Por Edgar – Copa da Alemanhã, Robben faz de novo no fim, e Bayern leva Copa da Alemanha com polêmica

Holandês abre o placar no segundo tempo da prorrogação e inicia a jogada do gol derradeiro de Müller. Borussia reclama de gol não assinalado ainda no tempo normal

Robert Lewandowski era naturalmente o centro das atenções. Artilheiro do Campeonato Alemão, o polonês fazia o seu último jogo com a camisa do Borussia Dortmund, encerrando quatro anos de mais alegrias que tristezas. O adversário era justamente o Bayern de Munique, clube no qual passará a defender em julho. Ele tentou, flertou com a glória, mas despediu-se vendo Arjen Robben novamente decidir. O meia-atacante holandês abriu o placar no primeiro minuto do segundo tempo prorrogação e foi o grande herói na vitória por 2 a 0 dos bávaros, neste sábado, no Estádio Olímpico, em Berlim, que se consagraram bicampeões da Copa da Alemanha.

Robben comemoração Bayern de Munique contra  Dortmund Copa da Alemanha final (Foto: Reuters)Robben é novamente o herói de uma final entre Bayern de Munique e Borussia Dortmund (Foto: Reuters)

Robben também participou diretamente do segundo gol da decisão, marcado por Thomas Müller, já nos acréscimos – foi dele o passe para Pizarro lançar o alemão em rápido contra-ataque. Desta forma, credenciou-se como um dos maiores carrascos recentes dos aurinegros, já que ele marcou o gol do título da Liga dos Campeões de 2013, em Wembley, e também deixou o seu na vitória por 3 a 0 no Signal Iduna Park, também no ano passado, ainda pelo primeiro turno da Bundesliga.

O destino da final, no entanto, poderia ter sido diferente se o árbitro Florian Meyer houvesse assinalado o gol de Hummels aos 19 minutos do segundo tempo. Dante, titular durante os 120 minutos (assim como o lateral Rafinha), conseguiu cortar, mas a bola já havia ultrapassado a linha com alguma folga. A posição do zagueiro alemão era duvidosa no lance.

Foi o segundo título consecutivo (o 17º geral) do Bayern na DFB Pokal, que havia derrotado o Stuttgart na decisão de 2013. Já Pep Guardiola encerra sua primeira temporada à frente do time alemão com quatro títulos: a Supercopa Europeia, o Mundial de Clubes e o Campeonato Alemão também já estão no currículo do treinador catalão, que perdeu a Supercopa da Alemanha e deixou a Liga dos Campeões na semifinal.

 Philipp Lahm  troféu comemoração Bayern de Munique contra  Dortmund Copa da Alemanha final (Foto: Reuters)O capitão Philipp Lahm ergue o troféu da Copa da Alemanha: Bayern bicampeão (Foto: Reuters)

LAHM SE MACHUCA

Borussia e Bayern passaram a maior parte do primeiro tempo no modo cautela. Os 45 minutos iniciais foram brindados apenas com duas chances reais de gol, uma para cada lado. Müller parou em Weidenfeller; Lewandowski finalizou para fora. A nota negativa ficou por conta da lesão de Philipp Lahm, substituído por Franck Ribéry logo aos 30 minutos com uma lesão no pé esquerdo.

Mesmo com tantos desfalques – o Bayern já contava com seis no banco de reservas pelas ausências de Mandzukic (opção técnica), Alaba, Schweinsteiger e Thiago (machucados) -, o segundo tempo ganhou em técnica e emoção. Guardiola contava com uma atuação de gala de Javi Martínez para proteger a sua defesa e da bela participação do jovem dinamarquês Hojberg (18 anos). Klopp tinha Reus e Lewandowski afim de jogo. Foi mais do que o suficiente.

Philipp Lahm Borussia Dortmund e Bayern de Munique (Foto: Agência AP )Philipp Lahm deixou o jogo ainda no primeiro tempo com uma lesão no pé esquerdo (Foto: Agência AP )

E A TECNOLOGIA?

Müller, Kirch e Robben assustaram em diferentes momentos. Mas foi com zagueiros o grande lance da partida – ao menos o mais polêmico: aos 19, Sahin cruzou, Hummels desviou, e Dante, depois de a bola ultrapassar a linha, afastou. Os jogadores do Borussia saíram correndo para comemorar o gol, mas o árbitro Florian Meyer ignorou – o zagueiro estava em posição duvidosa, já que o pé de Javi Martínez parecia dar condições. O irônico é que, no início de abril, clubes alemães vetaram o uso da tecnologia na linha do gol.

Dante jogo Bayern de Munique e Dortmund (Foto: Reuters)Dante tira a bola já dentro do gol, enquanto Neuer pede impedimento de Hummels: lance gera discussão (Foto: Reuters)

ROBBEN, O PREDESTINADO

O Borussia também esteve perto de abrir o placar no primeiro minutos da prorrogação. Neuer saiu mal, Aubameyang recebeu de Reus e chutou colocado. A bola tocou na rede do lado de fora. Ironia ou não, uma saída errada de Weidenfeller e um cochilo de Grosskreutz retribuíram a chance ao Bayern. E Robben não perdoou. Após cruzamento de Boateng, o holandês completou e novamente marcou numa decisão contra o Borussia. Com espaço para contra-atacar, houve tempo ainda para Thomas Müller ampliar nos acréscimos, dando ao Bayern um fim de temporada satisfatório com quatro títulos.

Lewandowski e Kroos Borussia Dortmund e Bayern de Munique (Foto: Agência Reuters)Lewandowski fez o seu último jogo pelo Borussia Dortmund. Polonês vai para o próprio Bayern (Foto: Agência Reuters)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s