Bélgica e Costa do Marfim podem Dar trabalho na copa de 2014

Hoje estou aqui para lembrar de algumas seleções nessa copa de 2014 que podem  chegar muito Longe e atrapalhar os planos das grandes equipes.

Bélgica e Costa Do Marfim

 Bélgica tem um grande elenco  com jogadores diferenciados como: Romelu Lukaku do (Everton), Eden Hazard (Chelsea), Adnan Januzaj (Manchester United),  Marouane Fellaini (Manchester United), Vincent Kompany (Manchester City), Daniel Van Buyten (Bayern de Munique), Thibaut Courtois (Atlético de Madri) todos jogadores titulares nos seus clubes e com muita vontade de conquistar algo a mais na copa. seleção-da-bélgica-copa-de-2014

 

 

 

 

 

 

Não podemos esquecer da Costa Do Marfim que vem com alguns jogadores de alto nível como:  Yaya Toure (Manchester City), Didier Drogba (Galatasaray), Gervinho (Roma), Giovanni Sio (Basel), Kolo Toure (Liverpool), Geoffroy Serey Die (Basel) nesse elenco tem jogadores rodados que podem fazer a diferença numa copa do mundo. seleção-costa-do-marfim-copa-2014

 

 

 

 

 

Portanto essas duas seleções são equipes esquecidas que podem facilmente vencer seleções como Italia, Inglaterra, Uruguai, França e Holanda até mesmo as seleções favoritas ao titulo, pois todos sabem que no futebol tudo é possível.

Por Cezar Alvarenga – Seleção Brasileira é convocada para a Copa 2014.

Nesta manhã foi convocada por Luis Felipe Scolari, os jogadores que representarão a seleção brasileira na Copa de 2014. Os convocados são:

 

Goleiros

Jéferson (Botafogo)

Júlio César (Toronto)

Victor (Atlético-MG)

 

Zagueiros

Dante (Bayern Munique)

David Luis (Chelsea)

Henrique (Nápoli)

Tiago Silva (Paris Saint Germain)

 

Laterais

Daniel Alves (Barcelona)

Maicon (Roma)

Marcelo (Real Madrid)

Maxwell (Paris Saint Germain)

 

Meio-Campo

Fernandinho (Manchester City)

Hernanes (Internazionale)

Luis Gustavo (Wolfsburg)

Oscar (Chelsea)

Paulinho (Tottenham)

Ramires (Chelsea)

William (Chelsea)

 

Atacantes

Bernard (Shakhtar Donetsk)

Fred (Fluminense)

Hulk (Zenit)

Jô (Atlético-MG)

Neymar (Barcelona)

 

 

 

ICFUT – OS SIMPSONS – EPISÓDIO COMPLETO LEGENDADO DA COPA DO MUNDO NO BRASIL

Ontem passou um episódio de Os Simpsons, exibido pela Fox, nos Estados Unidos, onde pela segunda vez a história é passada no Brasil, durante a Copa do Mundo.

O chefe da família Simpson vem para o Brasil com a família para um período de treino para exercer a função de juiz de futebol. Durante o episódio conhecem vários pontos turísticos da cidade de São Paulo, como a Ponte Estaiada e a Catedral da Sé. Escândalos de corrupção, cartazes sobre as manifestações realizadas durante a Copa das Confederações e a Floresta Amazônica sendo desmatada são temas retratados na série. Em uma das cenas, uma faixa chama a atenção. ‘Bem-vindos ao Brasil! Arruaceiros, por favor tumultuem o Paraguai.’

Depois, o patriarca da família Simpson sofre com a pressão de mafiosos sul-americanos para manipular os resultados das partidas da Copa. Mesmo assim, não cede a pressão e o Brasil acaba perdendo para a Alemanha por 2 a 0 na grande final.

