ICFUT – DAS ANTIGAS – Copa do Mundo FIFA de 1934

poster1934A Copa do Mundo de 1934 foi a primeira na qual os países tiveram que se classificar na disputa das Eliminatórias para poder participar. Dessa vez, a maioria esmagadora das nações era do continente Europeu.

O Mundial de 1934 como o de 1938 teve interesses políticos em jogo: o regime fascista subjugava a Itália, e o ditador Benito Mussolini planejou transformar o evento numa espécie de propaganda pró-regime.

A influência indiscutível de Mussolini se impôs em diversos aspectos, como por exemplo a escolha pré-determinada de árbitros “suspeitos” nas partidas da anfitriã Itália. O sueco Ivan Eklind, que apitou a semifinal e a final, teria se encontrado com Mussolini antes das partidas. Misteriosamente, decisões polêmicas foram tomadas, sempre em favor da Itália ( expulsões e gols anulados de adversário.)

Alguns árbitros influenciaram tanto nos resultados da Itália que foram expulsos por suas pátrias após o torneio, caso do suíço René Mercet e do belga Louis Baert.

Duas peculiaridades marcaram a Copa do Mundo de 1934: O defensor do título, Uruguai, recusou o convite para participar, num boicote aos europeus por terem ignorado a edição anterior, em 1930 (Apenas 4 seleções européias participaram do torneio: Bélgica, França, Iugoslávia e Romênia), tornando-se assim o único defensor de título que não competiu no torneio seguinte. Além disso, a anfitriã Itália teve que passar pelas Eliminatórias, na única ocasião em que um país-sede precisou disputar Eliminatórias.

O modelo do mundial aconteceu em estilo “mata-mata”, composto por 5 fases com os confrontos das oitavas definidos por sorteio: Oitavas, Quartas, Semifinal, Disputa do 3º Lugar (ausente em 1930) e Final. Participaram doze seleções européias: Áustria, Tchecoslováquia, Alemanha, Hungria, Itália, Espanha, Suécia, Suíça, França, Romênia, Bélgica e Holanda; Duas sul-americanas: Brasil e Argentina; Uma norte-centro-americana: Estados Unidos e uma africana: Egito.

A maior goleada da Copa ocorreu logo na primeira fase, Itália 7×1 Estados Unidos. O Brasil, outra vez desfalcado devido às eternas brigas entre cariocas e paulistas, deu vexame: Perdeu por 3 x 1 da Espanha e voltou para casa. Outra decepção foi a Argentina, vice-campeã do mundo, que foi eliminada pela Suécia por 3 x 2. As grandes forças Mundial de 1934 eram a Itália, a Espanha, a Hungria e a Tchecoslováquia.

O primeiro jogo-desempate da história das Copas foi entre Itália e Espanha. No primeiro jogo, empate em 1 x 1 após a prorrogação (neste tempo ainda não havia disputa por pênaltis). No desempate, deu Itália: 1 x 0. Nas semifinais, em Milão a Itália venceu a Áustria por 1×0 e em Roma a Tchecoslováquia bateu a Alemanha por 3 x 1. Na Disputa pelo 3º lugar a Alemanha venceu a Áustria por 3×2.

1934 ITALIA

A final foi disputada no Estádio Nacional do PNF (Partido Nacional Fascista), sob presença do imponente Mussolini e de outros 50 mil espectadores. A Itália empatou o jogo com a Tchecoslováquia no tempo normal, e na prorrogação Angelo Schiavio fez o gol do título italiano: 2×1.

Por Cleber Aguiar – Jornal italiano: Robinho negocia com Milan saída para o Orlando City

Fonte: Globo.com

Reportagem do “Gazzetta dello Sport” cita Flamengo como interessado no atacante, apesar da negativa da direção rubro-negra em relação a contratação do brasileiro

O jornal italiano “Gazzetta dello Sport” publica nesta quarta-feira que Robinho está negociando com a direção do Milan sua saída para o Orlando City, da MLS. Segundo a reportagem, o vice-presidente Adriano Galliani se reuniu com o atacante e seu advogado para negociar uma rescisão de contrato de maneira consensual.

