ICFUT – Pressionado, Paulista corre risco de queda já na próxima sexta (25)

Fonte: Jornal da Cidade – Jundiaí

Com apenas 7 pontos, a derrota para o Olímpia na retomada da A-3 complicou ainda mais a situação

A derrota por 3 a 2 para o Olímpia no último sábado (19), em Jayme Cintra foi uma ducha de água gelada no coração da torcida tricolor. Lanterna disparado da competição, o Paulista corre realmente o risco de ter novo descenso já a partir da próxima sexta-feira (25), diante do Desportivo Brasil, em Porto Feliz.

Após uma imensa paralisação por conta do novo coronavírus, a Série A-3 do Estadual voltou e o Galo, que praticamente trocou todo o elenco, deixando cinco apenas, estacionou nos 7 pontos ganhos e precisa de quase um milagre em mais três rodadas para não cair novamente. O anúncio do trágico rebaixamento poderá vir no sábado (26) caso o Galo empate em Porto Feliz. Basta para isso que quatro dos cinco times: Rio Preto (14 pts), Marília (14 pts), Nacional (14 pts), Barretos (13 pts) e Grêmio Osasco (12 pts), terminem a rodada com 15 pontos ou mais. Nenhum se enfrenta diretamente na rodada.

Jogo

O Galo voltou a cometer os mesmos erros, especialmente defensivos, do elenco anterior. O Paulista começou o jogo sofrendo o gol, logo aos 7 minutos. Em lançamento do zagueiro Fernando Andrade, o atacante Nonato deu uma casquinha, e a bola ficou com Doriva, que levou a melhor sobre três marcadores e na saída de Agenor fez 1 a 0 para os visitantes. Só que Fernando Andrade apareceu aos 17 minutos de forma positiva para o Paulista – e negativa para o Olímpia. Em jogada de Leandro Lima, ele dentro da área desviou a bola com o braço e o árbitro marcou pênalti. O próprio Leandro Lima cobrou a penalidade no canto direito, e estufou as redes: 1 a 1. O Paulista virou nos acréscimos do primeiro tempo. Em erro do zagueiro Guilherme, a bola sobrou para Jean Richard, que com categoria, mandou no ângulo e virou o placar a favor do Tricolor – 2 a 1. Só que aos oito minutos, apareceu novamente o árbitro Alysson Fernandes Matias. Ele marcou pênalti, ao alegar que a bola bateu no braço de Samuel de forma intencional. Doriva cobrou a penalidade e empatou o jogo. E nos acréscimos, em um erro de defesa, Liquinha, que entrou no intervalo, chutou duas vezes, para marcar o gol da vitória da equipe visitante.

ICFUT – Atlético-MG iniciará processo de terraplanagem do novo estádio

Fonte: Gazetaesportiva.net

Sempre jogando no Mineirão ou no Independência, o Atlético-MG e seus torcedores sempre viveram o sonho de ter a própria casa. E este desejo se tornará realidade em breve. A Arena MRV, novo estádio do Galo, já foi aprovado pela prefeitura de Belo Horizonte, e o projeto prevê entrega até 2022. Na próxima semana, segundo a ‘Rádio da Massa’, começa a ser feita a terraplanagem do terreno, passo importante do processo de construção.

Aprovada há um mês, a nova Arena teve suas obras interrompidas pela pandemia do coronavírus. Mesmo assim, o atraso não foi tão grande quanto era esperado, e as atividades já podem ser retomadas. A terraplanagem é uma etapa importante da construção, pois irá limpar o terreno e deixá-lo pronto para receber a nova casa do Galo.
Assunto recorrente desde a gestão de Alexandre Kalil, a construção do estádio vai aos poucos tomando forma. O Atlético divulgou imagens da obra em suas redes sociais, segundo o clube, após muitos pedidos da torcida. O estádio promete ter capacidade para 46 mil pessoas, e o preço a ser pago, inicialmente, é de R$ 410 milhões.

