ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL SÉRIE B – 2018 – 2º RODADA

Boa esporte 0 x 2 Fortaleza – Serie B 17/04/2018

Coritiba 1 x 0 Atlético GO – Serie B 17/04/2018

Juventude 1 x 1 Oeste – Serie B 17/04/2018

São Bento 2 x 1 CSA – Serie B 20/04/2018

Paysandu 1 x 0 Londrina – Serie B 20/04/2018

Guarani 2 X 0 Sampaio Corrêa – Série B- 21/04/2018

Avaí 2 X 2 Brasil de Pelotas-Série B- 21/04/2018

Goiás 0 x 2 Figueirense-Série B- 21/04/2018

CRB 0x1 Vila Nova-Série B- 21/04/2018

Criciúma 0 X 1 Ponte Preta-Série B- 21/04/2018

 

Classficação

Serie B 2018 

J V E D GM GS Dif. Pts
1 Fortaleza 2 2 0 0 4 1 +3 6
2 Figueirense 2 2 0 0 4 1 +3 6
3 Paysandu 2 2 0 0 2 0 +2 6
4 Vila Nova 2 2 0 0 2 0 +2 6
5 Oeste 2 1 1 0 3 1 +2 4
6 São Bento 2 1 1 0 3 2 +1 4
7 Guarani 2 1 0 1 3 2 +1 3
8 CSA 2 1 0 1 3 3 +0 3
9 Atlético GO 2 1 0 1 3 3 +0 3
10 Sampaio Corrêa 2 1 0 1 2 2 +0 3
11 Londrina 2 1 0 1 1 1 +0 3
12 Ponte Preta 2 1 0 1 1 1 +0 3
13 Coritiba 2 1 0 1 1 2 -1 3
14 Brasil de Pelotas 2 0 2 0 3 3 +0 2
15 Avaí 2 0 1 1 2 3 -1 1
16 Juventude 2 0 1 1 2 3 -1 1
17 Criciúma 2 0 0 2 2 4 -2 0
18 Goiás 2 0 0 2 1 4 -3 0
19 CRB 2 0 0 2 0 3 -3 0
20 Boa 2 0 0 2 0 3 -3 0
Anúncios

ICFUT – BRASILEIRO SÉRIE B – 2018 : Coritiba (PR) 1×0 Atlético (GO)

FICHA TÉCNICA:

CORITIBA 1 x 0 ATLÉTICO-GO

CORITIBA – Wilson; César Benítez, Thalisson Kelven, Alex Alves e Abner (Guilherme Parede); Vitor Carvalho, Júlio Rusch, Vinícius Kiss, Kady (Chiquinho) e Jean Carlos (Yan Sasse); Bruno Moraes. Técnico: Tcheco.

ATLÉTICO-GO – Kléver; Alisson, William Alves, René e Bruno Santos; Rômulo, Fernandes e Tomas Bastos; Júlio César (Pablo), Tito (Joanderson) e João Paulo (Cristhyan). Técnico: Cláudio Tencati.

GOL – Vinícius Kiss, aos 3 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Kady, Alex Alves e Abner (Coritiba); René (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO – Tomas Bastos (Atlético-GO).

ÁRBITRO – Francisco Carlos do Nascimento (AL).

RENDA – R$ 52.495,00.

PÚBLICO – 4.410 pagantes.

LOCAL – Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL SÉRIE B – 2018 – 1º RODADA

Fortaleza 2 x 1 Guarani – BRASILEIRÃO (SÉRIE B)

Oeste 2 x 0 CRB – Brasileiro Série B

Atlético GO 3 x 2 Criciúma – Brasileiro Série B 2018

Figueirense 2 x 1 Juventude | Série-B 2018

Brasil de Pelotas 1 x 1 São Bento – Brasileiro Série B 2018

Vila Nova 1×0 Avaí – Brasileirão Série B 2018

CSA 2 X 1 Goiás – Série B – 2018

Londrina 1×0 Boa Esporte – Brasileirão Série B 2018

Sampaio Corrêa 2×0 Coritiba – Série B 2018

Ponte Preta 0x1 Paysandu – Série B 2018

 

