ICFUT – Acredite, Galo! Atlético-MG parte para nova virada contra o Olimpia

Fonte: globo

É o dia mais importante da história atleticana. Às 21h50m, equipe de Cuca e R10 busca vitória por três gols para ser campeão da Libertadores

 

Ronaldinho Gaúcho acredita. Cuca acredita. Reinaldo, grande ídolo atleticano, acredita. O torcedor que entregou um bilhete para Diego Tardelli enquanto ele jantava em um restaurante também acredita. Fernanda Jaqueline, atleticana grávida de quatro meses que passou nove dias na fila em busca de um ingresso, também acredita. O Atlético acredita. A massa alvinegra acredita. Chegou o dia 24 de julho de 2013. Chegou o dia mais importante da história além de centenária do Clube Atlético Mineiro. Nesta quarta-feira, às 21h50m, toda a história de fé do Galo, toda a paixão de seus seguidores, tantos e tantos sacrifícios estarão representadas no duelo com o Olimpia, no Mineirão. É preciso acreditar. Porque a missão não é simples.

A derrota de 2 a 0 no primeiro jogo da final da Libertadores da América, semana passada, no Paraguai, até poderia assustar. Mas o Atlético combate a favor do improvável. O sofrimento contra o Tijuana, com o pênalti defendido por Victor no último minuto, o drama contra o Newell’s Old Boys, com a classificação nas penalidades, tudo isso conspira para o Galo acreditar. A torcida sabe que é possível. O time também. Basta lutar. Lutar, lutar, lutar.
Caiu no Mineirão, foi pro caixão. Ou qualquer outra rima que substitua o "caiu no Horto, tá morto", expressão que acompanhou o Atlético em sua caminhada até a final, sempre no Independência. A troca de casa não era exatamente o que o clube queria. Mas há o alento: no Mineirão, serão 62 mil vozes urrando pelo Galo.

Para ser campeão, o time de Cuca tem duas alternativas: ou vence por pelo menos três gols de diferença no tempo normal e já levanta a taça, ou ganha por dois gols de vantagem e leva a decisão à prorrogação e, se mantido o placar, aos pênaltis.

Aspas e Personagens Atlético-MG (Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com)(Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com)

header as escalações 2

Atlético-MG: a ótima notícia para o Atlético-MG é o retorno de Bernard, suspenso no primeiro jogo. Com ele, Cuca pode manter sua estrutura ofensiva, alicerçada ainda em Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli e Jô. Michel e Rosinei disputam vaga na lateral direita, já que Marcos Rocha está fora, e Junior Cesar entra na esquerda, no lugar de Richarlyson. O Galo irá a campo com Victor, Michel (Rosinei), Leonardo Silva, Réver e Junior Cesar; Pierre, Josué, Ronaldinho Gaúcho, Bernard e Diego Tardelli; Jô.

Olimpia: o técnico Ever Almeida afirma que estuda reforçar seu sistema defensivo, colocando jogadores de mais proteção nas laterais. Candia pode dar lugar a Mazacotte na direita, e Meza disputa vaga com Benítez na esquerda. Mas pode ser despiste do treinador. Escalação: Martín Silva; Candia (Mazacotte), Manzur, Miranda e Benítez (Meza); Aranda, Pittoni, Gimenez e Alejandro Silva; Salgueiro e Bareiro.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Atlético-MG: Cuca não tem seus dois laterais titulares, Marcos Rocha e Richarlyson, suspensos.