Veja o episódio completo legendado de Os Simpsons na Copa do Mundo do Brasil. ASSISTA AQUI http://www.videosdodia.com/os-simpsons-episodio-completo-da-copa-do-mundo-no-brasil

Retirado de : http://www.videosdodia.com/os-simpsons-episodio-completo-da-copa-do-mundo-no-brasil/

 

Por Cezar Alvarenga – Presidente da CBF, José Maria Marin, dá indícios de que barrou Ronaldinho e Ramires na Seleção.

Fonte: Yahoo! Esportes

Presidente Marin pede para que partida seja na Arena Independência (Foto: Reprodução CBF)

Mesmo após o título da Copa das Confederações, a comissão técnica da Seleção deixou claro que o grupo para a Copa do Mundo ainda está aberto para novos jogadores. E o presidente da CBF, José Maria Marín, seguiu pelo mesmo caminho, mas com ressalvas. Segundo o mandatário, os atletas devem demonstrar comprometimento para ter chance de jogar na Seleção Brasileira.

Em entrevista ao jornal O Globo, Marín deu a entender que jogadores como Ramires e Ronaldinho estão longe de retornar à Seleção. Tudo por conta de atos de indisciplina dos dois atletas. Sobre Ramires, o presidente foi enfático e deixou claro que não gostou das atitudes do jogador.

“A Seleção está de portas abertas para todo jogador brasileiro, mas mediante certas condições e desde que o comprometimento seja total. Teve um jogador que deu prioridade a um jantar. Não cito nome. Mas a mulher dele ainda disse que a seleção era uma máfia, porque ele não foi mais convocado”, disse Marín, em clara referência a Ramires e sua esposa.

O mandatário também comentou sobre a situação de Ronaldinho, que chegou atrasado na apresentação da Seleção em Belo Horizonte. Marín destacou o fato do jogo contra o Chile ter acontecido na cidade em que o craque reside no momento. Ainda assim, Ronaldinho chegou alguns minutos depois do horário combinado.

“Você me convida para um jantar na sua casa. Eu chego à sua casa, e você não está. Eu espero, e você, que é o anfitrião, é o último a chegar. A Seleção vai jantar e quem é o último a chegar? O anfitrião. Não dá!”, finalizou.

Com tudo isso, parece que Ramires e Ronaldinho terão dificuldades de voltar ao grupo montado por Felipão. O técnico preza muito pelo comprometimento e, ao que tudo indica, os dois episódios ainda não foram superados.

Por Cleber Aguiar – Mano é apenas o técnico ‘atual’ da seleção, diz Marin

Fonte: Folha de São Paulo

Presidente diz que o ideal para a seleção é ter atletas como Neymar ao lado de jogadores consagrados

FERNANDO RODRIGUES DE BRASÍLIA

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, evita falar em Mano Menezes como técnico do Brasil na Copa de 2014. “Ele é o técnico atual da seleção brasileira”, diz.

Em entrevista à Folha e ao UOL, Marin, 80 anos, preferiu não ser assertivo ao analisar o futuro de Mano. Ao mesmo tempo, disse não querer deixar o técnico e os jogadores sob pressão.

Advogado formado pela USP, ex-ponta direita do São Paulo e político paulista com longa carreira no Estado, Marin assumiu a CBF em março deste ano, depois de a entidade ter sido comandada 23 anos por Ricardo Teixeira.

Conservador, Marin apoiou a ditadura militar (1964-1985). Hoje, é filiado ao PTB. Na CBF, está revisando contratos da gestão anterior, mas com a ajuda remunerada de Teixeira -que recebe R$ 100 mil mensais.

Para Marin, seria “ideal” tentar “misturar a experiência” de jogadores consagrados com jovens na seleção.

A propósito da fria relação com o governo, explica: Lula “é do futebol”, um “boleiro”. Dilma Rousseff, não.

A seguir, trechos da entrevista feita no último dia 7:

Folha/UOL – O desempenho na Copa das Confederações é importante para Mano Menezes permanecer na seleção?

