Por Cleber Aguiar – Confusão na arquibancada mancha festa beneficente de Neymar em Goiânia

Fonte: Portal Terra

  • João Paulo Di Medeiros Direto de Goiânia

faixastorcidagoianiajpdimedeiros

Era para ser um jogo festivo, um programa para as famílias goianienses, e elas compareceram com essa expectativa. Ocorria tudo bem até a metade do segundo tempo da partida beneficente entre os amigos do cantor Leonardo e os amigos de Neymar, quando um princípio de confusão assustou muitos torcedores que deixaram o estádio Serra Dourada correndo. Apesar do susto, o motivo da confusão não foi grave e cinco torcedores acabaram detidos pela Polícia Militar.

Existe um movimento entre torcedores goianos, não ligado às torcidas uniformizadas, que defende que os goianos precisam torcer para os clubes locais. Representantes deste movimento dos três clubes de Goiânia – Goiás, Vila Nova e Atlético-GO – levaram faixas reforçando o tema e as colocaram uma ao lado da outra, dando um recado de paz.

No entanto, foram essas faixas que causaram uma confusão nas arquibancadas, que espantou um grande número de torcedores do estádio. A Polícia Militar identificou cinco torcedores ligados à organizada do Goiás que tentaram roubar umas das faixas dos rivais que estavam colocadas ao lado da esmeraldina. Os cinco adolescentes ficaram detidos até o fim do jogo e depois foram liberados.

Responsável pela detenção, o tenente Gonzaga explicou que a ocorrência não foi tão grave quanto pareceu. “Tinha muitos torcedores que não estão habituados a frequentar o estádio, e o início da correria por causa da faixa assustou bastante as pessoas. Aí começou a correria, até mesmo do outro lado do estádio”, frisou.

O fato é que o corre-corre nas arquibancadas fez com que os jogadores paralisassem a partida por alguns instantes. Os torcedores que não saíram correndo com medo de uma possível briga entoaram o grito de “Vergonha!”.

O que era para ser um jogo de festa e atrair um público que não está acostumado a ir aos estádios acabou dando um efeito contrário para muitos que saíram do Serra Dourada às pressas. O ex-jogador Denílson pediu que no próximo ano o futebol não volte a conviver com a violência, sem fazer ligação com o que aconteceu no Serra Dourada.

“Que o ano de 2014 seja repleto de paz, principalmente no esporte, porque esse ano vivemos situações constrangedoras de muita violência. Espero que no ano que vem sejamos mais educados nos estádios para que as famílias, as crianças possam voltar a frequentá-los”, desejou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s