Olimpia: sem desfalques. Gimenez, com febre, preocupa, mas deve jogar.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

O jogo será apitado por um dos principais árbitros do continente. Wilmar Roldán, colombiano de apenas 33 anos, está no quadro da Fifa desde 2008. É tido pela Conmebol como seu melhor árbitro – o que justificou a designação para comandar também a final da Libertadores do ano passado, entre Corinthians e Boca Juniors. Ele esteve recentemente no Brasil para apitar o amistoso entre a Seleção e a Inglaterra, na reabertura do Maracanã, no início de junho. Será auxiliado por Humberto Clavijo e Eduardo Ruiz, também colombianos.

header números e curiosidades (Foto: arte esporte)

Atlético-MG: o Galo, em sua história, fez 1.479 jogos no Mineirão, com 861 vitórias e um aproveitamento de 66,37%. São números parecidos com o rendimento no Independência: 65,65%, em 493 partidas. Como mandante, o Atlético não perde um jogo há 52 jogos, desde setembro de 2011.

Olimpia: o time paraguaio chega a sua sétima final de Libertadores. É mais do que qualquer time brasileiro. O Olimpia é tricampeão. Ganhou o torneio em 1979, 1990 e 2002. Foi vice em 1960, 1989 e 1991.

header_na_historia (Foto: arte esporte)

Atlético-MG e Olimpia decidiram a Copa Conmebol de 1992. E o Galo levou a melhor: venceu por 2 a 0 no Mineirão, com dois gols do meia Negrini, e perdeu por 1 a 0 no Paraguai. As duas equipes voltaram a se encontrar em uma final continental na semana passada, no primeiro jogo da decisão da Libertadores da América. O Olimpia ganhou por 2 a 0, com gols de Alejandro Silva e Pittoni.

ICFUT – Presidente do Besiktas afirma que fará proposta por Ronaldinho

Fonte: lancenet

Declaração foi dada à imprensa turca. Como contrato do jogador termina em dezembro, ele poderá sair sem que o Atlético Mineiro receba qualquer compensação

Ronaldinho Gaúcho - (Foto: Reprodução)
Ronaldinho Gaúcho interessa ao Besiktas – (Foto: Reprodução)

O site do diário italiano "Gazzetta Dello Sport" publicou nesta terça-feira que o Besiktas, da Turquia, prepara uma proposta para tirar o meia Ronaldinho Gaúcho do Atlético Mineiro. A oferta foi confirmada pelo próprio presidente do clube turco.

– Ronaldinho nos agrada. Estamos interessados e em breve faremos uma oferta – disse Fikret Orman à imprensa da Turquia.

O contrato de Ronaldinho com o Atlético Mineiro vai até dezembro deste ano. Como falta apenas seis meses para o término do vínculo, o Besiktas tem a possibilidade de contratá-lo sem desembolsar um centavo sequer ao Galo.

ICFUT – Kalil usa Twitter para confirmar renovação com Ronaldinho

Fonte: lancenet

"Vocês queriam. Ele ficou!" disse o mandatário em seu perfil oficial no microblog. Contrato é até o fim do próximo ano

Meia: Ronaldinho Gaúcho (Foto: Gil Leonardi)
Ronaldinho Gaúcho deve renovar até final de 2013 (Foto: Gil Leonardi)

A novela envolvendo Ronaldinho Gaúcho e a renovação de contrato com o Atlético-MG se encerrou. O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, usou seu Twitter para dar fim às especulações de que o craque poderia trocar o Galo pelo Fluminense.

Acompanhando o treinamento do Galo na tarde desta quarta-feira, ao lado de Assis, empresário e irmão de Ronaldinho, o mandatário escreveu a seguinte mensagem:

– Vocês queriam. Ele ficou! – disse o presidente do Galo, que irá concender uma entrevista coletiva para tratar do assunto, na Cidade do Galo.

Como o LANCE!Net havia confirmado na semana passada, Ronaldinho e Assis se reuniram com a diretoria do Atlético e as tratativas correram muito bem, com quase todas as pendências contratuais resolvidas.

A assessoria de imprensa do Galo antecipou R49 assinou por mais um ano, ficando no Galo com o intuito de jogar a Copa das Confederações no meio de 2013.

