Por Cleber Aguiar – NÁUTICO DESENCANTA E AGRAVA A CRISE DO CORITIBA NA ARENA PE: 3 A 0

Fonte: Globo.com

Alvirrubro volta a vencer e foge da pior sequência da era dos pontos corridos na Série A do Campeonato Brasileiro

Há exatos dois meses, em 28 julho, o Náutico atropelou o Internacional na Arena Pernambuco por 3 a 0. Desde então, amargou 14 rodadas de jejum. Faltou um jogo para igualar a maior sequência sem vitória da era dos pontos corridos na Série A. Neste sábado, o Timbu voltou a se inspirar. A vitória por 3 a 0 sobre o Coritiba mostrou quanto o técnico Marcelo Martelotte tem feito bem ao Alvirrubro – foi a segunda partida sob o seu comando. E agravou a crise do Coxa, agora há cinco rodadas sem vencer no Brasileirão e cada vez mais longe do G-4. Após a partida, o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, descartou a contratação do técnico Caio Junior. Segundo ele, as exigências do treinador de levar sua comissão técnica impediram a negociação.

Maikon Leite voltou a brilhar, com dois gols e uma bela atuação. Dadá marcou o outro. Maikon também havia balançado a rede naquela vitória sobre o Internacional e, na última quarta-feira, quando o Timbu fez boa apresentação no empate com o Santos, em 1 a 1, na Vila Belmiro. Com o resultado, o time pernambucano chegou aos 14 pontos, ainda afundado na lanterna e longe de sonhar com uma saída da zona de rebaixamento. O Coxa aparece em 13º lugar, com 31 pontos, cada vez mais distante do G-4.

Náutico x Coritiba (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Olivera comemora o primeiro gol alvirrubro na Arena Pernambuco (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Na próxima rodada, o Náutico encara a Ponte Preta, nesta terça-feira, no Moisés Lucarelli, enquanto o Coritiba recebe o Flamengo, quarta, no Couto Pereira. Até lá, o Coxa deve anunciar o nome do novo treinador. Neste sábado, o interino Marcelo Serrano assumiu a vaga deixada por Marquinhos Santos, demitido após a derrota para o Ituagüí, dentro de casa, pela Copa Sul-Americana.

Superioridade alvirrubra

Ao fim do primeiro tempo, a sensação para o torcedor alvirrubro foi a mesma do jogo de quarta-feira, na Vila Belmiro: o empate deixou um gostinho de lamentação. Maikon Leite, destaque individual do primeiro tempo, voltou a dar as cartas no setor ofensivo.

Foram quatro boas defesas de Vaná, duas delas em finalizações de Maikon Leite, aos 18 e aos 32 minutos. Aos sete, Dadá obrigou o arqueiro do Coxa a se esticar todo para desviar a bola. Os números mentiram. Pelo menos o percentual de posse de bola –  59% contra 41% a favor do Coritiba – não traduziu o que se viu dentro de campo.

As ações ofensivas do Coxa se resumiram a dois chutes perigosos do apagado Alex. O primeiro logo aos cinco minutos. O segundo, mais perigoso, aos 41, exigindo boa defesa de Gideão. Entre uma finalização e outra ele não conseguiu ser aquele maestro a ditar o ritmo de sua equipe. Inofensivo no ataque e vulnerável na defesa, o Coxa aceitou a postura mais impetuosa do adversário.

Enfim, bola na rede

A primeira medida de Martelotte no intervalo foi abrir mão de uma aposta. Saiu o garoto João Paulo, de apenas 17 anos, e entrou o experiente Olivera. Jogador de área, o uruguaio vinha sendo subutilizado há varias rodadas, esquecido na reserva. Bastaram cinco minutos em campo para mostrar por que merece mais chances no time. Numa bola levantada por Tiago Real, o uruguaio subiu no meio da área do Coxa e testou firme para ras redes. Náutico 1 a 0.

O gol fez justiça à maior iniciativa do Timbu desde os primeiros minutos de jogo. Depois dele, narturalmente, o Coxa passou a tentar agredir mais. Aos 15, porém, Escudero recebeu o segundo cartão amarelo por uma entrada forte em Martinez no meio do campo e foi expulso. Com um a menos, a situação ficou ainda mais difícil para o Coritiba. O interino Marcelo Serrano mexeu três vezes. Saíram Bottinelli, Vitor Junior e Bill para as entradas de Dudu Figueiredo, Lincoln e Emerson Santos, respectivamente.

Náutico x Coritiba (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Maikon Leite voltou a fazer a diferença, desta vez com dois gols (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Aos 25, Alex deixou Robinho cara a cara com Gideão. Foi a melhor chance desperdiçada pelo time paranaense. Crucial. Porque seis minutos depois, Maikon Leite tratou de ampliar a vantagem alvirrubra. Após passe de Dadá, ele deu um toque sutil na saída do goleiro.

No fim, Morales, que substituiu Tiago Real, quase marcou um golaço e ainda ajudou a fechar o placar. No primeiro lance, deu um drible dentro da área e deixou o adversário sentado no chão. Minutos depois, pela esquerda, passou por dois adversários e tocou para Maikon Leite pegar de primeira e marcar o terceiro do Timbu. A torcida alvirrubra voltou a festejar. Estava quebrada uma das sequências mais negativas da história do Clube Náutico Capibaribe.

Por Cleber Aguiar – De virada, Fluminense vence Goiás no Serra Dourada e encosta no G-4

Fonte: Gazetaesportiva.net

Em uma das partidas que abriram a 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense conquistou a virada sobre o Goiás no Serra Dourada, com gols de Jean e Rafael Sobis, chegou à sétima partida sem perder e se aproximou do G-4.

A abertura do placar aconteceu aos 29 minutos da primeira etapa, com um gol de William Matheus. O Flu marcou aos sete e aos 39 do segundo tempo, respectivamente com Jean e Rafael Sobis.

A sequência de jogos sem perder do Fluminense aumentou para sete. Já o Goiás viu o fim de sua Com o resultado, o Fluminense chegou aos 33 pontos e ultrapassou o Goiás, que tem a mesma pontuação, mas menos vitórias. O Tricolor agora está em sexto lugar, a seis pontos do Grêmio, quarto colocado, enquanto o Goiás permaneceu na oitava posição.

O Goiás volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Vitória, no Barradão. No mesmo dia, o Fluminense fará clássico carioca contra o Botafogo, no Maracanã. O primeiro tempo foi marcado pela criatividade quase nula, de ambos os times. O Fluminense criou a primeira situação de perigo aos 17 minutos, quando Biro Biro aplicou um chapéu em Yuri e sofreu falta. Na cobrança, Rafael Sobis acertou a barreira.

