Por Cleber Aguiar – O Super Santos no Paulistão desde 2006 fazendo história !

Um marca incrível desde de 2006 o Peixe só não foi campeão ou vice no ano de 2008 , pois de 2006 até 2013  são 5 títulos e 2 vices campeonatos. Hoje Super Santos faz mais uma final contra mas uma grande surpresa do interior no caso do Ituano. Mas isso não é novidade 2007 o Santos foi campeão contra o São Caetano, 2010 contra o Santo André e por fim em 2012 contra o Guarani.

Podemos dizer que o Trio -de -Ferro da Capital não tem competência nem para chegar em uma final para tentar barrar o Santos, apesar da humilhante marca para os queridinhos da capital , em  dois vices campeonatos o Corinthians foi o único a impedir a incrível marca  de cinco  campeonatos consecutivos do Alvinegro Praiano.O time mais Europeu do Brasil o São Paulo não chega a uma final desde de 2005 ” Grande Tricolor…rsrsrs ” Chupa Rogerinho.

O pior de tudo é sempre escutar viúva de Pelé, viúva de Diego e Robinho, viúva de Neymar,  é bom nosso adversários mudarem o disco jajá essas viúvas vão montar uma seleção….kkkk…CHUPA TRIO DE MERDA…CHUPA GLOBO !!!

 

NASCER, VIVER E NO SANTOS MORRER !!!

ANTOS FC  CAMPEAO PAULISTA 2006.
SANTOS FC CAMPEÃO PAULISTA 2006.
SANTOS FC  BICAMPEÃO PAULISTA 2007
SANTOS FC BICAMPEÃO PAULISTA 2007
SANTOS FC BI VICE CAMPEÃO PAULISTA 2009
SANTOS FC  VICE CAMPEÃO PAULISTA 2009
SANTOS FC CAMPEÃO PAULISTA 2010
SANTOS FC CAMPEÃO PAULISTA 2010
SANTOS FC BI CAMPEÃO PAULISTA 2011
SANTOS FC BI CAMPEÃO PAULISTA 2011

 

SANTOS FC TRICAMPEÃO PAULISTA 2013
SANTOS FC TRICAMPEÃO PAULISTA 2013

 

SANTOS FC VICE CAMPEAO PAULISTA 2013
SANTOS FC VICE CAMPEÃO PAULISTA 2013
SANTOS CAMPEÃO PAULISTA DE  2014 ?
SANTOS DE 2014 

ICFUT – Notícias da Libertadores – 21/03/2012

Fonte: Gazetaesportiva.net

Corinthians recebe Cruz Azul para virar líder e encaminhar vaga

Fellipe Lucena, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

 

A liderança do Grupo 6 estará em jogo nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), quando o Corinthians recebe no Pacaembu o mexicano Cruz Azul, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Como as duas equipes empataram sem gols na semana passada, a “decisão” ficou para o duelo na capital paulista. Com sete pontos, o Cruz Azul está em vantagem, mas o Timão, que tem cinco, aposta na força de sua torcida para assumir o topo e ficar bem perto da vaga para as oitavas de final – Deportivo Táchira, da Venezuela, e Nacional, do Paraguai, completam a chave.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Tite conversa com seus titulares: serão os mesmos do jogo no México, na semana passada

“Eles virão um pouco mais fechados, recuados. E nós temos que manter a intensidade que tivemos lá, agredindo a equipe deles. Só não conseguimos fazer os gols, então agora temos que aproveitar aqui”, analisou o volante Paulinho, mostrando ter aprovado a atuação brasileira na partida disputadana Cidade do México.O técnico Tite também gostou do que viu. Apesar de ter afirmado logo depois do apito final que o setor ofensivo poderia ter sido mais efetivo, o comandante vai manter a formação utilizada no Estádio Azul, inclusive com o atacante Liedson, apesar do jejum de dez partidas sem gols do Levezinho.

