ICFUT – Manifesto de atletas pedirá exclusão de times que deverem salários

Fonte: uol

Primeira reunião presencial do Bom Senso F.C. foi realizada na última segunda-feira, em São Paulo

Primeira reunião presencial do Bom Senso F.C. foi realizada na última segunda-feira, em São Paulo

Depois da primeira reunião presencial, o Bom Senso F.C., grupo que reúne jogadores das duas primeiras divisões do futebol brasileiro, divulgou na última segunda-feira um documento com os cinco primeiros tópicos que o coletivo pretende discutir. Um desses assuntos já tem um desdobramento claro: em busca de práticas de fair play financeiro, os atletas pretendem exigir punições severas para times que tiverem dívidas salariais.

O Bom Senso F.C. foi lançado oficialmente na terça-feira da semana passada, quando 75 jogadores apresentaram um manifesto pedindo uma reunião com a CBF para discutir mudanças no futebol brasileiro. A primeira reunião aconteceu na última segunda, em São Paulo.

Depois do evento, os atletas apresentaram um plano de ação baseado em cinco tópicos: calendário, férias, pré-temporada, adoção de práticas de fair play financeiro e inclusão de jogadores em conselhos técnicos das entidades que regem o futebol.

Os três primeiros assuntos são reações do coletivo ao calendário proposto pela CBF para a temporada 2014 do futebol brasileiro. A entidade marcou o início dos Estaduais para o dia 11 de janeiro, o que obrigaria os jogadores a fracionarem férias e abdicarem da preparação no início do ano.

O primeiro foco do grupo de atletas, portanto, será uma extensa reforma no calendário. A Globo, detentora dos direitos de transmissão do futebol nacional, já sinalizou com mudanças na temporada 2015 – férias e pré-temporada de pelo menos 30 dias, por exemplo.

O assunto seguinte que os atletas pretendem atacar é a gestão. Antes da reunião de segunda-feira, os jogadores falavam em pleitear práticas de fair play financeiro, conceito difundido no futebol europeu.

A ideia inicial dos atletas era brigar por um modelo de fair play financeiro passivo (redução gradual da dívida dos clubes) ou ativo (os clubes projetariam no início do ano alguns aspectos do balanço, como gastos e custos, e teriam de cumprir esses limites). No entanto, esse espectro foi ampliado para incluir também a questão salarial.

Além do fair play financeiro, o que o grupo de jogadores pretende é exigir que os clubes cumpram obrigações salariais. Caso contrário, os atletas pleiteiam punições como multas e até a exclusão de campeonatos.

A proposta dos atletas coincide com um plano debatido fortemente na CBF desde o ano passado. A FPF (Federação Paulista de Futebol) também instituiu em 2012 uma punição para times que não pagarem salários (três pontos a menos por partida de atraso).

Ao colocar esse assunto no debate, os jogadores do Bom Senso F.C. querem mostrar que o movimento não é focado apenas nos atletas das primeiras divisões nacionais. O que os atletas pretendem não é apenas brigar por normas, mas criar mecanismos para que esses regulamentos sejam seguidos.

O Bom Senso F.C. deve encaminhar ainda nesta semana um ofício à CBF com pedido de reunião. A entidade, porém, ainda não se posicionou sobre a possibilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s