HUMOR ICFUT – TOP 12 ● Torcedores revoltados com o time!

Canal – Tavares Videos

As 12 melhores reações de torcedores em fúria com o time! O emblemático João do América, o “Fora Waldemar”, o flamenguista pistola por áudio do WhatsApp e muito mais!

INSCREVA-SE NO CANAL! Deixe seu like, compartilhe com os amigos e ative o sininho para ser avisado imediatamente quando sair vídeo novo aqui no canal! SIGA-ME NAS REDES SOCIAIS

Instagram: http://instagram.com/tavarescr

Twitter: http://twitter.com/Tavares_Cr

Anúncios

ICFUT – Mogi cede imagem do torcedor que xingou Arouca

Fonte: lancenet

Julgamento acontece na próxima segunda, 17, na sede da Federação Paulista de Futebol

Santos x Mogi Mirim - Arouca (Foto: Ivan Storti/ LANCE!Press)
Jorgador do Santos foi vítima de racismo em Mogi (Foto: Ivan Storti/LANCE!Press)

Na manhã de quarta-feira, o Mogi Mirim foi indiciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. De acordo com o advogado João Zanforlin, contratado para representar o clube do interior, foi entregue à policia imagens do torcedor que fez ofensas racistas a Arouca, na partida realizada no dia 6 deste mês.

– O Mogi mandou as imagens de identificação para a polícia. Eu ainda não tive acesso, estou esperando mais documentações para preparar a defesa do clube – disse Zanforlin, ao LANCE!Net.

Segundo o terceiro parágrafo do artigo 243-G, "Quando a infração for considerada de extrema gravidade, o órgão judiciantte poderá aplicar as penas dos incisos V, VII e XI do art. 170". Assim sendo, o Mogi poderá ser punido ainda com perda de pontos, de mando de campo e até sofrer a exclusão do Campeonato. Vale lembrar que o clube já teve seu estádio interditado pela FPF.

Entretanto, tudo é passível da interpretação de quem julgará o caso, como lembra o procurador do TJD, Antônio Carlos Meccia:

– A procuradoria fez a sua parte que é fazer a denúncia, mas tudo é passível de interpretação e tudo pode ajudar. Como torcedor, eu acredito que foi mais uma provocação do que um ato de racismo propriamente dito.

O julgamento acontece na próxima segunda-feira, dia 17, na sede da Federação Paulista de Futebol.

ICFUT–PAULISTÃO: Resultados, gols e classificação

Resultados

5ª RODADA
4/02 – 17h00 Mirassol 3 x 0 Botafogo
4/02 – 19h30 Portuguesa 1 x 1 Ituano
4/02 – 19h30 Paulista 3 x 1 Catanduvense
4/02 – 19h30 Comercial 1 x 3 Mogi Mirim
5/02 – 17h00 Santos 1 x 2 Palmeiras
5/02 – 17h00 Corinthians 1 x 1 Bragantino
5/02 – 19h30 Linense 4 x 2 Guaratinguetá
5/02 – 19h30 São Caetano 0 x 1 Guarani
5/02 – 19h30 Ponte Preta 1 x 3 São Paulo
5/02 – 19h30 XV de Piracicaba 2 x 1 Oeste

 

Gols

 

 

 

 

Classificação

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  São Paulo 13 5 4 1 0 13 5 8 86.7
2  Paulista 13 5 4 1 0 11 3 8 86.7
3  Corinthians 13 5 4 1 0 7 2 5 86.7
4  Palmeiras 11 5 3 2 0 8 4 4 73.3
5  Guarani 10 5 3 1 1 6 5 1 66.7
6  Ponte Preta 9 5 3 0 2 11 7 4 60.0
7  Mogi Mirim 9 5 3 0 2 9 6 3 60.0
8  Linense 7 5 2 1 2 12 11 1 46.7
9  Comercial 6 5 2 0 3 8 12 -4 40.0
10  Santos 6 5 1 3 1 6 6 0 40.0
11  Portuguesa 6 5 1 3 1 5 6 -1 40.0
12  Mirassol 5 5 1 2 2 6 5 1 33.3
13  XV de Piracicaba 5 5 1 2 2 7 8 -1 33.3
14  São Caetano 5 5 1 2 2 6 7 -1 33.3
15  Bragantino 5 5 1 2 2 7 11 -4 33.3
16  Ituano 4 5 1 1 3 5 6 -1 26.7
17  Guaratinguetá 3 5 1 0 4 5 12 -7 20.0
18  Botafogo 3 5 1 0 4 4 12 -8 20.0
19  Oeste 2 5 0 2 3 5 8 -3 13.3
20  Catanduvense 2 5 0 2 3 4 9 -5 13.3
LegendaPG – Pontos Ganhos | JG – Jogos Disputados | VI – Vitórias | EM – Empates
DE – Derrotas | GP – Gols Pró | GC – Gols Contra | SG – Saldo de Gols
%A – Porcentual de Aproveitamento de Pontos