O jogo – A primeira chance clara de gol foi apenas aos 29 minutos da primeira etapa. Dudu Cearense deu lindo passe para Roni, que girou sobre a marcação de Edinho e chutou de esquerda. Diego Cavalieri saiu do gol para abafar o atacante esmeraldino e salvou o Fluminense.

Em jogada que começou nos pés de Walter, o Esmeraldino abriu o placar. O centroavante errou o chute e acabou dando um cruzamento para a área. William Matheus desviou de cabeça, Roni ganhou a disputa com a zaga do Fluminense e William Matheus, de primeira, mandou no canto esquerda de Diego Cavalieri.

O Fluminense voltou mais ofensivo para o segundo tempo. No intervalo, Vanderlei Luxemburgo promoveu as entradas de Igor Julião e Eduardo, nas vagas de Bruno e Diguinho. E, aos sete minutos, a pressão inicial do Flu resultou no gol do empate. Rhayner avançou pela direita e cruzou para Sobis, que não conseguiu o domínio. Chegando de trás, Jean chutou para o gol e viu a bola bater na trave direita e nas costas de Renan antes de entrar.

Aos 32 minutos, o Goiás tentou de longe o gol da vitória, Eduardo Sasha avançou pelo meio e acertou um forte chute, obrigando Cavalieri a mandar a bola para escanteio. Dois minutos depois, Rafael Sobis recebeu na ponta direita da grande área e arriscou, levando perigo ao gol defendido por Renan.

O segundo gol do Flu saiu em rápida jogada de contra-ataque. Felipe lançou Biro Biro na esquerda, o jovem atacante tricolor avançou até o fundo e cruzou rasteiro para Rafael Sobis, que, livre de marcação, só precisou empurrar a bola para o fundo das redes.

Por Cleber Aguiar – Botafogo 0 x 1 Ponte Preta – A primeira vez a gente nunca esquece!

Fonte: Futebolinterior.com.br

A vitória dá moral para o time campineiro na luta contra degola e deixa o Cruzeiro mais perto da taça

Três dias após fazer seu primeiro jogo internacional em uma competição oficial, a Ponte Preta voltou a encerrar um tabu. Em um jogo em que foi quase perfeita na defesa, a Macaca conquistou sua primeira vitória na história no Maracanã, ao bater o Botafogo, por 1 a 0, na noite deste sábado. O duelo foi válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Esta foi a primeira vez que o time campineiro conseguiu uma vitória no Templo do Futebol. Até então, a Ponte havia realizado 16 partidas no local, com sete empates e nove derrotas. Na quarta, o time já havia conquistado um feito, ao disputar o primeiro jogo internacional contra o Deportivo Pasto-COL (2 x 0).

A vitória também confirma a boa fase vivida pela Macaca, sob o comando do técnico Jorginho. Nas últimas partidas, foram três vitórias, um empate e uma derrota, em jogo em que atuou de igual para igual contra o Atlético-PR. Agora, o time pontepretano chega aos 22 pontos, ainda na penúltima posição, mas a cinco de Flamengo e São Paulo, os primeiros fora da degola.

Por outro lado, o Fogão confirmou seu declínio, após a derrota para o líder Cruzeiro, por 3 a 0. Desde então, o time carioca acumulou duas derrotas no Maraca para o Bahia, por 2 a 1, e agora para a Ponte. Resultado que o mantém no segundo lugar, com 42 pontos, mas com a possibilidade de ver a Raposa abrir 11 pontos de diferença neste domingo.

Surpresa, Fogão! Como era de se esperar, o Botafogo começou a partida partindo para o ataque, enquanto a Ponte apostou em uma marcação no campo defensivo. Mesmo com o domínio territorial e a maior posse de bola, o time carioca encontrou muitas dificuldades para penetrar a área.

Em uma das raras oportunidades que isso aconteceu, aos 14 minutos, os próprios jogadores botafoguenses não se entenderam. O atacantre Hyuri cruzou pelo lado direito e o meia Lodeiro desviou de letra. A bola ia em direção ao gol, mas acabou pegando no atacante Rafael Marques.

A estratégia cautelosa da Macaca começou a surtir efeito com o passar do tempo. Primeiro, porque o Fogão não conseguia chegar com perigo. Segundo, porque os donos da casa começaram a se abrir em demasia e os campineiros passaram a encaixar contra-ataques.

Até que aos 40 minutos, em um desses contragolpes saiu a Ponte conseguiu um pênalti. O atacante Adaílton lançou para o lateral Artur, que acabou derrubado pelo lateral Lima na área. Na cobrança, aos 42, o meia Elias soltou uma bomba e a bola passou por baixo do goleiro Jefferson.

Segura, Ponte! Se com o empate, a Ponte já jogou na defesa, com a vitória parcial nas mãos, o time ficou ainda mais retrancado. E, desta, vez o problema é que o clube paulista praticamente abandonou até mesmo os contra-ataques. Então, o que se viu foi algo parecido com um treino de ataque contra defesa.

A sorte dos visitantes é que o Botafogo, definitivamente, não parecia estar no seu dia. A começar pelo craque do time, o holandês Seedorf, que teve atuação discreta. Mesmo com dificuldades, os carioca quase marcaram aos 24 minutos. O atacante Henrique recebeu na direita, girou e bateu cruzado para defesa espetacular de Roberto.

O jogo prosseguiu pelos minutos seguintes com o domínio botafoguense, mas a defesa pontepretana continuou a afastando praticamente tudo. Aos 48, o Bota ainda teve a grande chance de empatar. Após bola cruzada, o atacante Alex pegou de virada, na pequena área, mas mandou por cima do gol.

Próximos jogos Na próxima terça-feira, às 19h30, a Ponte Preta volta a campo para o duelo de lanternas contra o Náutico, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Enquanto isso, o Botafogo fará o clássico contra o Fluminense, na quarta-feira, às 21 horas, no mesmo Maracanã.

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 – SÉRIE B

Figueirense 2 x 1 Ceará – Série B Brasileiro 2013
Paysandu 2 x 1 Chapecoense – Série B Brasileiro 2013
Joinville 1×1 Guaratinguetá – SÉRIE B – 2013
São Caetano 2×2 Oeste – SÉRIE B – 2013
América-MG 0 x 0 Avaí – Brasileirão Série B
BRAGANTINO 1 X 2 SPORT – BRASILEIRÃO SERIE B
Palmeiras 0 x 0 América-RN – Brasileirão Série B
Icasa 0 x 0 Atlético-GO – Brasileirão Série B
ABC 3X1 BOA ESPORTE 2013
ASA 1 x 4 Paraná – Brasileirão Série B

LINK 1 – JOGOS  AO VIVO – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS AO VIVO– CLIQUE AQUI !

