Por Cleber Aguiar – Jogadores do Racing cumprem ameaça e abandonam jogo da Copa do Rei

Fonte: O Globo

Allan Caldas

Clonumprindo o prometido, os jogadores do Racing Santander abandonaram o gramado do estádio El Sardinero e não disputaram o jogo de volta das quartas de final da Copa do Rei, contra o Real Sociedad, nesta quinta-feira, numa corajosa decisão em protesto contra o atraso salarial, que já está chegando a cinco meses. Ao go do dia, houve muita negociação entre o elenco e entidades de classe, mas o boicote foi mantido.

Os jogadores dos dois times até fizeram o aquecimento em campo. Mas, ainda assim, já se sabia que a ameaça continuava de pé. O plano era voltar ao gramado, junto com o adversário, apenas para um pontapé inicial simbólico. Eles só desistiriam do boicote se o presidente do clube, Angel Lavín Harry, entregasse o cargo, o que não aconteceu. Ano passado, o Racing foi rebaixado para a terceira divisão do Campeonato Espanhol. Segundo o site do jornal espanhol ‘Mundo Deportivo’, somente o responsável pelas categorias de base do clube, Iñaki Urquijo, renunciou ao seu posto. Havia a informação, também do jornal catalão, de que o presidente Angel Harry estava em um cartório, supostamente para apresentar sua demissão, mas não houve confirmação oficial até a hora do jogo.

Assim sendo, tão logo foi dada a saída, o time do Racing se reuniu no círculo central, enquanto o Real Sociedad tocava a bola. Em seguida, o goleiro e capitão da equipe, Mario Fernández, avisou ao árbitro que o time não continuaria em campo, e o jogo foi encerrado.

– Tínhamos que fazer isso, senão essas pessoas (os dirigentes) acabariam com o clube – disse ele.

Tão logo terminou o insólito jogo, o goleiro do Napoli e da seleção espanhola Pepe Reina usou o Twitter para apoiar os jogadores do Racing.

– Posso assegurar que chegar a tomar a decisão de não jogar uma partida de quartas de final de Copa do Rei, havendo passado pelas duas primeiras fases, tem que ser muito doloroso. Que asco de dirigentes. Minha solidariedade com esses grandes profissionais. Muita força – escreveu Reina.

Na entrevista coletiva no estádio, o técnico do Racing, Paco Fernández, exaltou a ‘valentia’ do elenco pelo protesto.

– O que fizemos hoje foi em respeito ao futebol, o esporte que amamos, e a nós mesmos. Quero agradecer aos jogadores pela valentia. Hoje era a partida mais importante de nossas vidas, e nós a trocamos pela dignidade – afirmou o treinador, revelando sua preocupação com possíveis punições ao elenco, já que o regulamento da Copa do Rei prevê multa e afastamento do clube da competição por um ano.

– Esperamos que não haja sanções porque não somos nós os vilões.

Ao deixar o campo, os jogadores do Racing foram aplaudidos pela torcida no El Sardinero. O Real Sociedad, que havia vencido o jogo de ida por 3 a 1, está classificado para enfrentar o Barcelona na semifinal da Copa do Rei. Na outra semi, Atlético de Madrid e Real Madrid farão o clássico da capital espanhola.

Por causa da crise econômica, quatro jogadores deixaram o clube nesta janela de transferência: Agustín, Nieto, Sotres e Kone. No elenco do Racing B, pelo menos um jogador já vive um drama pessoal por causa da crise: sem salário desde agosto, o goleiro Oumar Diaby está morando de favor em um quarto emprestado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s