 
 
Classificados à 2.ª fase
 
 
Rebaixados

ICFUT – DEBATE DA RODADA DO BRASILEIRO SÉRIE A E SÉRIE B 28/06/11

[videolog 671922]  [videolog 671942]

ICFUT – Musa do Bragantino vence concurso ” Gata do Paulistão 2011″.

Fonte: Site Oficial da Federação Paulista de Futebol

Gata do Paulistão

Caroline Sautchuk, gata do Bragantino, é a vencedora do concurso

Nesta segunda-feira, 9 de maio, o torcedor paulista conheceu a campeã do concurso “Gata do Paulistão 2011”. Após três desfiles de 19 das 20 beldades concorrentes ao título, o corpo de jurados elegeu Caroline Sautchuk, musa que representou o Clube Atlético Bragantino como a Gata do Paulistão. Priscila Cardoso, gata do Grêmio Prudente não pôde comparecer ao desfile vítima de uma conjuntivite.

Após desfile na sede da FPF, em trajes de gala, trajes de banho e trajando o uniforme do clube, Caroline Sautchuk, gata do Bragantino, deixou para trás a líder da primeira fase, Julie Ferreira, representante do Noroeste, que ficou com o segundo lugar. A terceira colocação coube a Naiana Nascimento, gata que representou o Ituano.

Líder da primeira fase, Julie, gata do Noroeste, exaltou a segunda colocação diante de concorrentes tão fortes. “Mesmo no segundo lugar, fico imensamente alegre por este momento, todas as meninas eram maravilhosas”, atestou a gata representante do time de Bauru.

Segunda colocada na primeira fase e terceira no concurso em geral, Naiana Nascimento valorizou a vitória de Caroline. “Foi um concurso muito legal e venceu quem realmente mereceu. Estou muito alegre de ter chegado entre as três melhores colocadas”, admitiu a representante do time de Itu.

Grande estrela da noite, a Gata do Paulistão 2011, Caroline Sautchuk, que representou o Bragantino, tentou descrever a emoção de conquistar o título do concurso. “Eu estou flutuando, realmente muito emocionada. Não esperava ganhar, nem sei o que estou sentindo, graças as Deus ele sabe o que faz. Trouxe o título para vocês”, dedicou aos prantos a vencedora, a conquista aos torcedores do clube de Bragança Paulista.

Gata que representou o Americana, a loira Deborah Chalem ficou com a última premiação da noite, como a Miss Simpatia. “Fico muito feliz com esse prêmio que é muito importante para mim. O concurso foi muito legal para todas nós, uma grande experiência”, afirmou a representante do clube de Americana.

O concurso

O Gata do Paulistão 2011 teve início na rodada inicial do Campeonato Paulista e em sua primeira fase contou com o voto popular, via internet, através do site da Federação Paulista de Futebol (www.futebolpaulista.com.br). A primeira colocada teria a vantagem de entrar na segunda fase com cinco pontos, a segunda com quatro e assim sucessivamente.

Foto: Teófilo Pereira

Deborah Chalem, Miss Simpatia; Naiana Nascimento, terceira colocada; Caroline Sautchuk, vencedora do concurso; e Julie Ferreira, segunda colocada, posaram para fotos após o concurso

Ao final da primeira fase a liderança foi de Julie Ferreira, que representa o Noroeste, com 25,17% dos votos, seguida de Naiana Nascimento do Ituano; Mirela Bedore, do Oeste; Priscila Cruz do Linense e Ana Minerato do Corinthians.

Na segunda fase, as representantes dos clubes desfilaram na sede da Federação Paulista de Futebol. Primeiro com traje de gala, em seguida com traje de banho e por fim, com a camiseta do clube representado. Nesta etapa, as garotas receberam votos do corpo de jurados convidados, que somados aos pontos acumulados da primeira fase, indicaram a vencedora.

Caroline Sautchuk campeã do concurso fará jus ao título de “Gata do Paulistão 2011”, além da premiação de R$ 10.000,00. A segunda, terceira colocada e a Miss Simpatia, receberão R$ 5.000,00, R$ 3.000,00 e R$ 2.000,00, respectivamente.