José Maria Marin – Quando cheguei à presidência da CBF, o técnico já estava escolhido. Demos um voto de confiança. Não se trata apenas da Copa das Confederações. Toda a partida é importante para observação, para análise e para a conclusão. Ele é o técnico atual da seleção brasileira. Não posso raciocinar em termos de hipóteses. Não quero que os jogadores e a comissão técnica estejam trabalhando sob pressão.

A seleção está em formação…

Está ocorrendo uma coisa muito boa. Jogadores que já jogaram na seleção estão conversando comigo, colocando-se à disposição.

Quem?

O Ronaldinho, por exemplo. Eu o encontrei em Porto Alegre, na véspera do jogo entre Atlético-MG e Inter.Veio em minha direção e de maneira alegre, totalmente à vontade, disse: “Ô, presidente, eu estou à disposição”.

Jogadores mais experientes são necessários numa Copa?

Seria bom. Se nós pudéssemos misturar a experiência desses jogadores consagrados com esses jovens seria bom para um Oscar, para um Neymar. Seria ideal. Mas quem decide é o técnico.

O calendário brasileiro deve ser adaptado ao europeu?

De forma nenhuma. Não se pode desejar fazer um calendário brasileiro moldado em calendário europeu. O nosso país é um continente.

Algo pode ser aperfeiçoado?

Precisamos estudar uma forma de, no período da seleção em amistosos, não convocar mais do que um jogador de cada clube.

Essa proposta não alivia o Santos, que sempre tem Neymar convocado…

O Neymar tem satisfação em jogar pelo Santos. Mas ele tem uma alegria enorme em defender a seleção.

E se o time preferir não ceder?

Direito do clube. Se algum filiado à CBF não desejar que um atleta seu seja convocado, mande uma carta para mim dizendo isso textualmente.

O clube não será punido?

Não. Nenhuma punição.

O sr. é presidente da CBF e também do Comitê Organizador da Copa. O senhor vê conflito de interesses?

Não existe conflito. Mas não fui eu que criei essa situação. Eu cheguei e já existia.

Ronaldo expressou interesse em ser dirigente, até presidir a CBF. O que sr. acha?

O Ronaldo é um vencedor. Como atleta, como empresário. Um homem respeitado no mundo inteiro.

Vê com simpatia o nome dele?

O Ronaldo dirigente, em qualquer sentido, me agrada.

Na CBF?

Ele pode ser de clube, de federação, de CBF.

Contratos da gestão anterior à sua na CBF estão sendo revistos e analisados?

Estamos estudando. Temos chamado alguns patrocinadores. Você já deve saber, a TAM deixará de nos patrocinar. Já estamos em entendimento com outras empresas.

Continua em vigor o contrato de consultoria de Ricardo Teixeira com a CBF?

Continua. Temos muitos contratos que continuam sendo examinados. Tem que haver uma consulta quase que constante [a Teixeira] para sabermos minúcias que precisam ser esclarecidas.

O valor do contrato dele é de R$ 100 mil reais mensais?

É mais ou menos isso.

Será mantido?

Neste ano devemos acabar de fazer análise de todos os contratos. Encerrando o período de exame dos contratos, eu acredito que, no próximo ano, não haverá necessidade.

Por que a CBF não é mais transparente a respeito de salários e custos da entidade?

Nós temos auditoria na CBF. As contas são julgadas por uma assembleia geral, apresentadas aos presidentes de 27 federações, aos presidentes de clubes. Não é uma coisa fechada, sigilosa.

Não seria melhor na internet?

Mas a maioria ou a totalidade dos patrocinadores [tem] uma condição de confidencialidade. Se nós fizermos isso com um, nós vamos afugentar a maioria.

É fria a relação entre CBF e o Palácio do Planalto?

Nós temos o maior respeito e admiração pela presidente [Dilma Rousseff]. Estamos integrados. Cada um trabalha de um lado. O COL está lado a lado.

