Por Cezar Alvarenga – O argentino Gerardo “Tata” Martino é o novo técnico do Barcelona.

Fonte: MSN Esportes

O Barcelona anunciou nesta terça-feira que Gerardo Martino é o seu novo técnico, como vinha sendo informado pela imprensa espanhola desde a última segunda-feira. O clube catalão explicou que chegou a um acordo com o argentino, que assinará um contrato por duas temporadas e vai substituir Tito Vilanova.

De acordo com o Barcelona, os detalhes sobre a chegada do argentino ao clube serão definidos “nas próximas horas”. Martino deve viajar da Argentina para a Espanha, onde assinará contrato e, posteriormente, será apresentado como novo técnico de um dos principais times do futebol mundial.

Vilanova deixou o comando do Barcelona na última sexta-feira, depois de uma nova recaída no câncer na garganta. Assim, o time catalão teve que buscar um substituto para o treinador e agiu rápido, tanto que anunciou já nesta segunda o nome do seu novo comandante.

Apesar de não ter experiência como treinador de um clube europeu, Martino, de 50 anos, tem como trunfo o apoio recebido do astro Lionel Messi. Ele deve chegar ao Barcelona acompanhado do seu assistente técnico no Newell”s Old Boys, Jorge Pautasso, e do preparador físico Elvio Paulo Rosso.

Como técnico, Martino levou o Paraguai às quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez em 2010. No seu último trabalho, no Newell”s, iniciado em 2012, ele faturou o título do Torneo Final do Campeonato Argentino neste ano e conduziu o clube até as semifinais da Copa Libertadores, sendo eliminado pelo Atlético Mineiro. Depois, deixou o comando do clube argentino e chegou a negociar, sem sucesso, para assumir o comando do Santos.

De acordo com o Barcelona, Martino será o quarto argentino a comandar o Barcelona. Antes, o clube foi dirigido por Helenio Herrera (1958 até 1960, 1980 e 1981), Roque Olsen (entre 1965 e 1967) e Cesar Luis Menotti (entre 1983 e 1984). Ex-jogador, Martino atuou profissionalmente entre 1980 e 1996, incluindo uma curta passagem, em 1991, pelo espanhol Tenerife, das Ilhas Canárias. Agora, está de volta ao futebol espanhol para o mais importante trabalho da sua carreira.

Como Martino não possui experiência na Europa, a sua contratação é considerada um aposta do Barcelona. Inicialmente, Luis Enrique, um ex-jogador do clube, surgiu como principal favorito para substituir Vilanova, mas a opinião de Messi pode ter influenciado na decisão dos dirigentes do clube.

No Barcelona, Martino vai dirigir um elenco de inquestionável potencial ofensivo, com Messi e Neymar, mas que recentemente sofreu com problemas na defesa. Assim, a aplicação tática, uma marca das suas equipes, consideradas sempre equilibradas e disciplinadas, também fortaleceram o seu nome.

O Barcelona foi campeão espanhol na última temporada, com a maior pontuação da sua história – 100 -, mas oscilou em alguns momentos e foi humilhado pelo Bayern de Munique nas semifinais ao ser eliminado com um placar global de 7 a 0.

Esses revés provocou questionamentos sobre um possível fim de ciclo do Barcelona, que faturou quatro títulos do Campeonato Espanhol e duas edições da Liga dos Campeões nos últimos cinco anos. Assim, o grande desafio de Martino será devolver a solidez defensiva ao time, manter o estilo de jogo vistoso e ganhar mais títulos.

Por Cezar Alvarenga – Executivo do Manchester City equipara Corinthians aos times europeus.

Fonte: Yahoo! Esportes

Para empresário catalão, Timão provou ter aprendido algumas lições para vencer o Mundial.

O empresário catalão Ferran Soriano morou no Brasil entre o final da década de 1990 e o início dos anos 2000. Atuava no País no setor de telecomunicações na mesma época em que o Corinthiansconquistava o seu primeiro título mundial. A partir de então, retornou a Europa e tornou-se dirigente esportivo – foi vice-presidente financeiro do Barcelona e atualmente é CEO do Manchester City, além de chefiar o recém-lançado New York City FC –, enquanto o clube brasileiro caiu e subiu de divisão antes de voltar a se consagrar com mais um troféu da Fifa.