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Palmeiras-SP 56 25 17 5 3 49 20 29 74,7
Chapecoense-SC 46 24 14 4 6 44 24 20 63,9
Paraná-PR 45 25 13 6 6 42 20 22 60,0
Joinville-SC 42 25 12 6 7 40 26 14 56,0
Sport-PE 40 25 13 1 11 40 40 0 53,3
Icasa-CE 39 25 12 3 10 38 42 -4 52,0
Avaí-SC 38 25 10 8 7 36 32 4 50,7
América-MG 36 25 9 9 7 36 33 3 48,0
Figueirense-SC 35 24 11 2 11 41 38 3 48,6
10º
Ceará-CE 35 25 9 8 8 37 31 6 46,7
11º
Boa Esporte-MG 35 25 9 8 8 23 28 -5 46,7
12º
Bragantino-SP 33 25 9 6 10 24 25 -1 44,0
13º
Guaratinguetá-SP 31 25 9 4 12 27 34 -7 41,3
14º
Oeste-SP 31 25 8 7 10 26 37 -11 41,3
15º
Paysandu-PA 27 25 7 6 12 27 37 -10 36,0
16º
América-RN 27 25 6 9 10 27 36 -9 36,0
17º
Atlético-GO 26 25 7 5 13 23 33 -10 34,7
18º
São Caetano-SP 24 25 6 6 13 31 38 -7 32,0
19º
ASA-AL 23 25 7 2 16 27 47 -20 30,7
20º
ABC-RN 23 25 6 5 14 25 42 -17 30,7

22 GOLS Chapecoense – Bruno Rangel

13 GOLS Joinville – Lima

12 GOLS Ceará – Magno Alves Sport – Marcos Aurélio

25ª RODADA
24/09 – 19h30 Figueirense-SC 2 x 1 Ceará-CE
24/09 – 19h30 Paysandu-PA 2 x 1 Chapecoense-SC
27/09 – 19h30 Joinville-SC 1 x 1 Guaratinguetá-SP
27/09 – 19h30 São Caetano-SP 2 x 2 Oeste-SP
28/09 – 16h20 Icasa-CE 0 x 0 Atlético-GO
28/09 – 16h20 América-MG 0 x 0 Avaí-SC
28/09 – 16h20 Bragantino-SP 1 x 2 Sport-PE
28/09 – 16h20 Palmeiras-SP 0 x 0 América-RN
28/09 – 21h00 ASA-AL 1 x 4 Paraná-PR
28/09 – 21h00 ABC-RN 3 x 1 Boa Esporte-MG
26ª RODADA
01/10 – 19h30 Atlético-GO x ABC-RN
01/10 – 19h30 Ceará-CE x Icasa-CE
01/10 – 19h30 Guaratinguetá-SP x Paysandu-PA
01/10 – 19h30 Sport-PE x Joinville-SC
01/10 – 19h30 Chapecoense-SC x ASA-AL
01/10 – 21h50 Oeste-SP x Palmeiras-SP
01/10 – 21h50 Boa Esporte-MG x Figueirense-SC
01/10 – 21h50 América-RN x Bragantino-SP
01/10 – 21h50 Avaí-SC x São Caetano-SP
01/10 – 21h50 Paraná-PR x América-MG

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 – SÉRIE A

icfut1

LINK 1 – JOGOS  AO VIVO – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS AO VIVO– CLIQUE AQUI !

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Cruzeiro-MG 50 23 15 5 3 48 19 29 72,5
Botafogo-RJ 42 24 12 6 6 36 28 8 58,3
Atlético-PR 41 23 11 8 4 40 28 12 59,4
Grêmio-RS 39 23 11 6 6 29 21 8 56,5
Internacional-RS 34 23 8 10 5 35 32 3 49,3
Fluminense-RJ 33 24 9 6 9 30 31 -1 45,8
Santos-SP 33 23 8 9 6 28 22 6 47,8
Goiás-GO 33 24 8 9 7 26 29 -3 45,8
Atlético-MG 32 23 8 8 7 25 25 0 46,4
10º
Vitória-BA 31 23 8 7 8 29 31 -2 44,9
11º
Bahia-BA 31 23 8 7 8 26 29 -3 44,9
12º
Corinthians-SP 31 23 7 10 6 20 13 7 44,9
13º
Coritiba-PR 31 24 7 10 7 28 31 -3 43,1
14º
Portuguesa-SP 28 23 7 7 9 33 34 -1 40,6
15º
São Paulo-SP 27 23 7 6 10 21 23 -2 39,1
16º
Flamengo-RJ 27 23 6 9 8 24 29 -5 39,1
17º
Criciúma-SC 25 24 7 4 13 30 39 -9 34,7
18º
Vasco da Gama-RJ 24 23 6 6 11 31 40 -9 34,8
19º
Ponte Preta-SP 22 23 6 4 13 24 33 -9 31,9
20º
Náutico-PE 14 24 3 5 16 14 40 -26 19,4

13 GOLS Atlético-PR – Éderson

11 GOLS Ponte Preta – William

10 GOLS Coritiba – Alex

24ª RODADA
28/09 – 18h30 Goiás-GO 1 x 2 Fluminense-RJ
28/09 – 18h30 Náutico-PE 3 x 0 Coritiba-PR
28/09 – 21h00 Botafogo-RJ 0 x 1 Ponte Preta-SP
29/09 – 16h00 Flamengo-RJ x Criciúma-SC
29/09 – 16h00 São Paulo-SP x Grêmio-RS
29/09 – 16h00 Portuguesa-SP x Corinthians-SP
29/09 – 16h00 Bahia-BA x Vasco da Gama-RJ
29/09 – 18h30 Atlético-MG x Santos-SP
29/09 – 18h30 Internacional-RS x Cruzeiro-MG
29/09 – 18h30 Atlético-PR x Vitória-BA
25ª RODADA
25/09 – 19h30 Criciúma-SC 1 x 1 Atlético-MG
01/10 – 19h30 Ponte Preta-SP x Náutico-PE
02/10 – 19h30 Cruzeiro-MG x Portuguesa-SP
02/10 – 19h30 Grêmio-RS x Atlético-PR
02/10 – 21h00 Fluminense-RJ x Botafogo-RJ
02/10 – 21h00 Vitória-BA x Goiás-GO
02/10 – 21h50 Coritiba-PR x Flamengo-RJ
02/10 – 21h50 Corinthians-SP x Bahia-BA
02/10 – 21h50 Santos-SP x São Paulo-SP
03/10 – 21h00 Vasco da Gama-RJ x Internacional-RS

