ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 – SÉRIE A

 

Náutico 0 x 1 Fluminense – Brasileirão 2013
Cruzeiro 5 x 1 Vitória – Brasileirão 2013
Vasco 2 x 3 Grêmio- Brasileirão 2013
Bahia 0x0 Santos – Campeonato Brasileiro 2013
Corinthians 1 x 0 Coritiba – Brasileirão 2013
Flamengo 0 x 0 São Paulo – Brasileirão 2013
Ponte Preta 0 x 1 Goiás – Brasileirão 2013
Portuguesa 1 x 3 Botafogo – Brasileirão 2013
Internacional 0 x 0 Atletico-MG – Brasileirão 2013
Atlético-PR 2 x 1 Criciúma –  Brasieirão 2013

10 gols
Ponte Preta – William

8 gols
Atlético-PR – Éderson
Vitória – Maxi Biancucchi (foto)

7 GOLS
Botafogo – Rafael Marques

LINK 1 – JOGOS DO BRASILEIRÃO AO VIVO – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS DO BRASILEIRÃO AO VIVO – CLIQUE AQUI !

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Botafogo-RJ 29 15 8 5 2 27 17 10 64,4
Cruzeiro-MG 28 15 8 4 3 31 14 17 62,2
Grêmio-RS 25 15 7 4 4 21 15 6 55,6
Corinthians-SP 25 15 6 7 2 14 6 8 55,6
Atlético-PR 24 15 6 6 3 26 22 4 53,3
Coritiba-PR 24 15 6 6 3 19 15 4 53,3
Vitória-BA 22 15 6 4 5 21 21 0 48,9
Internacional-RS 22 14 5 7 2 24 21 3 52,4
Goiás-GO 21 15 5 6 4 14 18 -4 46,7
10º
Bahia-BA 20 15 5 5 5 13 16 -3 44,4
11º
Vasco da Gama-RJ 19 15 5 4 6 22 26 -4 42,2
12º
Flamengo-RJ 19 15 4 7 4 17 16 1 42,2
13º
Fluminense-RJ 18 15 5 3 7 18 20 -2 40,0
14º
Atlético-MG 16 14 4 4 6 13 18 -5 38,1
15º
Santos-SP 16 13 3 7 3 14 12 2 41,0
16º
Ponte Preta-SP 15 14 4 3 7 18 22 -4 35,7
17º
Criciúma-SC 14 15 4 2 9 19 27 -8 31,1
18º
Portuguesa-SP 13 15 2 7 6 17 24 -7 28,9
19º
São Paulo-SP 11 14 2 5 7 13 17 -4 26,2
20º
Náutico-PE 8 13 2 2 9 8 22 -14 20,5
15ª RODADA
17/08 – 18h30 Náutico-PE 0 x 1 Fluminense-RJ
17/08 – 18h30 Cruzeiro-MG 5 x 1 Vitória-BA
17/08 – 21h00 Vasco da Gama-RJ 2 x 3 Grêmio-RS
18/08 – 16h00 Flamengo-RJ 0 x 0 São Paulo-SP
18/08 – 16h00 Ponte Preta-SP 0 x 1 Goiás-GO
18/08 – 16h00 Corinthians-SP 1 x 0 Coritiba-PR
18/08 – 16h00 Portuguesa-SP 1 x 3 Botafogo-RJ
18/08 – 18h30 Bahia-BA 0 x 0 Santos-SP
18/08 – 18h30 Internacional-RS 0 x 0 Atlético-MG
18/08 – 18h30 Atlético-PR 2 x 1 Criciúma-SC
16ª RODADA
24/08 – 18h30 Santos-SP x Vitória-BA
24/08 – 18h30 Flamengo-RJ x Grêmio-RS
24/08 – 18h30 Ponte Preta-SP x Cruzeiro-MG
24/08 – 21h00 Criciúma-SC x Coritiba-PR
25/08 – 16h00 Bahia-BA x Náutico-PE
25/08 – 16h00 Vasco da Gama-RJ x Corinthians-SP
25/08 – 16h00 Atlético-MG x Portuguesa-SP
25/08 – 16h00 São Paulo-SP x Fluminense-RJ
25/08 – 18h30 Internacional-RS x Goiás-GO
25/08 – 18h30 Atlético-PR x Botafogo-RJ