Em outras épocas o presidente da CBF tinha encontros regulares com o presidente da República…

Isso é fácil de explicar. O ex-presidente Lula eu respeitosamente chamo de boleiro. O Lula é do futebol. Adora o futebol. Frequenta estádio. Não é torcedor de véspera. Não é apenas um corintiano fanático. Há uma diferença muito grande. O ex-presidente sempre estava ligado. Porque ele é boleiro.

Dilma não é boleira?

Não… Mas veja, ela, naturalmente, deve gostar de outro esporte e a gente respeita.

Que avaliação o sr. faz do governo Dilma Rousseff?

É um governo de continuidade. O governo Lula foi muito bom.

Em quem o sr. votou para a presidente em 2010?

Olha, eu estou com os meus 80 anos, a minha memória nem anda boa, viu?

Quando o sr. foi deputado estadual, fez discursos que podem ter ajudado no processo que levou à prisão e depois à morte do jornalista Vladimir Herzog, da TV Cultura?

Pura intriga.

Por quê?

Fui o governador [de São Paulo] que extinguiu o Dops [Departamento de Ordem Política e Social].

O sr. fez um discurso duro contra a TV Cultura justamente na época em que Vladimir Herzog foi preso. É uma coincidência: o seu discurso e, depois, a prisão…?

Torno a insistir: é intriga. Não tive nada a ver com isso.


Mas o sr. não era um crítico da TV Cultura na época?

Eu era deputado. Hoje, sou presidente da CBF. Querer fazer um julgamento do atual presidente da CBF invocando coisas do passado do qual não posso ser acusado de nada é uma intriga.

O sr. tinha críticas sobre como a TV Cultura era comandada?

Poderia até eventualmente fazer alguma crítica a um organismo, a uma empresa. Mas não procurar atingir uma pessoa. Procure na minha vida se eu alguma vez procurei atingir individualmente alguma pessoa ou a honra de alguém. Sempre fui um homem conhecido pela conciliação, pela concórdia e também pela tolerância.

Primeiro, começaram dizendo que eu, José Maria Marin, tinha me apoderado de uma medalha. Para me desestabilizar antes de eu tomar posse da CBF.

Uma medalha…

Agora, vem essa infâmia. Por quê? Porque não encontraram nada, absolutamente nada para me criticar como dirigente de futebol.

Por Cezar Alvarenga – Seneme é o único arbitro brasileio na lista para a Copa de 2014.

Fonte: UOL Esportes

A Fifa divulgou nesta terça-feira a lista com os 52 árbitros pré-selecionados para a Copa do Mundo de 2014, que acontece no Brasil, com um representante do país-sede da competição: o paulista Wilson Luiz Seneme.

Todos participarão de seminário em Zurique até o próximo dia 28. Além do brasileiro, outro nome de destaque na lista é o do inglês Howard Webb, que comandou a decisão da Copa da África do Sul, em 2010, entre Espanha e Holanda.

Além de Seneme, foram pré-selecionados os auxiliares Alessandro Rocha Matos, da Bahia, e Emerson de Carvalho, de São Paulo.

Confira a lista dos 52 árbitros pré-selecionados pela Fifa para a Copa do Mundo de 2014:.

Uefa (19):.

Felix Brych (ALE).

Cüneyt Cakir (TUR).

Mark Clattenburg (ING).

Jonas Eriksson (SUE).

Viktor Kassai (HUN).

Pavel Kralovec (RTC).

Bjorn Kuipers (HOL).

Stéphane Lannoy (FRA).

Milorad Mazic (SER).
Svein Oddvar Moen (NOR).

Pedro Proença (POR).

Nicola Rizzoli (ITA).

Gianluca Rocchi (ITA).

Damir Skomina (ESL).

Wolfgang Stark (ALE).

Craig Thomson (ESC).

Alberto Undiano Mallenco (ESP).

