ICFUT – Cruzeiro registra vínculo não profissional com jovem Pablo, filho do goleiro Fábio

Fonte: Superesportes.com.br

Nome do adolescente de 14 anos foi publicado no BID da CBF na última sexta

Pablo Nicolas Maciel, filho do goleiro Fábio, está oficialmente ligado ao Cruzeiro. Na última sexta-feira, dia 12 de julho, a diretoria celeste registrou no Boletim Informativo Diário da CBF o primeiro vínculo não profissional com o jovem de 14 anos, válido de 1º de julho de 2019 a 28 de junho de 2022

De acordo com o clube, ainda não se trata de contrato de formação, mas sim de regularização na Confederação Brasileira de Futebol. Dessa forma, o adolescente estará apto a participar de competições oficiais, como o Campeonato Mineiro Sub-14.

Pablo já treina com o grupo sub-14 há mais de quatro meses. À época, o próprio Cruzeiro, por meio de suas redes sociais, comunicou que o adolescente teria a “missão de defender a meta celeste”.

“Filho do nosso ídolo eterno Fábio, o jovem Pablo começou a treinar na categoria Sub-14 do Cruzeiro nesta semana. Boa sorte ao garoto que, agora, também tem a missão de defender a meta celeste!”, escreveu o clube, via Twitter, em 12 de março.

Antes de ser incorporado ao time pré-infantil, Pablo realizava atividades em sua casa sob supervisão de Leandro Franco, um dos preparadores de goleiros do Cruzeiro. Fábio divulgava no Instagram vídeos dos exercícios de fundamento do herdeiro.

Na relação de goleiros do sub-14 ainda há Thiago Brazão, primo de Gabriel Brazão, vendido pelo Cruzeiro ao Parma-ITA, por R$ 11 milhões, e posteriormente contratado pela Inter de Milão em troca envolvendo o atacante Andrea Adorante.

O elenco tem outro garoto com DNA de campeão. Trata-se do atacante João Mendes, filho de Ronaldinho Gaúcho, ídolo do arquirrival Atlético e melhor jogador do mundo em 2004 e 2005. Ele chegou à Toca I em agosto de 2018 e assinou vínculo de formação em abril de 2019.

ICFUT – Filho de Pelé, ex-goleiro Edinho é condenado a 33 anos de prisão

Fonte: lancenet

Auxiliar do Santos é acusado do crime de lavagem de dinheiro, proveniente do tráfico de drogas. Funcionário do Peixe e outros réus ainda podem recorrer da decisão

Edinho, Pelé e Muricy Ramalho (Foto: Divulgação)Edinho ao lado de seu pai, Pelé, no CT do Santos (Foto: Divulgação)

Filho de Pelé e auxiliar da comissão técnica do Santos, Edinho foi condenado na última sexta-feira a 33 anos de prisão por crime de lavagem de dinheiro, proveniente do tráfico de drogas. A decisão foi tomada pela juíza Suzana Pereira da Silva, auxiliar da 1ª Vara Criminal de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo.

A sentença, porém, ainda é passível de recurso. Além do ex-goleiro do Peixe, foram condenados pela mesma prática Clóvis Ribeiro, o Nai; Maurício Louzada Ghelardi, o Soldado; Nicolau Aun Júnior, o Véio; e Ronaldo Duarte Barsotti, o Naldinho.

Segundo a acusação, Naldinho era o líder da organização criminosa, baseada em Santos ecom ligação com o Comando Vermelho, facção do Rio de Janeiro. O grupo foi descoberto pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) em operação realizada em 2005.

Quando o esquema foi desvendado, Edinho negou as acusações e declarou ser dependente de drogas. O atual membro da comissão do Peixe foi preso duas vezes, mas conseguiu habeas corpus em 2006 e nunca mais foi detido.

