ICFUT – Guerrero vira estampa de preservativo no Peru

Fonte: futebolinterior

O atacante foi flagrado estampado em uma embalagem pela imprensa uruguaia

São Paulo, SP, 05 (AFI) – Não bastasse os gols que o peruano Guerrero marca com as camisas do Corinthians e do Peru, o centroavante agora também virou artilheiro para o marketing dos vendedores ambulantes peruanos. Uma foto do camisa 9 do Timão com a camisa da seleção peruana foi usada por vendedores para estampar embalagens de preservativos. Os produtos são vendidos apenas nas ruas e por isso, não devem ter a autorização do atacante para colocar a suaimagem nas embalagens.

Uma dessas embalagens foi flagrada pela imprensa uruguaia que noticiou como forma de provocação com o atacante peruano. Uruguai e Peru se enfrentam pelas eliminatórias da Copado Mundo nesta sexta-feira.

Em concentração com a seleção, Guerrero ainda não deu nenhuma declaração sobre o ocorrido. No Peru, é normal fotos de celebridades aparecerem estampadas em todos os tipos de produtos vendidos de forma ambulante pelas ruas de Lima. Outrosjogadores da seleção, como Pizarro e Fárfan já foram vítimas de casos parecidos. No ano passado, um jornal argentino publicou uma embalagem de desinfetante com a foto de Farfan estampada.

ICFUT – Sem perder tempo, Náutico anuncia substituto de Jorginho

Fonte: futebolinterior

Auxiliar Levi Gomes será efetivado no comando até o fim da temporada

Recife, PE, 06 (AFI) – Após a saída de Jorginho, do comando técnico do Náutico, o gerente de futebol do clube, Lúcio Surubim, confirmou que o auxiliar Levi Gomes comandará o time até o final da temporada. A informação foi dada na entrevista coletiva após a derrota para o Vasco, por 3 a 0, na Arena Pernambuco.

Em relação a saída do treinador, Surubim não quis falar muito sobre o assunto. "Ele disse que sua participação no Náutico deu. Acha que não consegue dar mais. Claro que a gente fica chateado", comentou o dirigente, num momentomuito delicado que o Timbu vem passando.

O número que todos os matemáticos dizem para que um time não seja rebaixado no Brasileirão é 45 pontos. Para chegar a este total, o Timbu, que tem apenas oito, precisa somar 12 vitórias, nos 21 jogos que ainda disputará na competição.

A efetivação de Levi Gomes pode até ser uma alternativa da diretoria para iniciar a estruturação do clube para 2014. Mas, se ele conseguir livrar o time da queda, será um grande milagre.

ICFUT – Companhia aérea fecha acordo de R$ 450 milhões para batizar Itaquerão

Fonte: futebolinterior

Novo estádio do Timão chamará Emirates Arena ou Arena Emirates

Brasília, DF, 05 (AFI) – Emirates Arena ou Arena Emirates. Assim vai se chamar a Arena Corinthians, em Itaquera, pelos próximos 20 anos. Em troca, a companhia áerea com sede nos Emirados Árabes Unidos vai depositar nos cofres do clube do Parque São Jorge a quantia de R$ 450 milhões. Isso equivale a uma renda anual para o Corinthians de R$ 22,5 milhões.

Ocontratoainda não foi assinado. E depende de um sim dos comandantes da empresa dos Emirados Árabes Unidos. A diretoria do Corinthians demonstrou estar satisfeita com os números apresentados. A decisão está nas mãos dos xeques, que comandam a empresa. Poucos acreditam que o negócio não seja assinado.

A informação que o Estado apurou é o contrato vai ser assinado, de modo que a Emirates dará seu nome ao estádio corintiano na zona leste de São Paulo, e terá outras ações dentro do complexo esportivo.Ocorre que a Emirates, mesmo assinando o contrato para batizar o Estádio do Corinthians, terá de dividir a marca com outras empresas para outras atividades.