ICFUT – Galo tenta Juninho Pernambucano e Tardelli junto a Ronaldinho em 2013

Fonte: globo

Atlético-MG tem cinco milhões de euros para contratar os dois jogadores

Por Fernando Martins Y MiguelBelo Horizonte

727 comentários

O técnico Cuca já havia adiantado que o Atlético-MG trará um jogador para dividir a responsabilidade com Ronaldinho Gaúcho em 2013. E o clube deverá contratar dois nomes de peso, para que R49 não se sinta sozinho na condição de ídolo: o atacante Diego Tardelli e o meia Juninho Pernambucano.
A vinda de Diego Tardelli esbarra na questão financeira, já que os dirigentes do Al Gharafa, clube do Catar onde está o ex-atleticano, só aceitam vendê-lo – para suprir os 4 milhões de euros pagos ao Anzhi, da Rússia, onde o jogador teve uma passagem discreta.

Juninho Pernambucano e Diego Tardelli na mira do Galo (Foto: Arte / Globoesporte.com)Juninho Pernambucano e Diego Tardelli na mira do Galo para 2013 (Foto: Arte / Globoesporte.com)

O Atlético-MG disponibiliza cerca de 5 milhões de euros. Porém, o presidente atleticano, Alexandre Kalil, espera trazer o antigo ídolo alvinegro sem gastar boa parte da quantia.

Já o acerto com Juninho Pernambucano está bem encaminhado. O desejo do presidente Alexandre Kalil e do técnico Cuca era de contar com ele desde o início do ano. Na vinda de Ronaldinho Gaúcho para o Atlético-MG, no meio da temporada, Kalil foi ao Rio negociar com Juninho. No entanto, viu a possibilidade de contar com R49 e não perdeu a oportunidade.

Há cerca de um mês, o Atlético-MG procurou o camisa 8, que viu com bons olhos a transferência para Minas Gerais. O jogador de 37 anos ainda vai se reunir com a diretoria do Vasco para definir o futuro. E como a proposta financeira do Atlético-MG é bem superior ao que Juninho vinha recebendo no clube carioca (R$ 50 mil por jogo, em média R$ 250 mil mensais), as chances dele trocar de alvinegro são grandes.
O empresário do jogador, José Fuentes, receoso com a crise financeira pela qual atravessa a diretoria cruz-maltina, não quis comentar sobre o possível acordo com o Galo, mas deu data para revelar onde seu cliente jogará em 2013.
– Combinamos de não falar sobre isso. Não queremos insuflar a torcida daí e vamos falar a respeito somente depois do dia 3.

ICFUT – Assis diz que Ronaldinho tem ‘todos os ingredientes’ para ficar no Galo

Fonte: lancenet

Empresário e irmão do jogador terá reunião em breve com a diretoria do Atlético-MG para selar novo contrato entre o craque e o clube mineiro

As imagens de Atlético-MG 2 x 2 Atlético-GO (Foto: Gil Leonardi)
Ronaldinho deve assinar por mais dois anos com o Atlético-MG (Foto: Gil Leonardi)

Como o LANCE!Net noticiou nesta quinta-feira, a renovação de Ronaldinho com o Atlético-MG é questão de tempo. Assis e a diretoria do Galo tiveram um encontro muito produtivo e uma nova reunião entre as partes selará a permanência do jogador em Belo Horizonte, pelo menos por mais um ano.

O empresário e irmão de Ronaldinho confirmou o otimismo em relação as tratativas, dizendo que o craque pretende dar continuidade ao bom momento vivido junto com a Massa do Galo.

– Olha, não posso confirmar a renovação, mas ele tem tudo para ficar, a tendência é essa. A relação é muito boa e temos todos os ingredientes para renovar  – disse Assis, ao L!Net.

O tempo de contrato de Ronaldinho com o Galo deverá se estender por mais dois anos, por conta da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, que é o grande sonho de R49 nesta reta final de sua carreira. Mas, questionado sobre o assunto, Assis não confirmou.