Carlos Velasco Carballo (ESP).

Howard Webb (ING).

Conmebol (10):.

WILSON LUIZ SENEME (BRA).

Diego Abal (ARG).

Antonio Arias (PAR).

Víctor Carrillo (PER).

Raul Orosco (BOL).

Enrique Osses (CHI).

Wilmar Roldan (COL).

Roberto Silvera (URU).Juan Soto (VEN).

Carlos Vera (EQU).

Concacaf (7).

Joel Antonio Aguilar Chucas (ESA).

Roberto García Orozco (MEX).

Mark Geiger (EUA).

Walter Alexander López Castellanos (GUA).

Jair Antonio Marrufo (EUA).

Roberto Moreno Salazar (PAN).

Marco Antonio Rodríguez Moreno (MEX).

AFC – Ásia (7):.

Ali Hamad Albadwawi (EAU).

Khalil Ibrahim Al-Ghamdi (ARA).

Alireza Faghani (IRI).

Ravshan Irmatov (UZB).

Yuichi Nishimura (JAP).

Nawaf Abdulla Ghayyath Shukralla (BRN).Benjamin Jon Williams (AUS).

CAF – África (7)

Neant Alioum (CAM).

Daniel Bennett (AFS).

Badara Diatta (SEN).

Noumandiez Desire Doue (COM).

Bakary Papa Gassama (GAM).

Djamel Haimoudi (ALG).

Slim Jedidi (TUN).

OFC – Oceania (2).

Norbert Hauata (TAT).

Peter O’Leary (NZL).

Por Cleber Aguiar – Site faz campanha para mais 1 jogo no Maracanã do Brasil em 2014.

http://www.oriomerecemaisumjogo.com.br/

O Maracanã

flash template default photoO Maracanã, estádio mais famoso do mundo, local de grandes momentos do futebol brasileiro e mundial, como o milésimo gol do Pelé, clássicos entre os maiores times do Brasil e palco dos maiores jogadores de todos os tempos, brasileiros e estrangeiros. Além da sua importância esportiva, o Maracanã está entre um dos pontos turísticos mais visitados do país, sendo o local escolhido para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016.

O Rio de Janeiro, devido a sua importância no futebol nacional, incluindo a qualidade da infraestrutura, a diversidade de acomodações e atividades disponíveis na cidade foi escolhido como o Centro de Imprensa da Copa de 2014. Cabe ressaltar que, só isso já seria o suficiente para o Maracanã ter mais de um jogo da Seleção Brasileira. A própria FIFA nos dá mais um grande argumento, ao analisarmos atentamente a tabela das últimas Copas (México – 86, Itália – 90, EUA – 94, França – 98, Alemanha – 2006, África do Sul – 2010), onde a mesma procurou direcionar a tabela para que o principal estádio do país tivesse até 6 jogos da seleção nacional.

INEXPLICAVELMENTE na Copa do Mundo do Brasil de 2014, a FIFA não adotou o mesmo critério das últimas copas, ou seja, o principal estádio do país sede, o Maracanã, poderá não ter o privilégio de ter um jogo da Seleção Brasileira, caso a mesma não chegue a final

A FIFA INEXPLICAVELMENTE privilegiou a cidade de Fortaleza, definindo que além do jogo da seleção Brasileira na fase de grupos no dia 17/06, Fortaleza terá um segundo jogo se a seleção chegar as quartas de final, independente da colocação na fase de grupos (1º ou 2º), enquanto o Rio de Janeiro nenhum

Com todo respeito que a cidade de Fortaleza merece, não é justo que o Rio de Janeiro, com toda sua tradição e história no futebol, realize apenas uma partida, caso chegue a final. Como na atual tabela da FIFA Fortaleza já está contemplada com um jogo (dia 17/06), nada mais justo que o Rio de Janeiro, ocupe na tabela a posição da cidade de Fortaleza nos jogos posteriores: dia 29/06 (Brasil 2º colocado na fase de grupos) ou dia 04/07 (Brasil 1º colocado na fase de grupos).