Classificação P J V E D SG G GC %
Oeste  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Sampaio Corrêa  
3 1 1 0 0 2 2 0 100.0
Atlético-GO  
3 1 1 0 0 1 3 2 100.0
CSA  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Figueirense  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Fortaleza  
3 1 1 0 0 1 2 1 100.0
Vila Nova  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Londrina  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Paysandu  
3 1 1 0 0 1 1 0 100.0
Brasil de Pelotas  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
São Bento  
1 1 0 1 0 0 1 1 33.3
Criciúma  
0 1 0 0 1 -1 2 3 0
Goiás  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Guarani  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Juventude  
0 1 0 0 1 -1 1 2 0
Ponte Preta  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Avaí  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
BOA  
0 1 0 0 1 -1 0 1 0
Coritiba  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0
CRB  
0 1 0 0 1 -2 0 2 0

ICFUT – PARANAENSE 2018: Atlético Paranaense Campeão.

Atlético 2×0 Coritiba

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Luiz Henrique de Sousa Santos Renes
Gols: Bruno Guimarães, 47 do 1º; Éderson, 11 do 2º
Cartões amarelos: Bruno Guimarães, Renan Lodi, Deivid, João Pedro (CAP); Matheus Galdezani, Alecsandro (COR)

Público pagante: 23.581
Público total: 25.721
Renda: R$ 1.080.100,00

Atlético
Caio; Diego Ferreira, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e Matheus Anjos (Yago); João Pedro (Émerson), Marcinho e Éderson (Alex Sandro).
Técnico: Tiago Nunes

Coritiba
Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; João Paulo, Julio Rusch e Matheus Galdezani e Thiago Lopes (Kady); Pablo (Iago Dias) (Alecsandro) e Kléber.
Técnico: Sandro Forner

ICFUT – Péricles Chamusca é confirmado como novo técnico do Coxa

Fonte: gazetaesportiva

Sem um acerto com Caio Júnior ou Celso Roth, procurados pela diretoria do Coritiba após a demissão de Marquinhos Santos, o Alviverde terá outro treinador considerado jovem e agregador. É Péricles Chamusca, confirmado para ser o treinador coxa-branca para as sequências da Copa Sul-americana e do Campeonato Brasileiro 2013.

Com 48 anos, Chamusca terá mais uma chance de mostrar serviço em um time da Série A depois de uma passagem pela Portuguesa que terminou de forma melancólica após uma goleada sofrida para o Comercial, por 7 a 0, pela Série A2 do Campeonato Paulista. O técnico, que começou sua carreira no Vitória, em 1995, teve seu primeiro destaque no comando do Brasiliense, quando foi vice-campeão da Copa do Brasil, em 2002.

No ano seguinte, a consagração veio na mesma competição, com o título conquistado pelo Santo André. Considerado um motivador, levou o São Caetano a brigar pelo título do Brasileirão em 2004. Após uma passagem por Goiás, Botafogo e pelo futebol japonês, no Oita Trinita, treinou Sport, Avaí, Al-Arabi e Al-Jaish, do Catar, Chamusca deixou saiu dos holofotes e busca, assim como o Coxa, se reencontrar.

Divulgação

Péricles Chamusca foi anunciado como substituto de Marquinhos Santos no comando técnico do Coritiba

ICFUT – Na presença de cinco mil torcedores, Alex é apresentado no Coritiba

Fonte: lancenet

Maior contratação da história do Coxa, meia vai jogar com a camisa 20

Apresentação de Alex no Coritiba (Foto: Site Oficial do Coritiba)
Alex é apresentado oficialmente pelo Coritiba (Foto: Site Oficial do Coritiba)

O sonho se realizou e a espera terminou: oficialmente, Alex é o primeiro reforço do Coritiba para a temporada 2013. O meia, revelado no Coritiba, em 1995, foi apresentado nesta quinta-feira, no Couto Pereira, diante de cinco mil torcedores que compareceram para ver o antigo ídolo vestir, novamente, a camisa Coxa-Branca.

Uma grande festa foi preparada para a recepção do jogador. Um palco foi montado no meio do campo e ele foi recebido pelo presidente do clube, Vilson Ribeiro de Andrade, pelo gerente de futebol Felipe Ximenes, pelo ex-meia Tostão, pelo ex-atacante Pachequinho e pelo ex-treinador do Coxa Dirceu Krüger, entre outras pessoas da diretoria.

Ao subir ao palco, Alex vestiu a camisa 20 e fez um pequeno discurso, agradecendo à torcida do Coritiba pelo apoio e garantindo que sempre deixou claro sua vontade de voltar para onde começou.