– Não sei se serão dois anos, um ano, três, quatro ou a vida toda. Vamos com calma, com muita tranquilidade, ele está feliz no clube. Teremos uma reunião na próxima semana para definir – afirmou.

VICE-CAMPEONATO AINDA É META

Ronaldinho poderia dificultar as negociações caso o Galo não fosse direto para a fase de grupos da próxima Copa Liberadores. Mas, apesar da renovação do craque não depender tanto da colocação final do Atlético-MG no Brasileiro, o objetivo de R49 está todo voltado para as duas vitórias que o clube irá atrás nos jogos finais da competição.

– O ano não acabou para o Ronaldo. Ele segue focado nessas duas partidas do Atlético, para confirmar a ida direta para a Libertadores – declarou Assis.

ICFUT – Gaúcho é consenso para comandar o Vasco ao lado de Ricardo Gomes

Fonte: globo

Treinador interino recebe o aval da diretoria para ser efetivado no comando do time, contando com a ajuda do ex-técnico, que ocupará o cargo de diretor

Gaúcho no treino do Vasco (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)Gaúcho tem ótima relação com Roberto Dinamite
(Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)

Enquanto acerta os últimos detalhes para o retorno de Ricardo Gomes no cargo de diretor, o Vasco define um nome para comandar o time no dia a dia. Entre os dirigentes, há um consenso para a efetivação do interino Gaúcho como treinador, com a ajuda de Ricardo para tomar decisões técnicas. O anúncio oficial deve sair nos próximos dias, assim como a confirmação da contratação do novo diretor, que está afastado do futebol desde que sofreu um AVC em agosto de 2011.

Nome próximo ao presidente Roberto Dinamite, Gaúcho teria como ponto positivo o conhecimento do elenco, além de contar com a confiança de Ricardo Gomes, de quem era um dos auxiliares durante a passagem do treinador pela Colina, em 2011.

Gaúcho comandou o Vasco em dois jogos neste Brasileirão: no empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, no último domingo, e na vitória sobre o Palmeiras por 3 a 1, dia 12 de setembro, logo depois da saída de Cristóvão Borges e antes da contratação de Marcelo Oliveira.

Há dois meses, Gaúcho revelou desejo de deixar o clube se não recebesse reajuste salarial, uma vez que não se sentia valorizado em São Januário por não ter tido o aumento prometido em 2010, quando foi técnico por dois meses. No entanto, ele mudou de ideia, após falar com Dinamite, e continuou como auxiliar de Marcelo Oliveira, voltando ao comando da equipe agora.

No primeiro semestre de 2010, ele chegou a ser efetivado depois da demissão de Vagner Mancini, porém, sob seu comando, o time acabou eliminado do Carioca e da Copa do Brasil. Assim, a diretoria contratou Celso Roth para o seu lugar.

ICFUT – Suspenso pelo STJD, R49 busca efeito suspensivo para pegar o Inter

Fonte: gazetaesportiva

O Atlético-MG perdeu, nesta terça-feira, o armador Ronaldinho Gaúcho por uma partida em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O jogador foi julgado no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala sobre jogada violenta. O tribunal entendeu que a entrada de Ronaldinho em Kleber, atacante do Grêmio, lance que o árbitro não marcou se quer falta, é passível de punição.

Com a suspensão de um jogo, Ronaldinho deve ficar fora do duelo desta quarta-feira, contra o Internacional, no Beira Rio. Sem perder tempo, o advogado do Galo, Lucas Ottoni, já entrou com pedido de efeito suspensivo que, caso seja deferido, pode reverter a situação e o jogador entrar em campo contra o Colorado.

O técnico Cuca também foi julgado nesta terça-feira, por ter abusado nas reclamações contra o árbitro Héber Roberto Lopes, que apitou o duelo contra o Grêmio e não marcou falta de Ronaldinho em cima de Kleber. O treinador alvinegro foi absolvido e poderá ficar à beira do campo contra o Internacional.