“O caráter decisivo tem em todos os jogos, neste também. Quando os fatos são verdadeiros, não tem o que esconder. Mas, antes de tudo, é preciso ter desempenho, agredir a marcação, finalizar como finalizamos lá. Antes de pensar no resultado, temos que jogar bem, parecido com o que foi no México”, discursou o comandante.

Alessandro, que está recuperado de lesão muscular, vai aprimorar a a forma física para estar apto no clássico de domingo, contra o Palmeiras, pelo Paulistão, e sequer ficará no banco. O dono da posição, mais uma vez, será o improvisado volante Edenílson. O atacante Willian também não estará entre os suplentes, já que a comissão técnica notou um “declínio técnico”.

Enrique Meza, técnico do time mexicano, também deve repetir a formação da semana passada. A única preocupação é quanto às condições físicas do meia Christian Giménez, o Chaco, um dos destaques do time. Ele sofreu uma lesão no ombro direito no fim de semana, mas garante que terá condições de jogar. “Não uso o ombro para jogar futebol. Uso os pés”, disse, confiante.

Embora seja ponteiro do grupo na Libertadores, o Cruz Azul sofre para encontrar a regularidade. Assim como o Timão, tem revezado jogadores nas duas competições que disputa, mas sem tanto sucesso no Campeonato Mexicano, em que ocupa a nona posição, com 14 pontos em 11 rodadas. Na última delas, perdeu em casa para o Santos Laguna, por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X CRUZ AZUL-MÉX

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 21 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Martín Vázquez (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinoza e Marcelo Costa (ambos do Uruguai)

CORINTHIANS: Julio Cesar; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Liedson
Técnico: Tite

CRUZ AZUL: Corona; Flores, Pereira, Domínguez e Cortés; Castro, Giménez, Maranhão e Gutiérrez; Orozco e Villa
Técnico: Enrique Meza

Internacional quer encaminhar classificação na altitude de La Paz

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

É na altitude de 3,6 mil metros acima do nível do mar que o Internacional pretende encaminhar sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores da América. A equipe gaúcha visita o The Strongest nesta quarta, às 19h45 (horário de Brasília). Uma vitória deixa o Colorado três pontos à frente dos bolivianos, que não jogarão mais em casa nesta primeira fase.

Em sua décima participação na Libertadores, o Inter jogará pela primeira vez em La Paz. Para minimizar os efeitos da altitude, a delegação se hospedou em Santa Cruz de la Sierra (400m acima do nível do mar) na segunda-feira, e viajará à capital boliviana poucas horas antes do início da partida.

“O exemplo do jogo do Santos, lá na Bolívia, mostra que será um jogo muito complicado para a gente. Precisamos ter maturidade para conseguir um bom resultado fora de casa e buscar a classificação para o mata-mata, onde o Inter sempre mostra força”, explica o volante Guiñazu, confirmado para começar a partida.

Depois de perder para o Grêmio no Gauchão e para o Santos na Libertadores, o Inter parece ter retomado as boas atuações. A equipe vem de três vitórias consecutivas. Nos últimos dois jogos, marcou 12 gols: 5 a 0 no próprio The Strongest, terça passada, e 7 a 0 no Juventude, sábado.

A delegação chegou na noite desta segunda à Bolívia e foi recepcionada por dezenas de colorados que moram no país vizinho. O técnico Dorival Júnior terá dois desfalques: D’Alessandro, que segue se recuperando de lesão na coxa, e Jô, que se sentiu mal durante um treino e não se apresentou no Aeroporto Salgado Filho. Para o lugar de D’Ale, Dátolo permanece como titular.

Já o The Strongest vem em crise. Décimo colocado entre 12 participantes do Campeonato Boliviano, o The Strongest viu o técnico Mauricio Soria pedir demissão no fim de semana, após levar 3 a 0 do Blooming. Nos últimos cinco jogos, a equipe acumula quatro derrotas e um empate. Quem comandará a equipe nesta quarta será o interino Uber Acosta.

