasileiro no início dos anos 194

Rexona (Foto: Divulgação)
Remanescentes da Charanga do Flamengo: apoio musical ao Rubro Negro (Foto:Fernando Maia/Ag. O Globo)

Jaime Rodrigues de Carvalho foi um dos flamenguistas mais fanáticos da história do Rubro-Negro e pioneiro na criação de uma torcida musical.
Em 1942, esse baiano nascido em Salvador teve a ideia de levar um grupo musical para dentro de um estádio de futebol. Ele juntava assim duas de suas paixões. A maior delas, o Flamengo, e também a música. A iniciativa aconteceu na véspera da decisão do Campeonato Carioca de 1942, entre Flamengo e Fluminense. Naquele sábado, Jaime prometeu a um amigo que iria criar tal tipo de torcida. Eles ficaram até de madrugada tingindo um tecido com a inscrição “Avante, Flamengo” em vermelho e preto.
No dia seguinte, 11/10, para surpresa dos presentes nas Laranjeiras, um grupo de cerca de 15 músicos liderados por Jaime chegou ao estádio. Os músicos carregavam um trombone, duas clarinetas e mais de dez instrumentos rítmicos. Aquela turma animada e ruidosa se destacou, tocando durante toda a partida em sinal de apoio ao Fla. Afinal, naquele tempo, as torcidas somente se manifestavam de forma contida. Até aquele dia, a música como forma de torcida nunca havia entrado em um estádio, fazendo parte somente das comemorações e festividades fora do campo de jogo.
O jogo terminou empatado em 1 a 1, mas ficou marcado pela torcida musical que mudou para sempre o ambiente dos jogos de futebol no país.
Nos dias seguintes àquela final, o conhecido músico Ary Barroso, torcedor rubro-negro e então locutor de um programa na Rádio Tupi, cravou: “Me desculpem, mas isso não é banda nem aqui nem no caixa-prego. Isso é uma verdadeira charanga”, disse ele em relação à qualidade musical do grupo. Afinal, segundo o dicionário, charanga significa conjunto musical desafinado e barulhento.
Jaime de Carvalho não se incomodou e decidiu adotar o apelido. Nascia assim a Charanga do Mengão. Além da alegria, da festa e da sonoridade, a Charanga também trouxe sorte ao Mengão, já que o clube conquistou o tricampeonato carioca de 1942 a 1944.
Criado com cerca de 20 integrantes, o grupo logo cresceu e fez história. Laura, mulher de Jaime, era quem costurava as faixas e bandeiras da turma. A Charanga ficou célebre e se transformou em um símbolo do Flamengo. A ordem na Charanga era torcer sempre a favor do Fla, sendo proibido xingar e criticar os jogadores. O sucesso da Charanga foi tanto que ela acabou inspirando novas charangas de futebol pelo Brasil nas décadas de 1940 e 1950.
Curiosamente, no início a Charanga sofreu uma forte resistência no meio esportivo, justamente pelo fato de incomodar os adversários do Flamengo por conta de seu barulho e de sua tradicional desafinação. Os rivais do Mengão alegavam que a Charanga atrapalhava a concentração, já que se posicionava estrategicamente atrás do gol adversário.
Outro fato é que a Charanga do Mengão também é considerada a primeira torcida organizada do Brasil.
Por conta de todo o seu trabalho à frente da Charanga do Mengão, Jaime foi o chefe oficial da torcida brasileira nas Copas do Mundo de 1950, no Brasil; 1954 na Suíça; e 1966 na Inglaterra.
Funcionário público aposentado, ele permaneceu no comando da Charanga até o seu falecimento, em 4/5/1976, devido a um câncer. Antes disso, passou o comando para a esposa Laura, que manteria o grupo na ativa durante a década de 1980. Nessa época começaram a pipocar outros tipos de torcidas organizadas, mais numerosas e que adotaram rivalidade violenta e ligação política com as diretorias dos clubes. Isso descaracterizou o papel de torcida organizada e a Charanga do Mengão foi perdendo espaço. Como reflexo dos novos tempos o grupo acabou desalojado da arquibancada do Maracanã, indo fazer a sua festa nas cadeiras do anel inferior. Atualmente, a Charanga sobrevive graças à dedicação de integrantes para manter viva a tradição de apoio ao time.
 
Fonte:Blog Mengo 1895
Charanga-Rubro-Negra
180px-Charanga1
header_charanga2