Não foi tão à distância, contudo, que Ferran Soriano acompanhou as transformações do Corinthians nos últimos anos. Descendente de espanhóis, o então presidente Andrés Sanchez queria se inspirar em alguns exemplos administrativos que o empresário catalão havia implantado no Barcelona para resgatar o clube brasileiro da Série B em 2008. O diretor de finanças Raul Corrêa da Silva diz ter tirado dinheiro do próprio bolso para viajar à Espanha e conversar com Soriano, com quem trocou uniformes personalizados.

Para Ferran Soriano, que hoje se orgulha de comandar o rico Manchester City na maior liga nacional do mundo (“de longe”, nas suas palavras), o Corinthians provou ter aprendido algumas de suas lições ao conquistar o Mundial de Clubes diante de um adversário inglês, o Chelsea. Questionado pelaGazeta Esportiva se o time brasileiro já é capaz de fazer frente aos europeus não apenas dentro de campo, o empresário não hesitou em afirmar com um português fluente: “Acho que sim, e esse é o grande desafio”.

Especialista em finanças, o CEO do City apontou justamente o poderio econômico do Corinthians como trunfo para a tão sonhada internacionalização definitiva da marca. “A receita do Corinthians hoje é a mesma de Ajax, da Holanda, e de Galatasaray e Fenerbahce, os dois maiores clubes turcos. É até maior do que a de 15 dos 20 clubes do Campeonato Espanhol. Ou seja, o Corinthians já pode fazer bons investimentos nos melhores jogadores ou mantê-los por mais tempo antes de vendê-los para o futebol europeu”, analisou Soriano.

De fato, o Corinthians gastou cerca de R$ 40 milhões para tirar o atacante Alexandre Pato (ainda com mercado no futebol europeu) do Milan nesta temporada. Vendeu o volante Paulinho para o inglês Tottenham no mesmo ano, porém só depois de recusar uma proposta oficial da Internazionale. “Os clubes brasileiros devem manter os jogadores até o momento certo – isto é, quando os seus salários e preços de mercado possam ser pagos sem arriscar a viabilidade financeira das instituições”, comentou o CEO do City, antes de fazer novos elogios à gestão esportiva de equipes do Brasil.

“Nos últimos anos, houve uma mudança positiva para os clubes brasileiros. Em 1990, alguns times venderam por pouco dinheiro seus jogadores a times de campeonatos menores da Europa, como Ronaldo Nazário e Romário (ambos foram para o PSV, da Holanda), que os repassaram depois. A figura começou a mudar com a venda do Pato para o Milan, já por uma quantia bem maior, e chegou agora ao nível máximo com a saída do Neymar para o Barcelona. Os negócios principais passaram a ser feitos no Brasil, por brasileiros”, avaliou.

No Corinthians, no entanto, as maiores receitas não provêm mais das transações de atletas. O clube se beneficiou da negociação individual de direitos de transmissão televisa dos jogos de futebol no Brasil e aumentou consideravelmente os seus rendimentos. Com esse cenário, Ferran Soriano é um daqueles que acreditam em uma polarização de forças entre os times com as maiores torcidas no País – teoria já levantada pelo ex-presidente corintiano Andrés Sanchez.

“O futebol brasileiro deverá escolher o seu modelo com cuidado. Na Inglaterra, os quase € 2 bilhões de direitos de transmissão são repartidos entre os clubes também por meritocracia, com o atual campeão ganhando € 120 milhões e o último colocado, € 80 milhões. Na Espanha, a diferença é bem maior. Barcelona e Real Madrid receberão cerca de € 140 milhões agora, enquanto o último colocado terá direito a € 12 milhões. Pode-se argumentar que essa situação é injusta, mas a demanda e o tamanho das torcidas são as justificativas. O Brasil terá de escolher o seu modelo de reparte mais justo, fazendo um campeonato competitivo. É algo que deve ser estudado e discutido com profundidade”, orientou Soriano.

