HUMOR ICFUT – TOP 12 ● Torcedores revoltados com o time!

Canal – Tavares Videos

As 12 melhores reações de torcedores em fúria com o time! O emblemático João do América, o “Fora Waldemar”, o flamenguista pistola por áudio do WhatsApp e muito mais!

INSCREVA-SE NO CANAL! Deixe seu like, compartilhe com os amigos e ative o sininho para ser avisado imediatamente quando sair vídeo novo aqui no canal! SIGA-ME NAS REDES SOCIAIS

Instagram: http://instagram.com/tavarescr

Twitter: http://twitter.com/Tavares_Cr

Anúncios

ICFUT – Portuguesa escapa da Série C e perde pontos da partida em Joinville

Fonte: esporteinterativo

Portuguesa também foi punida com uma multa de R$50 mil

Jogadores abandonaram o gramado em Joinville por conta de liminar apresentada por cartola rubro-verde.

Gazeta Press – Jogadores abandonaram o gramado em Joinville por conta de liminar apresentada por cartola rubro-verde.

O julgamento desta quarta-feira não foi tão cruel quanto poderia ser para a Portuguesa e seus torcedores: o clube, ao invés de ser excluído da Série B do Campeonato Brasileiro e automaticamente rebaixado para a terceira divisão, perdeu os pontos por conta do abandono de campo ocorrido em Joinville, na primeira rodada do torneio. Com isso, na tabela constará uma derrota do time rubro-verde por 3 a 0 para a equipe de Santa Catarina. A Lusa também foi punida com uma multa de R$50 mil.

O relator José Nascimento seguiu a recomendação do procurador Alessandro Kishino e condenou o clube, seguido por todos os demais votantes, no artigo 205, prevendo multa e derrota, mas isentou a Lusa do artigo 231 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que rebaixaria o clube. "Entendo não ser o caso de exclusão do campeonato. Não visualizo a vontade de influenciar de modo ilegal o resultado da partida. O comportamento da Lusa tem mais relação a amadorismo do que a vontade de manipular o resultado".

O advogado da Portuguesa, José Luiz Ferreira de Almeida, durante o julgamento, argumentou que a boa-fé do clube não poderia ser questionada por conta do time ter entrado em campo contra o Joinville, e reiterou a não-premeditação da saída de campo. Ferreira de Almeida ainda alfinetou a CBF, que alegava que a liminar utilizada pelo clube não teria validade legal. "Enquanto uma liminar não for cassada, ela tem eficácia. Tanto que a CBF,  em um sábado, no meio do feriado, se movimentou para cassar a liminar. Por que então todo esse desespero?".
O presidente Ilídio Lico pediu por diversas vezes que a punição recaísse apenas sobre si. “Peço que, se alguém tiver de ser penalizado, que seja eu”. Lico também argumentou em sua defesa que tirou o time de campo por conta de ameaças contra sua pessoa. "Falavam que eu seria preso, que estava descumprindo uma ordem judicial. Meu filho Ricardo começou a tremer, minha mulher passou mal. Segui as orientações de um conselheiro que é da Justiça, Fernando Guimarães, que fez um terror em mim”. O presidente, entretanto, recebeu punição de 240 dias e multa no valor de R$100 mil.
Lico também defendeu o treinador Argel Fucks, que havia sido indiciado e poderia pegar pena de até 360 dias afastado do futebol. “Digo que o treinador nunca deveria ser indiciado por isso. As ordens foram minhas. Ele não sabia".  O técnico rubro-verde, porém, contradisse o presidente, e afirmou que sabia da ação do clube. "Eu já sabia que tinha uma liminar. E tinha recebido uma ordem prévia de que o jogo deveria parar se a liminar chegasse. Mesmo não concordando, eu fiz. Era melhor não ter entrado em campo, do que entrar e sair no meio. Tinha convicção de o que estava fazendo era ilegal, era vergonhoso". O técnico foi punido com 4 jogos de suspensão.
Responsável por levar a liminar à beira do gramado, o filho de Ilídio Lico, Marcos Rogério, também tentou argumentar que o culpado pela paralisação teria sido o delegado da partida, Laudir Zermiani. "Eu não abordei ele falando que tiraria o time de campo. Disse apenas que o jogo deveria parar por causa da liminar. Quem entrou em campo paralisando o jogo, na minha visão, foi ele". A pena de Marcos Rogério é similar à do pai, com 240 dias de suspensão, porém com multa reduzida: apenas R$80 mil.