AS AÇÕES

O PROJETO “O RIO MERECE MAIS UM JOGO DO BRASIL” realizará várias ações, com o intuito de corrigir tal INJUSTIÇA. Tendo como principal evento o ABRAÇO AO ESTÁDIO MAIS FAMOSO DO MUNDO – O MARACANÃ, dia 14 de janeiro a partir das 09:00 hrs.

Estudo das Últimas 7 Copas

Copa do México (1986):
Principal Estádio – Azteca (Cidade do México);
Quantidade de jogos da Seleção Mexicana no estádio – 4 jogos;
Obs: Se a Seleção Mexicana chegasse a final seriam 5 jogos.
Copa da Itália (1990):
Principal Estádio – Stadio Olimpico (Roma);
Quantidade de jogos da Seleção Italiana no estádio – 5 jogos;
Obs: Se a Seleção Italiana chegasse a final seriam 6 jogos.
Copa dos Estados Unidos (1994):
Principal Estádio – Rose Bowl Stadium (Los Angeles);
Quantidade de jogos da Seleção Americana no estádio – 2 jogos;
Obs: Se a Seleção Americana chegasse a final seriam 4 jogos.
Copa da França (1998):
Principal Estádio – Stade de France (Saint-Denis);
Quantidade de jogos da Seleção Francesa no estádio – 4 jogos;
Obs: A Seleção Francesa chegou a Final realizando no total 4 jogos.
Copa do Japão/Coréia do Sul (2002):
Obs: Por ter sido uma Copa realizada em dois países diferentes, não serve de parâmetro.
Copa da Alemanha (2006):
Principal Estádio – Estádio Olímpico (Berlim);
Quantidade de jogos da Seleção Alemã estádio – 2 jogos;
Obs: Se a Seleção Alemã chegasse a final seriam 3 jogos.
Copa da África do Sul (2010):
Principal Estádio – Soccer City (Johanesburgo);
Quantidade de jogos da Seleção Sul Africana estádio – 1 jogo;
Obs: Se a Seleção Sul Africana chegasse a final seriam 3 jogos.

DEPOIMENTOS

Copa 2014 Seleção só joga no Maracanã se chegar à final.
( Galvão Bueno) Central da Copa do dia 20/10/2011.
PVC analisa tabela do Mundial 2014 e diz que Maracanã sem seleção é um golpe no Copa do Mundo.

Peças da Campanha

flash template default photo

O Mídia impressa
• Tendas de adesão – Abaixo assinado

– 3 atendentes com camiseta da Campanha
– Canetas personalizadas, Folder explicativo, Banner e Cartazes
– Adesivos pequenos, médios e grandes para vidros de carro

• Outdoor, Busdoor e Bikedoor

• Anúncios de jornal e revistas

• Painéis nas principais estações do Metrô

• Painéis nas principais estações de trens da SuperVia
Mídia eletrônica

• Website

• Redes Sociais

– (Facebook – You Tube – Twitter – Orkut)

• Filme de 4′ e 30’’ – YouTube / TV Aberta / TV por Assinatura

• Spots para rádio

Coordenação do Projeto “O RIO MERECE MAIS UM JOGO DO BRASIL”:

Marcello Tijolo (21) 7836-8667
Marcelo Monttero (21) 7850-7861
Renato Gonçalves (21) 9690-9500
Regina Celi
Edson Rosa
Luiz Fernando
Arley Carri
Oscar Berro
Raimundo Nonato
Fabiane Rosa
Yanui Pragana

ICFUT- A um ano da reinauguração, Mineirão entra em fase final de reformas

Fonte:globo.com

De acordo com o governo do estado, terceira etapa custará R$ 654,5 milhões

Contagem regressiva para o fim das obras do Mineirão. Faltam exatamente 365 dias para que o “Gigante da Pampulha”, totalmente renovado, seja entregue aos torcedores no dia 21 de dezembro de 2012. Atualmente, o estádio está na terceira e última fase das obras, que começaram em janeiro de 2010. Entre as principais mudanças estão o rebaixamento do gramado em 3,4 metros, a cobertura completa das arquibancadas e a construção de uma área de serviços com lojas e restaurantes.