– Obrigado pela presença de todos. Sempre deixei o Ximenes e o presidente tranquilos em relação ao meu retorno que se concretizou – disse.

Após a apresentação, o apoiador participou de uma entrevista coletiva, ainda no palco, e aproveitou para elogiar o elenco do Coritiba e a diretoria do clube, pregando, também, respeito ao ex-clube, o Fenerbahçe (TUR):

– Eu vejo o Coritiba abaixo de poucas equipes dentro de campo no Brasil. Em termos de administração, o Coxa não deve nada pra ninguém. Nunca escondi de ninguém o orgulho de ser coxa-branca. Respeito muito os turcos.

Alex começou sua carreira no Coritiba em 1995 e saiu em 97, rumo ao Palmeiras, após 32 gols em 124 jogos. Quinze anos depois, quis o destino que o meia retornasse para o clube que o revelou para, possivelmente, encerrar sua carreira.

ICFUT – Em telão instalado no Couto Pereira, Coritiba anuncia volta de Alex

Fonte: lancenet

Jogador será apresentado pelo Coxa nesta quinta-feira no estádio

Conforme o LANCENET! antecipou, Alex é jogador do Coritiba. Quinze anos após deixar o Coxa, o meia volta ao clube que o revelou. O apoiador assinou contrato de dois anos com a equipe paranaense e foi anunciado oficialmente em um telão instalado no Couto Pereira, logo após o término do primeiro tempo da partida contra o Náutico, na noite desta quarta-feira. A apresentação será nesta quinta, às 16h, no próprio Couto.

– Em 1997 eu não prometi a ninguém, mas fiz uma promessa a mim mesmo de que um dia eu iria voltar a vestir essa camisa maravilhosa, eu sempre sonhei com a minha volta e esse momento está se realizando – declarou o jogador, em vídeo que passou no telão instalado na arquibancada do Couto Pereira.

Apesar da grande festa preparada para a apresentação do meia, ele só vai poder estrear em 2013, já que a única competição que o Coritiba tem para disputar na temporada é o Campeonato Brasileiro e as inscrições já foram encerradas.

Desde que saiu do Fenerbahçe, Alex foi muito disputado por diversos clubes do Brasil. No total, 14 dirigentes ligaram diretamente para o jogador fazendo sondagens para um acerto. Palmeiras e Cruzeiro, outros clubes nos quais o apoiador jogou, entraram forte na briga, mas acabaram perdendo.

ICFUT – Após se despedir do Flamengo, Deivid acerta com o Coritiba até abril de 2015

Fonte: lancenet

Reunião entre o superintendente de futebol do Coxa, Felipe Ximenes, e o empresário do jogador, Felipe Carrilho, na tarde desta segunda-feira definiu o acerto entre as partes

Deivid - Flamengo (Foto: Paulo Sérgio)
Deivid acertou com o Coritiba nesta segunda (Foto: Paulo Sérgio)

Algumas horas após Deivid se despedir oficialmente do Flamengo, o atacante acertou com o Coritiba. Na tarde desta segunda-feira, o empresário do jogador, Felipe Carrilho, se encontrou com o superintendente de futebol do Coritiba, Felipe Ximenes, para confirmar a transferência.

A passagem de Deivid, inclusive, já foi comprada pela equipe parenanase para a manhã desta terça-feira. Após realizar os exames médicos no Couto Pereira e assinar o novo contrato, o jogador será apresentado à imprensa e aos torcedores alviverdes.

– O Coritiba é um clube de tradição e muito bem estruturado. Estou bastante motivado e quero dar muitas alegrias para a sua grande torcida – disse o empolgado jogador.

O interesse pelo atleta era admitido publicamente pela equipe paranaense, que esperou a rescisão com o Flamengo para poder negociar de forma oficial. Deivid chega para ser o principal nome do ataque do Coxa e irá ocupar a posição de maior carência do time.

O jogo de estreia será confirmado apenas quando o atacante tiver o primeiro contato com o técnico Marcelo Oliveira.