Apesar disso, os bolivianos têm o respeito do Internacional. Nos dois jogos disputados em casa nesta Libertadores, o The Strongest venceu Santos e Juan Aurich, ambos por 2 a 1, e justamente por isso se mantém no páreo com colorados e santistas por uma vaga na próxima fase.

FICHA TÉCNICA
THE STRONGEST X INTERNACIONAL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia)
Data: 21 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 19h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (Colômbia)
Assistentes: Carlos Herrera e Juan Cedeño (ambos colombianos)

THE STRONGEST: Vaca; Torrico, Ojeda, Mendez e García; Chumacero, Lima e Cristaldo; González, Melgar e Escobar
Técnico: Uber Acosta

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Guiñazu, Tinga, Dátolo e Oscar; Dagoberto e Leandro Damião
Técnico: Dorival Júnior

Sonhando com a liderança, Vasco reencontra Libertad em São Januário

Rio de Janeiro (RJ)

Uma semana após o empate, por 1 a 1, em Assunção, Vasco e Libertad se reencontram nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), no confronto que abre a quarta rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores da América.

No Paraguai, os jogadores dos dois times se envolveram em tumulto generalizado e trocaram diversas acusações. Um clima de muita rivalidade foi criado e a expectativa é de um jogo muito disputado.

No duelo desta quarta-feira está em jogo a liderança do Grupo 5, que atualmente está nas mãos do Libertad, com sete pontos conquistados, três a mais do que o Vasco. O Nacional, do Uruguai, e o Alianza Lima, do Peru, dividem a lanterna com três pontos.

Cristóvão Borges, técnico do Vasco, pediu aos seus jogadores que foquem aquilo que acontecer dentro de campo, deixando de lado a rivalidade e os tumultos da semana passada.

“Nós sabemos que a partida passada teve muitas coisas que devem ficar no passado. Que sirva de lição para nós que não podemos mais entrar no jogo da catimba e da violência. Precisamos pensar apenas no que vai acontecer dentro das quatro linhas. O Libertad também tem suas virtudes como time, tanto que lidera a chave. Portanto, precisamos tomar cuidado”, disse Cristóvão.

Divulgação/Vasco da Gama

Cristóvão Borges pediu para os jogadores do Vasco esquecerem as provocações enfrentadas no Paraguai

Em relação ao time que vai a campo, Cristóvão vai promover a volta da maioria dos titulares, preservados na derrota de 3 a 1 para o Botafogo, no clássico do último domingo. Em relação ao time que atuou no Paraguai, o Vasco não terá o meia Diego Souza, que cumpre suspensão por ter sido expulso. Com isso, Allan deverá ocupar a vaga no meio-de-campo.Pelo lado do Libertad, o técnico Jorge Burruchaga pediu aos seus jogadores que não se deixem intimidar por nada o que acontecer ao longo do confronto. Mesmo procurando evitar um discurso de guerra, o treinador tem consciência de que os episódios de Assunção podem influenciar no duelo de São Januário.

“Nós não podemos nos intimidar com o que vier a acontecer, pois estamos disputando uma competição muito equilibrada e diante de grandes adversários. Independentemente do que aconteceu na semana passada temos condições de realizar um grande jogo e conseguir a vitória. Vamos enfrentar uma grande equipe, com jogadores de qualidade e capazes de desequilibrar. Mas temos que procurar desempenhar o nosso papel”, afirmou Burruchaga.

Para este jogo o Libertad terá apenas uma alteração em relação ao jogo do Paraguai. O atacante Pablo Velázquez substitui a José Ariel Núñez, expulso contra o Vasco. No fim de semana o Libertad perdeu por 1 a 0 para o Cerro Porteño e aparece na sexta posição do Torneio Apertura do Paraguai com 11 pontos conquistados.