ICFUT – Procurador do STJD fala em exclusão da Portuguesa na Série B

Fonte: futebolinterior

Paulo Schmitt acredita que o clube simulou uma intimação para que a partida fosse interrompida

São Paulo, SP, 23 (AFI) – A possibilidade de o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pedir a exclusão da Portuguesa da Série B, por causa do abandono de campo no jogo contra o Joinville, ganhou força nesta terça-feira, com a apresentação do relatório do delegado da partida, Laudir Zermiani, e da súmula do árbitro Marcos André Gomes da Penha.

Na opinião do procurador-geral do STJD ,Paulo Schmitt, que deve apresentar a denúncia contra a Lusa na quinta ou sexta-feira – nesta quarta é feriado no Rio, onde fica o tribunal -, o clubepaulista simulou o recebimento de uma intimação por um oficial de Justiça para sair do gramado da Arena Joinville. "Não houve intimação. Parece ter havido simulação sobre o cumprimento de decisão judicial. Isso será argumentado na denúncia", avisou.

A avaliação de Paulo Schmitt está baseada no seguinte trecho do relatório do delegado da partida: "…importante a ressalva que, em momento algum, recebi quaisquer documentos oficiais judiciais, tampouco determinei quaisquer atitudes ao árbitro da partida ou aos dirigentes das equipes".

Nesse caso, a Portuguesa estaria infringindo o artigo 69 do Código Disciplinar da Fifa que prevê, como pena máxima, a exclusão do torneio.

A Portuguesa alega que se retirou de campo aos 17 minutos do primeiro tempo, no jogo da última sexta-feira pela primeira rodada da Série B, porque o presidente do clube, Ilídio Lico, foi intimado a obedecer uma liminar, concedida ao torcedor Renato Azevedo, que garantia a Lusa na elite.

"Eles estão contradizendo as imagens de tevê. Todo mundo viu o documento", disse o advogado da Portuguesa, José Luiz Ferreira de Almeida, ao questionar a posição do STJD.

Verdadeira ou não, a liminar foi cassada no sábado à noite e, segundo a CBF, não tinha validade por causa da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de concentrar as ações desse caso na Justiça do Rio.

Enquanto isso, o árbitro Marcos André Gomes da Penha apontou abandono de campo na súmula do jogo, divulgada nesta terça-feira pela CBF. E, de acordo com Paulo Schmitt, isso está correto. Ele não poderia assinalar W.O., caracterizado pelo não comparecimento, atraso ou falta de equipamento. O árbitro também não relatou a existência de uma liminar para a Lusa.

ICFUT – Justiça de SP determina que CBF devolva os quatro pontos à Lusa

Fonte: globo

Ação movida por torcedor suspende decisão do STJD de punir a Portuguesa pela escalação de Héverton; ainda cabe recurso

Héverton jogador da Portuguesa (Foto: Futura Press)Héverton, pivô do caso que fez com que o STJD tirasse pontos da Lusa (Foto: Futura Press)

Um torcedor da Portuguesa conseguiu uma vitória na Justiça contra a CBF, para que a Lusa seja mantida na Série A do Campeonato Brasileiro, revertendo decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) que tirou quatro pontos do clube por conta da escalação irregular do meia Héverton em jogo contra o Grêmio, na última rodada da competição, no dia 8 de dezembro, no Canindé.