Por Cleber Aguiar – GUIA DA RODADA #24: briga direta contra o Z-4 e líder com jogo duro

Fonte: Globo.com

Cruzeiro visita Inter e pode levar a dois dígitos a vantagem sobre o Botafogo. Destaque para Flamengo x Criciúma e Bahia x Vasco

Éverton Ribeiro, Cruzeiro, Arena do Jacaré, Internacional (Foto: Washington Alves / Vipcomm)Cruzeiro tem jogo duro contra o Inter no RS (Foto: Washington Alves / Vipcomm)

Em tese, é uma rodada propícia para cair a distância do líder para o vice. Em tese, a última também era, e aconteceu exatamente o contrário. A combinação da visita do Cruzeiro ao Inter e do jogo do Botafogo em casa contra a Ponte Preta é animadora para os cariocas. Mas seu próprio desempenho, e em especial o rendimento da Raposa, indica o contrário. Seja como for, os donos do Brasileirão até agora podem subir para dois dígitos (11 pontos) o conforto de que desfrutam na ponta do campeonato, desde que vençam a parada dura no Rio Grande do Sul, contra um time que parece ficar mais forte justamente ao enfrentar os fortes.

Mas a atenção no Brasileiro está longe de se restringir aos líderes. A árdua briga contra o rebaixamento faz com que esta seja mais uma rodada de duelos interessante entre equipes que ou ainda não se livraram da queda, ou são assombradas por ela. Destaque para Flamengo x Criciúma e Bahia x Vasco.

GOIÁS x FLUMINENSE

Guia da rodada  24 - Goiás x Fluminense (Foto: Editoria de Arte)SÁBADO, 18H30M – SERRA DOURADA

O atual sexto posto é a melhor colocação já alcançada pelo Goiás neste Brasileirão. Justamente por isso, o time esmeraldino vai a campo para colar no grupo de classificados para a Libertadores. Ao longo do campeonato, a equipe deu sinais, mas jamais provas, de que poderia invadir o bloco dos quatro primeiros colocados. Mas agora o momento é extremamente favorável. São três rodadas de invencibilidade, com vitórias sobre Corinthians e São Paulo e empate com o Coritiba. Jogando em casa, a equipe goiana pode encurtar para apenas três pontos a distância do G-4 – permitindo uma arrancada até o final da disputa. O mando de campo costuma fazer bem ao Goiás, que só perdeu um dos 11 jogos no Serra Dourada – foram cinco vitórias e cinco empates. A perspectiva de vitória, porém, tem um percalço: um adversário que parou de perder. O Fluminense tem seis rodadas sem derrota no Brasileirão e ensaia uma escalada na tabela – apesar do empate com o Coritiba na última rodada. O Tricolor pode levar vantagem por ter contado com toda a semana para treinar, ao passo que o adversário jogou pela Copa do Brasil – venceu o Vasco por 2 a 1 no primeiro duelo das quartas de final. Sem Rafinha, suspenso, e Wagner, poupado, Luxemburgo coloca Biro Biro e Felipe na equipe, que também tem o zagueiro Leandro Euzébio e o meia Jean como novidades. No Goiás, Walter e Renan Oliveira, dois dos principais jogadores do time, são dúvida.

Cartola FC: o Goiás vive boa fase na temporada, e jogando dentro do Serra Dourada a opção pelo atacante Walter é quase certeza de bons frutos. O jogador marcou sete dos seus oito gols no Brasileirão no estádio, além de custar apenas 7.94 cartoletas. Mas atenção: a escalação dele não é certa. No Fluminense, a aposta pode ser o goleiro Diego Cavalieri. Se estiver em uma noite inspirada, ele pode render pontos. No entanto, o preço do camisa 12 não é dos melhores: C$ 17.54.

Na TV: SporTV (menos PE) e Premiere FC, com Luiz Carlos Júnior e Roger Flores.

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva (RS), com Altemir Hausmann (RS) e Daniel Luis Marques (SP).

Você sabia que… o Goiás tem mais gols marcados do que sofridos contra o Flu, mesmo tendo perdido mais jogos do que vencido? Em 41 partidas, os cariocas ganharam 15, os goianos venceram 14 e houve 12 empates. Mas os esmeraldinos marcaram 67 gols, contra 59 dos tricolores.

NÁUTICO x CORITIBA

Guia da rodada  24 - Náutico x Coritiba (Foto: Editoria de Arte)SÁBADO, 18H30M – ARENA PERNAMBUCO

São duas equipes em momento de transição no comando técnico. O Náutico estreou Marcelo Martelotte no jogo contra o Santos (empate por 1 a 1), depois de tentar, sem sucesso, fazer com que o (eterno) interino Levi Gomes desse jeito no time. Já o Coritiba resolveu demitiu Marquinhos Santos – o superindente de futebol do clube, Felipe Ximenes, saiu junto. A diretoria alviverde estava preocupada com os rumos do time, em queda gradativa na tabela.  Líder em três rodadas do campeonato (quarta, quinta e sétima), o Coxa agora está mais perto da zona de rebaixamento do que de uma vaga na Libertadores. Nem Alex vem salvando o time, apesar de manter as boas atuações. A chance de um princípio de recuperação chega com o duelo contra o pior time do campeonato. O Náutico segue afundado na lanterna, mas pelo menos conseguiu empatar seus últimos dois jogos. A distância de 16 pontos para o primeiro time fora da zona de rebaixamento é desencorajadora, mas uma eventual vitória sobre o Coritiba pode render esperança aos alvirrubros. O Náutico não terá um de seus principais jogadores, o volante Derley, suspenso. O Coritiba pode ter o retorno do atacante Bill.

Cartola FC: mesmo dentro de casa, escalar jogadores do lanterna Náutico, que só venceu duas partidas até o momento, não é recomendável. Mas para quem quiser arriscar, Maikon Leite pode ser uma alternativa. O atacante ganhou uma chance contra o Santos, na última quarta-feira, e deixou sua marca. Ele custa somente C$ 9.73. Já no Coritiba, o centroavante Bill, que retorna de lesão e custa apenas C$ 2.29, pode ser uma boa aposta de gols contra a pior defesa do campeonato.

Na TV: Premiere FC, com Eri Santos e Mário Flávio.

Arbitragem: Claudio Francisco Lima e Silva (SE), com Ailton Farias da Silva (SE) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL).

Você sabia que… o Náutico jamais venceu o Coritiba na era dos pontos corridos do Brasileirão? Foram sete jogos, com seis vitórias do Coxa e um empate.

