ICFUT – CARNAVAL 2014 – G.R.C. ESCOLA DE SAMBA CAMISA 12 – CORINTHIANS

GRÊMIO RECREATIVO CULTURAL  ESCOLA DE SAMBA CAMISA 12 – CORINTHIANS

ensaios_escola_de_samba_camisa_12_ny

Títulos da Escola de Samba

 

  • Grupo 1-UESP: 2001, 2003
  • Grupo 2-UESP: 1999, 2010
  • Grupo 3-UESP: 1998
  • Grupo Espera: 1997

“Dos Navios Negreiros aos Dias de Hoje,

A Trajetória de Lutas e Conquistas do Negro no Brasil !”

  1. É preto e branco o meu coração
    É doze a camisa do meu pavilhão
    A negritude, hoje esta em festa
    Saravá São Jorge, vem, que a hora é essa

    Vem navegar, nas águas do meu carnaval
    Veio de navio negreiro, o escravizado negro
    Lutou pela vida, por um ideal
    Manchou-se de sangue o mar
    Num crime contra a humanidade
    Depois de decadente, por conta dos ingleses
    O comercio interno se tornou
    Com os sete atos que se oficializou

    A coroa portuguesa que nos marginalizou
    Implantando a escravatura que por tempos perdurou
    Nos negaram educação e a terra pra plantar
    E depois ainda de velho não tinha onde ficar

    Salve Princesa Isabel, Rosário dos homens pretos, abolicionistas
    Um pedacinho do céu, abrigam os heróis que deram suas vidas
    O tempo passou, mas ainda existe preconceito
    Faço um país melhor, quando há inclusão, que é do meu direito

    Musicalidade, brilhei no cinema na televisão
    Temos estrelas no esporte
    Orgulho de uma nação

    Axé pra quem tem fé, axé pra quem não tem também
    Nossa Senhora de Aparecida rogai por nós amém
    Bambas imortais, tantos carnavais
    O samba é felicidade, sou Camisa Doze
    Pregando igualdade

    * Grupo 1
    Local: Sambódromo do Anhembi
    Data: segunda-feira, 3 de março

    1 – T.U.P
    2 – Amizade Zona Leste
    3 – Independente
    4 – Unidos de São Lucas
    5 – Camisa 12
    6 – União Imperial
    7 – Dom Bosco
    8 – Torcida Jovem
    9 – Unidos de Santa Bárbara
    10 – Uirapuru da Mooca
    11 – Prova de Fogo
    12 – Unidos de São Miguel

HUMOR ICFUT – Em animação sobre City x Barça, Balotelli aparece na plateia com Bruna Marquezine

Fonte: Globo.com

sem_titulo

Um desenho animado feito para resumir a vitória do Barcelona por 2 a 0 sobre o Manchester City, na terça-feira, pela Liga dos Campeões, vem fazendo sucesso no YouTube. O autor, inspirado, conseguiu colocar no vídeo uma série de tópicos interessantes sobre a partida, totalmente voltados para o humor. O mais curioso é a presença de Mario Balotelli ao lado de Bruna Marquezine nas arquibancadas – numa clara referência ao término do namoro da atriz com Neymar e da suposta declaração em que o italiano teria dito que o que mais gostava no brasileiro era sua noiva. Antes disso, porém, tem Yaya Touré relembrando seus tempos de Barça; Tata Martino fumando charuto; e Puyol irritado com a dancinha feita por Neymar e Daniel Alves após o gol do lateral.

ICFUT – CARNAVAL 2014 – SOCULT / ESCOLA DE SAMBA EMBAIXADORES AZULINOS ( CLUBE DO REMO )

embaixadores

SOCULT / ESCOLA DE SAMBA DO CLUBE DO REMO EMBAIXADORES AZULINOS

TITULOS : CAMPEÃ DO CARNAVAL DE BELÉM 2008

ENREDO: NA FESTA DO JUBILEU, A EMBAIXADORES DO SAMBA, AZULINOS DE BAMBAS É REMISTA NO SAMBA.
AUTORES: WANDERLEY EXPLOSÃO, MOACY E LUIZ OTÁVIO
INTERPRETES: CREUZA GOMES, MARCO ANTONIO, FELIPE, DAMIÃO  E PAULO

SOU EMBAIXADORES AZULINOS 
CHEGUEI PRA ENCANTAR                             {  BIS
TORCIDA É REMISTA
ARREDA NINGUÉM VAI ME SEGURAR

EU NASCI HÁ 25 ANOS ATRÁS
NO BAIRRO DOS ARTISTAS
EMBAIXADORES DO SAMBA
PRIMEIRA ESCOLA DE BAMBAS
VILA SAMPO É MEU BERÇO
SÍMBOLO DE GRANDE APREÇO
PULSA NO CORAÇÃO
A PAIXÃO PELA SOCULT E O LEÃO