Daniel Neves, advogado, obteve uma liminar na 42ª vara cível de São Paulo, com o juiz Marcello do Amaral Perino, o mesmo que havia obrigado a CBF a devolver ao Flamengo os quatro pontosperdidos em julgamento no STJD por caso semelhante ao da Lusa – o Fla usou o lateral André Santos em jogo contra o Cruzeiro, também na última rodada, no Maracanã. A decisão foi publicada no site do Tribunal de Justiça de São Paulo – clique aqui para ver a nota.

A CBF se defendeu em nota em seu site oficial. A entidade divulgou 12 processos movidos por torcedores em que foi réu e as causas acabaram extintas, segundo a nota, por "indeferimento da inicial, ilegitimidade ativa da parte autora e por falta de interesse processual".

Em off, um dirigente da CBF explicou que "as liminares não mudam a tabela ainda porque toda liminar é passível de cassação".

Entenda o caso

A Justiça de São Paulo concedeu antecipação de tutela para suspender os efeitos da decisão do STJD) em relação à Portuguesa, restabelecendo os quatro pontos que lhe foram tirados. Com a decisão de devolver os pontos à Lusa e ao Fla, quem cai é o Fluminense. Cabe recurso da decisão.

O Fluminense não é parte na demanda. Mas se ele se sentir juridicamente afetado, pode voluntariamente entrar no caso. Mas é certo que até segunda-feira a Portuguesa dorme na Série A

Daniel Neves, advogado e torcedor da Lusa

Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo, o juiz Marcello do Amaral Perino entendeu que nos dois casos, a decisão da Justiça desportiva desrespeitou o artigo 35, “caput”, e parágrafo 2º do Estatuto do Torcedor. No caso da Portuguesa, Perino afirmou que a data da publicidade da decisão da suspensão de Héverton “se deu em momento posterior ao jogo contra o Grêmio (9/12/2013), conforme demonstrado na exordial, de forma que o referido atleta estava em condições regulares para participar da partida contra o time gaúcho – 06/12/2013”. O número do processo é 1002020-50.2014.8.26.0100.

Em entrevista por telefone, Daniel Neves explicou os próximos passos:

– A CBF será comunicada da decisão. Ela pode contestar essa ação em primeiro grau e entrar com recurso chamado agravo de instrumento aqui mesmo em São Paulo. A CBF tem dez dias para isso. O Fluminense não é parte na demanda. Mas se ele se sentir juridicamente afetado, pode voluntariamente entrar no caso. O que é certo é que, pelo menos até segunda-feira, a Portuguesa dorme na Série A.

ICFUT – No duelo de paulistas, Gilberto faz dois e Portuguesa bate a Ponte Preta

Fonte: lancenet

Com dois gols de Gilberto, Lusa vence a segunda seguida, mas ainda permanece na zona de rebaixamento

Portuguesa x Ponte Preta (Foto: Moises Nascimento/AGIF)
Gilberto marca dois na vitória da Lusa e é o artilheiro da equipe (Foto: Moises Nascimento/AGIF)

Pelo jeito, a ajuda que a Portuguesa buscou com a contratação de um psicólogo para melhorar o emocional dos jogadores deu resultado. A equipe venceu a Ponte Preta por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Canindé. Com dois gols de Gilberto, artilheiro do time na competição com sete gols, a Lusa conseguiu a sua segunda vitória consecutiva e a quarta na competição, mas ainda permanece na zona de rebaixamento.

O JOGO

O início da equipe rubro-verde na partida não foi arrasador como na vitória sobre o Bahia por 4 a 2, na última rodada, mas foi no primeiro tempo que a Lusa abriu o placar. O jogo começou equilibrado. Com uma proposta mais defensiva, a Ponte Preta segurou o time da casa e apostava apenas nos contra-ataques, tendo criado poucas oportunidades no campo ofensivo. Sem criatividade, os times erraram muitos passes.