BOTAFOGO x PONTE PRETA

Guia da rodada  24 - Botafogo x Ponte Preta (Foto: Editoria de Arte)SÁBADO, 21H – MARACANÃ

O segundo melhor e o segundo pior do campeonato se enfrentam no Maracanã. O Botafogo precisa vencer. Necessariamente. E não apenas por questões numéricas, não apenas pela importância de tentar diminuir a distância de oito pontos que o separa do Cruzeiro. Precisa vencer porque precisa recuperar a rotina de bons resultados. Em uma temporada tão positiva, os alvinegros estranham as duas derrotas seguidas no Brasileirão, acompanhadas pelo empate com o Flamengo na Copa do Brasil. A queda de aproveitamento do time é consequência da baixa produção. O desempenho de atletas como Seedorf e Lodeiro, tão importantes, se tornou preocupante. Se não vencer agora, o Botafogo pode criar uma bola de neve para a reta final do campeonato e até comprometer sua caminhada. Do outro lado, está a Ponte Preta, penúltima colocada, mas que já viveu momentos piores no campeonato. Nas últimas três rodadas, quase venceu o Flamengo (levou um gol no final), bateu o Corinthians e levou 1 a 0 do Atlético-PR. Melhor: ganhou do Deportivo Pasto, da Colômbia, por 2 a 0 pela Sul-Americana. É um momento de ânimo renovado no time campineiro, que ainda sonha se livrar do rebaixamento – está oito pontos distante do Flamengo, o primeiro fora da zona de queda. Um porém: está sem os atacantes William e Chiquinho.

Cartola FC: uma boa aposta do time alvinegro é o jovem Hyuri, que substitui o lesionado Elias. Ele custa apenas C$ 9.08, e os três gols que marcou pelo time carioca foram no Maracanã, local do jogo deste sábado. Do outro lado, a Macaca deve exercer forte marcação. Com isso, o volante Fellipe Bastos surge como boa opção. Além da possibilidade de roubadas de bola, o jogador é ótimo cobrador de faltas. Quem quiser contar com ele terá que pagar C$ 13.53.

Na TV: Premiere FC, com Eduardo Moreno e Lédio Carmona.

Arbitragem: Francisco Carlos do Nascimento (AL), com Fabio Pereira (TO) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA).

Você sabia que… o Botafogo ainda não ficou quatro jogos sem vencer nesta temporada. A última sequência negativa aconteceu no ano passado, entre as rodadas 24 e 30 do Brasileirão, quando o clube ficou sete jogos em jejum.

FLAMENGO x CRICIÚMA

Guia da rodada  24 - Flamengo x Criciúma (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 16H – MARACANÃ

Jogo importantíssimo. O primeiro time fora da zona de rebaixamento e o primeiro time dentro dela se enfrentam em duelo direto da luta contra a queda. Apenas dois pontos os separam. Se os catarinenses vencerem no Maracanã, jogarão o adversário para o Z-4. Com novo técnico, Argel Fucks, o Tigre tenta encontrar uma regularidade que o afaste do perigo do descenso. A equipe vem sendo muito instável: perde jogos que parecem fáceis e vence outros que tendem a ser mais difíceis. O Flamengo também se acostuma a seu novo comandante, Jayme de Almeida, e dá sinais de animação depois do ótimo primeiro tempo contra o Botafogo pela Copa do Brasil. No Brasileirão, porém, a situação é preocupante. São três rodadas sem vencer, incluindo o empate por 0 a 0 com o lanterna Náutico na última rodada.

Cartola FC: o zagueiro Samir vem se firmando na zaga rubro-negra e possivelmente fará uma boa pontuação, como aconteceu contra o Náutico. A promessa do Fla custa apenas C$ 3,66. Excelente preço no mercado. No Tigre, Daniel Carvalho, mais perto da forma ideal, ainda não provou o seu real valor. O confronto decisivo com o Flamengo é uma boa oportunidade para o meia. Ele custa apenas C$ 3,10.

Na TV: TV Globo (para SC), com Giovanni Martinelli e Rodrigo Faraco, e Premiere FC, com Júlio Oliveira e Edinho.

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS), com Marcelo Carvalho van Gasse (RJ) e Rafael da Silva Alves (RS).

Você sabia que… o Criciúma jamais venceu o Flamengo no Rio pelo Campeonato Brasileiro? Foram cinco vitórias rubro-negras e um empate.

SÃO PAULO x GRÊMIO

Guia da rodada - São Paulo x Grêmio (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 16H – MORUMBI

Um dos melhores jogos da rodada, certamente. A escalada do São Paulo pós-chegada de Muricy Ramalho foi freada na última rodada com a derrota para o Goiás. A tabela segue avisando que o rebaixamento é um perigo real, mas o time paulista está longe de viver seu pior momento no pesadelo em que se configurou o Brasileirão-2013. O adversário da equipe do Morumbi é dos mais fortes, mas vive fase de repetidos tropeços. São quatro jogos sem vencer, três deles pelo Brasileirão: derrota para o Atlético-MG e empates com Santos e Vitória (somados à igualdade sem gols com o Corinthians pela Copa do Brasil). O time tricolor discute sua escalação habitual, com um 3-5-2 formado por três volantes, enquanto Elano e Zé Roberto ficam no banco. Contra o Timão, Renato montou a equipe no 4-3-3. O zagueiro Rhodolfo, emprestado pelo São Paulo ao Grêmio, não poderá jogar pelos gaúchos. Saimon volta. Maicon é dúvida no clube paulista.

Cartola FC: mais disciplinado desde a chegada de Muricy Ramalho, Luis Fabiano chegou a 100 gols no Morumbi e atuará novamente em seu estádio favorito. O centroavante vale C$ 17,56. No Grêmio, o volante Souza é um dos principais ladrões de bola e também costuma aparecer no ataque com assistências. A eficiência defensiva e ofensiva custa C$ 12,66.

Na TV: TV Globo (para SP, MG – menos Coronel Fabriciano, Juiz de Fora e Montes Claros -, DF, RS, PR, GO, MT, MS, PE, Salvador-BA, CE e TO), com Cleber Machado, Caio Ribeiro e Leonardo Gaciba, e Premiere FC, com Jota Júnior e Wagner Vilaron.

Arbitragem: Heber Roberto Lopes (SC), com Alessandro Rocha de Matos (BA) e João Patrício de Araújo (GO).

Você sabia que… o duelo entre os Tricolores pelo Brasileirão registra o mesmo número de vitórias para cada lado? São 20, além de 12 empates, em 52 jogos.

