Por Cleber Aguiar – Com passagens pela base da dupla Fla-Flu, brasileiro do Shakhtar morre

Fonte: Globo.com

Maicon Shakhtar (Foto: Reprodução / Site Oficial)

Maicon Oliveira, de 25 anos, sofreu acidente de carro em Donetsk neste sábado. Ele estava emprestado ao Illichivets Mariupol: ‘Que seja sempre lembrado com carinho’
O futebol está de luto. Morreu neste sábado o brasileiro Maicon Oliveira, do Shakhtar Donetsk, vítima de um acidente de carro na cidade ucraniana. O atacante tinha 25 anos e atuava no país desde 2009 – atualmente estava emprestado ao Illichivets Mariupol. No Brasil, ele passou pela base de Fluminense (2005-2006) e Flamengo (2007-2008) até se profissionalizar pelo Atlético Mogi.
Maicon viveu sua melhor fase na temporada 2011/2012, quando marcou 16 gols pelo Volyn no Campeonato Ucraniano e mais dez na Copa da Ucrânia. Ele se sagrou campeão do principal torneio do país no ano seguinte, em 2012/2013, quando já vestia a camisa do Shakhtar.

Alguns torcedores confundiram a vítima com outro jogador do mesmo nome: Maicon Marques Bittencourt, apelidado de Maicon Bolt após suas atuações pelo Fluminense, em 2009, quando fez dupla de ataque com Fred. Atualmente ele defende o Lokomotiv Moscou, da Rússia.
O site oficial do Shakhtar se manifestou em um comunicado. Confira abaixo, na íntegra:

“O FC Shakhtar Donetsk informa com pesar que a vida do futebolista Maicon Pereira de Oliveira foi tragicamente ceifada no dia 8 de fevereiro de 2014. Ele morreu em um acidente de carro em Donetsk.

Maicon era um jogador talentoso, uma pessoa aberta e amigável que amava a vida e sabia como trazer para ela positivismo e alegria. Esta morte trágica, prematura e sem sentido arrancou de nosso convívio uma pessoa maravilhosa. Maicon tinha apenas 25 anos.

Esta é uma perda terrível e pesada para cada um de nós. O FC Shakhtar Donetsk manifesta as suas mais sinceras e sentidas condolências à família e amigos de Maicon. Que seja para sempre lembrado com carinho…”

Por Cleber Aguiar – Museu de Los Angeles inaugura exposição que une futebol e arte

Fonte: Folha de São Paulo

A exposição “Fútbol: The Beautiful Game”, realizada pelo Museu de Arte do Condado de Los Angeles (Lacma, na sigla em inglês) dá um novo conceito à expressão “futebol-arte”. A mostra, que começa neste domingo no próprio museu, reúne trabalhos de 30 artistas de diversos países representando o futebol.

São pinturas, esculturas, fotografias e vídeos que tocam temas como a construção de heróis, o nacionalismo e a globalização, mas passando pelo que acontece dentro das quatro linhas.

“Uma exposição sobre futebol é uma forma perfeita para introduzir ideias complexas por meio de um assunto que é acessível a todos”, afirma Franklin Sirmans, curador da exposição, em entrevista ao “New York Times”.

David McNew/Reuters
Franklin Sirmans, curador da exposição "Fútbol: The Beautiful Game", aponta tela de Pelé
Franklin Sirmans, curador da exposição “Fútbol: The Beautiful Game”, aponta tela de Pelé

O curador conta que desde pequeno tem um interesse especial pelo esporte bretão. “Como cresci em Nova York nos anos 70, eu era um grande torcedor do New York Cosmos”, diz Sirmans.

Entre as obras em exposição se destacam a tela de Pelé feita pelo artista americano Andy Warhol, uma instalação sobre Zidane realizada por Philippe Parreno e Douglas Gordon e um vídeo de 2004 do mexicano Miguel Calderón mostrando uma vitória por 17 a 0 do México sobre a seleção brasileira.

O Brasil está representado na exposição pelo artista paulista Nelson Leirner, com sua obra “Maracanã”. Na instalação, figuras de cerâmica de santos e orixás se misturam em volta de um campo de futebol, representando o estádio onde será realizada a final da Copa do Mundo.

Montada com o intuito de aproveitar o aumento do interesse pelo futebol nos Estados Unidos com a realização do Mundial, a exposição deverá ficar aberta até o dia 20 de julho –uma semana depois da fim da competição.