ENREDOS DE SUCESSO
COROARAM MINHA TRAJETÓRIA               { BIS
CANTEI RAÍZES EM VERSOS
E CONQUISTEI A VITÓRIA

PARA AUMENTAR O MEU ASTRAL
VIREI AZULINOS NO CARNAVAL
REPRESENTANDO ESSA NAÇÃO
COM PAZ,  AMOR E EMOÇÃO
NOS 25 ANOS DA SOCULT
MAIS UMA VEZ FUI CAMPEÃ
COM MUITA IRREVERÊNCIA
SEMPRE BRILHEI NA PASSARELA
COM ARTE E COMPETÊNCIA
CONSTRUIR ESSA HISTÓRIA TÃO BELA

Programação:

23/02 (Domingo)
Local: Aldeia Amazônica
Horário:18 às 04h
Desfile das Escolas de Samba do 3º Grupo

Local: Praça Matriz Icoaraci
Horário :19 às 02h
Desfile de blocos carnavalescos

 

Por Cleber Aguiar – Furacão empata com Londrina.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 X 2 LONDRINA

Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 20 de janeiro de 2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: Luciano Roggebaum e Daniel Cotrim de Carvalho
Cartões amarelos: Ricardo Silva (Atlético-PR); Silvio, Lucas, Celsinho, Maicon Silva, Neilson, e Diogo Roque (Londrina)
Cartão vermelho: Ricardo Silva (Atlético-PR)
Gols: ATLÉTICO-PR: Crislan, aos 28 minutos do primeiro tempo; Mário Sérgio, a 01 minuto do segundo tempo
LONDRINA: Arthur, aos 37 minutos do segundo tempo; Grolli, aos 36 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Rodolfo; Mario Sérgio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Sidcley; Otávio, Hernani, Zezinho (Lucca) e Marcos Guilherme; Dominic (Taiberson) e Crislan (Erwin)
Técnico: Petkovic

LONDRINA: Vitor; Maicon Silva, Grolli, Gilvan e Paulinho; Diogo Roque, Silvio (Rone Dias), Júnior Paraíba e Celsinho (Neilson); Lucas (Alexandre Oliveira) e Artur
Técnico: Claudio Tencati

Por Cleber Aguiar – Fogão fica cada vez mais longe da semi-final .

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 1 VOLTA REDONDA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 20 de fevereiro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 19h30(de Brasília)
Árbitro: Estevão Cunha da Trindade (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Patricia Retondário da Silva (RJ)
Cartões Amarelos: Bolatti e Edilson(Bota); Gilberto(Volta)
Gols:
BOTAFOGO: Jorge Wagner, aos 20 minutos do segundo tempo
VOLTA REDONDA: Sassá, aos 29 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos(Bolatti), Gabriel(Daniel), Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson(Henrique) e Ferreyra
Técnico: Eduardo Húngaro

VOLTA REDONDA: Gatti, Rodrigo Paulista, Marcelo, Gilberto e João Paulo; Bruno Barra, Zé Augusto(Dudu), Glauber e Laionel; Tiago Amaral(Arthur) e Hugo(Sassá)
Técnico: Toninho Andrade

Por Cleber Aguiar – São Paulo só empata em São Bernardo.

FICHA TÉCNICA
SÃO BERNARDO 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo (SP)
Data: 20 de fevereiro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Anderson José de Coelho e Leandro Matos Feitosa
Público: 12.840 pessoas
Cartões amarelos: Antônio Carlos, Paulo Miranda e Luis Fabiano (São Paulo)
Gols: SÃO BERNARDO: Marino, aos 39 minutos do primeiro tempo
SÃO PAULO: Álvaro Pereira, aos 22 minutos do primeiro tempo

SÃO BERNARDO: Wilson Júnior; Rafael Cruz, Luciano Castán, Lombardi e Eduardo; Dudu Lima (Diogo Acosta), Marino, Edson (Daniel Pereira) e Bady (Jean Carlos); Careca e Gil
Técnico: Edson Boaro

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Roger Carvalho, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Maicon, Souza, Ganso e Pabon; Ewandro (Osvaldo) e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

Por Cleber Aguiar – Leandro Damião desencanta, chora, e Santos sofre para vencer o Sorocaba

Fonte: Globo.com

Reforço marca seu primeiro gol e se emociona, mas Peixe quase paga caro pela ousadia de Oswaldo, que escancara a equipe no segundo tempo

Flávio Meireles

Demorou, mas o atacante Leandro Damião finalmente desencantou com a camisa do Santos. Na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, o atacante abriu caminho para a vitória alvinegra por 2 a 1 sobre o Atlético Sorocaba, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Uma vitória que poderia ter sido mais tranquila se o time tivesse aproveitado melhor as chances que teve. E, principalmente, se Cícero não tivesse tirado a equipe do sufoco aos 45 minutos do segundo tempo. O Peixe sofreu com a ousadia de Oswaldo de Oliveira, que resolveu escancarar o time no segundo tempo, tirando um volante (Leandrinho) para entrada de um atacante (Gabriel), no intervalo. O gol de Danilo Alves, para o Sorocaba, pressionou muito o time da casa.

O gol do camisa 9 colocou fim a uma agonia. Foram três partidas de muitas cobranças. Por isso, o desabafo: o reforço chorou ao festejar o seu primeiro gol santista enquanto era abraçado pelos companheiros.

Com a vitória, o Santos se recupera da goleada sofrida diante do Penapolense, por 4 a 1, domingo passado, e ganha dias mais tranquilos para se preparar para o clássico contra o São Paulo, domingo, no Morumbi. O Peixe é líder do Grupo C, com 22 pontos.

Ao Galo resta a certeza de que será necessário muito trabalho para o time escapar do rebaixamento. Com a derrota desta quinta-feira, a equipe se manteve na lanterna do Grupo A, com apenas cinco pontos. No domingo, a equipe dirigida por Roberto Cavalo terá pela frente o Paulista no Jayme Cintra.

Santos domina, mas Deola salva

O Santos pressionou desde o início. Com apenas dez minutos, já havia finalizado três vezes. Em uma delas, a bola só não entrou porque Deola fez um pequeno milagre em bola desviada de cabeça por Jubal. Essa foi a tônica do primeiro tempo: o Peixe apertando, e Deola salvando.

Tocando bola com paciência e alternando seus ataques pela direita, com Cicinho e Geuvânio, e pela esquerda, com Eugenio Mena e Thiago Ribeiro, o Peixe dominou a maior parte das ações do jogo na etapa inicial. Mas foi Cícero o jogador mais perigoso: por duas vezes ele cabeceou para grandes defesas do goleiro do Atlético Sorocaba. Leandro Damião, muito apagado, pouco produziu.

Sofrendo com a marcação santista, o Galo teve de se esforçar muito para criar. Mesmo assim, o lateral-esquerdo Matheus, o meia Marcinho e o atacante Danilo Alves deram trabalho para Neto e Jubal. Na melhor chance sorocabana, Matheus assustou o camisa 1 do Alvinegro com uma bomba de fora da área, mas a bola saiu.

Damião desencanta, Santos passa sufoco, mas vence

No intervalo da partida, a torcida alvinegra pediu Gabigol, e Oswaldo de Oliveira atendeu. Com o atacante em campo no lugar do volante Leandrinho, Cícero foi recuado para fazer a função de volante. A modificação, a princípio, deu certo. Com apenas um minuto de bola rolando na etapa final, Cicinho cruzou para Geuvânio, que tentou o chute de primeira, mas pegou tão mal que o arremate virou passe preciso para Leandro Damião marcar o seu primeiro gol com a camisa do Peixe. Na comemoração, o atacante não escondeu a emoção e, abraçado por todo o time santista e aplaudido pela Vila Belmiro, chorou. De felicidade e alívio.

O gol fez bem ao camisa 9. Pouco tempo depois, ele quase marcou mais um, novamente de cabeça. No lance seguinte, serviu Gabigol de calcanhar, mas o novato parou nas mãos de Deola. Só dava Peixe, que ainda teve direito a incríveis chances desperdiçadas por Thiago Ribeiro e Gabigol.

Aparentemente encurralado, o Atlético Sorocaba cresceu a partir dos 20 minutos. A ousadia de Oswaldo ao tirar Leandrinho para a entrada de Gabriel quase custou caro. Aos 26, Danilo Alves encarou a marcação de Jubal, arriscou o chute e contou com um desvio na zaga para vencer Aranha e empatar a partida. A virada quase aconteceu um minuto mais tarde, mas Ivan mandou para fora depois de driblar o goleiro santista.

Desorganizado, com sua defesa muito exposta, o Peixe cedeu espaço para as investidas sorocabanas e viu nas arquibancadas a revolta da torcida. Oswaldo de Oliveira foi chamado de burro quando resolveu substituir Geuvânio por Rildo. Thiago Ribeiro foi vaiado quando errou um passe lateral. Irritados, os torcedores esqueceram até de saudar Leandro Damião quando foi sacado para entrada de Stéfano Yuri.

O sufoco durou até os 45 minutos, quando Cícero recebeu passe de Thiago Ribeiro e marcou o segundo, selando a vitória.