ICFUT – Entenda o que oito clubes pretendem ao visitar Bolsonaro em apoio à MP que muda regras para direitos de transmissão

Fonte: Globo.com

Entenda o que oito clubes pretendem ao visitar Bolsonaro em apoio à MP que muda regras para direitos de transmissão

Dirigentes de oito clubes estiveram em Brasília nesta terça-feira para encontrar o presidente Jair Bolsonaro. Em pauta, a MP 984/2020. Na verdade, muito mais. O movimento alcança os direitos de transmissão do futebol e até a legislação sobre a televisão fechada.

O bloco é formado pelo octeto que assinou contratos com a Turner na última renegociação pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Na época, tratava-se do Esporte Interativo. A emissora brasileira foi comprada na sequência pela gigante americana.

Athletico-PR
Bahia
Ceará
Coritiba
Fortaleza
Internacional
Palmeiras
Santos

Para entender o que eles queriam de Bolsonaro, é preciso contextualizar separadamente dois assuntos complexos. Um, os direitos de transmissão do futebol. Outro, a lei sobre a televisão fechada.
Direitos de transmissão
A jogada vem sendo ensaiada por esses dirigentes desde a publicação da MP 984 por parte de Jair Bolsonaro. Liderado por cartolas como Guilherme Bellintani (Bahia), Mario Celso Petraglia (Athletico-PR) e Maurício Galiotte (Palmeiras), este grupo está preocupado com os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro já em 2020.
A Turner não vinha tendo resultados satisfatórios com o negócio montado em 2016. A emissora comprou as partidas desses oito clubes e pode transmitir apenas o confronto entre eles – Bahia x Palmeiras, Palmeiras x Bahia, Palmeiras x Santos, assim sucessivamente.

A pandemia piorou o que já não ia bem. E os clubes, desde abril, entraram numa difícil renegociação com a emissora. Por parte da Turner, há reclamações sobre cláusulas não cumpridas pelos dirigentes. Por parte do octeto, cobranças para receber o dinheiro no meio da crise.

No mercado, todos aguardam pelo rompimento dos contratos. Isto deixaria os clubes em posição de fragilidade comercial. Uma vez que todos os outros adversários no Brasileirão negociaram seus direitos com a Globo, restaria a eles acertar com a emissora ou buscar um concorrente que se interessasse pelo pacote de 56 partidas entre eles.

A mudança proposta pela MP 984 muda as regras. Os clubes não mais precisariam da anuência de visitantes para vender seus direitos; eles poderiam comercializá-los apenas enquanto mandantes. Na prática, o pacote de jogos aumenta em quantidade para 152 e passa a ter partidas de alto valor comercial, como aquelas em que o visitante é o Flamengo.

A visita a Bolsonaro trata disso: demonstrar apoio ao conteúdo da MP 984 e abrir concorrência para valorizar os direitos que ainda pertencem à Turner, mas em breve poderão estar livres no mercado.

Lei da televisão fechada

Neste caso, a questão envolve interesses e quantias ainda maiores do que o futebol brasileiro. No contexto, está a gigante de telecomunicações americana AT&T. Ela comanda um conglomerado de empresas de mídia que inclui Warner, HBO e Turner, entre outros.

O problema para os envolvidos no Brasil é a legislação que rege a televisão fechada. A Lei 12.485/2011 proíbe que a produtora de conteúdo para a plataforma seja também proprietária de uma distribuidora de sinal. Em termos práticos, significa que a Turner não pode produzir conteúdo e ao mesmo tempo ser sócia da Sky, a emissora.

A Turner vem tentando mudar a legislação para que a proibição acabe. O argumento da empresa americana ao poder público brasileiro é que, com o crescimento de sua operação, ela fará mais investimentos em conteúdo, empregará mais gente. A questão hoje está emperrada no Senado por causa da pandemia – e da morosidade habitual, claro.

O que o futebol tem a ver?

O octeto que ainda mantém contratos com a Turner foi até Bolsonaro para pressionar na busca por solução. Se a empresa afirma que precisa da mudança na legislação para investir no Brasil, por que ela fala em romper contratos pelos direitos de transmissão do futebol?