Durante o torneio, os visitantes poderão acompanhar os jogos da Copa tomando caipirinhas no bar do museu.

Por ICFUT – Em reta final, Diego e Hernanes aquecem janela morna na Europa

Apenas uma transação em todo o mês superou € 25 milhões: a ida de Juan Mata para o Manchester United. Brasileiros encontram novos clubes nas últimas horas

hernanes Inter de Milão (Foto: Reprodução / Twitter)Hernanes com o cachecol do Internazionale de Milão (Foto: Reprodução / Twitter)

Janelas de transferências na Europa em janeiro são naturalmente mais comedidas. Reforços, para muitos, apenas em caso de extrema necessidade – ou quando a oferta é muito boa para ser recusada. Foi o que aconteceu comJuan Mata, o jogador mais caro da história doManchester United e também de todo o mês. O espanhol deixou o Chelsea por 37 milhões de libras (R$ 142 milhões) e ajudou a movimentar um mercado de inverno morno, aquecido por dois brasileiros nos instantes finais: Diego e Hernanes.
Insatisfeito em seus últimos meses de contrato no Wolfsburg, Diego acertou o retorno ao Atlético de Madrid, onde brilhou na temporada 2011/2012 ao ser peça-chave na conquista da Liga Europa. Os espanhóis pagaram cerca de € 1,5 milhão (R$ 4,89 milhões) para os alemães o liberarem antes do término de seu vínculo. Ele poderá assinar um novo contrato a partir de junho, desta vez em definitivo.

Hernanes saiu em situação diferente. Ídolo do Lazio, o meio-campista da seleção brasileira protagonizou uma das despedidas mais emocionantes dos últimos tempos ao chorar na frente de torcedores do time da capital. Aos 28 anos, ele foi contratado pelo Internazionale de Milão por € 15 milhões (praticamente R$ 50 milhões) e assinou contrato até junho de 2018.

Montagem Diego site do Atlético de Madrid (Foto: Reprodução / Site Oficial)Diego defendeu o Atlético de Madrid na temporada 2011/2012 (Foto: Reprodução / Site Oficial)

A Itália foi responsável por outras importantes transferências em janeiro. No Milan, chegaram o japonês Honda, sem custos via CSKA, o marroquino Abel Taarabt, do QPR, e o volante Essien, do Chelsea. Sem contar, é claro, na contratação do agora técnico Clarence Seedorf, então jogador do Botafogo.

Anderson fiorentina e Genoa (Foto: Agência Getty Images)Anderson já estreou pela Fiorentina (Foto: Getty)

O líder Juventus se reforçou com o atacante Osvaldo, emprestado pelo Southampton com opção de compra em € 19 milhões (R$ 62 milhões). Também nesta sexta-feira, o Roma acertou o empréstimo do zagueiro Rafael Tolói ao São Paulo – e liberou o meia Marquinho, ex-Fluminense, para o Hellas Verona. Já a Fiorentina trouxe como maior destaque o meia Anderson, cedido pelo Manchester United, enquanto o Bologna resolveu apostar em Ibson, sem espaço no Corinthians.

Na Espanha, Real Madrid e Barcelona se mantiveram à espreita. Os catalães ainda tiveram de negar uma informação da imprensa espanhol sobre uma possível renovação de contrato do goleiro Victor Valdés, que sairá ao fim da temporada. O alemão Ter Stegen, do Borussia Mönchengladbach, é o candidato a assumir o posto.

O Valencia foi o clube responsável pelas principais transações, cedendo o colombiano Dorlán Pabón ao São Paulo, Sergio Canales ao Real Sociedad, Hélder Postiga ao Lazio, Adil Rami ao Milan, Andrés Guardado ao Bayer Leverkusen e Éver Banega ao Newell’s Old Boys. Chegaram o volante Seydou Keita, ex-Barça, o atacante Eduardo Vargas, ex-Grêmio. Além de Diego, o Atlético contratou o argentino José Sosa, emprestado pelo Metalist.