FICHA TÉCNICA
VASCO-BRA X LIBERTAD-PAR

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de março de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Alexander Guzmán (Colômbia)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri; Nilton, Eduardo Costa, Allan e Felipe; Willian Barbio e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz, Carlos Bonet, Nery Bareiro, Ismael Benegas e Miguel Samudio; Rodolfo Gamarra, Víctor Cáceres, Sergio Aquino e Luciano Civelli; Pablo Velázquez e Cristian Menéndez
Técnico: Jorge Burruchaga

Henrique faz tratamento intensivo para poder enfrentar o Juan Aurich

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

 

Desfalque do Santos na derrota para o São Paulo, no clássico do último domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista, o volante Henrique vem realizando tratamento intensivo para voltar à equipe diante do Juan Aurich (Peru), nesta quinta-feira, às 22 horas (horário de Brasília), no Pacaembu. O confronto é válido pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Henrique tem uma lesão no hálux (o dedo grande do pé) esquerdo e ficou em tratamento no Cepraf (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação para Atletas de Futebol), sob a supervisão dos médicos e dos fisioterapeutas do clube, durante o treino desta terça, no CT Rei Pelé. O volante Arouca também não compareceu ao campo durante a atividade, para fazer reforço muscular, porém sua presença no duelo de quinta está garantida.

A contusão de Henrique foi sofrida na vitória sobre o Juan Aurich, na última quinta, em Chiclayo, e a sua recuperação tem deixado o departamento médico do Peixe otimista quanto a sua utilização contra os peruanos. Caso seja liberado, o volante pode atuar com uma proteção no dedo do pé para poder calçar a chuteira e jogar, sem maiores problemas.

Com a provável volta de Henrique, o Alvinegro Praiano deve ir a campo ante o Juan Aurich com a seguinte formação: Rafael; Fucile, Edu Dracena, Durval e Juan; Henrique, Arouca, Ibson e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.

 

 

 

 

ICFUT – Campeonato Paulista de Futebol 2012 – A-2

[videolog 765678]

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Audax 31 16 10 1 5 30 20 10 64.6
2  Penapolense 31 16 9 4 3 28 17 11 64.6
3  Atlético Sorocaba 29 16 9 2 5 35 24 11 60.4
4  Noroeste 29 16 8 5 3 28 23 5 60.4
5  São Bernardo 28 16 9 1 6 27 24 3 58.3
6  União Barbarense 28 16 9 1 6 23 23 0 58.3
7  Ferroviária 28 16 8 4 4 20 16 4 58.3
8  Red Bull 27 16 8 3 5 24 18 6 56.2
9  Grêmio Barueri 23 16 6 5 5 24 23 1 47.9
10  Velo Clube 21 16 6 3 7 25 26 -1 43.8
11  Monte Azul 21 16 5 6 5 23 24 -1 43.8
12  São Carlos 20 16 5 5 6 19 18 1 41.7
13  São José 19 16 5 4 7 18 21 -3 39.6
14  Palmeiras B 18 16 5 3 8 28 32 -4 37.5
15  Santo André 18 16 4 6 6 17 20 -3 37.5
16  Rio Claro 18 16 4 6 6 22 28 -6 37.5
17  Santacruzense 17 16 4 5 7 13 19 -6 35.4
18  Rio Preto 14 16 4 2 10 19 26 -7 29.2
19  América 13 16 3 4 9 18 29 -11 27.1
20  União São João 11 16 3 2 11 19 29 -10 22.9
17ª RODADA
21/03 – 15h00 Santo André x São José
21/03 – 15h00 Audax x União Barbarense
21/03 – 15h00 Palmeiras B x Monte Azul
21/03 – 16h00 Grêmio Barueri x Atlético Sorocaba
21/03 – 19h00 São Carlos x Velo Clube
21/03 – 19h00 Penapolense x Red Bull
21/03 – 19h30 São Bernardo x Ferroviária
21/03 – 19h30 Noroeste x Santacruzense
21/03 – 19h30 União São João x Rio Preto
21/03 – 19h30 Rio Claro x América

ICFUT – Brasileirão 2012 – Tabela

Confira os jogos da primeira rodada:

