Por Cleber Aguiar – Passado e presente da Seleção: Barça de Neymar visita o Milan de Kaká

Fonte: Globo.com

Estrelas brasileiras se cruzarão pela primeira vez. Jogo terá duelo de ‘Meninos da Vila’

Em 2003, quando Neymar dava os primeiros dribles no Santos,  Kakáestreava na Liga dos Campeões com a camisa do Milan. Quatro anos depois, o ex-jogador do São Paulo vencia o prêmio de melhor jogador do mundo – e em 2007 Neymar completava a sua penúltima temporada na base do Peixe antes de assinar pelo profissional. A passagem de bastão do “ex” para aquele que está mais perto de ser o próximo brasileiro a conquistar o prêmio acontecerá nesta terça-feira, às 16h45m (de Brasília), quando Milan e Barcelona se enfrentam no San Siro pela terceira rodada do Grupo H da Liga dos Campeões – você acompanha o jogo em Tempo Real no GLOBOESPORTE.COM. Celtic x Ajax completa a chave em Glasgow.

Neymar Treino Barcelona (Foto: Agência EFE)Messi e Neymar brincam no treino do Barcelona em Milão (Foto: Agência EFE)

O camisa 10 da seleção brasileira nas Copas de 2006 e 2010 vai enfrentar pela primeira vez o atual dono do número. Kaká, de acordo com canais de TV da Itália, pode ser titular, mas não deve jogar a partida inteira por falta de ritmo devido a uma lesão. Neymar está cotado para fazer parte dos onze titulares de Tata Martino, ao lado de Messi e Sánchez.

Os dois nunca se cruzaram em campo, mas Neymar já se encarregou de dar os primeiros passos no caminho das pedras deixado por Kaká. O atacante do Barcelona chegou a um dos grandes clubes europeus, se adaptou sem demoras e conquistou uma vaga no time, deixando o campeão do mundo e bicampeão da Europa Pedro Rodriguez, no banco, assim como Kaká fizera em 2003 ao deixar o camisa 10 Rui Costa na reserva do Milan. O meia rossonero foi titular desde a estreia e nunca mais perdeu a vaga. Kaká marcou quatro gols no primeiro ano em que participou da competição, na temporada 2003/2004, e o Rubro-Negro foi eliminado pelo La Coruña nas quartas de final.

Kaká no treino do Milan (Foto: Reuters)Kaká vem recuperando o ritmo de jogo após lesão que atrapalhou o recomeço no Milan (Foto: Reuters)

Meninos da Vila juntos no San Siro

Vai ser uma noite de emoções para o Neymar. Além de Kaká e de Balotelli, Neymar vai enfrentar o ídolo e amigo Robinho, e o reencontro será mais especial do que os dois pensavam. Em alta no Milan e elogiado pelo treinador, Robinho será titular e também deverá ocupar o lado esquerdo do ataque. Neymar cobrirá a mesma posição que o ex-companheiro de Santos. Os “Meninos da Vila”, formados pelo Santos e rotulados como herdeiros de Pelé, se reencontram em lados “opostos” depois das alegrias partilhadas no clube da Vila Belmiro em 2010.

Neymar sofre com diferença térmica

Antes do embarque para Milão, Neymar estava em Barcelona numa manhã atípica de outubro, com temperatura atingindo os 28ºC. Três horas depois, o craque aterrissou em Milão com um temperatura de 15ºC, num dia de nevoeiro, chuva e muita umidade. Um cenário desagradável que assusta qualquer visitante que chegue à cidade da moda. Com o atacante não foi exceção. O brasileiro era um dos mais cobertos no treino do Barça no San Siro e admitiu que sofreu com o frio.

Neymar e jogadores do Barcelona de noite (Foto: Reprodução / Facebook)Fàbregas e Neymar serão dois pilares do Barça contra o Milan (Foto: Reprodução / Facebook)

A chuva e o mau tempo não impediram que a irmã de Neymar andasse pelo centro da capital da moda, sempre recheado de turistas, independentemente do frio. Além da irmã do craque, as mulheres de Messi e Fàbregas também fizeram compras em Milão à tarde. Enquanto isso, os craques do Barcelona descansavam no hotel Melia, base do Internazionale e considerado “maledetto” (maldito) por Pep Guardiola, ex-treinador do Barça.

Por cultura, os italianos são muito supersticiosos. Os espanhóis, nem tanto. Talvez no tempo em que residiu na Itália, Guardiola tenha adotado o jeito. O hotel Melia era o alojamento fixo do Barcelona sempre que o time jogava em Milão. O local é frequentado e utilizado por vários jogadores e dirigentes do Inter e fica a cinco minutos do San Siro. Porém, desde que o time catalão perdeu para a equipe italiana comandada por José Mourinho em 2010, por 3 a 1, e foi consequentemente eliminada da Champions pelos nerrazzuri, Pep ordenou que fosse escolhida uma outra hospedaria para os catalães.