Entrevista da campeã !

Nome: Caroline Sautchuk
Time: Bragantino
Apelido: Carol
Profissão: Arquiteta e Design de Interiores /Repórter Programa Campi
Idade: 22 anos
Estado Civil: Namorando

Frase preferida: “Sempre ouvi dizer que quem sonho alto o tombo é maior, só esqueceram de me perguntar se eu tenho medo de cair!”

Seu estilo musical preferido: Sou bem eclética, mas tenho uma certa paixão por sertanejo e moda de viola.

Suas medidas:
Busto: 92 cm
Cintura: 64 cm
Quadril: 103 cm
Coxa: 59 cm
Altura: 1,69 m
Peso: 64 kg

O Que Significa Ser A Musa Do Seu Time? Imensamente gratificante, e com grande responsabilidade prometo representar muito bem o meu time.

Quando Decidiu Participar Da Gata Do Paulistão 2011? Assim, que me fizeram o convite, aceitei.

Qual É O Seu Jogador Preferido De Todos Os Tempos? Com certeza o Rei Pelé

Para Você, Qual O Momento Mais Marcante Na História Do Seu Time? Quando o Bragantino foi cmpeão em 1990, com Wanderley Luxemburgo de técnico.

O Que Um Homem Tem Que Ter Para Te Conquistar? Tem que ser mais que especial. Verdadeiro, fiel, carinhoso e que sempre me respeite.

Qual Seu Segredo De Beleza? Cuidar principalmente da mente. Malhar, ter uma boa alimentação e ser muito feliz.

Por Cleber Aguiar – Com apoio do setor financeiro, projeto quer levar esporte a escolas

Fonte: Valor Online

Raí: “Precisamos amarrar o setor público para tornar compulsório o investimento em aulas de esporte nas escolas”

Estádios, aeroportos, rede hoteleira e rodovias ficarão como legado dos investimentos da Copa do Mundo de futebol de 2014, e dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, em 2016. Preocupado com a falta de discussão em torno de um “legado social” oriundo dos grandes eventos esportivos, o ex-jogador de futebol Raí lançou mão da associação Atletas pela Cidadania, presidida por ele, para tocar um projeto ousado: levar o esporte educacional a 80% das escolas públicas entre 2014 e 2016, e para todas as escolas do país até 2022. O projeto, que será divulgado hoje no Museu do Futebol, em São Paulo, conta com parceria do Itaú Unibanco, que ficará encarregado da gestão do fundo que será lançado para financiar a empreitada.

ICFUT – Palmeiras empata com o Mogi, mas mantém liderança

Fonte: espn.com.br

Líder Palmeiras só empata com o Mogi na volta de Valdivia e com Rivaldo na torcida

O Palmeiras não saiu de um empate sem gols com o Mogi Mirim na tarde deste domingo, no interior paulista, em jogo válido pela nona rodada do Estadual. Rivaldo, ex-presidente do Mogi e atualmente jogador do São Paulo, esteve no estádio acompanhando o duelo.

Com o empate, o Palmeiras chega aos 20 pontos, na liderança isolada da competição. Já o Mogi Mirim soma 9 pontos, ameaçado pelo fantasma do rebaixamento.

Na próxima rodada do Paulista, o Palmeiras faz clássico com o São Paulo, no domingo. O Mogi Mirim, por sua vez, visita o Americana no sábado.

A volta de Valdivia deu uma criatividade que faltava ao time de Felipão, que criou uma série de boas oportunidades. As tentativas de abrir o placar, porém, pararam tanto nas falhas em finalizações quanto em João Paulo, goleiro do Mogi Mirim, que chegou a fazer milagre em chute de Adriano Michael Jackson. Atrás, o goleiro Bruno, substituto dos lesionados Deola e Marcos, também evitou um tropeço em contra-ataque.

O jogo

Luiz Felipe Scolari surpreendeu com a entrada de Valdivia como titular, solto no meio-campo para cair pelos dois lados, entrar pelo meio ou fazer o que for necessário para fazer a bola chegar a Kléber. A novidade surtiu efeito no primeiro tempo.

Para fazer Rivaldo e Luan jogarem, o chileno primeiro caiu por ali, tornou-se referência para os passes e iniciava trocas de bolas com paciência que abriam espaços. O chileno, porém, ouviu Felipão esbravejar por 15 minutos, dizendo que o Palmeiras deveria explorar o lado esquerdo da defesa do Mogi Mirim.