Osvaldo apresentado no Juventus (Foto: Divulgação / Site Oficial do Juventus)Osvaldo e o presidente do Juventus, Andrea Agnelli: negócio foi fechado nesta sexta (Foto: Divulgação / Site Oficial)

CHEL$EA MOVIMENTA JANELA

Se o Valencia mexeu em quantidade de atletas, o Chelsea usou bem os seus milhões. Além de Mata, negociou o belga Kevin de Bruyne com o Wolfsburg por € 17 milhões. Com o montante, trouxe o sérvio Matic, do Benfica (R$ 80 milhões), o egípcio Mohamed Salah, do Basel (R$ 42,5 milhões), e nesta sexta-feira trouxe o francês Kurt Zouma, que seguirá no Saint-Étienne até junho (R$ 48 milhões).

fábio apresentação cardiff city (Foto: Reprodução / Twitter)Fábio jogará no Cardiff (Foto: Reprodução / Twitter)

Ainda na Inglaterra, os clubes menores também realizaram transações importantes. O Cardiff – do País de Gales, mas que disputa a Premier League – contratou em definitivo o lateral-esquerdo Fábio, do Manchester United, e irmão gêmeo de Rafael. O Fulham trouxe o grego Konstantino Mitroglou ao Olympiacos, fato que rendeu uma declaração curiosa do zagueiro Rio Ferdinand em seu perfil no Twitter. O defensor comemorou quando soube da notícia, já que os gregos serão seus adversários nas oitavas de final da Liga dos Campeões a partir do dia 25 de fevereiro.

O West Ham, por sua vez, reforçou o seu elenco na luta contra o rebaixamento com o lateral-esquerdo Armero (Napoli), o meia Nocerino (Milan) e o atacante Borriello (Roma). O goleiro Julio César, titular da Seleção, continuará na reserva do Queens Park Rangers, da Segunda Divisão, até segunda ordem.

Juan Mata camisa 8 Manchester United (Foto: AFP)Juan Mata é a contratação mais cara da história do Manchester United (Foto: AFP)
Mohamed Salah é apresentado no Chelsea (Foto: Reprodução / Site Oficial)Mohamed Salah é apresentado no Chelsea

Entre os candidatos do primeiro pelotão, o Arsenalfechou com o meia sueco Kim Kallstrom do Spartak Moscou, por empréstimo, mas falhou na tentativa de investir no jovem Julian Draxler, do Schalke, e no experiente Mirko Vucinic, do Juventus. O Liverpool esperou até os instantes finais para anunciar Konoplyanka, do Dnipro, mas o negócio não foi adiante.

Na França, os rivais na briga pelo título se movimentaram nos últimos dias. Na quarta, o Paris Saint-Germain anunciou o meio-campista Yohan Cabaye, ex-Newcastle, por R$ 80 milhões. O Monaco esperou até sexta-feira para definir o substituto do lesionado Falcao García: o búlgaro Dimitar Berbatov, emprestado pelo Fulham.

Três ligas de razoável relevância ainda podem ter novidades. A Turquia segue com sua janela aberta até segunda-feira, enquanto a Rússia (27 de fevereiro) e a Ucrânia (1º de março) dão maior tempo a seus clubes. No Brasil, os clubes poderão se reforçar até 1º de abril.

Yohan Cabaye PSG (Foto: Reuters)PSG investiu R$ 80 milhões em Yohan Cabaye (Foto: Reuters)

Por Cleber Aguiar – Atacante Willian José assina com o Real B e começa a treinar nesta terça

Fonte: Globo.com

Jogador do Santos já estava na Espanha para concretizar o acerto já esperado, por empréstimo, e comemora: ‘Grande oportunidade na minha carreira’

Willian José acerta empréstimo com Real Madrid (Foto: Divulgação)

Assim como Casemiro, volante revelado pelo São Paulo e que agora já figura entre os jogadores do primeiro time do Real Madrid, o atacante William José vai jogar na equipe merengue B. O atleta do Santos estava na Espanha para concretizar o acerto, que já era esperado, e, enfim, assinou o contrato por empréstimo. O centroavante se mostrou muito animado com a oportunidade e disse que o Real é um dos maiores clubes do mundo.

– É uma grande oportunidade na minha carreira e também a realização de um sonho. Tenho experiência em grandes clubes do Brasil, e o Real é um dos maiores do mundo. Me esforçarei ao máximo. Desde que cheguei na Espanha, já estou treinando para poder alcançar meus colegas rapidamente e ajudar o Real – disse Willian José, que já passou por Grêmio Barueri, São Paulo, Grêmio, Santos e seleção brasileira sub-20.

Willian José pode fazer sua estreia com a camisa do Real Madrid no domingo, contra o Alcoron, pela 23ª rodada da segunda divisão.