Também está prevista a construção de uma esplanada que liga o estádio ao ginásio do Mineirinho. Para o secretário da Secopa, Sérgio Barroso, a reinauguração do estádio será uma “momento histórico” para os mineiros.

obras mineirao (Foto: Sylvio Coutinho / Divulgação)

– O Mineirão é um dos templos mais sagrados do futebol brasileiro, bem como será uma das arenas mais modernas do país. Sua memória estará preservada tanto no coração do torcedor, como também no futuro museu dedicado ao futebol, que vai abrigar a história dos maiores espetáculos e protagonistas dessa paixão nacional.

O novo Mineirão terá 64 mil lugares, todos com visão completa do gramado. Neste momento, 15% da estrutura das arquibancadas já foi construída. Segundo o governo de Minas Gerais, um dos responsáveis pela gestão do estádio, as obras da terceira fase custarão R$ 654,5 milhões: R$ 426,4 milhões serão destinados para intervenções no estádio, e R$ 228,1 milhões, para as obras da esplanada, anexos e estacionamentos.

O “Gigante da Pampulha” será uma das sedes da Copa das Confederações, em 2013, além da Copa do Mundo, em 2014. No Mundial, o estádio receberá seis partidas, incluindo uma semifinal.

Dois estádios em 2012

Confirmada a previsão de entrega do Mineirão, Belo Horizonte receberá dois estádios reformados em 2012. Isso porque, em fevereiro, está prevista a entrega do Independência, que também passa por reformas. Com o estádio da região do Horto pronto, os clubes de Belo Horizonte – América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro – poderão mandar os jogos lá.

obras mineirao (Foto: Sylvio Coutinho / Divulgação)

Desde meados de 2010, as partidas com mando de campo desses times têm sido disputadas na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. A falta de um estádio na capital foi, inclusive, um dos argumentos das diretorias dos três times para justificar a má campanha em 2011. O América-MG caiu para a Série B, e Atlético-MG e Cruzeiro lutaram contra o fantasma do rebaixamento até as últimas rodadas – a Raposa só escapou no derradeiro jogo, exatamente contra o arquirrival, que foi goleado.

ICFUT- A todo vapor: à exceção de Brasília, obras de estádios não têm recesso

Fonte:globo.com

Operários da capital nacional cumprem dez dias de paralisação por acordo feito após greve. Nos demais da Copa 2014, serão no máximo duas folgas

Se fim de ano é sinônimo de recesso nos clubes brasileiros e até nas empresas de outros ramos, os operários das obras dos estádios que sediarão a Copa do Mundo 2014 passarão longe deste privilégio. Como parte delas corre contra o tempo para cumprir o cronograma inicial, ficou definido que praticamente não vai haver folga no período. Os fins de semana geralmente são dias descanso para os trabalhadores e, desta vez, coincidem com as datas 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Apenas Brasília foge à regra por completo.

Fotos do Estádio Nacional de Brasília (Foto: Divulgação)

O Estádio Nacional interrompe seu processo de construção nesta quinta-feira e só retoma as atividades no dia 2. O acordo foi feito na época da greve, em outubro, por conta de uma exigência do sindicato, já que há muitos operários que não são da capital e visitarão familiares até fora do estado. Nos demais, os que mais se aproximam disso são Salvador e Fortaleza, que darão um dia antes e um dia depois das datas festivas, sob justificativa semelhante. Na Arena Fonte Nova, o expediente também se encerra mais cedo nos dias 23 e 30, como em Cuiabá, onde em ambas as quintas-feiras os funcionários serão liberados horas antes do usual.