Somente a partir dos 15 minutos a Lusa começou a tomar a iniciativa do jogo e teve a primeira grande chance com o atacante Diogo. O atleta recebeu bola na área, livrou-se da marcação, mas bateu à direita do gol. Sem Ramírez, que está defendendo a seleção peruana, a Macaca perdeu sua principal arma de criação de jogadas e o atacante William ficava isolado na frente batalhando contra os zagueiros adversários. Aos 35 minutos, o clima esquentou no gramado. O atacante Chiquinho, da Ponte Preta, se desentendeu com Souza, da Lusa e recebeu cartão amarelo.

No lance seguinte, o jogador da Portuguesa deu o troco com um carrinho por trás e  Leandro Bizzio Marinho advertiu o meia também com cartão.

Foi aos 39 minutos que o jogo frio mudou o rumo. Diogo recebeu bola de Bruninho na área, deu um toque à frente, e foi derrubado pelo volante Fernando Bob. Pênalti para a Lusa. Na cobrança, Gilberto bateu com categoria e abriu o marcador. O gol acordou a Macaca, que tentou responder com Chiquinho, com um belo chute de fora da área. O goleiro Lauro espalmou para frente e William quase aproveitou o rebote, mas não conseguiu empatar.

SEGUNDO TEMPO RUBRO-VERDE

O primeiro gol de Gilberto fez com que a Portuguesa entrasse confiante na segunda etapa. Logo aos três minutos, Diogo ganhou a bola de Sacoman na direita e fez cruzamento na área da Macaca. Régis afastou mal a bola, que sobrou para Gilberto fazer o segundo dele e da Portuguesa no jogo.

Enquanto a equipe da casa criava boas jogadas com Luis Ricardo, Souza e Rogério, sempre pressionando, a Ponte Preta não estava bem em campo. Aos 48 minutos, Adrianinho em cobrança de falta, diminiu a diferença, mas não conseguiu evitar a décima derrota da equipe campineira na competição.

PRÓXIMOS JOGOS

Neste sábado, às 21h, a Portuguesa enfrentará o Grêmio, em Porto Alegre, pela 19ª rodada do Brasileirão. Já a Ponte Preta receberá outro gaúcho, o Internacional, no mesmo dia, um pouco mais cedo, às 18h30, no Moisés Lucarelli.

ICFUT – Presidente da Portuguesa coloca goleiro Dida no Grêmio em 2013

Fonte: globo

Goleiro destacou-se no Brasileirão e chama a atenção de outros clubes. Lusa admite perder o jogador e revela interesse do Grêmio

Dida goleiro Portuguesa (Foto: Marcos Bezerra / Ag. Estado)Dida não continuará na Portuguesa no ano que vem
(Foto: Marcos Bezerra / Ag. Estado)

O goleiro Dida dificilmente permanecerá na Portuguesa na próxima temporada. Contratado no fim de maio após dois anos de aposentadoria, o arqueiro de 39 anos teve boas atuações no Brasileiro, afastou a desconfiança e chamou a atenção de clubes rivais. Segundo o presidente da Lusa, Manuel da Lupa, o destino do camisa 1 já está praticamente definido: o Grêmio.

O contrato assinado com a Portuguesa era válido somente até dezembro, e Dida está livre para assinar com qualquer clube sem a necessidade de pagar multa rescisória. Apesar de o clube rubro-verde ter conseguido escapar do rebaixamento no Brasileirão, não livrou-se do descenso no Paulista e disputa a Série A-2 no primeiro semestre de 2013 – o que dificulta a permanência do goleiro. O mandatário da Lusa admite que não pretende envolver-se em "uma discussão que não tem como ganhar".

– Nós gostaríamos que o Dida ficasse, ele fez um ótimo campeonato. Mas acho difícil, porque times de poder aquisitivo maior estão interessados. Não conversei com ele ainda, devo fazer isso nos próximos dias. Mas acho que ele vai para o Grêmio, foi o que eu ouvi dizer – disse o presidente, na Premiação Brasileirão 2012, em São Paulo.