Por Cleber Aguiar – Ronaldinho supera Neymar e é eleito o Rei da América de 2013

Fonte: Gazetaesportiva.net

280182-970x600-1

O título do Atlético-MG na Libertadores da América fez a diferença para Ronaldinho Gaúcho ganhar um conceituado prêmio no fim de 2013. O meia foi eleito o Rei da América, em eleição tradicional divulgada anualmente pelo diário El País, do Uruguai.

Apesar de uma lesão que o afastou dois meses no segundo semestre e uma atuação apagada no Mundial de Clubes, Ronaldinho Gaúcho recebeu 156 votos. Na lista, apareceram em seguida o atacante Neymar, atualmente no Barcelona, da Espanha, com 81, e o argentino Maximiliano Rodríguez, responsável por comandar o Newell’s Old Boys, com 79.

Quando brilhava no Barcelona, Ronaldinho já havia sido o melhor da Europa em três oportunidades seguidas, entre 2004 e 2006. Além disso, foi eleito o melhor do mundo pela Fifa em 2004 e 2005.

Na seleção ideal do continente sul-americano, outros seis jogadores brasileiros foram citados Réver, Marcos Rocha, Bernard, Jo, outros campeões com o Galo da Libertadores, além de Everton Ribeiro, destaque do Cruzeiro no título brasileiro, e o próprio Neymar.

Completam a lista junto com Maximiliano Rodríguez, mais dois argentinos Paolo Goltz e Ignacio Scocco – este último atua pelo Internacional – e o goleiro uruguaio Martín Silva, que está na mira do Vasco para a temporada 2014.

Veja os números da votação do Rei da América:

Ronaldinho (Brasil) 156
Neymar (Brasil) 81
Maximiliano Rodríguez (Argentina) 79
Everton Ribeiro (Brasil) 8
Jo (Brasil) 6
Éderson Alves (Brasil) 5
Jefferson Montero (Ecuador) 4
Pablo Velázquez (Paraguay) 2
Paulinho (Brasil) 1
Diego Forlán (Uruguay) 1
Víctor (Brasil) 1
Bernard (Brasil) 1.

Por Cleber Aguiar – Kalil paga salários atrasados e se juntará ao Galo no Marrocos

Fonte: Gazetaesportiva.net

Wanderson Lima

0002048007786_img_thumb.jpg

Com o dinheiro da venda do meia-atacante Bernard preso na Fazenda Nacional, o Atlético-MG vinha encontrando problemas para pagar os salários dos jogadores, que estavam atrasados há quase dois meses. O presidente Alexandre Kalil, porém, conseguir quitar o débito com os atletas e vai seguir para Lisboa, em Portugal, para em seguida se juntar ao time do Galo, que vai disputar o Mundial de Clubes, no Marrocos.

“O presidente tinha de ficar aqui para pagar salário, colocar a folha em dia, que não estava e eu consegui colocar”, disse Kalil, em entrevista ao canal fechado Fox Sports.

O mandatário atleticano disse ainda que se sente orgulhoso de colocar o Galo na disputa para ser o melhor time do mundo, feito alcançado com a inédita conquista da Libertadores em 2013. Kalil, já pensa, inclusive, no bicampeonato da América.

“Vamos dormir em Lisboa e no domingo estaremos com o elenco, pensando no Mundial. Acho muito orgulho conseguir levar o Atlético-MG ao campeonato mais importante do mundo, me sinto muito orgulhoso, de estar de novo na Libertadores, mas se vier o bicampeonato vou ficar muito feliz”, declarou.

ICFUT – Tamara Gorro é eleita a mulher de jogador mais bonita do mundo

Fonte: Futebolinterior.com.br

Edurne e Irina Shayk estão logo atrás no ranking

Veja o video mulheres dos jogadores do futebol mundial !!

[videolog 641536]

Após uma deliciosa eleição, o jornal espanhol Sport escolheu a loiraça Tamara Gorro (foto), namorada de Ezequiel Garay, do Benfica, de Portugal, como a WAG do ano de 2011.

Posso me deitar com você e te fazer feliz?!

Com uma frajinha à la Juju Panicat (hoje Legendários), a gata ficou com 27% ou 32 mil dos votos. Na briga para saber quem era a namorada ou mulher de jogador de futebol mais bonita do mundo, Edurne, namorada de De Gea, goleiro do Manchester United, da Inglaterra, assegurou 17%.

Irina Shayk, noiva de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, da Espanha, obteve 13%. Em 2010, o título “Balón Rosa” foi garantido por Zaira Nara, ex-Diego Forlán, que em 2011 ficou em sexto.