A única exigência é que as empresas concorrentes ou parceiros dentro do Estádio do Corinthians não sejam do mesmo ramo de atividade, como companhias aéreas. Os camarotes VIP do Itaquerão, que têm capacidade para até 300 pessoas, por exemplo, serão negociados de maneira independente.

O valor fechado com a Emirates é pelo menos R$ 50 milhões a mais do que o próprio Corinthians calculava receber quando começou a estudar a possbilidade de uma empresa dar seu nome para o estádio. Isso tem a ver com a concorrência. Ambev e Zurich Seguros também estavam no páreo, de acordo com informações do mercado.

A Emirates está desenvolvendo uma política agressiva de marketing no Brasil não só por ter uma linha entre São Paulo e Abu Dhabi, mas porque tem planos ambiciosos no País num curto espaço de tempo. Pesou ainda na opção pela empresa árabe, além do dinheiro oferecido, claro, sua experiência na área. A Emirates tem acordo de sucesso com o Arsenal, na Inglaterra, time da primeira divisão daquele país.

E no ano passado, ela fechou acordo com a prefeitura de Glasgow pelos naming rights de um complexo esportivo na cidade, cujo carro chefe é um ginásio.

Os R$ 450 milhões por 20 anos de parceria são considerados por analistas nesse incipiente mercado brasileiro um negócio e tanto. O ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, sempre esteve à frente desse assunto. O dirigente prometeu fazer um negócio da China com os direitos do nome da nova arena corintiana.

ICFUT–BRASILEIRÃO SÉRIE A: Confira a classificação – 18ª rodada

18ª Rodada

 

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Cruzeiro-MG 37 18 11 4 3 41 18 23 68,5
Atlético-PR 33 18 9 6 3 34 24 10 61,1
Botafogo-RJ 33 18 9 6 3 30 20 10 61,1
Grêmio-RS 31 18 9 4 5 23 17 6 57,4
Corinthians-SP 29 18 7 8 3 19 8 11 53,7
Internacional-RS 27 17 6 9 2 28 24 4 52,9
Goiás-GO 26 18 6 8 4 19 21 -2 48,1
Coritiba-PR 25 18 6 7 5 21 20 1 46,3
Criciúma-SC 23 18 7 2 9 24 29 -5 42,6
10º
Vasco da Gama-RJ 23 18 6 5 7 29 32 -3 42,6
11º
Bahia-BA 23 18 6 5 7 18 23 -5 42,6
12º
Vitória-BA 22 18 6 4 8 22 26 -4 40,7
13º
Santos-SP 22 16 5 7 4 19 14 5 45,8
14º
Flamengo-RJ 22 18 5 7 6 19 22 -3 40,7
15º
Atlético-MG 21 17 5 6 6 17 21 -4 41,2
16º
Fluminense-RJ 19 18 5 4 9 21 26 -5 35,2
17º
Portuguesa-SP 19 18 4 7 7 24 29 -5 35,2
18º
São Paulo-SP 18 18 4 6 8 17 20 -3 33,3
19º
Ponte Preta-SP 15 17 4 3 10 19 27 -8 29,4
20º
Náutico-PE 8 17 2 2 13 9 32 -23 15,7
LegendaPG – Pontos Ganhos | JG – Jogos Disputados | VI – Vitórias | EM – Empates
DE – Derrotas | GP – Gols Pró | GC – Gols Contra | SG – Saldo de Gols
%A – Porcentual de Aproveitamento de Pontos


 

 
Classificados à Taça Libertadores

 
Classificados à Sul-americana

 
Rebaixados à Serie B

ICFUT – Hyuri tem estreia de gala, marca dois e Botafogo vence o Coxa no Maraca

Fonte: lancenet

Garoto de 21 anos fez uma verdadeira pintura no começo do segundo tempo. Resultado poderia ter sido bem diferente após expulsão do goleiro Renan