Nas visitas que fez a Milão na temporada passada e há dois anos, ainda com Guardiola, o Barça ficou instalado em diferentes hotéis no centro da cidade, mas este ano Tata Martino colocou ponto final à superstição do ex-técnico do Barça e resolveu regressar ao Hotel Melia pela localização perto do estádio. Mais um exemplo do pulso firme do treinador argentino, que continua a impor o seu estilo no Barcelona.

Tata Martino Treino Barcelona (Foto: Agência AFP)Tata Martino já imprime sua filosofia ao Barcelona (Foto: Agência AFP)

Fàbregas, Xavi e Iniesta. Duas camisas para três

Outra das mudanças radicais de Tata Martino tem sido no meio de campo do Barça. O toque de bola continua, mas os lançamentos longos e chutes de fora da área que irritavam Guardiola também são permitidos. Para essa tarefa, ele conta com Neymar e Fàbregas para impor um estilo vertical. Com Guardiola e Vilanova, o jogador era apenas um substituto no meio de campo, e com o novo comandante ele se transformou em titular quase imprescindível. O jogo desta terça será a prova dos nove. O meia já deixou Iniesta e Xavi no banco de reservas outras vezes. No primeiro grande jogo da temporada, só há duas camisas para três craques, e a utilização do ex-Arsenal é a grande dúvida. A provável escalação conta com Váldes, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Adriano; Busquets, Xavi (Fàbregas) e Iniesta; Neymar, Messi e Sánchez (Pedro) no ataque.

Do lado do Milan, a dúvida principal de Allegri é o regresso de Balotelli ao time titular. O treinador despistou na coletiva, dando a entender que esta poderia ser a tarde de Matri, mas Balo está recuperado da lesão na coxa direita, treinou normalmente e deverá ser titular ao lado de Robinho e Birsa no ataque. No meio de campo, o Milan conta com a volta de De Jong, que se juntará a Montolivo e Muntari. Na linha defensiva, estão confirmadas as presenças de Amelia, Abate, Mexes, Zapata e Constant.

Hulk treino Zenit (Foto: AP)Hulk enfrentará o Porto pela primeira vez desde sua saída para o Zenit (Foto: AP)

o reencontro de Hulk

Pelo Grupo G, o duelo entre Porto e Zenit será especial para Hulk. O atacante completará 50 jogos com a camisa do clube russo enfrentando sua ex-equipe no Estádio do Dragão, arena da qual é o maior artilheiro, com 44 gols. O brasileiro já disse que não vai comemorar se marcar. Quem vencer seguirá na cola do líder Atlético de Madri, que enfrentará o Áustria Viena em casa.

– Só posso prometer uma coisa: nunca irei celebrar um gol contra o Porto por causa do respeito pelos fãs e pelo clube – enfatizou Hulk em entrevista ao site da UEFA.

Os Colchoneros estão no topo com seis pontos, três a mais que o segundo colocado Porto. O Áustria Viena tem um ponto, assim como o Zenit, que leva a pior no saldo de gols. O Atlético não deverá contar com sua principal estrela, o atacante Diego Costa. O brasileiro sofreu uma lesão no tornozelo direito e preocupa o técnico Diego Simeone.

– Ele está com dificuldades para jogar. Ainda temos bastante tempo e vamos ver como responderá.

Ozil arsenal treino (Foto: Agência Reuters)Özil tem feito boas atuações pelo Arsenal (Foto: Agência Reuters)

o time do momento

Em alta, o Arsenal receberá o Borussia Dortmund, atual vice-campeão da Champions, em casa tentando disparar ainda mais na liderança do Grupo F. Os Gunners também lideram o Campeonato Inglês e impressionam tanto seus próprios jogadores quanto os rivais. O meia Özil declarou recentemente que o time joga como no vídeogame. Jürgen Klopp, treinador da equipe alemã, acha que os londrinos são os que mais lhe dão prazer de acompanhar.

– O Arsenal joga o futebol de Arséne Wenger. E eu gosto. Como um fã de futebol, é o tipo de futebol mais bonito de se assistir.

Na outra partida do grupo, o Olympique de Marselha receberá o Napoli precisando vencer para manter chances de classificação. O Arsenal lidera com seis pontos, e os italianos estão com três, mesma pontuação do Borussia. Os franceses ainda não pontuaram. O fato de enfrentar um rival que está desesperado preocupa ainda mais o técnico Rafa Benítez.

– O Marselha perdeu três jogos seguidos, então será ainda mais difícil para nós. Eles querem melhorar e mostrar que podem vencer o jogo, mas nossa determinação vai se destacar. Estamos no chamado grupo da morte.

