ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL SÉRIE A – 2018 – 2º RODADA

TABELA E CLASSIFICAÇÃO SÉRIE A – 2018 CLIQUE AQUI !

Anúncios

ICFUT – COPA BRASIL 2018 : JOGOS DAS OITAVAS

Veja os confrontos(os times com asteristicos fazem o segundo jogo em casa)

Vitória x Corinthians*
América-MG x Palmeiras*
Ponte Preta x Flamengo*
Bahia x Vasco*
Atlético-MG x Chapecoense*
Atlético-PR x Cruzeiro*
Santos x Luverdense*
Goiás x Grêmio*

ICFUT – LIBERTADORES 2018 – GRUPO 4 :Flamengo (BRA) 1X1 Santa Fé (COL)

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-BRA 1 X 1 INDEPENDIENTE SANTA FE-COL

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de abril de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Nicolás Taran (Uruguai)
Cartão Amarelo: Cuéllar (Fla); Javier Lópes, Soto (Santa Fe)
Gols:
FLAMENGO: Henrique Dourado, aos sete minutos do primeiro tempo
SANTA FE: Morelo, aos 30 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Diego, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro (Willian Arão); Vinicius Junior (Geuvânio) e Henrique Dourado (Lincoln)
Técnico: Maurício Barbieri

INDEPENDIENTE SANTA FE: Zapata; Arboleda (Giraldo), Tesillo, Javier López e Gil: Perlaza, Gordillo e Vargas (Soto); Plata (Henao), Pajoy e Morelo
Técnico: Agustín Julio

ICFUT – TABELA DO BRASILEIRÃO 2018 – SÉRIE A

2ª rodada

21/04/2018

Bahia x Santos
Flamengo x América-MG

22/04/2018

Paraná Clube x Corinthians
Atlético-MG x Vitória
Chapecoense x Vasco
Fluminense x Cruzeiro
Ceará x São Paulo
Palmeiras x Internacional
Grêmio x Atlético-PR

23/04/2018

Sport x Botafogo
Classificação P J V E D SG G GC %
Atlético-PR  
3 1 1 0 0 4 5 1 100.0
América-MG  
3 1 1 0 0 3 3 0 100.0
Internacional  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Santos  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Corinthians  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Vasco  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Grêmio  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
São Paulo  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Vitória  
1 1 0 1 0 0 2 2 33.3
Flamengo  
1 1 0 1 0 0 2 2 33.3
Botafogo  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
Palmeiras  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
Atlético-MG  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Fluminense  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Cruzeiro  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Paraná  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Bahia  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0
Ceará  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0
Sport  
0 1 0 0 1 -3 0 3 0
Chapecoense  
0 1 0 0 1 -4 1 5 0

ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2018 : Vitória ( BA ) 2×2 Flamengo ( RJ )

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2X2 FLAMENGO

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Data-hora: 14/04/2018, às 19h
Árbitro: Wagner Reway (Fifa/MT)
Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Renda/Público: R$ 238.994,00 / 12.669 pagantes

Cartões amarelos: Rhayner, Yago e Rodrigo Andrade (VIT); Diego e Willian Arão (FLA)
Cartão vermelho: Éverton Ribeiro (FLA)

Gols: Lucas Paquetá (0-1, 0’16”/1ºT), Yago (1-1, 12’/1ºT), Réver (1-2, 27’/2ºT) e Denílson (2-2, 31’/2ºT)

VITÓRIA: Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson, 33’/2ºT), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa, 21’/2ºT); Willian Farias, Uillian Correia; Yago, Baumjohann (Juninho, Intervalo) e Rhayner; Denílson – T: Vagner Mancini

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Diego e Paquetá (Geuvânio, 11’/2ºT); Éverton Ribeiro, Vinicius Junior (Pará, 39’/2ºT) e Henrique Dourado (Willian Arão, 26’/1ºT) – T: Maurício Barbieri

ICFUT – Amistoso: Flamengo – RJ 3×1 Atlético – GO

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 3 FLAMENGO-RJ

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Data: 7 de abril de 2018 (Sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Rezende
Assistentes: Hugo Correa e Tiego dos Santos
Cartão Amarelo: Bruno Santos (AG)

