Por J. Edmar–TIMÃO CAMPEÃO DA COPA DE JUNIORES 2015

Todo início de temporada a expectativa toma conta de alguns torcedores mais afoitos e menos informados e a gente vê alguns integrantes da mídia corneteira colaborando para que algumas inverdades sejam alardeadas de forma inconseqüente e desleal…

É um “disse me disse” tão fora da lógica que chega a enojar aquele que é mais ou menos inimigo destas práticas, que vive, de forma mais presente, a realidade e o dia-a-dia dos clubes e das torcidas…

E neste início de 2015, as coisas não foram tão diferentes de anos anteriores exceto que, infelizmente, neste início de temporada, o “veneno” de alguns “formadores de opinião” está sendo muito mais difundido que noutras épocas. E a razão é uma só, ou seja, com o fiasco da nossa Seleção frente os alemães, fica-se, de forma nítida, com a impressão de que nunca mais, no “país do futebol”, as coisas entrarão nos eixos…

E no campo das entidades menores, (no caso específico os clubes de futebol), a nefasta divulgação de “coisas ruins” é ainda de maior monta…

Contando, como já falou, com a participação de alguns integrantes da mídia fofoqueira e venal, alguns torcedores se alvoroçam mais que outros e o resultado, imediato e lógico, disso, é o aumento das idiotices, das tentativas de desestabilização desta ou daquela equipe que, por acaso, se ache em evidência ante a “ruindade” acentuada de outras…

E foi assim, (como não podia ser diferente), o início da 46º edição da Copa São Paulo de Futebol Juniores pois, com 104 equipes inscritas, não é preciso ser um gênio de logística para se deduzir que, entre estas, haveriam muitas, destas, que foram relacionadas apenas para se “massagear o ego” deste ou daquele dirigente, para satisfazer os interesses políticos e prosélitos deste ou daquele mandatário.

Havia, todavia, dente as 104 equipes cadastradas, uma equipe séria, de trabalho voltado ao engrandecimento das atividades de base, ao fortalecimento e efetivação da formação de novos craques que, deste o seu jogo de estréia, tudo fez para tornar-se “alheia” a todo este estado de coisas…

E esta equipe, tem o nome pomposo de SPORT CLUBE CORINTHIANS PAULISTA, ou seja o único BI-CAMPEÃO MUNDIAL DO FUTEBOL brasileiro de clubes e o maior ganhador de troféus na modalidade de Juniores, com um total de OITO conquistas…

Havia, todavia, algumas outras equipes “correndo por fora”, com trabalhos identicamente sérios mas que, ante a grandeza e a hegemonia do MAIOR GANHADOR DE “COPINHAS” do Brasil pouca, ou nada, representaram em termos de assustar ou intimidar a nossa equipe que, no momento, ostentava a conquista do CAMPEONATO PAULISTA da categoria e de CAMPEÃO BRASILEIRO da mesma categoria.

E os grupos foram formados, cabendo ao Glorioso Alvinegro do Parque São Jorge o direito de disputar suas partidas na “Arena” de Barueri, juntamente com o time do GUAICURUS, do RIO BRANCO e, logicamente, o “time da casa”, que era o GRÊMIO BARUERI…

Mas estes três times não foram obstáculos para nossa pretensão, de forma que, terminada a “fase de grupos”, nosso Time terminou em primeiro lugar, com três belas vitórias sendo duas, delas, por goleada, que foram frente a equipe do Rio Branco e do Grêmio Barueri.

Das 104 equipes iniciais, restaram apenas 32 e, entre estas, um “timinho” anarquista e pretensioso que, por não ter, ainda, conquistado uma única edição nas 45 disputas anteriormente efetuadas, arvorou-se do direito de achar que “este ano” o longo tabu seria quebrado…

E começaram as provocações da torcidinha do time em menção uma vez que, fazer provocações, é típico e usual da torcida deste time de colônia estrangeira pois, a cada vitória que obtinham, (não importando contra quem) vinham, imediatamente, com a tradicional e costumeira provocação contra o Glorioso Timão e sua imensa e abnegada Torcida.