Os pontos de vista do CEO do Manchester City sobre esses e outros dilemas financeiros foram expostos no livro “A bola não entra por acaso”, relançado no Brasil recentemente pela Editora Lafonte. A obra não foi parar na cabeceira apenas de dirigentes do Corinthians. José Carlos Brunoro, anunciado como CEO do rival Palmeiras na gestão de Paulo Nobre, foi mais um brasileiro a prometer se espelhar na filosofia do catalão para também fazer ressurgir um time que foi parar na Série B.

Quando o assunto é o Palmeiras, no entanto, Ferran Soriano desconversa da mesma forma como faz diante de temas administrativos que vão além das finanças – ele também não se aprofundou, por exemplo, sobre o atacante argentino Tevez, vendido pelo City à Juventus depois de protagonizar algumas polêmicas na Inglaterra. O catalão crê que o modelo utilizado para o Barcelona conquistar dois títulos europeus e três espanhóis após um jejum que perdurava desde 1999 não seja o único viável para os dirigentes brasileiros.

“O que foi feito no Barcelona pode servir como inspiração, mas do mesmo jeito que você pode estudar o desenvolvimento do futebol de base do Ajax dos anos 1980 e 1990 ou a recuperação espetacular do Borussia Dortmund, passando da falência à final da Champions League. Cada clube deve encontrar o seu próprio caminho. É preciso entender o que os outros fizeram apenas para poder inovar e encontrar a sua própria estratégia”, ensinou Ferran Soriano.

Com tantos conselhos, o CEO do City seria um bom candidato a voltar ao Brasil – não mais no ramo de telecomunicações, mas como responsável por fazer a bola deixar de entrar por acaso em times do País.

“Tenho bons amigos no Brasil, para onde viajo bastante”, indicou Ferran Soriano, antes de avisar que continuará observando o Corinthians e outras equipes à distância. “Estou concentrado no City e no novo New York City FC. Não penso em outra coisa! Mas acho que o futebol brasileiro tem um futuro brilhante e vai atrair mais talentos também na gestão de clubes”.

Por Cezar Alvarenga – Manchester United perto de contratar Thiago Alcântara do Barcelona.

Fonte: Yahoo! Esportes

O Manchester United já sabe quanto terá que desembolsar para tirar Thiago Alcântara do Barcelona. E, segundo o jornal ‘Marca’, os ingleses sequer terão que negociar. Basta que a oferta chegue a 18 milhões de euros (R$ 47 mi), valor da multa do brasileiro naturalizado espanhol.

Segundo a matéria do jornal espanhol, a multa baixou de 90 milhões de euros (mais de R$ 230 mi) para 18 mi quando Thiago renovou seu contrato há dois anos, com uma cláusula que previa um valor mais baixo caso o jogador não atuasse com tanta frequência na temporada.

O salário de Thiago também não deve assustar o United. Ainda segundo o Marca, o jogador recebe 1,8 milhões (pouco menos que R$ 5 mi) por temporada na Espanha, um valor que pode ser superado por vários clubes na Europa.

Ao mesmo tempo, porém, que poderia ajudar o United a contratar o jogador, o baixo salário também pode atrair outros interessados e aumentar a concorrência. O Bayern de Munique, de Pep Guardiola, pode ser outro clube a tentar investir na contratação de Thiago.

Na atual temporada, Thiago foi pouco utilizado por Tito Vilanova. Em minutos jogados, foi apenas o 16º jogador que mais entrou em campo; e, considerando as partidas mais importantes do Barça (clássicos e eliminatórias da Champions), foram apenas 126 minutos em campo.

Por Cezar Alvarenga – José Mourinho é demitido do Real Madrid após três temporadas.

Fonte: Yahoo! Esportes

Depois de três anos, José Mourinho deixará o Real Madrid ao fim da temporada

Nesta segunda-feira, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, convocou imprensa do país para ir ao Santiago Bernabeu para anunciar que José Mourinho não estará mais no comando técnico do Real Madrid ao fim da temporada. Depois de três anos de títulos e de colocar “o Real entre os quatro melhores clubes do mundo”, como fez questão de enaltecer o mandatário madridista, o técnico e a direção do clube chegaram a um acordo e, assim, a passagem do “Special One” por Madri foi encerrada.

