ICFUT – CARNAVAL 2014 – G.R.C.Escola de Samba Gaviões da Fiel Torcida – CORINTHIANS – GRUPO ESPECIAL

Grêmio Recreativo Cultural e Escola de Samba Gaviões da Fiel Torcida

gavioes da fiel

gavioes da fiel desfile 2014 grupo especial,

TITULOS:

1976     Campeã     Bloco especial     Vai Corinthians            
1977     Campeã     Bloco especial     Gaviões no Reino da Assombração            
1978     Campeã     Bloco especial     Campeão dos Campeões            
1979     Campeã     Bloco especial     Folias da Vovó        
1981     Campeã     Bloco especial     Folias de Momo        
1982     Campeã     Bloco especial     Folias de Zé Pereira            
1983     Campeã     Bloco especial     Fique Bem Comportado e Será Lembrado            
1984     Campeã     Bloco especial     Não Temos Tema Para Não Criar Problemas            
1985     Campeã     Bloco especial     Jubileu de Diamantes            
1986     Campeã     Bloco especial     Será Que Vem?        
1987     Campeã     Bloco especial     Do Jeito Que Vier eu Traço            
1988     Campeã     Bloco especial     Palhaços e Palhaçadas div1988
1991     Campeã     Acesso     A Dança das Horas
1995     Campeã     Especial     Coisa Boa é Pra Sempre
1999     Campeã div1999 1     Especial     O Príncipe Encoberto ou a Busca de Dom Sebastião na Ilha de São Luís do Maranhão
2002     Campeã     Especial     Xeque-Mate        
2003     Campeã     Especial     As Cinco Deusas Encantadas na Corte do Rei Gavião
2005     Campeã     Acesso     Renasce, sacode a poeira e dá a volta por cima
2007     Campeã     Acesso     Anchieta, José do Brasil

R9 – O voo real do Fenômeno

Compositores: José Rifai, Ernesto Teixeira, André União, Fadico, Murillo, Alex, Bruno Muleki

Intérprete: Ernesto Teixeira

Sonhar é fantástico!
O menino então sonhou
Um ser alado, iluminado
Abençoado de amor

Fascinado pela bola
Também quis brincar o carnaval
Foi crescendo… E com talento genial
Viu do rio de janeiro
O “belo horizonte” aproximar
Um orgulho brasileiro
Pro velho mundo admirar

Bateu asas e voou (voou, voou)
O “menino passarinho” se transformou
Consagrado no cenário mundial
Ronaldo, fenomenal!

Mas, nos campos nem tudo são flores
Ferido, supera a dor
Levanta e vence a batalha
Com fé e esperança voltou
E assim abraçado à vitória
Com um “bando de loucos”
ConstróI “uma história”

Hoje vale ouro a sua imagem
Reluz em tudo que conduz
Meu samba! Uma singela homenagem
Exprime a paixão de uma “nação”
Ao som da bateria ritimão
Vem cantar comigo este refrão

Quando a galera gritar: É gol!
A rede balança… É show!
Um voo real, da terra ao céu
“Mais um gavião pra fiel”

GRUPO ESPECIAL

Sexta-feira 28/02/2014
Leandro de Itaquera
Rosas de Ouro
X-9 Paulistana
Dragões da Real
Acadêmicos do Tucuruvi
Vai -Vai
Tom Maior

Sábado – 01/02/2014
Pérola Negra
Gaviões da Fiel
Mocidade Alegre
Nenê de Vila Matilde
Águia de Ouro
Império de Casa Verde
Acadêmicos do Tatuapé

Por Eder – Nota Gaviões da Fiel

NOTA OFICIAL ACONTECIMENTOS DOMINGO

A Diretoria dos Gaviões da Fiel vem a público manifestar-se sobre os acontecimentos de domingo.

Indiscutivelmente, lamentáveis os fatos ocorridos. As diversas imagens veiculadas – Briga na Avenida Inajar de Souza; Polícia reprimindo torcedores do lado externo do Pacaembu; e briga entre torcedores na arquibancada verde – foram fatos distintos, mas que a intolerância imperou em todos eles.

O rico histórico da entidade dos Gaviões da Fiel na sociedade paulistana e brasileira, desde nossa fundação, de nossas contribuições na luta contra a ditadura, a favor das Diretas Já ou até nos trabalhos sociais e culturais, em que mostramos os bons valores dos Gaviões. Porém, é importante ressaltar que nenhuma benfeitoria justificará tais atos de violência.

Neste domingo, a diretoria dos Gaviões, como sempre, organizou seus mais de quarenta coletivos, tanto da capital como do interior com uma única orientação: ir para a sede da torcida, concentrar-se, participando das festividades e seguir para o jogo com a escolta da Polícia Militar, assim como o combinado no Plano de Ação Preventivo.