O Botafogo não poderia esperar mais do menino Hyuri, de 21 anos, contrato recentemente junto ao Audax. Logo na estreia dele pelo Glorioso fez dois gols (um deles uma pintura) e decretou uma excelente vitória do time carioca diante do Coritiba por 3 a 1, no Maracanã, nesta quinta-feira. O outro tento do Alvinegro foi marcado por Rafael Marques, ainda na primeira etapa. Alex, de pênalti, diminuiu para os visitantes.
Com domínio amplo da partida, o Botafogo chegou a ter alguns momentos de tensão dentro do jogo. No começo do segundo tempo o goleiro Renan, do Botafogo, foi expulso após fazer pênalti em Gil. Porém, os comandados de Oswaldo de Oliveira tiveram calma para consolidar o resultado dentro de casa.
Com o resultado, o Glorioso fica na terceira posição, com 33 pontos, mesmo número de pontos do Atlético-PR. O Furacão, no entanto, leva vantagem no números de gols e segue em segundo. O Coritiba permanece em oitavo, com 25 somados. As equipes voltam a campo no próximo domingo. O Bota visita o Criciúma,  no Heriberto Hülse. Já o Coxa recebe o São Paulo, no Couto Pereira.


Hyuri faz golaço e decreta vitória do Botafogo (FOTO: Paulo Sérgio/ Lance!Net)

ESTRELA NADA SOLITÁRIA

Que ninguém mais duvide do Botafogo, de Rafael Marques ou de Oswaldo de Oliveira. Nesta quinta-feira, todos mostraram ter muita estrela. O artilheiro, que outrora já fora chamado de perna de pau, abriu o placar para o Alvinegro aos 13 minutos, após a bola pipocar dentro da grande área. Ele ainda deu a assistência para segundo gol.
Tento esse que pode ter marcado o início de uma nova era. Estreante do Glorioso nesta partida, Hyuri brilhou e começou a apagar a imagem de Vitinho na cabeça do torcedor alvinegro. Após cruzamento da esquerda, ele cabeceou com extrema categoria para o fundo da meta defendida pelo goleiro Vanderlei.


Rafael Marques marcou um gol e deu outra assistência (FOTO: Paulo Sérgio/ Lance!Net)

Palmas também para Oswaldo de Oliveira, que conseguiu reinventar o Botafogo mais uma vez. O Glorioso não sofreu pressão em nenhum momento da primeira etapa e foi senhor do jogo. Além disso, descobriu mais uma peça que pode ser de muita importância na campanha do Brasileirão.

ESTREANTE FAZ GOLAÇO, MAS GOLEIRO ASSUSTA
Quem acreditava que Hyuri teria uma estreia tímida se enganou. Mal voltou o jogo para o segundo tempo e ele marcou provavelmente um dos gols mais bonitos do novo Maracanã. Aos 4 minutos, ele arrancou pela direita, driblou dois e perdeu o domínio da bola, mas fez um lance digno de gênio na grande área e finalizou com qualidade para o fundo do gol. Uma pintura!

Mas o jogo poderia ter sido bem complicado. Aos 10 minutos, Gil apareceu frente a frente com o goleiro Renan, que saiu de maneira atabalhoada. O camisa 22 fez o pênalti e recebeu o cartão vermelho. Milton Raphael foi o escolhido para ir a campo. Alex não perdoou na cobrança, fazendo 3 a 1 e jogando uma pressão gigantesca para o outro lado.
Na teoria, o Coxa implantaria uma pressão em cima do Botafogo. Na prática isso não aconteceu. Apesar de ficar rondando constantemente a grande área do Alvinegro, o time paranaense só assustou quando o jovem Milton Raphael vacilou. No fim, a vitória foi mesmo para o Glorioso que mereceu bastante. Palmas para um time que se reinventou novamente!