Gols:
ATLÉTICO-GO: Joanderson, aos 38 minutos do primeiro tempo
FLAMENGO: Diego no primeiro minuto, Henrique Dourado aos três minutos e Diego, aos 26 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO: Kléver; Alisson (Luan), William Alves, René Santos e Bruno Santos; Rômulo, Warian (João Paulo), Fernandes e Tomas Bastos (Pablo); Júlio César e Joanderson (Tito)
Técnico: Cláudio Tencati

FLAMENGO: César (Júlio César); Rodinei (Pará), Réver (Léo Duarte), Juan (Thuler) e Renê (Trauco); Cuéllar (Jonas), Diego (Jean Lucas), Éverton Ribeiro (Willian Arão), Lucas Paquetá (Vinicius Junior) e Everton (Marlos); Henrique Dourado(Lincoln)
Técnico: Maurício Barbieri

ICFUT – Jayme de Almeida não é mais técnico do Flamengo. Ney Franco assume

Fonte: lancenet

Novo treinador chega nesta terça-feira e assume antes de confronto contra o São Paulo

Flamengo x Palmeiras - Jayme de Almeida (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)
Jayme de Almeida não resistiu a momento ruim no Flamengo (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Jayme de Almeida não é mais o técnico do Flamengo. Após reunião que aconteceu nessa segunda-feira, a diretoria do Flamengo entendeu que é hora de uma mudança, visto que os resultados no Campeonato Brasileiro não são os esperados. Ney Franco, que pediu demissão do Vitória também nesta segunda, assume nesta terça-feira.

Desde que assumiu o Flamengo, no ano passado, Jayme de Almeida fez 49 jogos, com 27 vitórias, 12 empates e 10 derrotas. Além disso, conquistou a Copa do Brasil e o Campeonato Carioca em oito meses no cargo. O nome do comandante deixou de ser unanimidade, já que o presidente Eduardo Bandeira de Mello e o vice de futebol Wallim Vasconcellos queriam sua saída.

Segundo o LANCE!Net apurou, caso Jayme de Almeida tenha o contrato rescindido, o Flamengo terá de pagar algo em torno de R$ 3 milhões ao ex-treinador. Entretanto, existe a possibilidade dele ser realocado no clube e este valor ser renegociado. De salário, Jayme recebia no Rubro-Negro, após ser efetivado, a quantia de R$ 120 mil mensais.

ICFUT – Felipe será julgado por frase polêmica na final do Carioca

Fonte: yahoo

Após erro da arbitragem contra o Vasco, goleiro afirmou que ganhar ‘roubado é mais gostoso’

Felipe será julgado por dizer que ganhar do Vasco 'roubado é mais gostoso'

A frase mais repercutida depois da final do Campeonato Carioca pode render punição para Felipe, do Flamengo. Na ocasião, o Rubro-Negro conquistou o título com um gol irregular, e o goleiro afirmou que "ganhar roubado era mais gostoso". Por conta disso, ele será julgado nesta segunda-feira, às 16h, pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ).

Após o episódio, a diretoria do Vasco denunciou o jogador no TJD.
"Não é louvável para um atleta esportivo dar aquele tipo de declaração, ainda mais naquele momento. Você pode criar uma situação de constrangimento e violência. Essa punição é mais educacional, para os atletas repensarem daqui para frente", criticou, à época, o advogado do Cruz-maltino, Marcelo Macedo.
Felipe, por sua vez, se defendeu das declarações e garantiu que se expressou mal.
"Falei mais com essa parte de torcedor. Sei que um atleta profissional não pode falar esse tipo de coisa. Acabei pegando pesado e peço desculpas a todos os vascaínos. A intenção seria falar que com ‘polêmica é mais gostoso’. É normal a provocação porque se fosse o contrário ia acontecer também, dos vascaínos sacanearem. Foi mais pesada essa declaração, mas era brincadeira", desculpou-se
Além da punição ao goleiro, o Vasco tenta ainda a anulação da decisão, quer a exclusão dos árbitros na CBF e pede uma indenização da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