Nós, não somos responsáveis pelos atos de domingo. Se corinthianos acreditam que a forma de viver a vida e o futebol são aquelas, nós ressaltamos que estes, estão fazendo um mau uso do livre arbítrio e prejudicando a entidade. A maneira de viver e de ser Gaviões é outra. O verdadeiro Gavião vai ao estádio para torcer e jogar com o Corinthians nas arquibancadas. Essa é nossa essência e o nosso objetivo, ir aos estádios. Temos muitos sócios, a torcida corinthiana é grande e, infelizmente, uma minoria realiza este tipo de ação. Abriu-se inquérito policial sobre o ocorrido e, caso seja comprovado à participação de algum membro dos Gaviões, será imediatamente expulso de nosso quadro associativo.

Além de expulsarmos, continuaremos contribuindo com o Plano de Ação em vigência, temos propostas para contribuir nas melhorias, mas infelizmente, o direito de nossa participação, como garantido no Estatuto do Torcedor, é limitado. Acontecem fatos lamentáveis entre torcedores e caímos na discriminação novamente, regredindo em todos os trabalhos.

Muito é dito sobre a melhoria quanto à redução de atos violentos nas imediações dos estádios. Fruto de um conjunto de ações que também contribuímos. Muito é dito também que os problemas são os trajetos, nos meios de transportes, distante do estádio e afirmamos que a deficiência é neste ponto. Eis a parte do Plano de Ação que deve ser aperfeiçoado e com muita participação e comprometimento das torcidas organizadas.

O conhecimento da organização de cada torcida é fundamental para a prevenção dar certo. Nós, dos Gaviões, atuamos em cada coletivo com muitas orientações, buscando o bem estar, mas, nem todos optam ir ao estádio de forma organizada e não podemos nos responsabilizar por eles.

Enxergamos que a violência na sociedade, no Brasil e no mundo está extrapolada. A formação de nossa sociedade brasileira é deformada. Nosso ensino público deficiente, saúde precária, falta de emprego, falta de oportunidade para a maioria, o individualismo, dentre muitas questões que analisamos. Como podem cobrar uma postura perfeita de torcedores e nos responsabilizar por todos?

Temos propostas para melhorias também, mas não somos ouvidos. Nossa entidade sempre foi contra impunidade e a favor das melhorias para o torcedor. Prova disto é que fomos a primeira e única Torcida Organizada a apoiar a formulação e aprovação do Estatuto do Torcedor. Faltava à legislação para acabar com a impunidade que imperava, hoje desejamos que seja aplicada corretamente. As Torcidas Organizadas estão sendo suspensas sem que os casos referidos sejam totalmente apurados, comprovando a culpa da direção das entidades.

Nestes casos lastimáveis, enxergamos certo oportunismo e afirmações caluniosas de quem “apura”. Já denunciamos a Avenida Inajar de Souza como ponto de risco às autoridades. A avenida, usada como acesso de todos os torcedores como caminho único, torna-se um local com alto potencial de risco. Ressaltamos isso muitas vezes. Quando joga dois times grandes da capital, o local torna-se ponto de risco.

Alguns locais de acesso dos torcedores recebem contingentes relevantes, circulam cerca de 200, até 500 torcedores, e poucas viaturas atuam nestes locais em caso de encontro de torcedores, nem sempre conseguem conter o possível conflito. É necessário aperfeiçoar esse plano de organização e estamos dispostos a ajudar.

Em consequência deste fato lamentável, a direção dos Gaviões responderá o inquérito policial aberto. Nesta terça-feira, a Polícia Civil, o DHPP, através do Decradi, cumpriu mandato de busca em nossa sede. Levaram nosso movimento administrativo e nossos computadores para avaliações, pois acreditam que essas brigas são agendadas por internet.

Nos veículos de comunicação, tendenciosamente ou não, informaram que o dinheiro recolhido na busca é de atividade não confirmada. Esclarecemos às autoridades, logo na apreensão, que esta referida quantia trata-se de pagamento que devemos fazer ao Corinthians Paulista dos ingressos do jogo do último domingo. Prática de cada jogo, no qual o Corinthians já comprovou às autoridades, inclusive com documentos.

Nossa direção é comprometida com os bons valores dos Gaviões e do ser humano e, infelizmente, uma minoria nos prejudica. Com torcida ou não, maus torcedores existirão. Os mecanismos existentes precisam funcionar de forma ordenada e não ferir a maioria dos associados das Torcidas que vão aos estádios torcer pelo seu time.

Diretoria Gaviões da Fiel