ICFUT – Lembra dele? Richarlyson retorna ao vôlei e vira líbero no interior de SP

Fonte: Terra.com.br – Foto: Lance

 

Aos 36 anos, Richarlyson está sem clube após atuar pelo Noroeste na Série A3 do Campeonato Paulista e pelo Campinense. Mas enquanto ele não encontra seu novo clube, ele resolveu mudar suas atenções para o vôlei. Em seu retorno as quadras, ele assinou com o Bauru Vôlei, clube de sua cidade, para atuar novamente como líbero pela equipe.
Destaque na vitória sobre o Marília, Richarlyson voltou ao vôlei após quatro anos afastado das quadras. Em 2015, quando anunciou sua aposentadoria (que durou menos de um mês), o jogador assinou com o Taquarituba para jogar como líbero em uma competição regional.Mas enquanto não retorna aos campos, Richarlyson também divide suas atenções com o crossfit, modalidade que, segundo ele, ajudou na continuação de sua carreira no futebol. Ele exibe vídeos e fotos praticando a modalidade em suas redes sociais com bastante frequência.

Com títulos na Libertadores por São Paulo e Atlético-MG, Richarlyson, também conhecido por ser irmão do atacante Alecsandro, rodou por inúmeros clubes no Brasil, como Fortaleza, Vitória, Chapecoense e outros. O jogador ficou conhecido por sua capacidade de atuar em diversas posições, como zagueiro, lateral e volante.

HUMOR ICFUT – TOP 12 ● Torcedores revoltados com o time!

Canal – Tavares Videos

As 12 melhores reações de torcedores em fúria com o time! O emblemático João do América, o “Fora Waldemar”, o flamenguista pistola por áudio do WhatsApp e muito mais!

INSCREVA-SE NO CANAL! Deixe seu like, compartilhe com os amigos e ative o sininho para ser avisado imediatamente quando sair vídeo novo aqui no canal! SIGA-ME NAS REDES SOCIAIS

Instagram: http://instagram.com/tavarescr

Twitter: http://twitter.com/Tavares_Cr

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – Atlético (MG) 5×2 Fluminense (RJ)

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X FLUMINENSE

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de junho de 2018 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

GOLS:
Atlético Mineiro: Leonardo Silva (34 minutos 1T), Roger Guedes (45 minutos 1T e 49 minutos 2T), Tomás Andrade (18 minutos 2T), Ricardo Oliveira (41 minutos 2T)
Fluminense: Gilberto (28 minutos 1T), Pedro (46 minutos 1T)

CARTÕES AMARELOS:
Atlético Mineiro: Gustavo Blanco, Roger Guedes
Fluminense: Matheus Alessandro, Ibañez

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva (Bremer), Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco (Elias), Tomás Andrade, Cazares (Luan), Roger Guedes e Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.

FLUMINENSE: Julio Cesar, Nathan, Ibañes e Luan Peres; Gilberto (Sornoza), Richard, Jadson, Douglas, Ayrton Lucas (João Carlos); Matheus Alessandro (Pablo Dyego) e Pedro.
Técnico: Abel Braga

VIDEOTECA ICFUT – CANAL AMIGO GRINGO : GRINGOS ESCOLHEM O MELHOR TIME DE FUTEBOL BRASILEIRO

FINAL 

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – Atlético (MG) 3×3 Chapecoense (SC)

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 3 CHAPECOENSE

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 02 de junho de 2018 (sábado)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Gols:

Chapecoense:
Leandro Pereira, aos 19 minutos do primeiro tempo;
Arthur, aos 50 minutos do primeiro tempo;
Wellington Paulita, aos 18 minutos do segundo tempo

Atlético:
Ricardo Oliveira, aos 20 minutos do primeiro tempo;
Fábio Santos, aos 35 minutos do primeiro tempo;
Roger Guedes, aos 13 minutos do segundo tempo