“Ele acredita que seja melhor deixar o clube, e eu compartilho das suas opiniões. É uma decisão adequada para começar um novo projeto. Não houve uma compensação econômica. Gostaria de ressaltar. Mourinho é o treinador que mais tempo ficou em um clube se compararmos com as outras atuais 19 equipes da primeira divisão espanhola. Durantes três anos não é nada fácil, e menos ainda em um clube que tem uma pressão tão grande”, explicou o presidente do Real.

O mandatário blanco explicou o motivo da decisão de deixar Mourinho seguir um novo caminho e afirmou que, caso a Liga dos Campeões tivesse sido conquistada nesses últimos três anos, a história poderia ser diferente agora.

“A decisão foi tomada por muitas coisas. Talvez, se tivéssemos ganhado a Liga dos Campeões não estaríamos aqui, não sei. Mourinho acredita que os três anos foram o suficiente. Tem o seu desgaste”, afirmou Florentino Pérez.

Por fim, o presidente completou:

“É um dia triste, mas quero desejar o melhor para Mou”.

Depois de falar da saída de Mourinho, Florentino Pérez foi solicitado a responder qual seria o futuro comandante do Real Madrid para a temporada 2013/14. Florentino afirmou que o Real entrou em contato com Ancelotti, mas deixou claro que não há nada definido

“Não estabelecemos nenhum acordo ou pré-contrato. Teremos esse trabalho a partir de agora. O PSG nos disse que Ancelotti tinha um contrato e que não poderia sair. Após esse acordo com o Mourinho, teremos tempo para discutir sobre o futuro treinador do clube.

Coincidência ou não, quem deve estar comemorando muito com a saída de José Mourinho, é o goleiro e ídolo da torcida, Iker Casillas, que faz aniversário neste dia 20 de maio. O camisa 1 do Real está travando uma batalha desde dezembro de 2012, quando o arqueiro passou a figurar no banco de reservas e passou a ser preterido. No restante da temporada, o expeirente Diego López passou a ser o titular da equipe muito por conta do seu talento de baixo das traves, mas também por causa da richa entre o goleiro e o treinador.

 

Por Cezar Alvarenga – Aquecido o mercado de treinadores na Europa.

Fonte: Yahoo! Esportes

A demissão de Roberto Mancini do Manchester City, na última segunda-feira, animou ainda mais o mercado de treinadores, no qual se espera uma dança de cadeiras nos grandes clubes europeus.

A dança começou em janeiro na Alemanha, quando o Bayern de Munique anunciou que o ex-treinador do Barcelona, Pep Guardiola, substituiria o alemão Jupp Heynckes, que briga ainda por uma tríplice coroa (Champions-Bundesliga-Copa da Alemanha) inédita para o clube bávaro.

No dia seguinte à decisão bombástica do lendário Alex Ferguson, que escolheu a aposentadoria após 26 anos de ótimos serviços prestados ao Manchester United, o clube inglês não demorou para anunciar David Moyes, ex-Everton, como novo treinador.

O Manchester City, por sua vez, cortou relações segunda-feira à noite com Mancini após a primeira temporada insatisfatória do italiano, que conquistou o título inglês com os “Citizens” depois de 44 anos de jejum.

O chileno Manuel Pellegrini, do Málaga, é dado como o favorito para assumir o cargo mas já desmentiu qualquer acordo com o clube inglês.

Mancini, porém, não deve ficar desempregado por muito tempo. Ele vem sendo cogitado para o lugar do compatriota Carlo Ancelotti caso este assuma o Real Madrid.

De acordo com o jornal espanhol AS e apesar do título de campeão francês conquistado no último domingo, Ancelotti parece ter decidido sair do PSG e deverá anunciar a decisão na quarta-feira ao presidente do clube parisiense, Nasser al-Khelaifi.

Mazzarri cobiçado na Itália

Se a saída de Ancelotti se confirmar, além de Mancini, o nome de Arsène Wenger circula na mídia francesa como um possível substituto para assumir o comando da equipe da capital. Wenger, porém, não parece convencido. “Sempre respeitei meus contratos e não vejo motivo para mudar agora”, afirmou o técnico francês do Arsenal, clube com o qual tem vínculo até 2014.

Já em Madri, o português José Mourinho parece mesmo de saída do Real. Ele falhou no objetivo de vencer a décima Liga dos Campeões do clube espanhol além de entrar em conflito com alguns jogadores, como o goleiro Casillas.