Chelsea  treino Jose Mourinho  (Foto: Gettyimages)E agora, José? Chelsea tem que vencer o líder do grupo para superar começo irregular (Foto: Gettyimages)

em busca da volta por cima

O Chelsea do técnico José Mourinho não realiza boa campanha na Liga dos Campeões e precisa começar a vencer para evitar o que seria um vexame histórico. Nesta terça, os Blues enfrentam o Schalke 04 na Alemanha tentando mostrar que são a principal força do Grupo E.
Os Azuis Reais lideram com seis pontos, seguidos do Basel, que tem três. Os ingleses têm a mesma pontuação, mas estão na terceira colocação por terem perdido para os suíços. O Steaua Bucareste ainda não pontuou.

– Não é hora de começar a se preocupar com o número de pontos que temos até agora. Enfrentaremos nosso oponente mais forte no grupo, e não será fácil – disse Mourinho.

Visto como a surpresa do grupo por ter vencido o Chelsea na primeira rodada, o Basel viajará para a Romênia para tentar descartar de vez o rótulo de zebra e provar que merece brigar por uma das duas vagas nas oitavas de final. Apesar de ter pela frente o adversário que menos pontuou, a equipe adota cautela.

– Mesmo que o Steaua tenha levado sete gols, a história será outra. Eles não facilitarão nossa vida – acredita o técnico Murat Yakin.

Por Cleber Aguiar – À frente no placar, Ponte visita Deportivo Pasto para ir às quartas

Fonte: Gazetaesportiva.net

Nesta terça-feira, às 21h15 (de Brasília), a Ponte Preta acrescentará mais um jogo memorável à sua história. O duelo diante do Deportivo Pasto, no estádio Departamental Libertad, será a primeira partida oficial da Macaca fora do território brasileiro, e poderá significar a classificação do time campineiro para as quartas de final da Copa Sul-americana.

Como venceu a primeira partida, disputada no Moisés Lucarelli dia 25 de setembro, pelo placar de 2 a 0, a Ponte pode até perder por um gol de diferença, que mesmo assim garantirá sua passagem à próxima fase.

“Da mesma maneira que fizemos 2 a 0 em casa, eles podem também fazer esse resultado. É claro que temos uma proposta de não tomar gols, e quem sabe fazer para dificultar ao máximo para a equipe adversária e voltar com a classificação”, disse o zagueiro Ferron.

Como trunfo, o Deportivo Pasto conta com a sequência de jogos após a derrota para a Ponte. Em cinco partidas pelo Campeonato Colombiano, foram quatro vitórias seguidas e um empate. Neste mesmo período, a Macaca disputou sete jogos pela Série A: foram três vitórias, dois empates e duas derrotas.

Nelson Almeida/AFP

Jogadores da Ponte comemoram um dos gols que garantiram a vitória por 2 a 0 na partida de ida, em Campinas

Mesmo sob o risco real de queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, o elenco pontepretano tenta esquecer os problemas vividos na competição nacional e valorizar a oportunidade de conquistar um título inédito.

“É especial estar nesse campeonato internacional. Esperamos fazer uma história bacana. Que nós possamos realmente levar a Ponte muito à frente. Esperamos quem sabe disputar o título, mas é claro que é passo a passo. Estão todos confiantes em fazer um grande jogo na Colômbia e sair com a classificação”, disse Ferron.

“Temos que esquecer um pouco o Brasileiro agora. Esquecer e focar na Copa Sul-americana, que é uma competição importante, de tiro curto. Vamos fazer um bom jogo e sair com a classificação”, afirmou o atacante Leonardo.

Quem se classificar do confronto entre Ponte Preta e Deportivo Pasto enfrentará, nas quartas de final, o argentino Vélez Sarsfield, que eliminou o La Equidad-COL nas oitavas.

FICHA TÉCNICA
DEPORTIVO PASTO X PONTE PRETA

Local: Estádio Departamental Libertad, em Pasto (Colômbia)
Data: 21 de outubro de 2013
Horário: 21h15 (de Brasília)
Árbitro: Marlon Escalante

DEPORTIVO PASTO: Lucero Álvarez, Juan Camilo Pérez, Luis Villarreal, Luis Carlos Murillo e Marlon Piedrahita; Yerry Fernando Mina, Fram Pacheco, René Rosero e Juan Villota; Julián Lalinde e Mauricio Mina
Técnico: Flabio Torres

PONTE PRETA: Roberto, Régis, Ferrón, Diego Sacoman e Uendel; Alef, Baraka, Fellipe Bastos e Elias; Rildo e Leonardo
Técnico: Jorginho

Por Cleber Aguiar – Atento a ‘invasão’ da torcida do Flamengo a setor do Botafogo, Gepe ameaça retirada do Maracanã

Fonte: Portal Extra

Campeonato Brasileiro 2013
Campeonato Brasileiro 2013 Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
Diogo Dantas

Pressão desde o primeiro toque na bola, no ritmo da torcida, que promete tomar boa parte do Maracanã. Essa é a receita do Flamengo para se classificar diante do Botafogo, amanhã, na segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil.