No fim das contas, pode ser que a mudança na lei realmente aconteça em tempo e coloque a companhia americana em nova posição para arcar com seus compromissos perante os clubes. No mínimo, dirigentes aproveitaram a reunião com o presidente para cobrar do governo federal celeridade na resolução deste emaranhado de problemas.

@rodrigocapelo

ICFUT – 100 GOLS INCRÍVEIS DA HISTÓRIA DO FUTEBOL BRASILEIRO

 

 

Alguns dos gols mais bonitos da história do Futebol Nacional

ICFUT – Todos os times que disputarão o Brasileirão Série A, B, C e D em 2020

Nesse vídeo você irá conhecer todos os 128 times que disputarão as Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro, no ano de 2020!

  • Mudanças na Série D! No lugar do Red Bull (que sai por causa da parceria com o Bragantino) entrou o Mirassol! E houve uma outra mudança, o Baré não irá disputar nada em 2020, fechou o departamento de futebol, entrou no lugar o Atlético de Roraima Essas alterações ocorreram depois que saiu o vídeo, mas fica a correção!

ICFUT: Corte de salários durante a pandemia já atinge 16 clubes da Série A; veja medidas de cada um

Fonte: Globo Esporte

Por GloboEsporte.com — São Paulo

O corte de salários durante a pandemia de coronavírus já chegou a 16 dos 20 clubes que integram a Série A do Campeonato Brasileiro em 2020. As diminuições variam de 15% a 50% (veja na lista abaixo a situação de cada um deles).

Em levantamento feito pelo GloboEsporte.com, Atlético-MG, Bahia, Ceará, Corinthians, Coritiba, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo, Sport e Vasco tomaram medidas para enxugar os gastos.

O Cruzeiro, rebaixado para a Série B no ano passado e em grave crise financeira, também optou pela redução de 25% dos salários dos jogadores e funcionários, após o retorno das férias (termina nesta quinta).

A lista pode aumentar nos próximos dias com o Atlético-GO e Botafogo. Ambos se comprometeram a pagar integralmente os vencimentos até abril, mas cogitam reduções a partir de maio por conta da diminuição na arrecadação.

O único clube que anunciou que não fará cortes nos salários é o Bragantino, amparado pela parceria com a Red Bull. Para minimizar o impacto da paralisação do futebol, o clube optou por diminuir investimentos em outros setores, como a contratação de jogadores. Só em 2020, a equipe do interior de São Paulo injetou R$ 84 milhões em reforços.

O Athletico ainda não se manifestou sobre o assunto.

Milionários também cortam

Flamengo e Palmeiras não conseguiram escapar da dificuldade financeira em meio à pandemia. Com grandes investimentos no futebol nos últimos anos, os clubes já anunciaram os cortes. O Rubro-Negro iniciou as demissões de funcionários das categorias de base nesta quinta-feira e ainda não comunicou se mexerá nos salários dos jogadores.

Verdão reduziu 25% dos salários dos atletas, da comissão técnica e dos dirigentes do departamento de futebol. Os demais funcionários farão parte de outro acordo, ainda a ser elaborado pela diretoria.

Jogadores negociam

O Santos teve problemas para colocar em prática o plano de contenção de gastos. O elenco recusou a oferta de diminuir os vencimentos em 50% e entendeu que 30% é o valor ideal para reduzir. A discussão, porém, ainda não teve fim. Jogadores e diretoria discutem a forma como a diferença salarial será paga após a pandemia.

No São Paulo, a proposta de cortar 50% dos salários e suspender o pagamento do direito de imagem desagradou o grupo. Mesmo assim, o clube optou por efetuar a redução, abrindo brecha para uma disputa jurídica no futuro.

O clube garante um pagamento mínimo mensal de R$ 50 mil (jogadores que recebem abaixo disso, obviamente, não tiveram redução) como piso e promete reembolsar todos os descontos no período em seis parcelas iguais a partir do momento em que a situação estiver normalizada. Comissão técnica e dirigentes também entraram nos cortes.

– Essa conversa foi bem aceita pelos atletas, depois eles conversaram entre eles. Como falei, não existiu um acordo formal, um de acordo, existem muitas dúvidas entre eles. É difícil conversar não estando pessoalmente com o grupo todo. Conversamos com lideranças e depois teve conversa entre eles. Mas desde do que aconteceu diretamente conosco não teve nenhuma manifestação, pelo contrário, os jogadores que estão se alternando no treinamento e na comunicação, no contato que a gente teve é todo mundo entendendo a situação – afirmou Raí, diretor-executivo de futebol do São Paulo, ao GloboEsporte.com.