ICFUT – Zinho, sobre o campeão brasileiro: ‘Qualquer um, menos o Atlético-MG’

Fonte: globo

Diretor de futebol do Flamengo esquece rivalidade com o Fluminense e revela torcida contra o vice-líder do campeonato

montagem Zinho Alexandre Kalil (Foto: Montagem sobre foto do Globo)Zinho diz que torce contra o Galo por conta de Kalil
(Foto: Montagem sobre foto do Globo)

O diretor de futebol do Flamengo, Zinho, decidiu esquentar uma antiga rivalidade. Nesta terça-feira, o dirigente concendeu uma entrevista e deixou claro que não quer que o Atlético-MG conquiste o título do Campeonato Brasileiro. Segundo Zinho, o problema nada tem a ver com Ronaldinho Gaúcho, que trocou o Rubro-Negro pelo Galo há quatro meses por não aceitar as normas impostas pelo diretor e por conta dos salários atrasados. De acordo com o dirigente do Flamengo, o problema é com o presidente atleticano, Alexandre Kalil.
– Qualquer um, menos o Atlético-MG (próximo campeão). Por causa das declarações do presidente do Atlético, criou-se toda uma rivalidade de bobeira, sem necessidade. Pelo Ronaldo, não. Quero que ele continue jogando bem. O meu grande objetivo quando cheguei ao Flamengo era fazer com ele que jogasse bola. Ele sabe muito, joga demais. Só que aqui ele não queria. Quando a gente jogou contra o Atlético, criou-se uma rivalidade. Sem brincadeira? Qualquer um, menos o Atlético-MG – disse o diretor, em entrevista por telefone à "Fox Sports".

Flamengo e Atlético-MG se enfrentaram no último dia 26, no Engenhão, em jogo adiado da 14ª rodada. Os cariocas venceram por 2 a 1 e o estádio recebeu um público de quase 40 mil pessoas para o reencontro de Ronaldinho com o Rubro-Negro. O craque foi hostilizado durante o jogo, mas não houve nenhum episódio de violência física. 
Um novo encontro está marcado para o returno, no próximo dia 31, em Belo Horizonte, pela 33ª rodada. Enquanto o Galo briga pelo título e está na vice-liderança, com 56 pontos, o Flamengo é apenas o 12º, com 35.
Na entrevista, Zinho também comentou o atraso salarial no Flamengo. A pendência se encaminha para dois meses. Segundo acordo interno no clube, os vencimentos são depositados todo dia 25. Agosto não foi quitado, e setembro tem previsão de ser pago no início da segunda quinzena do mês corrente.

– Os salários são pagos até o dia 25 de setembro, esse salário está atrasado. Um mês de salário atrasado. O de outubro temos até o dia 25 de outubro para ser quitado. O problema foi a penhora de uma verba para pagamento de impostos, está sendo feito o trabalho para a liberação. Deve ser resolvido no máximo até quinta-feira. O Flamengo está em dia com os funcionários. Somente o salário dos jogadores do dia 25 de setembro não foi pago.

A respeito da montagem do elenco para 2013, o dirigente, que tem contrato até dezembro, disse que o meia Alex, que acaba de deixar o Fenerbahçe, da Turquia, não está nos planos.

– Não foi cogitado, não. Alex já teve uma passagem pelo Flamengo que não foi muito boa. No momento, não foi o nome que o Dorival me mediu para o meio-campo, para um camisa 10. É um belíssimo jogador, já tive o prazer de jogar e ser campeão com ele. Não sei como ele está, não acompanhei um jogo dele inteiro pelo Fenerbahçe. Claro que muitos clubes estarão em cima, encarece muito o jogador. Não é o nome que a gente esteja trabalhando.