ICFUT–COPA DO BRASIL: Coritiba e São Paulo fazem "guerra" no Paraná para definir finalista

Fonte: gazetaesportiva.net

Na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2009, quando o Coritiba terminou o ano de seu centenário rebaixado, o Couto Pereira virou uma praça de guerra devido à revolta de seus torcedores. Para a partia das 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, o termo volta a ser usado, mas apenas por motivos esportivos: Coxa e São Paulo protagonizarão um acirrado confronto para definir um dos finalistas da Copa do Brasil.

Neste duelo, os visitantes estão na frente. Mesmo com um jogador a menos, o Tricolor venceu no Morumbi por 1 a 0 e só não avançará se perder por mais de um gol de diferença ou for derrotado por 1 a 0 e fracassar na decisão nos pênaltis. Por isso, a sensação dos paulistas é de que a vaga ficará próxima caso balance as redes fora de casa.

O adversário paranaense, por sua vez, terá a seu favor um estádio lotado. A tradição recente também beneficia os anfitriões. Vice-campeão no ano passado, a equipe comandada pelo técnico Marcelo Oliveira, vencedor dos três últimos Estaduais, ganhou seus dez últimos jogos em casa no torneio – mesmo quando perdeu o título para o Vasco em 2011, venceu.

O São Paulo, por sua vez, não chega a uma final desde a derrota na decisão da Libertadores de 2006 diante do Inter. E não vence uma final desde o Mundial de 2005. Na Copa do Brasil, título que nunca conquistou, só chegou à decisão uma vez, e foi derrotado pelo Cruzeiro. Além disso, existe o trauma da desclassificação nas quartas de final do ano passado para o Avaí, perdendo por 3 a 1 em Florianópolis após ganhar por 1 a 0 no Morumbi.

Luiz Pires/VIPCOMM

Lucas, Denilson e Jadson são peças importantes para o time buscar o inédito título da Copa do Brasil

Com esses dados, Emerson Leão não hesita em comparar a partida a uma guerra. “Temos que estar sempre atentos. Não é como guerra, tratando o adversário como inimigo, mas respeitando-o e tentando superá-lo. Temos que estar sempre vivos, espertos e atentos com tudo que pode ocorrer, principalmente os movimentos do adversário”, indicou.

Em sua estratégia, pode até escalar três zagueiros. Sem Paulo Miranda, que cumpre suspensão por ter sido expulso na ida, pode optar pelas entradas de Edson Silva e Bruno Uvini ao lado de Rhodolfo e sacar Casemiro, que decepcionou ao enfrentar o Coritiba no Morumbi.

Seja qual for a escolha, a ordem é mostrar que a lição de 2011 foi aprendida. Até quem não participou da derrota para o Avaí a cita como exemplo a não ser seguido. “Em um jogo de 90 minutos, temos que estar concentrados. O que aconteceu no ano passado não pode acontecer neste ano. Precisamos manter a concentração o tempo inteiro para não sermos surpreendidos”, indicou Edson Silva.

O primeiro confronto entre as equipes, no último meio de semana, deixou para o Coxa um gostinho amargo, não só pela derrota, mas por estar com um jogador a mais em campo e com um ritmo de jogo que o permitia vencer. Por outro lado, o bom desempenho mostrou que é possível equilibrar as ações contra o Tricolor, agora contando com o apoio do torcedor, que esgotou os ingressos e vai lotar o Alto da Glória.

Divulgação/Site Oficial

Pela segunda final seguida no torneio, jogadores do Coritiba precisam reverter derrota por 1 a 0 no Morumbi

O clima é de otimismo na capital paranaense. O Coritiba tenta repetir e, se possível, melhorar a campanha de 2011, quando conquistou o Campeonato Paranaense e, na sequência, alcançou a final da Copa do Brasil. O principal motivador, é claro, uma vaga na Libertadores da América, que bateu na trave também no Brasileirão.

No último domingo, na vitória sobre o Atlético Goianiense, o técnico Marcelo Oliveira aproveitou para poupar os titulares e dar ritmo aos reservas, que podem fazer a diferença durante a partida pela qualidade demonstrada. "São sete dias e três jogos, sabíamos que era muito corrido. Eu precisava fazer um investimento neste descanso. A resposta foi boa. Confio nos jogadores que foram poupados, confio nos que jogaram”, avaliou o treinador.