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 – SÉRIE B

Avaí 1 x 1 Ceará Série B 2013 Campeonato Brasileiro 2013
São Caetano 0 x 1 Boa Esporte Série B 2013
Sport 3 x 2 Atlético GO Campeonato Brasileiro Serie B
Oeste 0 x 2 Joinville – Brasileirão Serie B
Palmeiras 3 x 2 Paysandu
Chapecoense 2 x 2 Paraná – Série B 2013
América MG 1 x 1 América RN Série B Brasileiro 2013
ABC 3 x 2 Figueirense – Série B Brasileiro 2013
Guaratinguetá 2 X 1 ASA – Campeonato Brasileiro Série B 2013
Icasa 4 x 1 Bragantino – Série B Brasileiro 2013

 

LINK 1 – JOGOS DO BRASILEIRÃO AO VIVO – CLIQUE AQUI !

LINK 2 – JOGOS DO BRASILEIRÃO AO VIVO – CLIQUE AQUI !

 

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Palmeiras-SP 40 16 13 1 2 34 12 22 83,3
Chapecoense-SC 33 14 10 3 1 32 14 18 78,6
Sport-PE 30 16 10 0 6 31 26 5 62,5
Paraná-PR 27 16 7 6 3 24 13 11 56,3
América-MG 26 15 7 5 3 28 21 7 57,8
Boa Esporte-MG 26 16 7 5 4 16 17 -1 54,2
Joinville-SC 24 16 7 3 6 28 19 9 50,0
Figueirense-SC 23 16 7 2 7 31 28 3 47,9
Avaí-SC 23 16 6 5 5 22 21 1 47,9
10º
Icasa-CE 22 16 7 1 8 23 30 -7 45,8
11º
Bragantino-SP 22 16 6 4 6 17 17 0 45,8
12º
Oeste-SP 19 16 5 4 7 14 22 -8 39,6
13º
Guaratinguetá-SP 18 16 5 3 8 20 25 -5 37,5
14º
Ceará-CE 18 16 4 6 6 19 21 -2 37,5
15º
Atlético-GO 16 16 5 1 10 12 23 -11 33,3
16º
ASA-AL 16 16 5 1 10 16 28 -12 33,3
17º
São Caetano-SP 16 16 4 4 8 18 20 -2 33,3
18º
Paysandu-PA 15 16 4 3 9 18 26 -8 31,3
19º
América-RN 15 15 3 6 6 15 23 -8 33,3
20º
ABC-RN 11 16 2 5 9 13 25 -12 22,9

17 GOLS
Chapecoense –
Bruno Rangel

11 GOLS
Sport – Marcos Aurélio

10 GOLS
Joinville – Lima

16ª RODADA
16/08 – 19h30 Avaí-SC 1 x 1 Ceará-CE
16/08 – 19h30 São Caetano-SP 0 x 1 Boa Esporte-MG
16/08 – 21h50 Oeste-SP 0 x 2 Joinville-SC
16/08 – 21h50 Sport-PE 3 x 2 Atlético-GO
17/08 – 16h20 Palmeiras-SP 3 x 2 Paysandu-PA
17/08 – 16h20 Chapecoense-SC 2 x 2 Paraná-PR
17/08 – 16h20 América-MG 1 x 1 América-RN
17/08 – 16h20 ABC-RN 3 x 2 Figueirense-SC
17/08 – 21h00 Guaratinguetá-SP 2 x 1 ASA-AL
17/08 – 21h00 Icasa-CE 4 x 1 Bragantino-SP
17ª RODADA
20/08 – 19h30 Ceará-CE x Guaratinguetá-SP
20/08 – 21h00 ASA-AL x ABC-RN
23/08 – 21h00 América-RN x Avaí-SC
23/08 – 21h00 Joinville-SC x São Caetano-SP
24/08 – 16h20 Atlético-GO x América-MG
24/08 – 16h20 Boa Esporte-MG x Palmeiras-SP
24/08 – 16h20 Bragantino-SP x Chapecoense-SC
24/08 – 16h20 Paraná-PR x Sport-PE
24/08 – 21h00 Figueirense-SC x Oeste-SP
24/08 – 21h00 Paysandu-PA x Icasa-CE