“É claro que gosto de estar onde as pessoas gostam de mim. Na Inglaterra, é assim. Aqui na Espanha, nem tanto”, declarou Mourinho, que teve durante toda a temporada o nome cogitado para voltar ao Chelsea, clube que dirigiu entre 2004 e 2007.

O “timing” parece encaixar. Rafael Benítez, técnico interino dos Blues, tem contrato somente até o fim desta temporada.

O Barcelona garante que Tito Vilanova continuará à frente da equipe. O assunto é delicado, com o treinador tendo que se ausentar durante três meses em função da volta de um câncer. Mesmo com a conquista da Liga Espanhola, as humilhantes derrotas na semifinal da Liga dos Campeões para o Bayern de Munique (7-1 no placar agregado) podem pesar.

Na Itália, o técnico mais cobiçado é Walter Mazzarri, que conquistou o segundo lugar no Calcio e uma vaga na “Champions” da próxima temporada. Mazzarri é disputado pela Roma e Internazionale. Andrea Stramaccioni, treinador da Inter, terá dificuldades de se manter no cargo após temporada medíocre.

No resto do país, nada deve mudar. A campanha campeã da Juventus dá folego a Antonio Conte enquanto o Milan de Massimiliano Allegri, que sofreu com as saídas de Thiago Silva e Ibrahimovic, fez boa temporada e garantiu participação na Liga dos Campeões de 2013/2014.

Por Cezar Alvarenga – Manchester United anuncia o substituto de Alex Ferguson

Fonte: MSN Esportes

O Manchester United confirmou o que todo mundo já sabia: David Moyes será o técnico do clube a partir da próxima temporada. O escocês deixa o Everton após 11 anos e chega com a dificílima missão de substituir o compatriota Alex Ferguson, que anunciou a aposentadoria nesta quarta-feira.

Moyes chega com bastante moral ao United. Indicado pelo próprio Alex Ferguson, ele assina um contrato de nada menos que seis temporadas. “Quando discutimos sobre quem seria, fomos unânimes com o nome de Moyes. Admiro o trabalho dele há muito tempo e até nos apoximamos em 1998 quando o ofereci um cargo de assistente no United. Não há dúvidas de que ele tem todas as qualidades esperadas em um treinador do United”, elogiou Ferguson.

“Sempre disse que queria que o próximo técnico tinha que ser um homem com a cara do United. Em David Moyes encontramos as qualidades que fazem do United um clube tão especial. Nós fechamos um contrato longo e vamos construir um time para o futuro e para o presente. Estabilidade traz sucesso”, completou Bobby Charlton.

Moyes foi apontado como favorito ao cargo desde o anúncio da saída de Ferguson, a frente até do português José Mourinho. Na manhã desta quinta, o Everton publicou no site oficial a saída do treinador, e o Manchester United deixou escapar uma imagem no Facebook que já pedia aos torcedores para mandar mensagens de boas vindas ao escocês. A foto foi retirada, mas poucas horas depois o acerto entre técnico e clube foi confirmado.

David Moyes é quase como um ‘mini-Ferguson’. Com muito menos glamour que o compatriota, Moyes está no Everton desde 2002 e vem reconstruindo a equipe, assim como Sir Alex fez com o próprio United. O problema é que Moyes ainda não tem nenhum título de elite em mais de 15 anos de carreira como treinador.

O escocês estreou como técnico em 1998 no Preston North End. Em quatro temporadas no clube, teve o acesso da terceira para a segunda divisão inglesa como o seu grande feito. Assumiu o Everton nos últimos 9 jogos da temporada 2001-2002 e chegou conseguindo evitar o rebaixamento da equipe.

Nas dez temporadas seguintes, conseguiu manter quase sempre o Everton na metade superior da tabela – só terminou abaixo do décimo lugar por duas vezes (17º em 2004 e 11º em 2006). Em 2005, até colocou a equipe na Champions League – ainda classificou o time três vezes para a Copa da Uefa/Europa League.

Na atual Premier League, o Everton é o sexto colocado, mas já não tem grandes chances de conseguir uma vaga em competições europeias da próxima temporada. Mesmo assim, Moyes segue com muito prestígio e deve terminar mais uma vez a frente do arquirrival Liverpool.