Em relação ao time titular, uma mudança é esperada em relação à equipe que atuou no Morumbi. Recuperado de lesão, Rafinha está à disposição e é a principal esperança para ajudar a reverter a situação. Se ficar no banco, Gil, Tcheco e Lincoln brigam pela vaga no meio. "Em relação ao time que vai, ainda não posso falar, mas a ideia é que o Rafinha esteja bem para jogar", adiantou o comandante do Alviverde.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X SÃO PAULO

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 20 de junho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; William, Sergio Manoel, Rafinha e Everton Ribeiro; Roberto e Everton Costa
Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Denilson, Casemiro (Bruno Uvini), Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano
Técnico: Emerson Leão

ICFUT–COPA DO BRASIL: São Paulo 1 x 0 Coritiba

Fonte: futebolinterior

Lucas resolve e deixa o Tricolor em vantagem

O meia marcou o gol da vitória no apagar das luzes e deixa o time paulista perto da vaga

São Paulo, SP, 14 (AFI) – Em uma noite que poderia ter acontecido no Morumbi, o que aconteceu com o Grêmio no Estádio Olímpico na quarta-feira, o talento de Lucas falou mais alto e o são Paulo conquistou uma magra, mas importante vitória pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, contra o Coritiba. diante de mais de 30 mil torcedores, o Tricolor venceu o jogo por 1 a 0, com gol de Lucas, aos 43 minutos do segundo tempo.

Agora os times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, a partir das 21h50, em Coritiba. Agora o São Paulo joga pelo empate, já o coxa precisa vence rpor dois gols para conquistar a vaga direto. Caso o time paranaense vença pelo mesmo placar, a disputa da vaga vai para os pênaltis.

Movimentado!
Buscando o título inédito, São Paulo e Coritiba fizram um bom primeiro tempo, com muita movimentação e boas chances para ambos os lados. Logo aos três miniutos, o Coxa conseguiu uma boa oportunidade com Ayrton, que cobrou falta da intermediária e assustou o goleiro Denis.

Aos 23 o Coritiba apareceu bem novamente. Everton Ribeiro chegou bem na entrada da área e arriscou o chute. A bola passou pertinho da trave, assustando o goleiro do Tricolor mais uma vez. O são Paulo respondeu de imediato. Em bom contra-ataque do São Paulo com Jadson, que ligou para Lucas e o meia mandou a bola no meio de dois para Luis Fabiano, que concluiu mandando a bola na rede, mas pelo lado de fora.

Aos 36 minutos Lucas começou a incendiar o jogo. O jogador recebeu a bola, foi tocando e se livrando da marcação até chegar no gol e bater. A bola acabou indo por cima, irritando o atacante Luis Fabiano, que estava livre d emarcação. Na sequência os times mantiveram a postura ofensiva, mas sem grande soportunidades.

Lucas resolve!
Na segunda etapa o São mostrou que ia para cima do Coritiba, criando a primeira boa oportunbidade do segundo tempo aos nove minutos. Na tabelinha entre Maicon e Lucas, a bola sobrou para o chute de Luis Fabiano. O goleiro Vanderlei mostrou elasticidade e mandou a bola para escanteio.

Na sequência o Tricolor diminuiu o ritimo e viu a situação se complicar ainda mais com a expulsão do zagueiro Pauli Miranda, aos 14 minutos. Já na sequencia, aos 16, Everton Ribeiro recebeu na entrada da área e mandou o chute, que explodiu no travessão da meta sãopaulina.

O São Paulo respondeu aos 24 minutos. Na linda tabelinha entre Luis Fabiano e Lucas, o Fabuloso chegou na área e chutou, mas Vanderlei estava esperto e tirou a bola com o pé, mandando para escanteio. Na cobrança, o goleiro foi bem novamente e saiu ocm segurança para ficar com a bola.

Aos 36 minutos o Tricolor teve a maior chance no jogo. Após cruzamento de Douglas, Luis Fabiano cabeceou a bola na área para baixo, a bola quicou na frente de Vanderlei e bateu no travessão, indo para a linhda de fundo e frustando mais uma vez os mais de 30 mil sãopaulinos no Morumbi.

Com mais volume de jogo, o Tricolor chegou ao gol aos 43 minutos. Lucas, como tem acontecido, resolveu par ao são Paulo, ao pegar a bola na esquerda, passar por dois adversário, na diagonal, e batrer cruzado, rasteiro, para marcar o gol que deu a vantagem para o são Paulo jogar pelo empate em Curitiba.