Os rubro-negros compraram a maioria dos 35 mil ingressos já vendidos e esgotaram o setor Norte, destinado aos rubro-negros. Não satisfeitos, alguns relataram nas redes sociais e bilheterias que adquiriram entradas no setor sul, destinado aos botafoguenses, o que será coibido.

— Se o torcedor do Flamengo esgotar seu lado, compra para a parte central. Se forem detectados (no setor Sul), serão retirados por questão de segurança — informou o comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (Gepe), o tenente-coronel João Fiorentini.

Empurrado pelo grito da torcida, o Flamengo espera se impor ao adversário, assim como fez contra o Cruzeiro, na fase anterior da competição.

— Tem que entrar pressionando do começo ao fim. Não pode deixar o Botafogo respirar . Vamos dentro os 90 minutos. Como se fosse Copa do Mundo— avisou Paulinho.

Para evitar tumultos, a Polícia Militar pede aos torcedores que cheguem cedo, especialmente os que vão retirar gratuidades, limitadas dentro da carga de ingressos.

Quem não tem presença garantida é o lateral esquerdo João Paulo, que foi entregue à preparação física mas tem pouco tempo para estar apto. Da mesma forma o zagueiro Samir. O técnico Jayme de Almeida deve esboçar o time nesta terça-feira, nada diferente do que tem sido.

As ironias e deboches dos rubro-negros pela maior procura por ingressos para o clássico não entram no gramado. Mas o respeito não impede o atacante Paulinho de sonhar alto.

— O Botafogo é um grande time, mas se passarmos temos chance de ser campeões — crê.

Por Cleber Aguiar – Ainda chateado, Tirone vê clube no rumo certo e nega arrependimento

Fonte: Gazetaesportiva.net

O iminente retorno do Palmeiras à elite do futebol nacional é acompanhado atentamente por Arnaldo Tirone, que estava na presidência do clube no rebaixamento. Fora do cargo máximo da instituição há nove meses, o ex-mandatário retomou sua rotina longe dos holofotes e admite que a dor pela queda ainda não passou.

“Claro que ainda estou chateado pelo que aconteceu. Fizemos de tudo, mas vemos hoje como acontece com times na mesma situação que enfrentamos (brigando para não cair), quando tudo que você faz vai ao contrário. Às vezes, a sorte não vem em um momento de tensão e preocupação. Você tenta acertar, e as coisas não acontecem, mas fico muito feliz pelo Palmeiras estar no caminho certo, faltando praticamente um jogo”, afirmou o ex-dirigente, em contato com a reportagem da Gazeta Esportiva.net.

Campeão da Copa do Brasil meses antes do rebaixamento, Tirone explicou que, por ter se esforçado ao máximo para evitar a queda, não guarda arrependimentos de sua administração no clube e evita polêmicas até sobre sua ida à praia do Leblon, no Rio de Janeiro, um dia depois da confirmação da segunda divisão.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Arnaldo Tirone retomou sua rotina longe dos holofotes depois de ter deixado a presidência do Palmeiras

“Depois do que se passou, você pensa se podia ter feito alguma coisa diferente, mas, naquele momento, fizemos de tudo tentando acertar. É por isso que não me arrependo (da gestão)”, afirmou o ex-dirigente, para completar. “Eu tinha um compromisso no Rio e fiquei por 15 minutos (na praia). Foi chato, mas não estava fazendo nada de mais, não estava comemorando”.

Enquanto o Palmeiras se aproxima rapidamente da vaga na Série A, Tirone tenta retomar sua vida, cuidando de forma mais próxima das empresas que possui. Substituído por Paulo Nobre, que venceu Décio Perin no pleito de janeiro, o ex-presidente reconhece que levou um tempo até se acostumar à vida sem o cargo no clube.

“É outra etapa da minha vida. Quando fica fora do seu dia a dia (particular) por dois anos, você volta e estranha. Mas agora as coisas estão voltando ao normal e estou me ambientando de novo na minha rotina antiga de trabalho”, acrescentou.

O Verdão pode assegurar matematicamente o retorno à elite na tarde de sábado, quando enfrentará o São Caetano, no Pacaembu, algo que não surpreende Tirone. “Eu tinha certeza de que o Palmeiras voltaria. Aquele foi um momento complicado, porque pegamos um final de Campeonato Brasileiro tendo muitas contusões no time”, completou.