Desde a saída do goleiro Victor, vendido ao Atlético-MG em junho, o Grêmio promoveu Marcelo Grohe, 25 anos, cria das categorias de base e que encerrou o ano em alta. Tanto que, ao menos publicamente, a nova direção que assumirá na segunda quinzena de dezembro o rende de elogios, descartando um novo nome para a posição. Mesmo assim, vê Dida como uma opção "interessante".

– É um grande goleiro, é experiente. Já foi campeão mundial pelo Corinthians. É um jogador interessante. Mas não há nenhuma negociação entre o Grêmio e o Dida – disse o assessor de futebol Omar Selamein à Rádio Gaúcha.

Dida também está na mira do Palmeiras, que busca um goleiro experiente para assumir a meta na disputa da Libertadores e da Série B do ano que vem. Nos próximos dias, Manuel da Lupa deve reunir-se com Candinho, diretor de futebol da Lusa, para discutir sobre renovações e dispensas. O futuro do técnico Geninho ainda está indefinido.

ICFUT – Palmeiras lidera briga com grandes de SP e Rio para ter goleador Bruno Mineiro em 2013

Fonte: uol

Bruno Mineiro comemora um de seus gols pela Portuguesa no Campeonato Brasileiro

Bruno Mineiro comemora um de seus gols pela Portuguesa no Campeonato Brasileiro

Um dos destaques individuais do Brasileiro, o atacante Bruno Mineiro já é alvo de disputas para a temporada 2013 mesmo antes do desfecho da competição. O jogador da Portuguesa interessa a clubes de São Paulo e Rio de Janeiro e teria conversas mais adiantadas com o Palmeiras.

Artilheiro da Série A com 14 gols [em 15 partidas], ao lado de Fred, Bruno Mineiro tem os direitos econômicos ligados ao Atlético-PR. O clube de Curitiba dispõe de contrato com o atacante até o final de 2013. O atleta está emprestado à Portuguesa somente até dezembro.

"Os quatro grandes clubes de São Paulo demonstraram interesse, e do Rio também. Os tops de São Paulo já entraram em contato, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Mas o Palmeiras é quem veio para cima com mais força. Já discutiu a parte financeira. O Corinthians está interessado, consultou as possibilidades", afirmou Max Vianna, empresário do jogador, em contato com o UOL Esporte.

A reportagem do UOL apurou que o Palmeiras vem atuando nos últimos dias para fechar a contratação de Bruno Mineiro e que o clube entende trabalhar com o cenário de concorrência direta com um carioca. O empresário de Bruno Mineiro admite o contato com o Vasco, além de conversas mais informais com dois treinadores, o são-paulino Ney Franco e o santista Muricy Ramalho.

"A principio [o Atlético-PR] deu carta branca para a gente trabalhar. Passou um número que eles pretendem. O Vasco entrou em contato. Com Santos e São Paulo falamos com os treinadores. O Ney [Franco] é amigo da gente. Mas, sinceramente, é o Palmeiras que está mais disposto a investir", declarou o agente Max Vianna.

Segundo o empresário, um eventual êxito do Atlético-PR na missão de voltar à Série A para 2013 não deve influenciar o negócio [procurado pela reportagem, o clube paranaense manifestou através de sua assessoria que Mineiro segue nos planos para 2013 e que o tema será debatido após o empréstimo para a Portuguesa].

Por sua vez, o fato de a Portuguesa disputar a Segunda Divisão do Estadual no próximo ano dificulta a permanência do atleta no Canindé. O empresário Max Vianna diz esperar um desfecho para seu jogador ainda no mês de outubro.

Aos 29 anos, Bruno Mineiro tem currículo recheado de passagens por clubes médios do país, como América-MG, Náutico e Sport. O atacante também apresenta breve experiência internacional, em uma passagem pela Suécia em 2008. No entanto, hoje prioriza o acerto com um grande nacional a uma eventual oportunidade no exterior.

Bruno Mineiro foi cedido à Portuguesa já com o Brasileirão em andamento. O atacante estreou apenas na oitava rodada, mas conseguiu entrar na briga pela artilharia. O jogador volta a campo nesta quarta-feira diante do Cruzeiro, em Varginha.