Ao ouvir o chefe, o ídolo palmeirense colocou o confronto nas mãos da equipe. Cicinho, sempre passando com mais velocidade que seus marcadores, foi mais acionado, Tinga apareceu para o jogo e Kléber pôde se mexer para achar espaços na confusa defesa dos donos da casa.

Com a criatividade de seu camisa 10 e Marcos Assunção comandando a transição da bola da defesa para o ataque, o Palmeiras foi criando espaços, tabelando. O problema eram as finalizações. Kléber, Valdívia, Rivaldo, Luan e Tinga tiveram, cada um, ao menos uma boa oportunidade desperdiçada por um chute ruim ou defesas do goleiro João Paulo.

O problema da ofensividade alviverde, contudo, eram os espaços deixados pela subidas de Cicinho, sempre cobrado por Felipão para atacar. Quando o Mogi conseguiu ter a bola nos pés, logo procurava Geovane, que transitava nas costas dos volantes palmeirenses e levantava a cabeça para procurar Denílson, que abria espaços, ou Roberto Jacaré, sempre pronto a finalizar.

O Mogi Mirim desceu poucas vezes no primeiro tempo, mas assustou, principalmente com Roberto Jacaré. Na volta do intervalo, o time passou a usar a avenida aberta no lado direito da defesa do Palmeiras para passar a ter o confronto nas mãos nos primeiros dez minutos de segundo tempo. Só não abriu o placar por conta de Bruno.

Para recompor seu meio-campo, Felipão mandou Patrik na vaga de Tinga. Com poucos minutos em campo, o jovem meio-campista do Palmeiras tabelou melhor do que o titular e criou boa oportunidade para Kléber, que parou nas mãos de João Paulo.

Aos 20 minutos, Valdivia, cansado, saiu para o lugar de Adriano Michael Jackson. A ausência do chileno, entretanto, não prejudicou o time, já que Patrik conseguiu preencher o espaço sem a bola e avançar com eficiência. Assim, deixou Kléber na cara do gol. O Gladiador furou e, no rebote, João Paulo fez milagre em chute de Adriano Michael Jackson.

Com a dificuldade para marcar gols, Scolari reforçou a marcação com João Vitor na posição de Marcos Assunção. A ordem era manter a bola nos pés palmeirenses e só atacar quando o adversário realmente desse espaço.

O empate já não era tão ruim e, mais preocupado em não perder no fim do jogo, o Palmeiras celebrou o ponto conquistado em Mogi Mirim, até porque Bruno fez milagre em cabeçada de Roberto Jacaré no final. E o volante Bruno de Jesus foi expulso, deixando os anfitriões com dez, quando não havia mais tempo para abrir o placar.

Por Rogerinho – Tranquilo, São Paulo faz 2 a 0 no Mogi na estreia

Com gols de Rogério Ceni, de pênalti, e Marcelinho Paraíba, o Tricolor chegou à vitória na estreia fora de casa

Fonte – LANCENET

Ilsinho fez bom primeiro tempo, mas saiu cansado na segunda etapa; boa vitória do Tricolor na estreia

No ano em que o São Paulo não tem que se “preocupar” com a Libertadores pela primeira vez desde 2003, o Tricolor começou a temporada com uma vitória, ainda que tímida, sobre o Mogi Mirim por 2 a 0, no Estádio Romildo Vítor Ferreira, em Mogi, na tarde deste domingo.

Os gol foram marcados por Rogério Ceni, após pênalti marcado em Tiago Alves, que pôs a mão na bola, e Marcelinho Paraíba, voltando de empréstimo do Sport, já no fim do jogo. Este foi o 94º gol da carreira do goleiro são-paulino.

O time da casa não contou com a sua principal estrela, o meia-atacante e presidente Rivaldo, que não teve sua situação regularizada pela Federação Paulista de Futebol para o jogo.

Sem o ex-jogador do Barcelona, o Mogi Mirim apostou suas fichas no experiente Paulo Isidoro, ex-Palmeiras e Fortaleza, de 37 anos.

Carpegiani também tinha problemas antes do jogo. Fernandão, poupado, e Marlos, com o contrato renovado a partir da segunda rodada, desfalcaram o o time neste domingo.

Mazola, que voltou de emprésimo do Guarani, estreou na equipe titular. Mas a cara nova mesmo era Juan, ex-lateral do Flamengo, mas que é cria da base do próprio Tricolor.