Castelão, Mineirão e Nacional de Brasília são os mais adiantados, tendo ultrapassado 40% do total da obra. Com reforma pequena, a Arena da Baixada se atrasou, mas também se diz tranquila quanto ao prazo. Natal e São Paulo correm.

– Vamos aproveitar esse período de chuvas aqui, e em todo Brasil, para facilitar parte dos trabalhos que necessitam de irrigação. Mesmo que estivéssemos ainda mais avançados, não pararíamos por mais tempo – afirmou o coordenador de comunicação em Cuiabá, Eduardo Ricci, em referência aos mais de 35% de avanço na Arena Pantanal.

Das outras seis arenas com obras em andamento (no Beira-Rio, a parceria entre o Inter e a construtora Andrade Gutierrez foi aprovada semana passada, mas a reforma no estádio só recomeçará em cerca de 30 dias), Curitiba e Natal foram as únicas a não confirmar oficialmente o dado. Mas a tendência é seguirem o mesmo caminho do trabalho a todo vapor. Sobretudo a Arenas das Dunas, a mais comprometida em termos de prazo (menos de 15%).

Vale lembrar, no entanto, que Recife e Salvador ainda pleiteam estar na Copa das Confederações, em junho de 2013, e devem provar à Fifa dentro de seis meses que estarão aptos a entregar o trabalho concluído até três meses antes da competição.

obras arenas das dunas (Foto: Fifa.com)

Por Cleber Aguiar – Dilma veta uso de FGTS para obras da Copa

Fonte: O Estado de São Paulo

Autorização havia sido incluída por parlamentares da própria base aliada em medida provisória

TÂNIA MONTEIRO / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

A presidente Dilma Rousseff vetou ontem o usos de recursos do FGTS para financiar obras de infraestrutura ligadas à Copa de 2014 e à Olimpíada de 2016. A autorização para uso do dinheiro havia sido incluída por parlamentares da própria base aliada do Palácio do Planalto em medida provisória que estabelecia a desoneração de impostos para alguns setores da economia.

Além de derrubar o uso do FGTS, a presidente Dilma também vetou outros dois artigos incluídos no texto original da MP durante a tramitação no Congresso. Entre eles está a autorização para propaganda institucional da indústria de cigarros. A nova lei, sancionada ontem, deve ser publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Pela proposta dos deputados e senadores, o Fundo de Investimento do FGTS poderia injetar até R$ 5 bilhões em projetos relacionadas à Copa e à Olimpíada. O dinheiro seria aplicado, por exemplo, no financiamento de obras como aeroportos, metrô, reforma urbanística e até construção de hotéis. O FI-FGTS só não poderia aplicar os recursos na construção de estádios e arenas esportivas.

Desoneração. A presidente Dilma também resolveu tirar o setor de transporte coletivo urbano da lista de segmentos que poderão participar da experiência-piloto de desoneração da folha de pagamento, objetivo inicial da medida provisória. Ainda assim, a lista de beneficiados ficou bem maior do que o estabelecido pela equipe econômica.

A experiência prevê substituir a contribuição patronal sobre os salários por uma alíquota sobre o faturamento das empresas, de 1,5% a 2,5%. O experimento vai até 2014, dois anos a mais do que o prazo estipulado pelo Ministério da Fazenda. A lista de setores que participarão do piloto inclui fabricantes de calçados, software, confecções e até empresas de call center.

Os setores têxtil e mobiliário, que estavam na lista original, foram excluídos do texto em outubro, quando a MP foi votada na Câmara. A exclusão foi feita a pedido das empresas. Na avaliação das entidades, a desoneração proposta pelo governo resultaria, na prática, em mais impostos. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Mobiliário (Abimóvel), apenas duas empresas do setor recolheriam R$ 5 milhões a mais, por ano.