ICFUT – Brocou! Hernane tem noite iluminada e ajuda Flamengo a derrotar o Vitória

Fonte: lancenet

Inspirado, Brocador marcou os dois gols do triunfo do Flamengo por 2 a 1 sobre o time baiano. Juan descontou para os visitantes

No confronto de Rubro-Negros, o Flamengo derrotou o Vitória por 2 a 1, na chuvosa noite desta quarta-feira, no Maracanã. Hernane, que jogou na vaga de Marcelo Moreno, convocado para a seleção boliviana, fez os dois gols do triunfo carioca, em confronto válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com os tentos, o atacante, artilheiro do Fla em 2013, chegou à marca de 20 gols nesta temporada. O gol do Vitória foi marcado por Juan, ex-jogador do time da Gávea, no fim da partida.

Graças ao Brocador, o time da Gávea encerrou uma sequência de quatro partidas sem vencer e chegou à 12ª posição, com 22 pontos. Já a equipe baiana, que teve a estreia do técnico Ney Franco, segue estacionada na décima colocação, com o mesmo número de pontos do rival desta noite.

Na próxima rodada, os comandados de Mano Menezes enfrentam o Cruzeiro, no domingo, às 16h, no Mineirão. Já o Vitória recebe o Atlético-MG, sábado, às 18h30, no Barradão.

HERNANE BRILHA E DÁ VANTAGEM AO FLA

A partida começou com o Vitória errando muitos passes. Por conta disso, o primeiro lance perigoso foi do Flamengo, aos dois minutos. Hernane e Rafinha, dupla que foi titular durante o Campeonato Carioca, demonstrou que o entrosamento ainda é o mesmo. O Brocador recebeu do jovem, entrou na área e chutou para uma difícil defesa de Wilson.

A resposta da equipe baiana, que não demorou muito para acontecer, foi ocasionada também por um erro de passe do adversário, aos 11. Luiz Antonio entregou a bola de graça para Renato Cajá, que deu ótimo passe Alemão. Com calma, o centroavante rolou para Max Bianchucci, porém, teve o chute abafado por Felipe.

Com o ímpeto ofensivo superior ao do Vitória, o Flamengo concentrava a maioria dos ataques em Rafinha, que, pelo lado direito, levou perigo duas vezes à defesa adversária antes dos 20 minutos. Embora o jovem fosse a válvula de escape de Mano Menezes, foi pelo lado esquerdo que o Rubro-Negro carioca abriu o placar. Aos 23, Elias, sempre ele, deu ótima assistência para Hernane, que, com tranquilidade, tocou por cima do goleiro: 1 a 0.


Hernane toca por cima do goleiro para marcar (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Apesar do gol, a partida seguia morna. O Fla dependia de lampejos de Elias para criar alguma situação de perigo. Já o time baiano, refém de Renato cajá, praticamente não ameaçava o gol de Felipe. Em meio a este cenário improdutivo, foi Hernane que voltou a dar brilho ao jogo. Aos 43, Gabriel cobrou escanteio pela esquerda, na cabeça do Brocador, que testou a bola no ângulo esquerdo de Wilson, ampliando o placar.

SEGUNDA ETAPA SEM EMOÇÃO

O segundo tempo começou com uma alteração forçada no time de Mano Menezes. Como Chicão sentiu dores, o treinador do Fla colocou Diego Silva no jogo, trazendo o jovem Samir, que fazia o papel de lateral-esquerdo, para zaga.

Com a alteração rubro-negra, foi o Vitória que começou ameaçando. Logo no primeiro minuto, Maxi apareceu pela direita e cruzou, colocando Felipe para fazer defesa.

À medida que o tempo ia passando, Ney Franco fazia alterações no Rubro-Negro baiano. Antes dos 25, Marquinhos e Dinei já haviam entrado no time, nas vagas de Luís Alberto e Alemão, respectivamente. A produtividade do Vitória aumentou, mas não chegava a criar angústia na torcida flamenguista.