ICFUT – Denunciado pelo STJD, Ronaldinho pode pegar até 12 jogos de suspensão por jogada violenta

Fonte: espn

Ronaldinho Gaúcho pode desfalcar o Atlético-MG na reta final do Campeonato Brasileiro. O meia-atacante foi denunciado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e será julgado na terça-feira. Ele pode pegar até 12 jogos de suspensão por jogada violenta, conforme previsto no artigo 254.

O camisa 49 foi indiciado por conta de um lance com o atacante Kléber, do Grêmio – ele atingiu o adversário na região do peito, com o pé levantado. Como o árbitro Héber Roberto Lopes não marcou nada, a denúncia foi feita baseada em imagens de TV. O juiz do jogo também será investigado por conta da não marcação da falta.

O técnico Cuca também será julgado por conta de expulsão, também contra o Grêmio. Indiciado no artigo 258 (de ‘desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões’). Ele pode pegar um gancho de até seis partidas.

Divulgação

Ronaldinho Gaúcho faz golaço, mas Atlético-MG só empata clássico

Ronaldinho Gaúcho faz golaço, mas Atlético-MG só empata clássico

Na época, o treinador disse que reclamou de duas faltas não marcadas. Na sequência, Héber ironizou e falou que foram quatro. “Depois, eu repti que tinham sido duas e ele me expulsou. Não pode falar nada, não tem conversa, não tem diálogo”, reclamou Cuca à época.

Cuca comandou coletivo nesta quinta

Nesta quinta-feira, o técnico Cuca comandou mais um treinamento coletivo em preparação para o duelo do próximo sábado, contra o Figueirense, no estádio Independência. Diferentemente do que ocorreu na atividade da última quarta, o treinador alvinegro contou com quase todos os atletas que tem condições de jogo, inclusive, o trio que retornou da seleção brasileira: Réver, Marcos Rocha e Bernard.

O detalhe que chamou a atenção foi o desempenho da equipe considerada reserva, que superou os titulares por 5 a 3. O time que iniciou o coletivo foi formado por: Victor; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Júnior César; Serginho, Fillipe Soutto, Guilherme e Ronaldinho; Bernard e Jô.

Os reservas tiveram a seguinte formação: Giovanni; Michel, Leonardo Silva, Richarlyson e Triguinho; Carlos César, Escudero, Danilinho e Juninho; Neto Berola e Leonardo. Para enfrentar os catarinenses, o técnico Cuca não poderá contar com os volantes Leandro Donizete e Pierre entregues ao departamento médico e nem com o zagueiro Leonardo Silva suspenso.

ICFUT – Fla adota paz em reencontro com R10, mas meia faz pacto e vê guerra com ex-clube

Fonte: uol

Ronaldinho não esconde dos companheiros a vontade de superar o Flamengo, ex-clube

Ronaldinho não esconde dos companheiros a vontade de superar o Flamengo, ex-clube

Após acusações, promessas de “bala de canhão” e muito ataque nos bastidores na luta travada com Ronaldinho Gaúcho desde sua saída do clube em maio, o Flamengo quer paz para o reencontro desta quarta-feira. O discurso ameno do rubro-negro e a tentativa de minimizar o duelo no Engenhão, no entanto, não encontram eco no lado do jogador do Atlético-MG. Incomodado com a maneira como deixou a Gávea e com a perseguição sofrida a partir daquele momento, o jogador vê o duelo como uma guerra e fez um pacto com seus companheiros de time pedindo uma vitória como resposta aos cariocas.

Mesmo dizendo à imprensa que a partida adiada pelo Campeonato Brasileiro será “apenas mais uma”, Ronaldinho não esconde nos bastidores a preocupação em conseguir um bom resultado diante do antigo clube. A ideia do ex-camisa 10 rubro-negro é mostrar, principalmente aos mandatários do clube da Gávea, que deveria ter sido tratado melhor para render o que sabe dentro de campo.

Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, tenta a jogada na partida contra o Grêmio pela 26ª rodada do Brasileirão RAMON BITENCOURT/AGÊNCIA I7/AE

A reportagem do UOL Esporte apurou que o atual camisa 49 do time mineiro repetiu o que havia feito no jogo com o Grêmio – onde também coleciona inimizades – no primeiro turno, e pediu aos companheiros que entrassem em campo para as “partidas de suas vidas” contra o Flamengo. Em reunião com os jogadores atleticanos na noite do último domingo e em discurso reforçado na Cidade do Galo na segunda, ele lembrou o desempenho do time mineiro na vitória por 1 a 0 sobre o tricolor gaúcho no início de julho e ressaltou que esta será a disputa mais importante do ano para ele.

Ainda que Ronaldinho insista que é apenas mais um jogo e o Flamengo evite polêmicas sobre a partida desta quarta-feira, contra o Atlético-MG, a Polícia Militar do Rio de Janeiro prepara um verdadeiro “esquema de guerra” para garantir a segurança no reencontro entre o ex-camisa 10 e o rubro-negro. Entre oficiais do batalhão próximo ao Engenhão, policiais do GEPE (Grupamento especial de policiamento em estádio) e membros da tropa de choque, a PM irá contar com aproximadamente 500 homens para a ocasião

“Fechados” com o craque, os atleticanos prontamente prometeram empenho máximo e muita disposição pelo capitão por entenderem as circunstâncias do jogo, assim como no duelo contra o Grêmio na primeira metade da competição. “Ele disse que era o jogo mais importante até então no ano, pelas críticas, cobranças que sofria quando joga em Porto Alegre, a torcida estava mexendo com a sua família e ninguém gosta. Fizemos o possível para vencer e vimos a felicidade dele com isso. E vai ser assim sempre”, ressaltou o lateral Marcos Rocha.

O espírito de batalha, contudo, ficará apenas do lado do Atlético-MG. Pelo menos é o que garante o Flamengo. “Ronaldo é parceiro, amigo. Não tem essa de duelo especial. Os problemas dele foram administrativos, sem qualquer ligação com os jogadores em campo”, analisou o lateral Léo Moura. “O encontro para nós está em segundo plano. Temos outras preocupações. Não vou nem citar isso nas minhas conversas. Isso não é necessário. Os jogadores sabem diferenciar uma situação da outra”, minimizou Dorival Júnior.

Enquanto jogadores e técnico falam, a diretoria se cala. Todos os membros da cúpula do Flamengo procurados pelo UOL Esporte se recusaram a falar sobre o clima hostil do reencontro com o ex-camisa 10, que pede na Justiça uma indenização de R$ 40 milhões por falta de pagamento de direitos de imagem, atraso de salário e danos morais.

Internamente, os dirigentes reconhecem que falaram demais no início da “briga” e que agora o foco é outro, com o clube lutando para se afastar da zona de rebaixamento. Segundo eles, um clima de guerra do lado do Flamengo neste momento só poderia aumentar a pressão do time da Gávea e atrapalhar a campanha para se reerguer no Brasileiro.

Para mostrar a paz no reencontro, o clube destacou até mesmo um efetivo maior de seguranças para cuidar da movimentação do ônibus que transportará a delegação do Atlético-MG no Engenhão.

"O momento é de paz. Estaremos lá para ajudar um co-irmão pois será um jogo de alto apelo e sabemos o que envolve. Teremos cerca de 40 homens no estádio para cuida de toda a segurança. A torcida não irá fazer tumulto lá dentro. Se quiser se manifestar, só nas arquibancadas, com vaias ao adversário e incentivo ao nosso time", explicou José Pinheiro, chefe da segurança rubro-negra.

De fato, se não chega a ser uma guerra para os rubro-negros, a partida contra o Atlético-MG é uma decisão. Na rodada que passará a ter o mesmo número de jogos de todos os outros times da competição, o Flamengo precisa desesperadamente de uma vitória para abrir oito pontos de vantagem da zona da degola e afastar o fantasma do rebaixamento chegando à 10ª colocação na tabela.