No United, Moyes já tem um desafio bastante espinhoso. Ele reencontrará um antigo desafeto: Wayne Rooney. E, para piorar, o atacante é um dos grandes ídolos da torcida vermelha.

Em 2006, Rooney lançou sua autobiografia e trazia declarações polêmicas sobre o treinador, falando que queria se afastar dele, que seria a grande causa por deixar o clube. Moyes ficou inconformado e processou o jogador e os autores do livro por terem divulgado conteúdos de conversar que seriam confidenciais. Na Justiça, o técnico ganhou a disputa.

Os dois minimizaram as desavenças ainda em 2009, em uma conversa por telefone. A imprensa inglesa, porém, já começa a especular uma possível saída de Rooney. Melhor para Chelsea, paris Saint-Germain e Bayern de Munique, que seriam os principais interessados no atacante.

Por Cezar Alvarenga – Circula na internet um possível novo símbolo do Manchester United.

Fonte: Yahoo! Esportes

Rumores sobre detalhes de um novo uniforme do Manchester United começam a circular na internet.

O site Now Football publicou imagem com possíveis mudanças no escudo dos Diabos Vermelhos.

Além do formato arredondado, ele traria as cores vermelho, preto e branco, sem nenhuma parte em amarelo.

Sobre o escudo, três estrelas simbolizando as conquistas europeias dos Diabos Vermelhos.

Veja o símbolo atual abaixo:

 

Por Cezar Alvarenga – Corinthians fecha com Alexandre Pato.

Fonte: Yahoo! Esportes

pato2

Clube paulista acaba de anunciar a contratação do atacante Alexandre Pato , do Milan da Itália. O Timão anunciou a novidade em seu site oficial que logo saiu do ar devido ao número de acessos. Eis a nota oficial do Corinthians:

Após infectar o Japão, através da presença de mais de 30 mil corinthianos durante a conquista do Bi Mundial de Clubes da FIFA, a locospirose chegou à Itália. Nesta quinta-feira (03), o Sport Club Corinthians Paulista entrou em acordo com o Milan e o atacante Alexandre Pato é o mais novo locopositivo.
Nos próximos dias, Pato, que utilizará a camisa 7 no Timão, passará por exames médicos e assinará contrato por quatro temporadas. A data de apresentação do novo reforço alvinegro será confirmada em breve.

O Corinthians comprou 100% dos direitos econômicos de Alexandre Pato por 15 milhões de euros. Como o atacante abriu mão de luvas para defender o Timão, ficou com 40% dos direitos. Ou seja: em uma futura venda, o Corinthians terá 60% dos direitos e o atleta os outros 40%.

Apesar de ter apenas 23 anos, o atacante já apresenta um currículo de muitos títulos. Pelos clubes que defendeu – Internacional e Milan –, o novo locopositivo conquistou um Mundial de Clubes da FIFA (2006), uma Recopa Sul-Americana (2007), um Campeonato Italiano (2010/11) e uma Supercopa da Itália (2011).

Pela Seleção Brasileira, Alexandre Pato também possui uma série de conquistas. Foi campeão da Copa das Confederações (2009) e já soma duas medalhas olímpicas – Bronze em Pequim-2008 e Prata em Londres-2012. Nas categorias de base, venceu o Sul-Americano Sub-20 (2007) e a Copa Sendai Sub-18 (2006).

Entre os seus principais prêmios individuais, estão: “Melhor jovem jogador do Campeonato Italiano”, em 2009; “Melhor jogador do mês do Campeonato Italiano”, em janeiro de 2009; Artilheiro da Recopa Sul-Americana, em 2007; “Melhor jogador do Campeonato Brasileiro Sub-20”, em 2006; Artilheiro do Campeonato Brasileiro Sub-20, em 2006; Artilheiro e Melhor jogador da Copa Sendai Sub-18, em 2006.

Em sua passagem pelo Milan, Alexandre Pato realizou 150 jogos e marcou 63 gols. Na Seleção Brasileira principal, disputou 22 partidas e balançou as redes em nove oportunidades.