ICFUT – Ainda ‘de gelo’, Dida completa 39 anos jogando ‘como um garoto’

Fonte: gazetaesportiva

Nem adianta pedir. Totalmente avesso a entrevistas, o goleiro Dida, que completa 39 anos neste domingo – dia sem rodada do Campeonato Brasileiro – só conversa com a imprensa durante os jogos da Portuguesa, clube que escolheu para dar sequência à carreira após dois anos parado. O ‘homem de gelo’ dos tempos de Corinthians aos poucos se torna ídolo de um novo clube, mas sem deixar de lado o jeitão reservado.

Além da rejeição à mídia, Dida difere dos craques atuais pelo comportamento dentro e fora de campo. No dia em que um dos jogadores mais importantes do País faz aniversário, a GazetaEsportiva.net procurou desvendar os mistérios do arqueiro com quem o conhece, trabalha e vive dia a dia ao seu lado, auxiliando e aprendendo na nova fase de um atleta que poderia simplesmente não querer mais jogar futebol.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Uma das raras entrevistas de Dida foi justamente na apresentação à Lusa, em maio

Campeão mundial pelo Corinthians e pelo Milan, campeão brasileiro e italiano, campeão daLibertadores, bicampeão da Champions League, bicampeão da Copa América pela Seleção Brasileira e pentacampeão do mundo em 2002, além de participações em três edições diferentes da Copa do Mundo. Mesmo com o currículo recheado de conquistas, o baiano simples é o primeiro a chegar e último a sair dos treinos da Lusa.

“Na realidade, o Dida não precisaria estar aqui, porque ele é rico, pentacampeão mundial, vencedor em tudo na vida e o cacete. Mas ele treina como um garoto, sua como um desgraçado, está provando para ele mesmo que pode dar sequência a uma carreira que se perdeu por dois anos”, explica Geninho, seu atual treinador e ex-goleiro profissional.

A já citada trajetória vencedora não impediu que o Milan recusasse a renovação de seu contrato em julho de 2010, após oito temporadas de conquistas. Disposto a seguir na Europa, Dida não aceitou as boas propostas que recebeu de locais periféricos do futebol mundial, como Uzbequistão, Japão, Catar e até mesmo do Brasil. Foram necessários dois anos e uma negociação intermediada por um amigo pessoal para que o goleiro aceitasse o retorno.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Dida estreou diante do São Paulo, com menos de um mês de preparação. A expectativa era de que o retorno levasse mais tempo

“Ele vinha recuperando a forma em uma academia, chegou também a disputar um torneio de futebol de areia e, por isso, decidimos avaliar com seriedade a contratação dele. Tivemos duas ou três reuniões, no máximo, para bater o martelo em uma conversa que chegamos até a dar por encerrada. Poucos jogadores mobilizariam o tanto de mídia, de atenção mundial como ele fez”, relatou o gerente de futebol do clube rubro-verde, Candinho, responsável pela intermediação do negócio e satisfeito pela visibilidade internacional que o clube passou a ter pela contratação.

Apresentado oficialmente no dia 25 de maio, Dida passou aos cuidados do preparador de goleiros da Portuguesa, Alex Gregório, que, no início, não foi tão otimista quanto a sua preparação. “Dois anos parado era uma coisa grande, significativa, tínhamos que tratar da parte física, fisiológica e técnica para não causar nenhum tipo de lesão ou estresse muscular. Era preciso tomar cuidado”, disse, à revista da Lusa. Após 29 dias de preparação, o goleiro novamente sentia o calor de um jogo de futebol.

Divulgação/Portuguesa

Nos treinos e jogos, Dida dá sinais de que os 39 anos não atrapalham o rendimento

Capitão da Lusa, Dida foi escolhido para estrear logo em clássico contra o São Paulo, um de seus rivais preferidos. Em 1999, o então goleiro do Corinthians foi responsável por defender duas cobranças de pênalti de Raí para colocar o Timão nas semifinais do Campeonato Brasileiro. Depois de 13 anos, teve atuação segura e participou da vitória lusitana por 1 a 0 sobre o Tricolor, que até demitiu o técnico Emerson Leão após o confronto.