Cartões: Leandro Pereira (2), Wellington Paulista (Chapecoense); Luan (Atlético)
Cartão Vermelho: Leandro Pereira (Chapecoense)

ATLÉTICO: Victor, Emerson, Bremer, Gabriel (Erik) e Fábio Santos; Elias, Gustavo Blanco e Juan Cazares; Luan (Thomas Andrade), Roger Guedes e Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco (Barreto); Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros (Vinícius Freitas); Wellington Paulista, Arthur Caike (Bruno Silva) e Leandro Pereira
Técnico: Gilson Kleina

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – Atlético (PR) 1×2 Atlético (MG)

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 x 2 ATLÉTICO-MG

ATLÉTICO-PR – Santos; José Ivaldo, Pavez (Raphael Veiga) e Thiago Carleto; Jonathan, Camacho, Bruno Guimarães e Renan Lodi (Wanderson); Nikão, Pablo e Guilherme (Éderson). Técnico: Fernando Diniz.

ATLÉTICO-MG – Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adílson e Gustavo Blanco (Matheus Galdezani); Róger Guedes, Luan (Elias) e Otero (Cazáres); Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

CARTÕES AMARELOS – Thiago Carleto e Bruno Guimarães (Atlético-PR); Bremer e Gustavo Blanco (Atlético-MG).

GOLS – Pavez, aos 30 minutos do primeiro tempo; Bremer, aos 8, e Róger Guedes, aos 19 do segundo.

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (SP).

RENDA – R$ 115.695,00.

PÚBLICO – 7.505 pagantes (8.400 total).

LOCAL – Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – São Paulo (SP) 2×2 Atlético (MG)

SÃO PAULO 2 x 2 ATLÉTICO-MG
Campeonato Brasileiro
Data:
 05/05/2018 (sábado)
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo-SP

SPFC: Sidão; Anderson Martins, Arboleda, Bruno Alves (Marcos Guilherme, intervalo), Régis, Reinaldo, Hudson (Cueva, 31min/2ºT), Jucilei, Diego Souza, Everton e Nene (Liziero, 10min/2ºT). Técnico: Diego Aguirre

Gols: Everton (25min/1ºT), Diego Souza (36min/2ºT)

CAM: Victor; Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Ricardo Oliveira, Otero (Cazares, no intervalo), Adilson, Roger Guedes, Luan (Elias, 10min/2ºT), Patric e Gustavo Blanco (Erik, 47min/2ºT). Técnico: Thiago Larghi

Gols: Roger Guedes (25min/2ºT), Ricardo Oliveira (33min/2ºT)

Árbitro: Rafael Traci – PR (CBF)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn – PR (CBF) e Bruno Boschilia – PR (FIFA)
Cartões amarelos: SPFC: Bruno Alves (38min/1ºT), Hudson, (31min/2ºT); Arboleda (39min/2ºT), Sidão (48min/2ºT); CAM: Fábio Santos (38min/1ºT), Gustavo Blanco (18min/2ºT), Elias (44min/2ºT)
Público total: 31.976
Renda Bruta: R$ 788.822,00

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 – Vasco (RJ) 2×1 Atlético (MG)

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de abril de 2018 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Renda: R$ 176.600,00
Público: 7.197 (6.349 pagantes)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões Amarelos: Henrique, Evander, Ríos, Rildo (Vasco); Bremer, Yago, Fábio Santos (Galo)
Gols:
VASCO: Wagner, aos 41, Pikachu, aos 53 min do 2º tempo
ATLÉTICO-MG: Otero, aos 12 min do 1º tempo

VASCO: Martín Silva, Rafael Galhardo (Rildo), Paulão, Werley e Henrique; Leandro Desábato, Wellington (Thiago Galhardo), Evander, Yago Pikachu e Wágner; Duvier Riascos (Andrés Ríos)
Técnico: Zé Ricardo

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Elias, Luan, Gustavo Blanco (Yago), Juan Cazares (Roger Guedes) e Rómulo Otero (Erik); Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi