Por Cleber Aguiar – Fifa ameaça Arena da Baixada: até 18/2 para ser confirmada na Copa

Fonte: Globo.com

‘O estádio não está apenas muito atrasado, mas foge a qualquer bom cronograma de entrega’, diz Valcke. Curitiba tem menos de um mês para apresentar evolução

Curitiba está sob ameaça para a Copa do Mundo de 2014. Depois de reunião com representantes dos governos municipal e estadual e de visita à Arena da Baixada nesta terça-feira, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, deu o prazo limite de 18 de fevereiro para os responsáveis apresentarem soluções para a realização dos jogos na cidade. Caso contrário, a cidade pode ficar fora do Mundial.

–  Daqui até 18 de fevereiro, eles terão de decidir. A partir de hoje até essa data, é necessário que sejam feitas as obras que nos permitam confiar que é possível realizar a Copa do Mundo aqui. Como está hoje é um perigo. Não há uma data limite. Já não se fala mais nisso. Em 18 de fevereiro vamos ver o que está sendo feito. Depois temos de ver o que pode ser feito até a data mais afastada possível do dia 16 de junho (data do primeiro jogo na Arena da Baixada). A partir de hoje, vamos trabalhar em vários níveis e haverá uma fiscalização diária do COL e da Fifa – cobrou Valcke, lembrando que 18 de fevereiro também marca o início do congresso técnico da Fifa, com a presença dos técnicos das 32 seleções da Copa, em Florianópolis.

Pelo Twitter, cerca de uma hora depois da coletiva, o francês foi mais claro ainda sobre a ameaça a Curitiba:

– Todos os envolvidos concordaram: a confirmação de Curitiba como cidade-sede será em 18 de fevereiro, antes do seminário em Florianópolis. Plano com três medidas do governo e de Curitiba deve acelerar o processo para ter o estádio pronto para a Copa. Agora, a bola está nas mãos de Curitiba e do governo para implementar as medidas.

operários obra Arena da Baixada atraso Copa do Mundo (Foto: Getty Images)Operários aproveitam horário de descanso na obra da Arena da Baixada nesta terça-feira (Foto: Getty Images)

Na última segunda, Valcke esteve em São Paulo e Cuiabá para ver de perto obras da Copa. A agenda inicial previa uma visita a Manaus nesta terça. Porém, a Fifa mudou a programação na última sexta, preocupada com os relatórios recebidos sobre a situação na Arena da Baixada. No começo da entrevista coletiva, o francês foi ainda mais incisivo quando demonstrou desconforto em ter que falar sobre o andamento das obras em Curitiba.

Tabela - jogos em Curitiba na Copa (Foto: GLOBOESPORTE.COM)

– Bem, o que eu posso dizer… A questão é delicada. Sejamos francos e diretos. Como devem saber, a situação atual do estádio não é realmente do nosso agrado. O estádio não está apenas muito atrasado, mas foge a qualquer bom cronograma de entrega para a Fifa – acrescentou o secretário-geral da entidade máxima do futebol.

Lá atrás, no embrião do projeto Copa do Mundo, a Arena da Baixada tinha data prevista de entrega para 31 de dezembro, assim como todos os outros seis estádios que não participaram da Copa das Confederações. Mas houve uma sequência de problemas e a última data prevista era 29 de março. Data que não deve ser cumprida.

– Nós detectamos que mantido o ritmo atual da obra, ela não ficaria pronta em tempo com a qualidade e o cumprimento de exigências para a realização da Copa nesta cidade. Diante dessa constatação, tivemos de tomar medidas. Essas medidas foram discutidas e aprovadas de forma unânime – disse o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes.

chegada do comitê da Fifa a Arena da Baixada (Foto: Paulo Lisboa / Agência Estado)Comitiva da Fifa chega à obra da Arena da Baixada: preocupação com entrega (Foto: Paulo Lisboa / Agência Estado)

 

Além de Valcke e Fernandes, participaram da coletiva o secretário estadual especial da Copa, Mário Celso Cunha, o pentacampeão Cafu e o tetracampeão Bebeto, membros do COL, e Reginaldo Cordeiro, secretário municipal da Copa.  Inicialmente, na mesa do auditório onde foi realizada a coletiva, havia uma placa indicando a presença de Mário Celso Petraglia, presidente do Atlético-PR. Mas poucos minutos antes do início da sessão de perguntas e respostas, umas das pessoas responsáveis pela organização da coletiva retirou o nome dele, que não apareceu.

Houve cobrança também do governo estadual ao Atlético-PR. Principalmente em relação ao número de operários – a Fifa cobrou recentemente que o número aumentasse de 1.000 para 1.500 funcionários.

– Hoje são 1.084 operários, mas para o governo (estadual), isso não representa quem efetivamente está trabalhando. Temos que de descobrir quantos de fato estão trabalhando – cobrou o secretário Mário Celso Cunha.

Jerome Valcke coletiva Fifa na Arena da Baixada (Foto: Leandro Canônico)Luis Fernandes, Valcke e Bebeto participam da coletiva após visita à obra de Curitiba (Foto: Leandro Canônico)

Por ICFUT – Chelsea avisa que só libera Mata para o United por R$ 154 milhões

Possível ida do camisa 10 dos Blues para Manchester segue condicionada à chegada de Rooney a Londres

O Manchester United segue interessado em nomes para reforçar a equipe, mal das pernas na tabela. O último jogador especulado foi Juan Mata, do Chelsea, que poderia sair em um negócio envolvendo a ida de Wayne Rooney para os Blues. De acordo com o jornal “Daily Mail”, porém,  troca pura e simples não deve acontecer.

Com isso, o Chelsea exige 40 milhões de libras (R$ 154 milhões) para liberar Mata, que foi o Jogador do Ano nos Blues nas duas últimas temporadas, mas não consegue virar titular do time sob a batuta de José Mourinho. O interesse do time londrino em Rooney, porém, não diminuiu. Caso a venda seja concretizada, o técnico português quer usar o bom relacionamento construído com o United para finalmente contratar o “Shrek”.

No entanto, essa promete ser uma grande briga, já que David Moyes não quer deixar Rooney sair para um rival como o Chelsea. Por outro lado, Mata está desesperado para deixar os Blues, já que a reserva pode comprometer suas chances de ir à Copa do Mundo de 2014 com a Espanha.

FONTE: LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Chelsea-libera-Mata-United-milhoes_0_1070292976.html#ixzz2r3QRZY6Q

Por Cleber Aguiar – Exposição itinerante traz relíquias do futebol-arte

Fonte: O Estado de São Paulo

Fábio Vendrame

Foram quatro minutos mágicos. Duzentos e quarenta segundos imortalizados no futebol diante de 115 mil pessoas atônitas no Estádio Azteca, na capital do México, e presenciados por sabe-se lá quantos outros milhões de telespectadores. Aos 6 do segundo tempo, Maradona foi tocado pela “mão de Deus” e abriu o placar contra a Inglaterra. Pouco depois, enfileirou os adversários antes de anotar o gol mais bonito de todos os tempos numa Copa do Mundo.

A emoção daqueles momentos vividos na ensolarada tarde de 22 de junho de 1986, e de tantos outros que ajudaram a escrever a história dos Mundiais, poderão ser revividos com intensidade na exposição We Speak Football (Nós Falamos Futebol), que entra em cartaz dia 29 de maio em João Pessoa, capital da Paraíba. Itinerante, o evento foi concebido para rodar o planeta até encerrar a turnê em 2022 na Copa do Mundo do Catar. Até lá, a mostra será exibida no Canadá, na França e na Rússia – a agenda completa ainda não está fechada.

A camisa usada por Maradona naquela partida épica, assim como o manto vestido por Pelé em 1958, na primeira taça erguida pelo Rei, são algumas relíquias da vasta coleção a ser apreciada pelo público. A curadoria é de Kevin More, diretor do National Football Museum, de Manchester, na Inglaterra, em parceria com Christian Wacker, ex-diretor do Museus de Esporte e Olimpíadas, com sede em Colônia, na Alemanha. A organização também está a cargo do Qatar Olympic & Sports Museum, em Doha.

A ideia dos organizadores é proporcionar ao público uma experiência lúdica e interativa relacionada a lances, jogadores, técnicos e demais personagens do mundo da bola.

Aspectos culturais dos palcos em que os Mundiais passados foram jogados, projeções para o futuro da competição e, claro, entretenimento ligado ao ludopédio também farão parte das atrações a serem desfrutadas pelos visitantes durante a mostra.

Os organizadores prometem ainda oferecer tours guiados e promover uma série de eventos paralelos relacionados ao tema. Detalhe: tudo com entrada gratuita. Mais informações no site: wespeakfootball.org.

A exposição ficará em cartaz até 19 de outubro na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultural e Artes (http://www.joaopessoa.pb.gov.br/estacaocabobranco/), espaço dedicado ao lazer idealizado por Oscar Niemeyer na capital paraibana em funcionamento desde 2008.