BAHIA x VASCO

Guia da rodada  24 - Bahia x Vasco (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 16H – FONTE NOVA

Outro jogo fundamental na luta contra o rebaixamento. Para o Bahia, é uma partida com clima de salvação. Já são seis pontos de distância para o Z-4, e uma eventual vitória servirá para aumentar esse afastamento, dando ares mais tranquilos à equipe tricolor no Brasileirão. O time baiano vai a campo embalado por duas vitórias muito expressivas: contra Inter (2 a 0 em Salvador) e Botafogo (2 a 1 no Rio de Janeiro). Já o Vasco acumula quatro derrotas consecutivas, que representaram o mergulho na zona de rebaixamento. Por outro lado, na Copa do Brasil, mesmo com nova derrota (2 a 1 para o Goiás), a atuação foi positiva. As duas equipes irão a campo com o desgaste das competições paralelas, já que o Bahia também atuou no meio da semana  – nesta quinta-feira, na Colômbia, levou 1 a 0 do Nacional de Medellin, pela Copa Sul-Americana.

Cartola FC: na briga pela artilharia do campeonato, Fernandão tem se destacado no comando do ataque do Bahia. Depois de marcar no primeiro turno em São Januário, ele tenta repetir a dose contra o Vasco. O atacante custa C$ 13,80. Assim como o Tricolor, o Cruz-Maltino terá um goleador em campo. André já balançou a rede nove vezes no Brasileiro e é a esperança vascaína para vencer em Salvador. O centroavante custa C$ 17,38.

Na TV: TV Globo (para RJ, Coronel Fabriciano-MG, Juiz de Fora-MG, Montes Claros-MG, ES, BA – menos Salvador -, RN, AL, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, AC, RR e AP), com Luis Roberto, Júnior e Arnaldo Cezar Coelho, e Premiere FC, com Thiago Mastroianni e Jorge Allan.

Arbitragem: Wilson Luiz Seneme (SP), com Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP).

Você sabia que… os visitantes venceram os dois duelos entre as equipes pelo Brasileirão do ano passado? O Vasco fez 2 a 1 no Pituaçu, e o Bahia ganhou por 4 a 0 em São Januário.

PORTUGUESA x CORINTHIANS

Guia da rodada  24 - Portuguesa x Corinthians  (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 16H – MORENÃO

Não dar o favoritismo ao Corinthians contra a Portuguesa, em situações normais de clima, temperatura e pressão, soaria estranho. Mas talvez não seja uma situação normal de clima, temperatura e pressão. É um momento de crescimento da Lusa, que parecia tão frágil, e de queda do Timão, que parecia tão forte. Quem diria: se vencer o jogo em Campo Grande-MS, a Portuguesa ultrapassará os atuais campeões do mundo no Brasileirão. É uma realidade que escancara o quanto o Corinthians vem despencando no campeonato. Os comandados de Tite não vencem há seis rodadas – o jejum chegará a um mês em caso de novo tropeço. Não por acaso, hoje estão mais próximos do Z-4 do que do G-4. A Portuguesa, em movimento inverso, ganhou três de seus últimos quatro jogos e conseguiu escapulir da área de queda. Desde a chegada do técnico Guto Ferreira, o aproveitamento subiu para 50%. A Lusa vai a campo mais descansada, visto que não jogou no meio de semana. Douglas e Danilo apresentam desgaste no Corinthians e podem ficar fora – o que aumenta as chances de Alexandre Pato jogar. A Portuguesa não tem Diogo, que passa por cirurgia de apendicite e fica um mês parado.

Cartola FC: a Lusa terá pela frente uma defesa sólida. Por isso, talvez seja melhor apostar em outros setores que não o ataque. O volante Bruno Henrique já marcou três gols e custa só C$ 4.09. Pelo lado do Timão, em crise ofensiva, a sugestão é o zagueiro Gil, sempre seguro, com boa média (4.64) e preço razoável – C$ 14.39.

Na TV: Premiere FC, com Milton Leite e Maurício Noriega.

Arbitragem: Raphael Claus (SP), com Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).

Você sabia que… a Portuguesa ainda não venceu o Corinthians neste século pelo Brasileiro? Foram cinco partidas, com três vitórias do Timão e dois empates.

INTER x CRUZEIRO

Guia da rodada  24 - Internacional x Cruzeiro (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 18H30M – ESTÁDIO DO VALE

Existe certa inversão de valores no jogo entre Inter e Cruzeiro. Dos gaúchos, de quem tanto se esperava, pouco se viu; dos mineiros, em quem poucos apostavam, tanto surgiu. Mesmo que a campanha colorada no Brasileirão seja outra vez decepcionante, é bastante claro que o líder do campeonato tem um missão duríssima neste domingo. Apenas duas equipes conseguiram tirar pontos da Raposa em casa na disputa, e uma delas foi o Inter, em empate por 2 a 2. Agora, o jogo é no Rio Grande do Sul, em Novo Hamburgo, onde os comandados de Dunga acumulam tropeço em cima de tropeço. Como mandantes, os colorados venceram apenas quatro em 11 jogos disputados – empataram outros quatro e perderam três. É um momento de indefinição sobre o time, com constantes trocas entre as várias boas peças ofensivas – mas que parecem não se encaixar. Nesta quinta-feira, no empate por 1 a 1 com o Atlético-PR pela Copa do Brasil, o time melhorou quando Leandro Damião (há dez jogos sem gols) saiu e Scocco entrou. A formação titular pode ter mudanças. O mesmo acontecerá no Cruzeiro, com a entrada de Henrique e Dagoberto no lugar de Lucas Silva e Ricardo Goulart. A campanha da Raposa se torna cada vez mais impressionante. Já são nove rodadas sem perder – oito vitórias e depois o empate com o Corinthians na última rodada. A derrota mais recente, coincidentemente, foi no Rio Grande do Sul, para o Grêmio, por 3 a 1.

Cartola FC: como os dois times têm bons ataques, a expectativa é de muitos gols. Forlán acaba de retornar de lesão e deve estar cheio de vontade de balançar as redes. Se não conseguir transpor a boa defesa cruzeirense, o uruguaio é perigoso em chutes de fora. Ele custa C$ 19.41, mas vale a aposta pela média considerável (5.48). O líder do Brasileiro conta com a regularidade de Willian no ataque. Ele tem cinco assistências, três gols e média de 6.41. E ainda é barato: C$ 10.83.

Na TV: SporTV (menos RS) e Premiere FC, com Jorge Vinícius e Ivan Andrade.

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO), com Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Carlos Berkenbrock (SC).

Você sabia que… Inter e Cruzeiro decidiram o Brasileirão de 1975? Gol de Figueroa deu aos gaúchos seu primeiro título nacional. No ano seguinte, porém, a Raposa superou o Inter na Libertadores e ficou com o título continental.