ICFUT – Willie faz outro golaço, brilha ao lado de Marlone, e Vasco bate o Náutico

Fonte: lancenet

Garotada vascaína resolve no segundo tempo na vitória sobre o lanterna no Recife

Náutico x Vasco - Gol do Vasco (Foto: Aldo Carneiro/ LANCE!Press)
Jogadores comemoram o primeiro gol (Foto: Aldo Carneiro/ LANCE!Press)

A garotada do Vasco assumiu a responsabilidade e resolveu. Pobre Náutico, que sucumbiu diante da técnica e velocidade da juventude cruz-maltina no segundo tempo. Willie – com um golaço e assistência – e Marlone – que marcou duas vezes – brilharam e construíram o placar de 3 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Pernambuco, em Recife.
O resultado pela 18ª rodada do Brasileirão fez o time da Colina chegar aos 23 pontos, terminando a rodada na décima posição. Com a sexta derrota seguida, o Timbu continua na lanterna, com oito pontos. Na próxima rodada, o Vasco recebe o Atlético-PR, em São Januário, enquanto o Náutico visita o Corinthians, no Pacaembu.
O primeiro tempo foi nivelado, mas por baixo. O Vasco começou tomando a iniciativa, mas sem conseguir efetivamente levar perigo ao adversário. O meio-campo não conseguiu articular e as poucas bolas que chegaram aos atacantes vieram de chutões. Enquanto isso, Juninho assistia ao jogo do banco. Os raros lances que animaram a boa parcela de vascaínos que estiveram na Arena Pernambuco.
O Náutico viu que o adversário não mordia e colocou as manguinhas de fora. O esforçado Timbu passou a arriscar algumas jogadas mais agudas, tendo facilidade em chegar pelas laterais. Foi em uma jogada pela ponta que nasceu a chance mais aguda da primeira etapa, com Olivera pegando de primeira o cruzamento rasteiro e acertando o travessão cruz-maltino.
DORIVAL MEXE E GIGANTE ACORDA

Dorival, insatisfeito, mexeu no time. Colocou em campo Juninho e Dakson, sacando Pedro Ken e Wendel. A mudança foi da água para o vinho e o acerto tático e técnico foi a brecha que os garotos da Colina precisaram para brilhar.

Primeiro foi Willie, que, logo aos dois minutos, fez mais uma pintura. Após excepcional passe de Dakson e uma arrancada que lembrou Dener, ex-jogador do Vasco na década de 90, deu um toque por cima de Gideão e abriu o placar. Depois dos dois golaços em chutes fortes diante do Cruzeiro, o atacante mostrou mais uma opção no repertório.
O maremoto vascaíno sobre a defesa do Náutico continuou. Foram só mais quatro minutos até o encaixe de mais uma bela troca de passes, que terminou com Willie deixando Marlone na boa para, de primeira, fazer o segundo.
Com a vantagem embaixo do braço, o Vasco passou administrar. Mas foi de forma inteligente, conseguindo encaixar alguns contra-ataques. Juninho comandou o ritmo do time, ao lado de Dakson (Dorival mexeu muito bem!).
O esforçado Náutico, cujo triste destino já parece sacramentado, não conseguiu furar a defesa vascaína. Até porque, como jogou na terça-feira à noite, não teve mais pernas.
Nos acréscimos, Marlone aumentou o placar, colocando a cereja no bolo.

ICFUT – Ceni erra pênalti, São Paulo perde para o Criciúma e não sai da degola

Fonte: lancenet

Em jogo com uniforme retrô em homenagem ao centenário de Leônidas da Silva, Tricolor vacila mais uma vez em casa e permanece na zona de rebaixamento do Brasileirão

A chance de o São Paulo sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ficou para a próxima oportunidade. No jogo de homenagem a Lêonidas da Silva, o Tricolor atuou com um manto retrô histórico que não fez alusão aos 90 minutos do confronto desta quinta-feira, diante do Criciúma, no Morumbi, em que o time paulista foi derrotado por 2 a 1, com direito a pênalti perdido por Rogério Ceni.

Marcel e Lins fizeram para os visitantes. Aloísio marcou para o Tricolor. Com o resultado, o São Paulo permanece na 18ª posição, com 18 pontos conquistados. Já o Criciúma subiu na tabela e chegou aos 23.

VISITANTE INDIGESTO!