Segundo o jornal "A Tribuna", de Santos, o Denarc (Departamento de Narcóticos), com uma autorização judicial, monitorava mais de cem aperelhos de telefone durante um período de oito meses. A princípio, Naldinho era o principal alvo, mas com o decorrer das investigações, os outros acusados apareceram, entre eles, Edinho. O filho de Pelé, em uma das ligaçõe interceptadas, comentava com o chefe da quadrilha para entrar com o dinheiro, que ele entrava com o nome (provavelmente fazendo alusão ao seu pai). Este diálogo fazia menção à abertura de uma empresa.

Este não foi o primeiro episódio entre Edinho e a Justiça. O ex-goleiro já havia sido condenado a seis anos de prisão por participação em um acidente de carro, que acabou com uma vítima fatal. A sentença, porém, acabou sendo anulada. Neste ano, foi condenado a pagar uma pensão vitalícia de seis mil reais para a mulher da vítima, além de uma uma quantia de 200 salários mínimos por danos morais.

Por Cleber Aguiar – Ceni confirma aposentadoria em dezembro: ‘No fim do ano vou parar’

Fonte: Globo.com

Campeonato Brasileiro será a última competição do ídolo são-paulino

Por Carlos Augusto Ferrari

A partida contra o Sport, dia 7 de dezembro, na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Brasileiro, deve ser a última deRogério Ceni como jogador profissional. O goleiro confirmou nesta quinta-feira à tarde, em entrevista no CT da Barra Funda, que vai pendurar as luvas ao final da temporada 2014.

– No fim do ano vou parar mesmo. Não vou postergar. É meu último ano como atleta de futebol – afirmou Ceni, que completou 41 anos em 22 de janeiro e tem contrato até dezembro.

Ceni passou todo o ano de 2013 indeciso sobre o que fazer. Em algumas entrevistas, dava a entender que encerraria a carreira após o Brasileirão. Já em outras, mostrava-se empolgado em continuar atuando, principalmente após a grande exibição que teve na vitória por 4 a 3 sobre o Universidad Católica, em Santiago, pela Copa Sul-Americana.

Honestamente, estou me sentindo melhor do que no primeiro semestre de 2014 do que no de 2013, se você olhar em gols sofridos. Em resultado, como equipe, não saí da mesmice do ano passado.
Rogério Ceni

A chegada do técnico Muricy Ramalho, aliás, foi determinante para Rogério Ceni renovar por mais um ano, até o fim de 2014. Desde que foi contratado, o treinador dizia ser favorável à permanência do ídolo são-paulino por considerar que o clube não conseguiria encontrar um outro goleiro de nível tão elevado. Além disso, o Tricolor se recuperou e se salvou do rebaixamento no Brasileiro.

Desta vez, Ceni garante que não há chances de mudar de ideia com o decorrer da temporada. Apesar de estar perto do adeus e já com 41 anos, o ídolo tricolor diz se sentir muito bem técnica e fisicamente.

– Honestamente, estou me sentindo melhor do que no primeiro semestre de 2014 do que no de 2013, se você olhar em gols sofridos. Em resultado, como equipe, não saí da mesmice do ano passado. Foi meu ano mais difícil, mesmo de quando era garoto, que não tinha dinheiro para comer algo. O lado emocional foi muito pesado. Espero que tenhamos um caminho diferente em 2014. Eu me sinto bem, com algumas dores que fazem parte do dia a dia.

Rogerio Ceni São Paulo (Foto: Site oficial/saopaulofc.net)
Rogério Ceni, em treino no CT do São Paulo (Foto: Site oficial/saopaulofc.net)

ICFUT – O gol de goleiro mais bonito de todos os tempos vem da Suíça

Fonte: globo

O goleirão suíço Dominique Niederhauser, do Dardania Lausanne, fez um gol de fazer inveja a Rogério Ceni, Chilavert e outros “arqueiros-artilheiros”. Após dar uma de líbero, fazer o corte – com o peito – e sair jogando, Niederhauser acertou uma senhora pancada do seu campo de defesa e encobriu o goleiro do Genolier-Begnins em jogo válido por uma liga amadora da Suíça.