A Medida Provisória 936 apresentada no início de abril pelo governo federal autoriza os empregadores a reduzir salários e jornadas de trabalho por até 90 dias ou suspender contratos de trabalho por até 60 dias, com direito a estabilidade temporária do empregado e recebimento de benefício emergencial.

A redução de jornada e salário pode ser de 25%, 50% ou 75% por acordo individual e até de 100% para acordo coletivo.

Veja abaixo a situação de cada time da Série A:

Athletico

O Furação não informa se estuda algum tipo de medida semelhante. Até agora, o clube não se movimentou neste sentido.

Atlético-GO

O Dragão teve conversas preliminares, mas ainda não concluiu a negociação. Segundo o clube, o elenco saiu de férias até o fim de abril ainda sem sofrer qualquer redução salarial. A diretoria aguarda o retorno dos atletas para finalizar o acerto. A redução deve variar de 30% a 50% e vai durar até a retomada dos jogos.

Atlético-MG

Em 29 de março, o Galo informou via nota oficial que cortaria em até 25% os salários dos colaboradores, isso em uma escala pré-definida. Quanto maior o salário, maior o corte. Até o momento, a redução não incide nos direitos de imagem dos jogadores e comissão técnica. Não há prazo para a duração.

Bahia

O Tricolor reduziu em 25% os salários de jogadores, comissão técnica e diretoria. A medida foi anunciada esta semana pelo presidente do clube, Guilherme Bellintani. Os salários só voltarão a ser pagos normalmente quando os jogadores retornarem. Além da redução dos salários de jogadores, comissão e diretoria, o presidente anunciou que o próprio salário será suspenso enquanto durar a pandemia. Ele só volta a receber após a retomada do futebol.

Botafogo

O Alvinegro é um dos clubes brasileiros que optaran por não cortar salários ainda e vai pagar integralmente os vencimentos de março e abril. Terminadas as férias nesta quinta-feira, os dirigentes vão se reunir para analisar novamente essa situação. A partir de agora, a tendência é que cheguem a um acordo com os atletas para uma redução. Recentemente, o meia japonês Keisuke Honda usou seu Twitter para se manifestar a favor da diminuição dos salários.

Bragantino

O Bragantino optou por manter os salários integrais de jogadores e funcionários durante a paralisação. Prevendo queda na receita, o clube preferiu reduzir custos de outros setores. Um deles, segundo Thiago Scuro, é a contratação de atletas. No início do ano, a equipe investiu mais de R$ 80 milhões em reforços. Para o Brasileirão, o clube deve colocar o pé no freio ao buscar novos jogadores.

ICFUT – 10 Filmes de Futebol disponíveis no Netflix para assistir na Quarentena

Para Sempre Chape

A história da Chapecoense, que subiu da quarta para a primeira divisão do futebol brasileiro. No final de 2016, quando o time voava para a Colômbia para disputar a final da Copa Sul-Americana, seu avião caiu poucos minutos antes de chegar ao destino.

Verão de 92

Uma zebra das mais inesperadas leva a seleção dinamarquesa de futebol à final europeia, mas agora a equipe precisa dar duro para ter alguma chance de vencer o campeonato.
Data de lançamento: agosto de 2015 (Dinamarca)
Direção: Kasper Barfoed
Indicações: Prêmio Bodil – Melhor Ator, MAIS
Prêmios: Prêmio Robert de Melhor Ator
Música composta por: Lorne Balfe, Jeppe Kaas

Um Time Bem Diferente

Maxime Belloc é um jogador de futebol profissional considerado o melhor do campeonato. Mas tudo isso muda quando, em um momento de ira, ele sofre um acidente e quebra a perna. Forçado por sua agente a dar um tempo na carreira, Maxime tem seus contratos cancelados e se vê obrigado a voltar para a casa de seu pai, com quem não falava há mais de 15 anos. Em sua cidade natal, ele acaba redescobrindo os valores de sua família e resolve dar um novo rumo para sua vida.
Data de lançamento: 16 de março de 2016 (França)
Direção: Thomas Sorriaux
Música composta por: Alexandre Azaria
Roteiro: Sébastien Fechner, Vincent Azé, Clément Michel
Produção: Sébastien Fechner, Maeva Gatineau

