LIBERTADORES 2018 – 1º JOGO DA FINAL – BOCA JUNIORS 2X2 RIVER PLATE

FICHA TÉCNICA

BOCA JUNIORS 2 X 2 RIVER PLATE

BOCA JUNIORS – Rossi; Jara (Buffarini), Izquierdoz, Magallán e Olaza; Nández, Barrios e Pablo Pérez; Pavón (Benedetto), Ábila e Villa (Tevez). Técnico: Guillermo Barros Schelotto.

RIVER PLATE – Armani; Montiel, Maidana, Lucas Martínez (Ignacio Fernández), Pinola e Casco; Palacios, Exequiel Palacios, Enzo Pérez (Zuculini) e Gonzalo Martínez; Lucas Pratto e Borré. Técnico: Matías Biscay (auxiliar).

GOLS – Ábila, aos 33, Pratto, aos 35, e Benedetto, aos 45 minutos do primeiro tempo; Izquierdoz (contra), aos 15 do segundo.

ÁRBITRO – Roberto Tobar (Chile).

CARTÕES AMARELOS – Jara, Villa, Ábila, Tevez, Casco e Borré.

PÚBLICO E RENDA – Não disponíveis.

LOCAL – La Bombonera, em Buenos Aires (ARG).

Anúncios

ICFUT – Libertadores 2018 : Oitavas de final

Os confrontos são os seguintes:

(Os times à esquerda fazem o primeiro duelo em casa)

A: Racing (ARG) x River Plate (ARG)
B: Colo-Colo (CHI) x Corinthians
C: Flamengo x Cruzeiro
D: Estudiantes (ARG) x Grêmio
E: Atlético Tucumán (ARG) x Atlético Nacional (COL)
F: Boca Juniors (ARG) x Libertad (PAR)
G: Cerro Porteño (PAR) x Palmeiras
H: Independiente (ARG) x Santos

ICFUT – LIBERTADORES 2018 – GRUPO 8 : Palmeiras (BRA) 1 X 1 Boca Juniors (ARG)

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 1 BOCA JUNIORES

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 11 de abril de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Mauricio Espinosa (URU)
Renda: R$ 4.426.402,50
Público: 37.192 pagantes
Cartões amarelos: Felipe Melo e Keno (PAL); Magallan (BOC)

GOLS
PALMEIRAS: Keno, aos 44 minutos do segundo tempo
BOCA JUNIORS: Tevez, aos 46 da etapa final

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Guerra) e Lucas Lima (Moisés); Dudu, Keno e Borja (Willian)
Técnico: Roger Machado

BOCA JUNIORS: Rossi; Jara, Goltz (Vergini), Magallán e Fabra; Reynoso (Buffarini), Barrios e Perez; Pavon, Abila e Cardona (Tevez)
Técnico: Guillermo Schelotto

ICFUT–COPA SUL-AMERICANA: Mesmo com um a mais, Boca Juniors é eliminado pelo Independiente

Fonte: gazetaesportiva

O Boca Juniors contou com um jogador a mais desde o começo do segundo tempo, mas não conseguiu derrotar o Independiente em clássico argentino que decidia vaga nas oitavas de final da Copa Sul-americana. Os dois maiores campeões da Libertadores empataram por 0 a 0 na casa do Independiente, que se classificou pelos gols fora de casa marcados no primeiro jogo.

Atrás do resultado após empatar por 3 a 3 em casa na primeira partida, o Boca teve boas chances para marcar no primeiro tempo, principalmente através do atacante uruguaio Santiago Silva, mas o ex-Corinthians não conseguiu converter nenhuma delas.

A principal oportunidade do uruguaio veio aos 15 minutos, quando bateu para fora ao receber livre na área após Viatri disputar a bola aérea. A equipe, porém, chegou a balançar as redes em cabeçada de Burdisso após cobrança de falta aos 27 minutos, mas o tento foi anulado por impedimento.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o zagueiro Eduardo Tuzzio, capitão do Independiente, recebeu o segundo cartão amarelo e deu esperanças ao Boca Juniors.

Mesmo assim, os xeneizes não conseguiram a vitória, com o volante Leandro Somoza desperdiçando a principal chance do segundo tempo aos 32 minutos cabeceando para fora após cobrança de falta.

A partida marcou o primeiro uso da camisa 10 do Boca Juniors após a saída do ídolo Juan Román Riquelme. Leandro Paredes, meia de 18 anos que é considerado seu sucessor, costuma trajar o número 32, mas recebeu a camisa 10 na Sul-americana pela limitação de 23 números. O jogador começou no banco, mas entrou no segundo tempo para estrear o número.

Pelas oitavas de final, o Independiente enfrenta o vencedor do duelo entre Liverpool-URU e Envigado-COL, que empataram por 1 a 1 na primeira partida.

Também nesta quarta-feira, o Nacional-URU deu um passo importante para passar de fase e bateu o LDU de Loja-EQU por 1 a 0 fora de casa com gol de Taborda no primeiro jogo. O confronto, que terá a segunda partida no dia 18 de setembro, decide o adversário do São Paulo nas oitavas de final.

Também disputando as primeiras partidas, o Cerro Porteño empatou por 2 a 2 fora de casa com o Mineiros de Guayana, enquanto a Universidad Católica bateu o Tolima por 2 a 0 em casa.