“Ele realmente teve uma estreia muito positiva, soube falar com os jogadores de defesa e isso é incrível. Além da qualidade técnica indiscutível, do preparo para entrar em campo, ele teve personalidade forte o suficiente para dar conta do recado. E está dando. Ele é parte importante da campanha saudável que a Portuguesa tem feito nesse Campeonato Brasileiro”, reflete novamente Geninho, feliz com a possibilidade de não brigar contra o rebaixamento.

Outro fator indiscutível na conduta de Dida é a timidez. “Não posso falar não, cara”, foram as palavras do goleiro, agora com 39 anos, sobre a possibilidade de uma entrevista. O atual treinador resume seu jeito: “Ele é um lobão solitário no dia a dia, temos que espremer para conseguir um bom dia”. Apesar disso, Gregório pensa o contrário: “O Dida não tem problemas de relacionamento. É só entender o lado dele e pronto”.

Divulgação/Portuguesa

Dida voltou à ativa após uma aposentadoria forçada de dois anos: ele estava tentando um novo clube grande na Europa

Durante os treinamentos da Portuguesa, Dida pouco olha para os lados. Concentrado nas atividades programadas pela comissão técnica, ele só brinca com Gledson, Tom e Rodrigo Calaça, companheiros de posição, além de Bruno Mineiro e Diego Viana, seu colega de quarto nas concentrações. Esforçado, cumpre à risca todo o planejamento necessário para que um jogador não sinta o peso dos 39 anos de idade e siga encantando, senão um País, uma legião de fãs.

Futuro no Canindé? Os próximos passos da carreira de Dida ainda não foram decididos. O contrato com a Portuguesa é válido até dezembro deste ano e o clube tem interesse na renovação por mais uma temporada. Apesar disso, o goleiro só quer tocar no assunto após o encerramento da Série A. A possível aproximação de outros clubes – até o Palmeiras foi citado – e a obrigação da Lusa em disputar a Série A2 do Paulistão em 2013, seriam responsáveis pelo indireto afastamento do camisa 1 do Canindé.

Reprodução/Site Oficial

Nascido em Irará, Bahia, em 1973, o reservado e multicampeão Dida completa 39 anos neste domingo

ICFUT–Parabeniza Portuguesa pelos 92 anos

Hasteamento da bandeira marca início das comemorações de aniversário

Dando início às comemorações dos 92 Anos de fundação da Associação Portuguesa de Desportos, o Presidente da Diretoria Dr. Manuel da Lupa, convida a todos, para participar do hasteamento das bandeiras na Portuguesa. O evento acontecerá nesta terça-feira (14), às 16h, no Canindé, em frente ao Atrio Cívico.
Estará presente no evento a Banda Guarda Municipal para a execução dos hinos.
Lembrando que no dia 25 de agosto ocorrerá o tradicional BANQUETE DE ANIVERSÁRIO DA LUSA. Mais informações no site: http://www.portuguesa.com.br/default2.asp

Leaozinho

Um pouco da história

Em 14 de agosto de 1920, surgia a  ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESPORTES, através da fusão de cinco clubes já existentes: Luzíadas Futebol Club, Associação 5 de Outubro, Esporte Club Lusitano, Associação Atlética Marquês de Pombal e Portugal Marinhense.

O pedido de filiação da Portuguesa à Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA) foi deferido no dia 2 de setembro de 1920, mas como não havia mais tempo para a inscrição no campeonato daquele ano, a Portuguesa fundiu-se ao Mackenzie, já inscrito, e participaram juntos do campeonato de 1920.
A Associação Atlética Mackenzie foi o primeiro clube de futebol brasileiro. Fundada em 1898 por estudantes do Mackenzie College, era formada apenas por alunos do colégio. A Portuguesa-Mackenzie disputou os certames pela APEA até 1922.