ATLÉTICO-MG x SANTOS

Guia da rodada  24 - Atlético-Mg x Santos (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 18H30M – INDEPENDÊNCIA

Separados por apenas um ponto, Atlético-MG e Santos tentam se aproximar do bloco superior da tabela no jogo deste domingo, no Mineirão. Depois do pavor gerado por aquela derrota de 8 a 0 para o Barcelona, a campanha do Peixe é até animadora. Mas parece faltar ao time o poder de arrancada. Foi o que aconteceu no jogo atrasado contra o Náutico na quarta-feira, uma típica partida para vencer sem sobressaltos. E empatou. Está seis pontos atrás do G-4, mas a distância poderia ser de quatro. Resta recuperar terreno contra o Atlético-MG, a quem apenas o título interessa – mas se torna quase impossível, dada a distância de 18 pontos para o rival Cruzeiro. Na quarta-feira, o Galo empatou com o Criciúma. Faltando menos de três meses para o Mundial, o que mais interessa agora é se preparar bem, e vencer os jogos faz parte do processo. Os campeões da América não terão Ronaldinho Gaúcho neste jogo e em todo o restante do campeonato. Ele tem grave lesão muscular e pode nem ir ao Marrocos. O Santos deve ter o retorno do volante Arouca e do atacante Thiago Ribeiro. Montillo, lesionado, está fora.

Cartola FC: em casa, o Galo pressiona seus adversários. Um dos jogadores mais incisivos do time é Fernandinho, dono de boa média de pontos (4.54), muitas faltas sofridas, dois gols e duas assistências. O preço é camarada: C$ 9.43. Sem Montillo, a equipe santista confia no talento de Cícero. O meia vive momento de artilheiro (tem oito gols no Brasileiro) e não é tão caro – C$ 14.23.

Na TV: Premiere FC, com Jaime Júnior e Léo Figueiredo.

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), com Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ).

Você sabia que… existe grande equilíbrio no histórico de partidas entre as duas equipes? Contabilizadas todas as competições, são 87 jogos, com 32 vitórias para cada lado e 23 empates.

ATLÉTICO-PR x VITÓRIA

Guia da rodada  24 - Atlético-Pr x Vitória (Foto: Editoria de Arte)DOMINGO, 18H30M – DURIVAL DE BRITTO

Àqueles que desconfiam do Atlético-PR, o clube rubro-negro oferece bons resultados em cima de bons resultados. Depois de recentemente titubear no Brasileirão, o Furacão já emendou novamente duas vitórias, se firmou no terceiro lugar e consolidou sua luta por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Receberá o Vitória depois de conseguir bom empate contra o Inter pela Copa do Brasil. Os paranaenses jogarão em casa, onde não perderam no Brasileirão-2013. São seis vitórias e cinco empates. Agora enfrentarão um adversário que não perde há cinco rodadas – desempenho que rendeu um distanciamento de seis pontos para a zona de rebaixamento. O time parece evoluir com Ney Franco, e o jogo deste domingo pode dar o aviso definitivo de que o Vitória não cairá. O volante Luiz Gustavo, recém-chegado ao clube baiano, pode estrear. O Furacão não terá o lateral-direito Léo.

Cartola FC: se achar que Éderson é caro demais (C$ 18.24), escalar seu companheiro de ataque Marcelo é uma ótima pedida para quem aposta no Furacão. Marcelo é um garçom eficiente (cinco assistências) e participa ativamente dos jogos, com média 3.56. Quem acreditar no Leão pode confiar em Wilson, o goleiro com maior número de defesas difíceis na competição (49). Ele vale C$ 13.60.

Na TV: Premiere FC, com Felipe Lestar e Dida.

Arbitragem: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC), com Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Nadine Schramm Câmara Bastos (SC).

Você sabia que… faz 11 anos que um jogo entre as duas equipes não termina empatado pelo Brasileirão? Foram 11 partidas no período, com oito vitórias dos baianos e três dos paranaenses.

 

Por Cleber Aguiar – Rede Globo dá sinal verde e Estaduais vão começar apenas em 19 de janeiro

Fonte: O Estado de São Paulo

Decisão é uma vitória dos jogadores que começaram um movimento de contestação ao
calendário

Ciro Campos, Paulo Favero e Tiago Rogero – O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Em reunião com as principais federações estaduais de futebol, a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão dos campeonatos, definiu que as competições começarão em 19 de janeiro de 2014, ou seja, uma semana depois do que havia sido divulgado pela CBF e que gerou polêmica entre clubes e jogadores por causa do pouco tempo de preparação na pré-temporada. “Em função dessa prorrogação do início, será cumprido o prazo mínimo de 10 dias para a preparação dos jogadores”, explica a Globo Comunicação.

Paulo André, do Corinthians: voz dos jogadores - Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão
Paulo André, do Corinthians: voz dos jogadores

Isso significa a redução de duas datas no calendário do próximo ano, que ficou apertado por causa da realização da Copa do Mundo no Brasil. Também é uma vitória do Bom Senso FC, grupo de jogadores que se uniu para reclamar do calendário de 2014 e que tem atletas como Paulo André (Corinthians), Alex (Coritiba), Rogério Ceni (São Paulo), entre outros. Para 2015, a proposta de calendário da Globo e federações estaduais é iniciar os campeonatos locais apenas no início de fevereiro. “Com isso, os clubes e os jogadores terão quatro semanas para se preparem após o retorno das férias. Isso não seria possível em 2014 por conta da Copa do Mundo – que causa uma parada de 45 dias nas competições nacionais e continentais”, diz a Globo Comunicação.

Nesta sexta, a emissora fez uma reunião com os quatro grandes clubes cariocas e a Federação de Futebol do Rio (Ferj) para fechar o formato do Campeonato Carioca que será apresentado aos demais clubes na terça-feira que vem, no arbitral. A proposta, que ainda precisa da aprovação, prevê 15 jogos em turno único, mais semifinais e final. Ou seja: 19 rodadas, exatamente a mesma quantidade do Carioca deste ano, que poderia ter tido 21, não fosse o Botafogo campeão com antecedência. A proposta também precisa da aprovação do Conselho Nacional de Esporte, e já foi enviada ao órgão. O presidente da Ferj, Rubens Lopes, está confiante: “Teremos o sinal verde”.

Por CleberAguiar – Santos se une a atletas e é o 1º clube a pedir mudanças

Fonte: Folha Online

RAFAEL VALENTE

O Santos foi o primeiro clube a se manifestar contra o calendário de 2014, divulgado pela CBF na semana passada, e se uniu ao discurso dos atletas das Séries A e B.

Os jogadores articulam uma nova proposta de datas dos jogos para os próximos anos para substituir a programação divulgada pela CBF.

O Santos se colocou à disposição para debater o assunto com outros clubes e trabalhar em conjunto com eles.