ICFUT – Antonín Panenka enche vestiário de modelos nuas para promover Bohemians 1905

Fonte: Futebol interior.com.br

As belas musas aparecem em imagens sensuais com o mínimo de roupas e molhadas

Perto de clubes do porte de Real Madrid, Barcelona, Milan, Manchester United, entre outros, o Bohemians 1905, da República Tcheca, é um ilustre desconhecido. Mas por pouco tempo se depender de seu presidente, o ex-jogador Antonín Panenka. Isso porque o cartola decidiu apostar em modelos nuas para promover seu clube mundialmente.

Para colocar os “Cangurus” nas manchetes dos jornais de todo o mundo, o dirigente contratou quatro belas mulheres e as levou aos vestiários do clube. E parece que a tática deu certo, porque as imagens das gatas “brincando” no chuveira já estão rodando o planeta.

Esta, porém, não é a primeira vez que Antonín Panenka ganha destaque no cenário mundial. Quando ainda era jogador, ele marcou o gol do título da Eurocopa de 1976 para a Tchecoslováquia, ao bater um pênalti de cavadinha, no melhor estilo Loco Abreu.

Pelo visto, Panenka está ousando em seus “projetos” de marketing para o Bohemians. Agora, as torcidas e também os jogadores brasileiros vão obrigar seus clubes a fazer o mesmo. O problema é que nenhum boleiro vai querer sair dos vestiários.

 

Por Cleber Aguiar – ENTREVISTA / JOSEPH BLATTER – Presidente da FIFA.

Fonte: O Estado de São Paulo

‘A cidade mais adequada para receber a abertura é o Rio’, diz Blatter

Em entrevista exclusiva, presidente da Fifa esquenta disputa principal da Copa do Mundo de 2014

Jamil Chade – O Estado de S. Paulo

OBERGESTELN, Suíça – Depois de meses de uma verdadeira guerra em torno da viabilização financeira da Arena do Corinthians, em Itaquera, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, declara: quer a abertura da Copa de 2014 no Maracanã e não em São Paulo. O cartola máximo do futebol mundial abriu ao Estado as portas de sua aldeia natal, no centro das montanhas na Suíça. Nada de gravata e terno. Apenas calça de abrigo, uma paisagem alpina e uma longa conversa.

Joseph Blatter corre para as montanhas, na pequena Obergesteln, na Suíça, sempre que tem chance - Jamil Chade/AE
Jamil Chade/AE
Joseph Blatter corre para as montanhas, na pequena Obergesteln, na Suíça, sempre que tem chance

Sentado em uma mesa de um bar local, Blatter falou abertamente sobre a Copa do Mundo de 2014, a avalanche de escândalos de corrupção na Fifa, da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local da Copa (COL), Ricardo Teixeira. Mas fez questão de alertar que é a briga política no Brasil o maior obstáculo para a preparação do Mundial.

O suíço ainda criticou o atual futebol brasileiro, disse que a seleção sub-20 não joga “o futebol brasileiro” e adverte que não há nenhuma garantia de que o País saia campeão em 2014 com o atual time.

Nos últimos meses, Blatter se transformou na imagem de uma entidade corrupta e com uma guerra declarada entre diferentes atores na Fifa. À reportagem, Blatter renovou seus ataques contra inimigos e garante que anunciará “mudanças importantes na Fifa” em outubro. Eis os principais trechos da entrevista, concedida da manhã deste sábado, no “recanto de Blatter”.

Em outubro, a Fifa vai anunciar o local de abertura da Copa de 2010. Mas onde é que o senhor gostaria de estar sentado para ver a abertura da Copa do Mundo no Brasil?
Há definitivamente uma competição entre Rio e São Paulo para obter a abertura. Mas já demos o centro de Mídia para o Rio e a sede da organização da Fifa será no Rio. Portanto, a cidade mais adequada para receber a abertura é mesmo o Rio de Janeiro. O futebol brasileiro é o Rio. E para o mundo, o Rio é a cidade mais atraente para abrir uma Copa, sem dúvida.

Mas e todo o debate e financiamento dos estádios em São Paulo? Como fica?
O principal obstáculo para a organização da Copa no Brasil tem sido as brigas políticas entre prefeitos, governadores e governo federal. Isso pode de fato atrapalhar muita coisa. O Brasil sediará uma ótima Copa. Mas tem de resolver essa briga política.

A questão dos aeroportos preocupa?
Decidimos ter uma pessoa dentro da Fifa exclusivamente dedicada a ajudar o Brasil a reformar essa área de transportes para que não tenhamos problemas. Isso precisa ser equacionado.