E os jogos foram sendo realizados.

E os adversários “de peso” foram sendo eliminados, um após outro.

Após ter se classificado em primeiro lugar no GRUPO W, nosso Time enfrentou (ainda na Arena Barueri), o time do GRÊMIO PRUDENTE, de Presidente Prudente e, para não fugir da lógica, aplicou-lhe uma sonora e altissonante goleada por 5×1!

E o timinho da torcida da colônia estrangeira, por sua vez, eliminava, também, de uma forma ou de outra, os adversários que lhe cruzavam o caminho e o que mais se ouvia, desta torcidinha iludida, é que não viam a hora de nos pegar numa final e, assim, “tirarem a barriga da miséria” pois, iludida como sempre foi, esta torcidinha não sabia (e não sabe) falar outra coisa que não seja “GANHAR DO CORINTHIANS”!

E o nosso Time enfrentou o GOIÁS e lhes sapecou um gostoso 2×0 depois de um monte de penais não marcados e algumas bolas na trave…

E veio o time do São Caetano que, pra não fugir da

lógica foi, também, eliminado em mais uma sonora e soberba goleada de 4×2 ante a hegemonia e a determinação de nossos “craquinhos”!

E o torneio foi se afunilando…

Ora um time matava outro time, ora um time avançava e ora um time morria.

E a torcida do time da colônia estrangeira chegou às semifinais contra o respeitável Time do Botafogo de Ribeirão Preto, enquanto o Glorioso Alvinegro do parque São Jorge defendia sua hegemonia ante os “rapazinhos alegres” do Morumbi.

E como não podia ser de forma diferente, as provocações e as “frases de efeito” da torcidinha do time da colônia estrangeira continuaram sendo praticadas, haja vista que não lhes passava pela cabeça que, para poder usufruir do privilégio de nos enfrentar, na partida final, teriam que fazer a sua parte e ganhar a sua partida o que, aliás não ocorreu, pois o timinho da água Branca perdeu a partida e o seu sonho de ganhar da gente, numa final, foi, de novo, (como nas tentativas anteriores ao longo de 45 anos), por água a baixo!

Só que, fazendo a sua parte, os honrados, valentes, laboriosos e disciplinados garotos do Parque São Jorge eliminaram os “rapazes alegres” do Morumbi em mais uma de suas molequices, aplicando-lhes uma bela e bem vinda goleada de 3×0, ganhando, com isso, o direito de fazer a partida final contra o Time do Botafogo de Ribeirão Preto, em jogo que se daria no Estádio do Pacaembu, dia 25 de Janeiro, que é a data de fundação da maior Cidade da América do Sul, em comemoração dos seus 461 anos.

E quase que o Estádio do Pacaembu se torna pequeno ante a euforia de nossa imensa, inigualável e indiscutível Torcida, haja vista que quase 40.000 abnegados Corinthianos viram o nosso Time conquistar sua 9º COPA, enquanto que a torcidinha do time da colônia estrangeira amargou, mais uma vez, o desprazer de nos ver erguendo mais um troféu desta modalidade enquanto que “eles”, mais uma vez, ficaram no “quase”!

Fica, todavia, a expectativa de que eles consigam (ou tentem) praticar, ao longo dos próximos 46 anos que vão vir, um pouquinho de humildade, coisa que acho difícil para esta gentinha que decai a cada ano, enquanto o Glorioso Alvinegro do Parque São Jorge evolui e conquista espaços e títulos

Dá-lhes, Timão!!!

SP - COPA SÃO PAULO/BOTAFOGO-SP X CORINTHIANS - ESPORTES - Time posado do Corinthians, antes da partida contra o Botafogo-SP, válida pela final a 46ª Copa São Paulo de Futebol Júnior 2015 realizada no Pacaembu, em São Paulo, domingo (25). 25/01/15 - Foto: MIGUEL SCHINCARIOL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s