Em comunicado enviado à Folha e assinado pelo presidente Odílio Rodrigues, o clube aponta problemas como o excesso de jogos, a falta de datas para realizar uma pré-temporada e até torneios com baixo apelo comercial.

O Santos argumenta ainda que a programação da CBF cria dificuldades para que os times viajem ao exterior para divulgarem sua marcas.

A defesa santista não é exatamente novo. O clube tem esse posicionamento desde 2010, nos primeiros anos da gestão de Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro –hoje, licenciado por motivo de saúde.

O cartola utilizava como argumento principal para uma mudança as convocações da seleção brasileira que desfalcavam o Santos com frequência ao tirar Neymar do time.

Em novembro de 2012, o Santos encomendou um estudo junto ao consultor Almir Somoggi para elencar os problemas do calendário.

As críticas se intensificaram agora, após a CBF anunciar a programação de 2014 e os atletas se manifestarem.

Segundo o calendário da CBF, a temporada de 2014 começará em 12 de janeiro para ajustar o calendário nacional à Copa –haverá 45 dias de interrupção em junho e julho.

O problema é que as datas comprometem a preparação dos times. O Brasileiro terminará em 8 de dezembro e as equipes retornarão das férias somente em 7 de janeiro. Dessa forma, terão menos de cinco dias para treinar antes de estrearem nos Estaduais.

“Esse modelo ainda penaliza os clubes com maior sucesso na temporada, uma vez que, aquele que obtém excelente desempenho esportivo em um ano, viverá, certamente, uma situação caótica na temporada seguinte”, diz trecho da nota santista.

Moacyr Lopes Junior – 10.set.13/Folhapress
Odílio Rodrigues Filho, presidente do Santos, dá entrevista na sede do clube, na Vila Belmiro
Odílio Rodrigues Filho, presidente do Santos, dá entrevista na sede do clube, na Vila Belmiro

MUDANÇAS NO RIO

A federação carioca informou ontem que não seguirá o calendário da CBF e que seu Estadual terá início em 19 de janeiro. A mudança foi definida sem consulta aos clubes.

A alteração é sutil, mas o presidente da entidade, Rubens Lopes, disse que era a única forma de remediar o problema hoje. Ele prometeu que os clubes serão consultados sobre o Estadual-2015.

O formato deve ter menos jogos na semana, 30 dias de férias ininterruptas e mais 30 dias de pré-temporada.

Por Cleber Aguiar – Estilista, filha de Dunga herda jeito do pai na profissão: detalhista e curiosa

Fonte: Globo.com

Gabriela comenta ainda quando foi ‘acusada’ de vestir o pai na Copa do Mundo de 2010: ‘Dei apenas um presente e virou uma bola de neve’

 Por Cíntia BarlemRio de Janeiro

 ateliê gabriela filha de dunga  (Foto: Arquivo Pessoal) Dunga com a filha no ateliê  (Foto: Arquivo Pessoal)

Gabriela Verri não comanda 11 jogadores em campo, mas leva a experiência e a cultura adquiridas com a carreira do pai para o seu trabalho. Filha do técnico Dunga, a estilista de 27 anos passou por países como Itália e Japão quando técnico do Inter ainda era jogador. De lá, trouxe a bagagem e a curiosidade para se tornar a profissional que é atualmente. Do pai, ela diz: herdou o detalhismo e a curiosidade.

– Sou detalhista e curiosa. Herdei isso dele. Gosto de misturar malha com couro, prene com pele e é o que dá mais trabalho para as costureiras. Mas sou bem persistente com as coisas. Às vezes não dá certo mas vou até o fim – diz Gabriela.

A escolha da profissão não foi algo difícil de ser aceita pelo pai. Na infância, ela já mostrava a identificação com os tecidos e cores. Alguns anos depois, o destino foi então Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, para o curso superior de moda. Dunga fez questão de ir à cidade para ajudar na instalação da filha na nova vida.

– Desde pequena eu gostava de imaginar roupas pra mim. Eu pulei aquela fase de fazer roupas para boneca e já imaginava as roupas para eu usar. O pai sempre me apoiou muito. Apesar dele vir de uma família tradicional do interior foi super tranquilo. Ele e minha mãe acompanharam minhas criações sempre e a ida para a faculdade de moda acabou sendo natural. Foram até comigo escolher o local para ficar, pois tive que me mudar cursar. Não teve choque – afirma Gabriela.

 ateliê gabriela filha de dunga  (Foto: Arquivo Pessoal) Gabriela tem loja em Porto Alegre (Foto: Arquivo Pessoal)

O aprimoramento continuou na Itália por três meses. Gabriela seguiu para o país logo depois da Copa do Mundo de 2010 onde estagiou no estúdio de criação Rocco Barroco. Recém saído do comando da seleção brasileira, Dunga acompanhou a filha ao lado da esposa à Europa, passando alguns dias com a herdeira por lá. O Mundial, aliás, causou uma polêmica envolvendo o nome da jovem estilista. Ela foi apontada como a responsável pelas famosas roupas do pai à beira gramado.

– Como fazia moda e ele acabou comentando sobre mim passaram a dizer que eu vestia ele. Dei apenas um presente e virou uma bola de neve – conta Gabriela.

Gabriela conta que nunca orientou o pai sobre o que vestir. De acordo com ela, eram apenas alguns presentes que dava a ele. Um deles, uma camisa rosa, foi bastante usada por Dunga durante a disputa na África do Sul.

dunga camisa copa do mundo 2010 (Foto: Getty Images)Dunga com a camisa rosa, presente da filha, na Copa de 2010 (Foto: Getty Images)

– Normalmente eu dou camisa e algumas gravatas. Uma rosa que eu dei e ele usou bastante durante a copa. sapato dou bastante também – relata.

Mas qual o gosto do pai? A filha conta que não há um estilo definido por Dunga. Tudo depende do humor diário do treinador: ele pode ir do discreto ao extravagante.

– Ele é bem de lua. Às vezes gosta de coisas extravaganteS e em outros dias prefere coisas mais clássicas. Depende do humor dele – conta Gabriela.

Gabriela é dona atualmente de sua própria marca de roupas, a GVerri Store. Ela conta com um estúdio em Porto Alegre e ainda vendas pelo site da loja (www.gabrielaverri.com.br). Apesar dos presentes para o pai, ela ainda não pensa em moda masculina. Por enquanto, a aposta é em vestir o público feminino. A única linha masculina já desenhada por ela em sua loja foi justamente em homenagem a Dunga.

– Agora ainda não. Eu teria que fazer um curso para me aprofundar em modelagem masculina. As gravatas vieram mais porque a loja completou um ano perto do dia dos pais e escolhi fazer uma homenagem a ele – revelou Gabriela.