O senhor teme um caos na organização da Copa?
É mais difícil organizar uma Copa que os Jogos Olímpicos. É um evento nacional e que atinge diferentes cidades. Não é tão fácil organizar esse vento, nem para o Brasil. Mas, olha, tenho certeza que Brasil vai realizar ótima copa. Só não tenho tanta certeza de que terá o melhor time.

Então não há garantias de que a tragédia de 1950 seja superada?
A Alemanha montou palco para ganhar Copa de 2006 e veja o que ocorreu. O Brasil tem um novo técnico (Mano Menezes, que assumiu após a Copa de 2010). Mas já há muitas criticas. Ricardo Teixeira disse que não mudará o plano. Mas a verdade é que se não houver resultados, terá de pensar. O Brasil não terá mais jogos oficiais. Apenas brincadeiras. Não há mais nenhuma pressão de competição até a Copa das Confederações. Então nunca sabe em que pé seleção estará.

Como o senhor avalia o futebol brasileiro atual?
Olha. Acompanhei de perto o sub-20. O Brasil ganhou e aplaudi. Mas eles não jogam o futebol brasileiro. Entendi que o time jovem do Brasil não joga mais o futebol brasileiro. Eles jogam como se tivessem Lúcio e Maicon na zaga. É o mesmo modelo. Forte. Mas onde está esse jogo de dribles, mudando o ritmo de jogo? Nada. É muito poder. Vimos o que ocorreu na Copa de 2010. Vimos também como jogadores perderam a cabeça. Falou-se na falha de Julio Cesar. Mas aquele era o primeiro gol só e o jogo estava empatado. O Brasil entrou em colapso. Não imaginavam que aquela defesa deixaria passar um gol.

Como o senhor vê o uso do futebol por políticos?
O envolvimento de políticos em si não é um problema. O que não pode ocorrer é o abuso do futebol para aumentarem seu poder. Temos de reconhecer que o futebol tem uma dimensão econômica tão grande hoje que ele também ganhou uma dimensão política.

O ex-presidente Lula interferia com frequência no futebol brasileiro e fez lobby até por Itaquera. Isso ajudava ou criava mais obstáculo?
Vamos dizer desta forma: era mais fácil para CBF trabalhar com Lula que agora com Dilma. Só direi isso. Ela teria tomado um distanciamento por conta dos problemas de popularidade de Ricardo Teixeira? Ah sim, ele é impopular no Brasil (risos)?

Como o senhor explica tantas acusações de corrupção na entidade que preside por tantos anos?
Outros cartolas do mundo me dizem: parabéns, você polarizou a atenção da imprensa internacional. O que eu tenho para dizer sobre isso é o seguinte : temos maus perdedores na Fifa. Temos de dizer que alguns de nossos atores e alguns dos principais atores da Fifa não agiram bem. Mas já começamos a atuar. Agora, peço que a imprensa nos de um tempo para aplicar as medidas que estamos elaborando. No dia 21 de outubro vou anunciar medidas.

Mas há quem diga que essas medidas não resolvem nada.
Essa animosidade vem da Inglaterra. Veja o timing das acusações. Foi justamente quando perderam o direito de sediar a Copa de 2018. Três semanas antes das eleições para presidente é que trouxeram acusações. Sabe, vou dizer a verdade. Tudo isso é ainda uma revanche por de terem perdido em 1974 a presidência da Fifa para João Havelange. Ainda não aceitaram que não controlam a Fifa. Como não poderiam recuperar a presidência, decidiram que iriam destruí-la.

Mas a foi eleição usada por outros também. Quando em março o senhor criticou a preparação do Brasil para a Copa de 2014, dizendo que o país estava menos preparado que a África, a CBF disse que era uma revanche sua contra Teixeira por ele estar apoiando Mohamed Bin Hammam?
Verdade? Foi isso que disseram?

O senhor acredita que haverá uma guerra em 2015 pela presidência da Fifa?
Terei 79 anos e não vou querer concorrer a nada. Mas posso dizer que a Europa fará de tudo para manter a presidência da Fifa. Digo, para recuperar a presidência, porque não me consideram europeu. Para evitar essa guerra, vamos montar um plano para permitir essa eleição. Teremos renovação, não revolução.

O senhor aposta em Teixeira com tendo alguma chance de ser eleito como o próximo presidente da Fifa?
Bom, ele é o candidato de Havelange (risos).