River, el más grande siempre

Data de lançamento: 29 de abril de 2019 (mundial)
Direção: Marcelo Altmark, Luis Scalella, Mariano Mucci
Elenco: Pablo Aimar

Boca Juniors – O Filme

Um documentário que relembra os melhores momentos dos 110 anos do time de futebol argentino Boca Juniors, considerado por muitos um dos melhores times do mundo.
Data de lançamento: 27 de agosto de 2015 (Argentina)
Direção: Rodrigo H. Vila
Roteiro: Rodrigo H. Vila
Edição: Luciano Origlio
Música composta por: Diego Vila, Pablo Vila

Santo Time – Holy Goalie

Data de lançamento: 5 de janeiro de 2018 (Espanha)
Direção: Curro Velázquez
Canção original: Que baje Dios y lo vea
Produtora: Morena Films
Roteiro: Curro Velázquez, Mauricio Romero

Meu Tricolor de Aço

Completando 100 anos de existência no ano de 2018, o Fortaleza Esporte Clube é considerado, além de um respeitado time de futebol, um patrimônio cultural do Ceará e da vida de centenas de jogadores e torcedores. Remontando a trajetória repleta de glórias, derrocadas e alegrias, dirigentes, empresários e apaixonados pelo Fortaleza prestam emocionados depoimentos sobre uma história que começou a ganhar forma ainda em 1912.
Data de lançamento: 6 de dezembro de 2018 (Brasil)
Direção: Tibico Brasil, Valdo Siqueira, Glauber Filho

Lusers

Um peruano, um argentino e um chileno embarcam em uma viagem de carro para assistir à final da Copa do Mundo no Brasil. Eles acabam perdidos no meio da floresta Amazônica e enfrentam muitas confusões.
Data de lançamento: 1 de outubro de 2015 (mundial)
Direção: Ticoy Rodriguez
Música composta por: Angelo Pierattini
Produção: Carlos Alcántara
Roteiro: Fernando Castets

Bola na Rede

A jovem Cory Bailey entra em uma academia de futebol, e acaba competindo com a estrela do esporte, Edie, que dificulta a sua vida. Como sua escola é sede do Torneio Nacional de Futebol, Cory está determinada a vencer a equipe da rival na final.
Data de lançamento: 11 de abril de 2019 (Queensland)
Direção: Louise Alston
Música composta por: Angela Little
Produção: Steve Jaggi
Escrito por: Casie Tabanou, Alison Spuck McNeeley

Forever Pure

Traduzido do inglês-Forever Pure é um documentário de 2016 Reino Unido-Israel, de Maya Zinshtein. O filme é dirigido por Maya Zinshtein e produzido por Geoff Arbourne e Maya Zinshtein, co-produzido por Torstein Grude e Alan Maher, e Executive produzido por John Battsek e Nicole Stott.

ICFUT – Em Clássico Rei histórico, Ceará bate Fortaleza pelo Campeonato Brasileiro

Fonte: Gazetaesportiva.net

Depois de 26 anos sem se encontrar na Série A, Ceará e Fortaleza disputaram o Clássico Rei neste sábado, no Castelão, e o Alvinegro se deu melhor. O Vozão bateu o Leão por 2 a 1 em confronto válido pela abertura da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O placar foi todo construído na primeira etapa. Thiago Galhardo e Felippe Cardoso aproveitaram falhas do Tricolor para abrir 2 a 0 com 17 minutos de jogo. A equipe comandada por Rogério Ceni conseguiu diminuir, em cobrança de pênalti de Juninho, no fim da 1ª etapa, mas a reação parou por aí.
Com o resultado, o Ceará subiu para a 9ª colocação com 17 pontos conquistados. A equipe alvinegra ficou provisoriamente três pontos atrás do G6. Já o Fortaleza se manteve provisoriamente na 14ª posição com 14 pontos. A equipe não corre riscos de entrar na zona de rebaixamento nesta rodada, mas pode perder um lugar na tabela caso o Vasco vença o CSA neste domingo

As equipes voltam a campo na próxima rodada, em confrontos válidos pela 14ª do Brasileirão. O Ceará recebe a Chapecoense no sábado, às 17h (horário de Brasília), enquanto o Fortaleza visita o CSA na segunda-feira, às 20h (horário de Brasília).