Em 1923, a Associação Portuguesa de Esportes desligou-se do parceiro e passou a disputar jogos com sua nova denominação. Foi em 1940 que o clube recebeu o atual nome ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DESPORTOS, com sede da Rua Cesário Ramalho.

Primeira Fase – Cambuci

Em 1922 com a compra de instalações da Praça de Esportes União Artística Recreativa Cambuci, inaugurada solenemente em 25 de janeiro de 1925, onde, em 1926, iriam ser travadas as primeiras batalhas esportivas. Em 1926 também, aconteceu no Campo do Cambuci a primeira festa junina, na época Festa Joanina em razão de ser promovida apenas na noite de São João. Em 1957, já como Festa Junina, levando referência também a Santo Antônio e São Pedro, os festejos passaram em definitivo para o Canindé onde fazem sucesso até hoje. 

Segunda Fase – São Bento

Iniciada com a compra de um terreno na Avenida Tereza Cristina, no bairro do Ipiranga, em 1929. No 9º aniversário do Clube. 
Em seguida o time fixou sede no tradicional Largo de São Bento, vivendo nesta fase dias de muitas glórias dentre as quais inclui-se a conquista do título Tri-Fita Azul do futebol brasileiro. A Fita Azul era um troféu entregue pelo jornal A Gazeta Esportiva ao time brasileiro que conquistasse invicto, dez jogos fora do país.

Terceira Fase – Canindé
A partir da gestão de Luiz Portes Monteiro em 1956, a Portuguesa adquiriu o atual espaço do Canindé, local que havia sido usado pelo São Paulo Futebol Clube e vendido a família Whadi Sadi.

escudo-lusa_alta

ICFUT – Guilherme está fora da Portuguesa. Palmeiras negocia

Fonte: lancenet

Após reunião nesta segunda-feira, ficou definida a saída do volante. Corinthians e investidores são concorrentes

Guilherme foi relacionado pelo técnico Geninho (Foto Theo Leite Guilherme não vai continuar na Portuguesa (Foto Theo Leite)

O Palmeiras continua trabalhando para reforçar o seu elenco com o volante Guilherme, de 21 anos, revelado pela Portuguesa e destaque na Série B de 2011.

Uma reunião realizada na tarde desta segunda-feira no Canindé entre dirigentes da Lusa e o empresário do jogador, Eduardo Maluf, definiu que o atleta será negociado e, portanto, não fará mais parte do plantel comandado pelo técnico Geninho.

– Ficou definido que a partir de amanhã (terça) o Guilherme está fora da Portuguesa. Mas não posso falar para qual clube ele vai – declarou ao LANCENET! o diretor Luis Iaúca.

Pouco antes, o gerente Candinho havia resumido a situação:

– Quem pagar o que a Portuguesa pede, leva o jogador. O preço é de R$ 7 milhões – afirmou.

Com o LANCENET! revelou na última sexta, o Palmeiras está disposto a desembolsar essas cifras pela contratação e ficar com 70% dos direitos econômicos de Guilherme que pertencem à Lusa. O restante é de Maluf, o agente.

O Alviverde conta com a concorrência de um grupo de investidores e do rival Corinthians. Inicialmente, o Verdão descarta uma parceria para selar a chegada do reforço.

César Sampaio, gerente de futebol, é quem conduz as negociações por parte do clube do Palestra Itália. No domingo, ele havia dito que estava disposto a continuar com as tratativas logo no início da semana, mas não atendeu às ligações. O mesmo se deu com Maluf.

Vice-presidente do Verdão, Roberto Frizzo afirmou que a diretoria segue tentando fechar a contratação de Guilherme, um pedido do técnico Luiz Felipe Scolari.

– Estamos tentando viabilizar o negócio financeiramente. São negociados valores, prazos e queremos chegar a um consenso. Se conseguirmos isso, anunciaremos.

Cleber Santana, atualmente no Avaí, também interessa ao Verdão.