Botafogo x São Paulo – Engenhão
Vasco x Grêmio – São Januário
Palmeiras x Portuguesa – Pacaembu
Corinthians x Fluminense – Pacaembu
Internacional x Coritiba – Beira-Rio
Cruzeiro x Atlético-GO – a definir
Ponte Preta x Atlético-MG – Moisés Lucarelli
Figueirense x Náutico – Orlando Scarpelli
Sport x Flamengo – Ilha do Retiro
Bahia x Santos – Pituaçu

Tabela do Brasileirão 2012 – Clique aqui

Por Cleber Aguiar – Marcelinho Carioca encerra aposentadoria para defender América na Série A2

Fonte: Futebolinterior.com.br

O ídolo da Fiel assinou contrato de um ano com o clube de São José do Rio Preto

São José do Rio Preto, SP, 21 (AFI) – Uma bomba agitou os corredores do Estádio Benedito Teixeira, na tarde desta quarta-feira. Contratado para ser gestor de futebol do América, Marcelinho Carioca aceitou o convite do presidente Alcides Zanirato e vai “reativar” a carreira de jogador. FOTO: José Paulo Necchi

O ídolo da Fiel assinou contrato de um ano com o clube de São José do Rio Preto e garantiu que estará pronto para jogar em 60 dias. Neste período de dois meses, ele pretende recuperar a forma física, uma vez que se aposentou há dois anos no Santo André.

A princípio, Marcelinho não entrará em campo em todas as partidas do América. Até para explorar a imagem do jogador, dirigentes e o técnico Vilson Tadei devem analisar e escolher a dedo os jogos em que o veterano de 40 anos entrará em campo.

O “Pé-de-Anjo”, como era conhecido nos tempos de Corinthians, anunciou sua aposentadoria no Santo André, em dezembro de 2009. Em dois anos pelo clube do ABC paulista, ele viveu extremos. Em 2009, foi um dos destaques na campanha do acesso na Série B. No ano seguinte, estava no elenco que acabou rebaixado no Brasileirão.

Após encerrar a carreira no Ramalhão, Marcelinho ainda foi contratado pelo Corinthians como parte de uma estratégia de marketing para o ano do centenário. O “Senhor Centenário” participaria de alguns amistosos, mas no final das contas atuou apenas meio tempo na vitória sobre o Huracán-ARG. Logo depois foi dispensado dos amistoso e passou a apenas participar de algumas ações publicitárias.

Mais de Marcelinho
Revelado nas categorias de base, Marcelinho teve a honra de substituir Zico aos 16 anos, quando o Galinho sofreu uma lesão no final da década de 80. A partir de então começou a se destacar e virou ídolo. Em 1993, porém, foi negociado ao Corinthians contra sua vontade.

Mal sabia o meia que no Timão viveria seus melhores momentos. Ele teve quatro passagens pelo Timão. Primeiro entre 1994 e 1997, depois entre 1998 e 2001, e em 2006, antes de voltar em 2010. Foram 433 partidas com a “segunda pele alvinegra”, como gostava de afirmar, com 206 gols.

Marcelinho também carrega o status de ter sido o jogador mais vitorioso na história do Corinthians. Foram oito títulos no total, sendo um Mundial (2000), dois Brasileiros (1998/99), uma Copa do Brasil (1995), e quatro Paulistas (1995, 1997, 1999 e 2001).

Além do clube do Parque São Jorge e do Flamengo, o jogador defendeu outros oito clubes. Entre eles, Valencia-ESP (1997-1998), Santos (2001), Gama Osaka-JAP (2002-2003), Vasco (2003 e 2004), Al Nassr da Arábia Saudita (2003-2004), Ajaccio-FRA (2004-2005), Brasiliense (2005) e Santo André (2007-2009).

O ponto negativo na carreira do Pé-de-Anjo foi a Seleção Brasileira. Embora tenha sido um dos principais destaques do futebol brasileiro na década de 90, Marcelinho tem apenas três partidas com a “amarelinha”, duas em amistosos e uma pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Neste três jogos, ele marcou dois gols.