O jogo – O 1º tempo fez jus a expectativa gerada pelo clássico. Em jogo enérgico e muito disputado, o Ceará conseguiu capitalizar encima dos erros da defesa do Fortaleza para abrir boa vantagem no placar.

Aos 14 minutos, Leandro Carvalho recebeu de Fabinho na área, foi para o fundo e achou Thiago Galhardo livre na pequena área, após erro crasso de marcação da defesa tricolor. O atacante só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes.

Aproveitando o clima de festa no estádio após o primeiro tempo e a desatenção dos tricolores. o Vozão rapidamente ampliou o marcador. Aos 16 minutos, após cobrança de escanteio de Ricardinho, Felippe Cardoso subiu antes que todo mundo para marcar o segundo de cabeça.

Precisando correr atrás do placar, a já ofensiva equipe de Rogério Ceni se lançou ainda mais para frente. A estratégia funcionou quando André Luiz foi derrubado por Luiz Otávio e Heber Roberto Lopes assinalou pênalti polêmico após consulta do VAR. Na cobrança, Juninho bateu firme no lado esquerdo e diminuiu a vantagem.

Na segunda etapa, os ânimos se acalmaram um pouco mais, mas o Fortaleza seguiu em busca do gol de empate. A principal chance veio aos 10 minutos, quando Romarinho acionou André Luis com precisão em profundidade, o atacante ficou livre na cara do gol mas bateu encima de Diogo Silva. Aos 34, Carlinhos recebeu cruzamento de Mariano Vázquez e testou firme para grande defesa do arqueiro rival.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2×1 FORTALEZA

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 03 de agosto de 2019, sábado
Horário: 19h (Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Éder Alexandre (SC)
VAR: Grazianni Maciel Rocha (RJ), auxiliado por Dyorgines José Padovani (ES) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões Amarelos: Valdo, Samuel Xavier e Wescley (Ceará); Carlinhos (Fortaleza)
Cartões Vermelhos: Carlinhos (Fortaleza)
Gols: Thiago Galhardo, aos 14 minutos do 1º tempo, e Felippe Cardoso, aos 17 minutos do 1º tempo, para o Ceará; Juninho, aos 46 minutos do 1º tempo, para o Fortaleza

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Ricardinho e Lima (Fernando Sobral); Thiago Galhardo (Pedro Ken), Felippe Cardoso e Leandro Caravalho (Wescley)
Técnico: Enderson Moreira

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho e Romarinho (Edinho); Osvaldo (Mariano Vázquez), André Luis (Kieza) e Wellington Paulista
Técnico: Rogério Ceni

 

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL SÉRIE B – 2018 – 2º RODADA

Boa esporte 0 x 2 Fortaleza – Serie B 17/04/2018

Coritiba 1 x 0 Atlético GO – Serie B 17/04/2018

Juventude 1 x 1 Oeste – Serie B 17/04/2018

São Bento 2 x 1 CSA – Serie B 20/04/2018

Paysandu 1 x 0 Londrina – Serie B 20/04/2018

Guarani 2 X 0 Sampaio Corrêa – Série B- 21/04/2018

Avaí 2 X 2 Brasil de Pelotas-Série B- 21/04/2018

Goiás 0 x 2 Figueirense-Série B- 21/04/2018

CRB 0x1 Vila Nova-Série B- 21/04/2018

Criciúma 0 X 1 Ponte Preta-Série B- 21/04/2018

 