Nas categorias de base da Seleção Brasileira, o atacante entrou em campo 13 vezes em Olimpíadas e marcou três gols. Na Sub-20, fez 12 jogos e balançou as redes em oito oportunidades. Na Sub-18, foram quatro partidas e cinco tentos.

Ficha Técnica
Nome completo: Alexandre Rodrigues da Silva
Data de nascimento: 02/09/1989
Local de nascimento: Pato Branco-PR
Altura: 1,79m
Peso: 78 Kg
Clubes que já defendeu: Internacional-RS e Milan-ITA
Principais títulos: Campeonato Mundial de Clubes da FIFA (2006), Recopa Sul-Americana (2007), Copa das Confederações (2009), Campeonato Italiano (2010/11) e Supercopa da Itália (2011)

Por Cezar Alvarenga – Divulgada tabela detalhada da Libertadores 2013.

 

Fonte: ESPN.estadao.com.br

A Conmebol divulgou nesta quarta-feira a tabela detalhada da Copa Libertadores da América com as datas e horários da primeira fase e também da fase de grupos da competição sul-americana.

O Grêmio estreia na quarta-feira, 23 de janeiro, diante da LDU, em Quito, às 22h; no mesmo horário, o São Paulo recebe o Bolívar.

No grupo 2, o Palmeiras abre a chave diante do Sporting Cristal, em 14/02 (quinta-feira). No grupo 3, o Atlético-MG joga um dia antes, dia 13/02, diante de São Paulo ou Bolivar.

O grupo 6 terá o atual campeão Corinthians começando a defesa do título no dia 20/02, quarta-feira, contra o San José, na Bolívia. Pela chave 8, o Fluminense visita o Caracas em 13/02, quarta-feira.

Veja a tabela para os brasileiros na Libertadores:

GRÊMIO – PRIMEIRA FASE
23/01, quarta-feira – 22h – LDU x Grêmio
30/01, quarta-feira – 22h – Grêmio x LDU

SÃO PAULO – PRIMEIRA FASE
23/01, quarta-feira – 22h – São Paulo x Bolívar
30/01, quarta-feira – 22h – Bolívar x São Paulo

PALMEIRAS – GRUPO 2
14/02, quinta-feira – 22h – Palmeiras x Sporting Cristal
28/02, quinta-feira – 20h15 – Libertad x Palmeiras
06/03, quarta-feira – 19h45 – Tigre/Anzoátegui x Palmeiras
02/04, terça-feira – 21h30 – Palmeiras x Tigre/Anzoátegui
11/04, quinta-feira – 20h15 – Palmeiras x Libertad
18/04, quinta-feira – 22h15 – Sporting Cristal x Palmeiras

ATLÉTICO-MG – GRUPO 3
13/02, quarta-feira – 22h – Atlético-MG x São Paulo/Bolívar
26/02, terça-feira – 21h45 – Arsenal x Atlético-MG
07/03, quinta-feira – 21h30 – Atlético-MG x Strongest
13/03, quarta-feira – 22h – Strongest x Atlético-MG
03/04, quarta-feira – 22h – Atlético-MG x Arsenal
17/04, quarta-feira – 22h – São Paulo/Bolívar x Atlético-MG

CORINTHIANS – GRUPO 5
20/02, quarta-feira – 22h – San José x Corinthians
27/02, quarta-feira – 22h – Corinthians x Millonarios
06/03, quarta-feira – 22h – Tijuana x Corinthians
13/03, quarta-feira – 22h – Corinthians x Tijuana
03/04, quarta-feira – 22h – Millonarios x Corinthians
10/04, quarta-feira – 22h – Corinthians x San José

FLUMINENSE – GRUPO 8
13/02, quarta-feira – 22h – Caracas x Fluminense
20/02, quarta-feira – 22h – Fluminense x LDU/Grêmio
27/02, quarta-feira – 22h – Huachipato x Fluminense
06/03, quarta-feira – 22h – Fluminense x Huachipato
10/04, quarta-feira – 22h – LDU/Grêmio x Fluminense
18/04, quinta-feira – 20h – Fluminense x Caracas

Pela tabela, já se pode saber quem será o campeão de audiência, de novo, na tela da Globo, Fox Sport e Sportv, só vai dar o Timão, as quartas a noite. Chora antis, time pequeno joga as terças.