Joga, descansa, joga, descansa e joga novamente. Esse foi o cronograma do São Paulo de domingo até esta quinta. Sem tempo para treinar, Autuori teve de ajustar a equipe no papo. Nessas circunstâncias, o desgaste fala mais alto e, por conta disso, o treinador poupou o meia Ganso e deu oportunidade a Negueba de iniciar sua primeira partida entre os titulares do Tricolor.

À exceção do desgaste, a atmosfera estava propícia para o clube paulista. Uma vitória bastaria para o time sair da zona de rebaixamento. Além disso, o Tricolor homenageou o centenário de Leônidas da Silva, ídolo que tem a fama de ter inventado o gol de bicicleta. A viúva do ex-jogador, Dona Albertina, recebeu das mãos de Ceni uma placa de prata, enquanto Luis Fabiano deu uma camisa retrô, modelo utilizado pelos atletas nesta quinta, também em alusão à época.

Em campo, as duas equipes entraram com três atacantes. Em busca da vitória, o mandante foi à frente e conseguiu jogadas esporádicas. Já os visitantes optaram pelos contra-ataques. Se lá atrás Galatto fez boas defesas, no setor ofensivo o time também aproveitou uma bobeira de Rodrigo Caio. O volante, que foi recuado para ser zagueiro, fez pênalti em Marllon. Na cobrança, Marcel bateu forte no meio do gol. Lamentos a Ceni, que se deslocou e não conseguiu impedir o tento do time catarinense.

Ceni não conseguiu impedir o gol de Marcel (Foto: Tom Dib/LANCE!Press)

Atrás do placar, a equipe se mandou em busca do empate. Negueba e Aloísio alternaram o posicionamento. O primeiro, mais incisivo, tentou jogadas individuais e sofreu várias faltas. Como Autuori gosta de exemplificar, "sobrou volúpia e faltou lucidez". Muitas bolas alçadas e poucas chances reais. Luis Fabiano até arriscou belo chute, mas parou na boa defesa do goleiro adversário. Mas, em rápido contra-ataque, os catarinenses mostraram porque também estão em ascensão no Nacional e conseguiram duas vitórias nos últimos dois jogos.

Paulo Miranda, que sofreu um corte na cabeça após dividida, estava fora de campo para trocar de camisa, pois o sangue estava escorrendo ao uniforme. Com o jogador fora, o Criciúma soube aproveitar a fragilidade da defesa para aumentar o placar, com Lins, de cabeça. Na comemoração, fingiu estar tocando um cavaquinho.

Nos minutos finais, abafa do time paulista, que reclamou de pênalti no último lance, após a bola ter desviado, supostamente, na mão de um beque adversário. Após o apito final, jogadores foram reclamar deste lance e também do segundo gol dos visitantes.

NÃO É ASSIM QUE COBRA, CENI!

Na etapa final, Jadson ficou no intervalo e deu lugar a Ganso. Mas quem assustou foi o Criciúma, que logo aos 30 segundos acertou uma bola na trave com Lins. O Tricolor iniciou uma "blitz" para diminuir o marcador, mas parou em suas próprias limitações. Do outro lado, bem postado em campo e optando por jogadas em velocidade, os catarinenses criaram boas oportunidades. Marcel quase ampliou, mas Ceni agarrou.

Melhor em campo, mas nervoso, o time tricolor teve uma grande oportunidade. Negueba recuperou a bola, lançou Aloísio, que sofreu pênalti de Galatto. O atacante pegou a bola para bater, mas Ceni, o capitão, foi até a marca da cal. Na cobrança, outro erro. Dos últimos quatro pênaltis cobrados, nenhum foi convertido em gol.

Ceni acabou errando a cobrança (Foto: Tom Dib/LANCE!Press)

Contudo, a esperança voltou após gol de Aloísio, em chute rasteiro de fora da área. A equipe paulista manteve o ímpeto, mas o nervosismo e o desgaste não foram superados para que o time pudesse sair da zona de rebaixamento.

PRÓXIMOS JOGOS

Na última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o São Paulo viaja para o Sul do país para encarar o Coritiba, às 16h, neste domingo. Já o Criciúma enfrenta o Botafogo, em casa, no mesmo dia, mas às 18h30.