Classficação

Serie B 2018 

J V E D GM GS Dif. Pts
1 Fortaleza 2 2 0 0 4 1 +3 6
2 Figueirense 2 2 0 0 4 1 +3 6
3 Paysandu 2 2 0 0 2 0 +2 6
4 Vila Nova 2 2 0 0 2 0 +2 6
5 Oeste 2 1 1 0 3 1 +2 4
6 São Bento 2 1 1 0 3 2 +1 4
7 Guarani 2 1 0 1 3 2 +1 3
8 CSA 2 1 0 1 3 3 +0 3
9 Atlético GO 2 1 0 1 3 3 +0 3
10 Sampaio Corrêa 2 1 0 1 2 2 +0 3
11 Londrina 2 1 0 1 1 1 +0 3
12 Ponte Preta 2 1 0 1 1 1 +0 3
13 Coritiba 2 1 0 1 1 2 -1 3
14 Brasil de Pelotas 2 0 2 0 3 3 +0 2
15 Avaí 2 0 1 1 2 3 -1 1
16 Juventude 2 0 1 1 2 3 -1 1
17 Criciúma 2 0 0 2 2 4 -2 0
18 Goiás 2 0 0 2 1 4 -3 0
19 CRB 2 0 0 2 0 3 -3 0
20 Boa 2 0 0 2 0 3 -3 0

ICFUT – BRASILEIRO SÉRIE B – 2018 : Boa Esporte (MG) 0x2 Fortaleza (CE)

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 0 X 2 FORTALEZA

Local: Melão, Varginha (MG)
Data: 17 de abril de 2018, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Roger Goulart (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Cartões amarelos: Gustavo Geladeira (Boa) Matheus Inácio, Bruno Melo, Derley (Fortaleza)

GOLS:
Fortaleza:
Bruno Melo, aos 10, e Edinho, aos 35 minutos do 2T

BOA ESPORTE: Fabrício; Caíque, Gustavo Geladeira, Artur Jesus e Christiano; Amaral, Machado (Douglas Baggio), William Schuster (Genesis), Jhon Cley e Alyson; William Barbio (Igor Catatau).
Técnico: Sidney Moraes

FORTALEZA: Matheus Inácio; Tinga, Diego Jussani, Adalberto (Ligger) e Bruno Melo; Jean Patrick, Derley, Osvaldo (Leonan), Edinho (Leonan) e Dodô; Gustavo.
Técnico: Rogério Ceni

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL SÉRIE B – 2018 – 1º RODADA

Fortaleza 2 x 1 Guarani – BRASILEIRÃO (SÉRIE B)

Oeste 2 x 0 CRB – Brasileiro Série B

Atlético GO 3 x 2 Criciúma – Brasileiro Série B 2018

Figueirense 2 x 1 Juventude | Série-B 2018

Brasil de Pelotas 1 x 1 São Bento – Brasileiro Série B 2018

Vila Nova 1×0 Avaí – Brasileirão Série B 2018

CSA 2 X 1 Goiás – Série B – 2018

Londrina 1×0 Boa Esporte – Brasileirão Série B 2018

Sampaio Corrêa 2×0 Coritiba – Série B 2018

Ponte Preta 0x1 Paysandu – Série B 2018

 

Classificação P J V E D SG G GC %
Oeste  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Sampaio Corrêa  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Atlético-GO  
3 1 1 0 0 1 3 2 100.0
CSA  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Figueirense  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Fortaleza  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Vila Nova  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Londrina  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Paysandu  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Brasil de Pelotas  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
São Bento  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
Criciúma  
0 1 0 0 1 -1 2 3 0
Goiás  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Guarani  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Juventude  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Ponte Preta  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Avaí  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
BOA  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Coritiba  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0
CRB  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0

ICFUT – CEARENSE 2018 – Ceará Bicampeão Cearense 2018.

Ficha técnica

Fortaleza 1 x 2 Ceará
Castelão – 16 horas

Fortaleza
Matheus Inácio; Adalberto, Diego Jussani e Ligger (Jean Patrick); Tinga (Edinho), Pablo (Alan Mineiro), Derley e Bruno Melo; Felipe, Gustavo e Osvaldo. Técnico: Rogério Ceni

Ceará
Éverson; Pio, Valdo (Rafael Pereira), Luiz Otávio e Romário; Juninho e Raul; Wescley (Roberto), Ricardinho e Felipe Azevedo (Rafael Carioca); Arthur Cabral . Técnico: Marcelo Chamusca

Cartões amarelos: Adalberto, Felipe, Jussani e Derley (FOR); Arthur, Pio, Rafael Pereira e Felipe Azevedo (CEA)

Público pagante: 39.920

Não pagante: 1.000

Renda: R$ 990.904,00