Por Cleber Aguiar – Com mosaico e estádio lotado, Ponte Preta honra trocadilho: ‘Macacaembu’

Fonte: Globo.com

Massa alvinegra de 28 mil torcedores lota estádio, sente-se em casa para fazer festa e ajuda a Macaca a arrancar empate dos argentinos do Lanús nesta quarta, em SP

Por Marcello CarvalhoSão Paulo

Um sonho. Foi o que motivou aproximadamente 28 mil pontepretanos a deixarem Campinas e invadirem o Pacaembu na histórica noite de quarta-feira. Na primeira partida da decisão da Copa Sul-Americana, contra os argentinos do Lanús, a torcida da Macaca fez bonito na capital e empurrou a equipe para arrancar o empate que ajudou a manter viva a esperança alvinegra de faturar o primeiro título em 113 anos de história.

Desde as primeiras horas da tarde, a torcida já tomava a Praça Charles Miller com faixas, camisas, bandeiras e os incessantes hinos que foram tema da Macaca durante a competição.

torcida Ponte Preta jogo Sul Americana final no Pacaembu (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Torcida da Macaca lota o Pacaembu: quase 30 mil torcedores na capital (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

 

O metalúrgico Elias Júnior esteve na Colômbia, quando a Macaca enfrentou o Deportivo Pasto nas oitavas de final, e também na segunda partida das quartas de final, contra o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires. No Pacaembu, o pontepretano conta os dois objetivos ainda pendentes para o final de 2013: viajar novamente para Buenos Aires, para acompanhar o que pode ser o primeiro título da Ponte Preta, e ‘fechar o braço’ de tatuagem, para cumprir uma promessa feita quando a Alvinegra atingiu as semifinais da competição.

– Minha história na Sul-Americana se mistura com a história da Ponte. Eu viajei para a Colômbia, para a Argentina, passei algumas dificuldades, perdi o voo, mas pela Ponte Preta tudo vale a pena. Agora eu vou para a Argentina e vou fechar o braço de tatuagem, ainda não sei qual vai ser o desenho, mas vai ter uma estrela, para simbolizar a conquista da Ponte Preta – disse o metalúrgico.

Já o torcedor Pedro Nico ficou impressionado com o mosaico organizado pela torcida da Ponte Preta no momento em que o time entrou em campo. O estudante se encantou diante das letras AAAP formadas pela multidão pontepretana na arquibancada do Pacaembu.

Ele já comprou passagem para Buenos Aires e, assim como toda torcida pontepretana no Pacaembu, estava apreensivo até o gol de Fellipe Bastos, que renovou as esperanças da torcida para conquistar o primeiro título e fez 28 mil torcedores explodirem de felicidade.

– Eu estava muito preocupado com o resultado até o Felipe Bastos empatar o jogo. Agora com esse resultado de 1 a 1 eu tenho certeza que vamos conquistar o título. Vai ser o dia mais feliz da minha vida e o dia mais importante da história da Ponte Preta. Já comprei passagem e tenho certeza que chegou a hora da Macaca.

Já rebaixada, a Macaca agora cumpre tabela contra o Internacional, em Caxias do Sul, e volta todas as suas atenções para o segundo jogo da final da Sul-Americana, na próxima quarta-feira, em Lanús, cidade a 20km da capital Buenos Aires. Para isso, a Alvinegra precisa vencer o jogo por qualquer placar. Empate por qualquer resultado leva o jogo para a prorrogação, seguida de pênaltis, e uma vitória do Lanús dará o título para a equipe argentina.

torcida comemoração jogo Ponte Preta final Lanus Sul-Americana (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Faixas no Pacaembu incentivam jogadores da Ponte Preta durante a decisão (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s