Ainda de acordo com o diário, o Flamengo estaria interessado em Robinho, apesar de a direção rubro-negra negar a pretensão. Como o Orlando City, fundado em 2010, tem licença para estrear na MLS somente a partir de 2015, a “escala” de Robinho no clube carioca seria facilitada.

A “Gazzetta” afirma que Robinho, de 30 anos, pretende encerrar a carreira nos Estados Unidos, assim como Kaká. Se realmente o interesse do Flamengo não se confirmar, o jornal afirma que o atacante estaria disposto até a aceitar umas “férias prolongadas” entre a saída do Milan e o início das competições pelo Orlando City. A liberação antecipada desoneraria também a folha de pagamento do clube italiano.

Robinho comemora, Milan x Spezia (Foto: Reuters)Robinho pode se despedir do Milan na próxima janela de transferências (Foto: Reuters)

 

Por Cleber Aguiar – Ricardo Gareca vem para o Brasil para assinar com o Palmeiras

Fonte: O Estado de São Paulo

Daniel Batista – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – Tudo caminha para que o Palmeiras finalmente acabe com a novela e anuncie a contratação de Ricardo Gareca nesta quarta-feira. O ex-treinador do Vélez Sarsfield chega ao Brasil para conhecer o clube e assinar contrato, que será de dois anos.

Gareca teve destaque no Vélez - Reuters

Gareca vai trazer dois auxiliares e a comissão técnica do treinador ficará 20% mais barata que a de Gilson Kleina, seu antecessor. O salário do treinador será de R$ 200 mil mensais fixo, mais bônus ao atingir metas como número de vitórias, classificações, etc, que podem até duplicar o salário.

Na semana passada, Omar Feitosa, gerente de futebol, fez a proposta para o treinador, que gostou do que ouviu e por isso resolveu viajar para ver de perto a estrutura do clube.

Um empecilho para o acerto, que era a resistência da família do treinador em vir morar no Brasil, parece estar resolvido. Gareca convenceu a sua mulher de que vir trabalhar no futebol brasileiro seria o grande desafio de sua carreira e que os países estão próximos e daria para voltar à terra natal várias vezes.

No Palmeiras, ninguém dá o acerto como assegurado, mas não escondem a empolgação com o fato de ter partido de Gareca a ideia de vir para o Brasil antes de definir o seu futuro. Enquanto isso, o Racing, da Argentina, outro clube que negocia com ele, já admite a possibilidade de procurar Matias Almeyda, um plano B.

A preocupação de quem não quer Gareca é com a adaptação ao futebol brasileiro. Acreditam que o fato dele não conhecer os jogadores do País pode atrapalhar, principalmente em relação a contratação.

Mas a ideia do presidente Paulo Nobre é deixar Alberto Valentim, atualmente treinador interino, como um auxiliar próximo e caberá ao diretor executivo, José Carlos Brunoro, junto com Omar Feitosa, participar mais de indicações.

Além disso, o Campeonato Brasileiro vai parar por um mês por causa da Copa, tempo bom para ele conhecer o elenco e implantar o seu estilo de jogo.

A ideia é fechar com Gareca nesta quarta e na quinta-feira ele já acompanha o time na partida contra o Figueirense, em Araraquara. Na sexta-feira ele já seria apresentado, mas no domingo, contra o Chapecoense, o time ainda seria comandado por Alberto.

QUEM É RICARDO GARECA
Ricardo Gareca fez história como jogador defendendo diversos clubes, entre eles Boca Juniors e River Plate e fez o gol que classificou a Argentina para a Copa de 1986 – mas ele não jogou o Mundial. Como técnico, ganhou destaque por reconstruir o Vélez e levar a equipe à conquista do Clausura 2009, ao título do 1.º turno da temporada 2011/12 e a Super Final 2012-2013. Também foi campeão peruano pelo Universitário, em 2008.