A NOVIDADE DO PAULISTA

 O São Paulo voltou ao estádio onde conquistou, em 2005, o Campeonato Paulista após empate com o Santos em 0 a 0. Com boas recordações de Mogi, o Tricolor já inaugurou o placar aos 4 minutos, graças a um artifício que promete ser a grande novidade no campeonato: a presença de auxiliares-extras na linha de fundo.

Foi um dos auxiliares adicionais, com visão privilegiada, quem assinalou mão de Tiago Alves, do Mogi, na bola. Pênalti para o Tricolor.

Rogério Ceni, como sempre, foi para a cobrança e marcou seu 94º gol na carreira.

O estádio, que já se chamou Wilson Fernandes de Barros e Papa João Paulo II e hoje leva o nome do pai de Rivaldo, Romildo Vitor Ferreira, viu o Sapão ficar atordoado logo após o gol.

Apenas aos 12, o Mogi reagiu com o mesmo Tiago Alves, dessa vez cabeceando para boa defesa de Rogério. O lance, porém, era irregular.

Única contratação (além de Willian José, que serve a Seleção sub-20) para a temporada, Juan, ex-Flamengo, deu as caras aos 21, quando cortou um marcador e chutou de direita.

A partir da metade da primeira etapa, o grande nome tricolor foi o meia Ilsinho. Aos 31 e aos 40, o jogador deslocado para o meio de campo fez boas jogadas, usando sua habilidade como principal arma pró-Tricolor.

Pelo lado do Mogi, o melhor atleta era Ricardinho, ex-Palmeiras e Grêmio, que infernizou a zaga são-paulina aos 25, quando levantou o estádio com um belo cruzamento de letra.

Os jogadores de Mogi e São Paulo viam no calor do interior paulista a maior dificuldade para manterem o ritmo do jogo.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa, o calor deu lugar ao mormaço e às nuvens cinzas, a chuva, porém, que não veio. Geovane, que entrou no intervalo, foi um dos personagens do segundo tempo, protagonizando alguns dos melhores lances do Sapo no jogo.

Se Antônio Carlos, técnico do Mogi, tentou mexer suas peças do lado de lá, Carpegiani optou por Dagoberto para também tentar mudar o rumo da partida. Ele entrou no Tricolor aos 18 no lugar de Mazola, que não teve boa (re)estreia pelo time que o revelou. A substituição melhorou o Tricolor.

No fim da partida, foi Marcelinho Paraíba, que voltara de empréstimo do Sport, quem entrou na vaga de Cléber Santana, para reequilibrar o ímpeto ofensivo do Tricolor, que já começava a dar mostras de fraqueza diante de um motivado Mogi Mirim.

O São Paulo acordou novamente na partida. Fernandinho fez boa jogada pela direita e achou Jean livre, mas o polivalente jogador são-paulino só acertou a rede pelo lado de fora.

E o segundo gol acabou chegando aos 41. Fernandinho foi acionado dentro da área e, livre, tocou por cima de João Paulo e achou Marcelinho Paraíba que, de cabeça, completou: 2 a 0.

Sem expectativas, o Mogi ainda chutou uma bola na trave, aos 44, com Niel. Tiago Alves também assustou Rogério de cabeça nos acréscimos, mas era tarde.

Na próxima rodada, o São Paulo recebe o São Bernardo no Morumbi, na quarta-feira (19). Mesmo dia em que o Mogi Mirim visita a Ponte Preta no Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA:
MOGI MIRIM 0 X 2 SÃO PAULO

Estádio: Romildo Vítor Gomes Ferreira, Mogi Mirim (SP)
Data/hora: 16/1/2011 – 17h
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Maria Eliza C. Barbosa
Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Tiago Alves (MOG); Cléber Santana, Carlinhos Paraíba, Fernandinho (SPO)
GOLS: Rogério Ceni (pênalti), 4’/1ºT (0-1); Marcelinho Paraíba, 41’/2ºT (0-2);

MOGI MIRIM: João Paulo, Niel, Tiago Alves, Audálio e João Paulo Gomes; Baraka, Bruno de Jesus (Léo Paraíba, 18’/2ºT), Val e Paulo Isidoro (Geovane, intervalo); Ricardinho (Paraíba, 30’/2ºT) e Roberto Jacaré. Técnico: Antônio Carlos Zago

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Juan; Rodrigo Souto, Cléber Santana (Marcelinho Paraíba, 33’/2ºT), Carlinhos Paraíba e Ilsinho (Renato Silva, 26’/2ºT); Fernandinho e Mazola (Dagoberto, 19’/2ºT). Técnico: Paulo César Carpegiani