Vitória apresentou dificuldades na criação das jogadas (Foto: Paulo Sergio/LANCE!Press)

Aos 28 minutos, a jogada mais bonita do ataque visitante foi criada. Renato Cajá lançou Dinei, que, de peito, ajeitou para Maxi Bianchucci. O primo de Messi bateu de primeira, para boa defesa de Felipe. Após essa jogada, Cajá, o jogador mais lúcido do Vitória, deixou o gramado para a entrada de Leilson.

Com o resultado caminhando e o aumento da chuva, o Flamengo passou a tocar a bola no ataque para administrar o resultado. Aos 46, Juan, ex-jogador do Fla, fez um belo gol de perna esquerda. Mas, para a sorte do time de Mano, não havia mais tempo para o empate. Vitória do Flamengo, que encerrou o jejum de quatro jogos sem vencer.

ICFUT – Em despedida, Zinho afirma: ‘Não continuo por não ter a palavra final no futebol do Flamengo

Fonte: lancenet

Ex-diretor executivo rubro-negro diz que seu nome está no mercado e que a ‘guerra’ entre os vice presidentes atrapalha o crescimento do clube

Coletiva do Zinho  - (Foto: Paulo Sergio)
Zinho se despediu do Flamengo nesta sexta-feira (Foto: Paulo Sergio)

Um dia após Patricia Amorim se despedir como presidente do Flamengo e entregar o bastão a Eduardo Bandeira de Mello, foi a vez de Zinho comunicar oficialmente a sua saída do Rubro-Negro. O agora ex-diretor executivo do clube da Gávea concedeu uma entrevista coletiva nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu, em Vargem Grande, e revelou que não continuará no clube por não poder exercer o mesmo poder que tinha na gestão de Patricia, agora sob o comando de Bandeira. Segundo o ex-dirigente, o profissionalismo falou mais alto do que a paixão pelo Rubro-Negro
– Eu preferi não permanecer no cargo, pois eu não teria a caneta para assinar, não teria a última palavra. Não iria continuar exercendo a função que exerci neste ano. Posso dizer que o meu profissionalismo falou mais alto do que o meu amor pelo Flamengo. Vai demorar para essa nova diretoria obter sucesso e eu não quero pagar a conta do início – comentou.
Na gestão de Eduardo Bandeira de Mello, Paulo Pelaipe irá exercer a função que era de Zinho, que teria de aceitar redução salarial para continuar na Gávea. De acordo com o ex-diretor, a chegada de Pelaipe realmente o enfraqueceu no clube.
– Brinquei com o Pelaipe, dizendo que ele me derrubou, e isso realmente aconteceu. A chegada dele me enfraqueceu bastante, pois eu não teria mais poder de decisão dentro do clube – disse Zinho, que aproveitou para dizer que poderá assumir o cargo de diretor executivo de futebol em qualquer outro clube:
– Meu nome está no mercado. Sei que fiz um bom trabalho e mostrei minha competência a todos. Vou fazer cursos, pois gostei dessa função. Posso trabalhar em qualquer outro clube, estou saindo com a cabeça erguida. Tenho reconhecimento na rua, sempre fui verdadeiro e saio sem nenhuma mancha no meu trabalho. Gostaria de permanecer, mas só se tivesse o mesmo poder que tive nesse ano. Seria até melhor continuar, já que iniciaria do zero, desde o início de uma temporada. Quem sabe no futuro eu volte ao Flamengo – detalhou o ex-diretor.
Após sete meses à frente do futebol rubro-negro, Zinho revelou também que o Flamengo convive diariamente com um turbilhão político. Segundo o ex-dirigente, a própria cúpla de futebol do clube não se entendia, o que atrapalhou bastante o crescimento do Flamengo.
– Eu não entro em questão política do clube, isso é um turbilhão. Não dou nome aos bois, a própria cúpula de futebol do Flamengo não se entendia, essas guerras internas atrapalham o crescimento do clube, Não aponto vilão algum – disparou.