O zagueiro xeneize Guillermo Burdisso teve um gol anulado por impedimento ainda no primeiro tempo

ICFUT – "Vimos que o Boca não é tudo isso", cutuca diretor do Corinthians

Fonte: gazetaesportiva

O empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, em La Bombonera, animou a diretoria do Corinthians. Na opinião de Roberto de Andrade, o placar mostrou que a equipe argentina não é tão forte, mesmo em casa, como se alardeava.

"O Corinthians tem condições de ganhar desse time. Não vou falar que será fácil, porque não é fácil. Mas vimos que não é tudo isso. O Boca é um grande time, mas não é imbatível", provocou o diretor de futebol.

"Sei que nossa equipe tem muito mais para dar dentro de campo, mas, pelo resultado, está todo o mundo contente. Agora vamos para o Pacaembu. É outro jogo, outra história. Estamos a um gol do título", analisou.

Andrade é um dos dirigentes mais eufóricos com a campanha invicta da equipe na Copa Libertadores. Na semana passada, ele viu o jogo contra o Santos do banco de reservas e vibrou efusivamente com o gol de Danilo e o apito final do árbitro no empate que classificou o Corinthians pela primeira vez à final da competição.

"Nosso time é maduro, sabe se defender e ataca quando dá. Acho que chegou nossa hora, essa é minha opinião", concluiu o diretor, esperançoso quanto ao primeiro título do clube no torneio.

ICFUT – Presidente do Boca ameaça não dar entradas para torcedores corintianos

Fonte: globo.com

Daniel Angelici pede 4.500 ingressos para sua torcida no Pacaembu. Caso não receba, o mandatário diz que as finais podem ser sem visitantes

Torcida, La Bombonera, Fluminense x Boca Juniors (Foto: Rafael Cavalieri / Globoesporte.com)La Bombonera pode não ter nenhum corintiano
(Foto: Rafael Cavalieri / Globoesporte.com)

Assim como ocorreu antes dos duelos diante do Universidad de Chile, a direção do Boca Juniors dá mostras de que irá brigar até o fim para ter o maior número possível de torcedores no jogo da volta da decisão da Libertadores. Nesta sexta-feira, Daniel Angelici, presidente do clube argentino, pediu 4.500 entradas no segundo jogo contra o Corinthians, no Pacaembu, e disse que, se não receber, avaliará se fornecerá ingressos para os corintianos.

– Esperamos que nos deem 4.500 entradas no Brasil. Se nos derem poucas, avaliaremos se jogamos sem visitantes. Estamos dispostos a dar 4.500 entradas ao Corinthians e pedimos o mesmo para o segundo jogo – disse o dirigente a uma emissora de rádio da Argentina.

Na partida contra o Santos, o Corinthians forneceu apenas 1.300 entradas para os torcedores santistas – 3.200 a menos do que o presidente do Boca Juniors está pedindo para os xeneizes.

No duelo da semifinal contra o Universidad de Chile, o Boca também ameaçou não fornecer nenhuma entrada para os torcedores adversários caso não recebesse o que estava pedindo (3 mil ingressos) para o jogo no Chile. Os dois clubes discutiram e, no final, Angelici saiu com o que pedia.

O Boca Juniors começou a vender nesta sexta-feira os ingressos para os sócios do clube. O preço das entradas variam de 120 pesos (cerca de R$ 60) até 300 pesos (cerca de R$ 150).

A assessoria de imprensa do Corinthians confirmou que, até o fim do dia desta sexta-feira, o Boca Juniors ainda não havia confirmado a carga total de ingressos que será destinada ao torcedor corinthiano na primeira partida da final, em Buenos Aires,a na próxima quarta.

ICFUT–LIBERTADORES: Boca Juniors vence e abre vantagem na fase semifinal

Fonte: futebolinterior

Boca fez 2 a 0 sobre o Univesidade do Chile, em Buenos Aires

São Paulo, SP, 14 (AFI) – Um dos clubes mais temidos e respeitados na CopaLibertadores, com nada menos que seis títulos, o Boca Juniors ficou mais próximo de se classificar para mais uma final da competição continental ao derrotar a Universidad de Chile por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, no duelo de ida das semifinais.

Com o resultado, o Boca Juniors pode até perder por um gol de diferença na partida de volta, na próxima quinta, desta vez no estádio Nacional, em Santiago, para avançar à decisão. Caso perca por dois gols de diferença, mas marcando gol, o clube argentino também se classifica. Um novo 2 a 0, mas para a Universidad de Chile, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Em campo, com as presenças ilustres de várias personalidades – entre eles o craque Diego Maradona, os atacantes Carlitos Tevez e Martín Palermo (já aposentado) e o tenista Juan Martin del Potro -, o Boca Juniors foi muito superior aos chilenos e logo aos 15 minutos de jogo abriu o placar com o centroavante uruguaio Santiago Silva, que recebeu dentro da área um cruzamento pelo lado direito, dominou a bola, girou o corpo e chutou rasteiro e forte no canto esquerdo do goleiro Johnny Herrera.

Na segunda etapa, a Universidad de Chile avançou um pouco a marcação, mas mesmo assim sofreu com a pressão do Boca Juniors por mais gols. E o timeargentino conseguiu mais um, aos 10 minutos, em uma falha de Johnny Herrera, que espalmou para frente um chute de Walter Ervitti e não defendeu o rebote obtido pelo ala esquerdo Sánchez Mino.