Por Cleber Aguiar – Empresa que recebia renda de jogos da seleção não existia fisicamente

Fonte: O Estado de São Paulo

Uptrend aparece como tendo sido criada em março de 2006, já na cidade Cherry Hill
JAMIL CHADE – Correspondente – O Estado de S. Paulo

GENEBRA – A empresa que recebia quase um terço da renda de cada amistoso da seleção brasileira, a Uptrend Development, jamais existiu fisicamente no endereço que era divulgado em seu registro oficial. Documentos obtidos pelo Estado revelam que a Uptrend tinha como seu representante o atual presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e ficava na pequena cidade de Cherry Hill, 140 km de Nova Iorque e no Estado de Nova Jersey.

Uptrend tinha Sandro Rosell como representante - Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters
Uptrend tinha Sandro Rosell como representante

O local é de uma empresa que aluga salas para que companhias façam reuniões e oferece como serviços a possibilidade de que empresas possam existir apenas virtualmente. O endereço é alugado e uma secretária é fornecida para que possa pegar recados. Mas ela trabalha para uma dezena de companhias que alugam o mesmo serviço.

No endereço do registro, a empresa de Rosell ficaria no escritório número 105 da Church Road, número 811. Segundo informou a empresa que aluga o local, o escritório 105 é apenas uma sala de reuniões que um grupo, empresário ou qualquer pessoa pode alugar por dia. “Essa empresa não existiu fisicamente”, garantiu a secretária do local, que pediu para não ser identificada. “Eu trabalho aqui há dez anos”, insistiu.

Em outros documentos, a Uptrend aparece como tendo sido criada em março de 2006, já nesse endereço na cidade de 69 mil habitantes em Nova Jersey. Em novembro, ela fecharia um contrato de mais de 8,3 milhões de euros para prestar serviços de marketing e promoção para 24 jogos amistosos da seleção brasileira. O registro da empresa teria sido cancelado em abril de 2013.

Na quinta-feira, a reportagem do Estado revelou que o esquema fazia parte de um desvio da renda dos jogos da seleção. O edifício que hospedava a suposta empresa chama-se Tarragon Office Center. Na Catalunha, Tarragona é uma das principais cidades.

A assessoria do Barcelona não respondeu aos pedidos de explicação da reportagem. Para a imprensa espanhola, o clube apenas disse que não iria se pronunciar.

Por Cleber Aguiar – Na Série C, Guarani bate recorde de time campeão brasileiro de 78

Fonte: Folha Online

LUCAS SAMPAIO

sitefumagalli-150x150Único campeão brasileiro do interior, o Guarani comemorou esta semana 35 anos do maior título da sua história com um recorde do lendário time de 78 quebrado pela atual equipe, que luta na Série C do Brasileiro.

Líder do grupo B da competição, o Guarani está invicto no campeonato: já são nove jogos sem derrota –cinco vitórias e quatro empates– e 810 minutos sem tomar gol, o que fez a equipe atual superar os 777 minutos da maior esquadra da história bugrina.

Amanhã, contra o Madureira, o clima vai ser de festa em dobro no Brinco de Ouro da Princesa para a torcida.

O departamento de marketing do clube vai lançar uma camiseta em homenagem à “Melhor Defesa do Brasil” e pretende reverenciar dois campeões do título de 78 antes da partida: o goleiro Neneca e o treinador Carlos Alberto Silva.

Apesar da marca, ultimamente o torcedor do Guarani não tem tido muitos motivos para comemorar.

O time não perde, mas também sofre para ganhar. O Guarani é o único clube que não tomou nenhum gol na Série C, mas fez mais de um gol na mesma partida apenas contra o Vila Nova, na última vez que jogou em casa.

O clube vive hoje um dos piores momentos de sua história, mesmo após ser vice-campeão estadual em 2012.

Já caiu sete vezes nos últimos dez anos –quatro vezes no Brasileiro e três no Paulista, inclusive em 2013– e disputa a terceira divisão do Campeonato Brasileiro pela terceira vez desde 2007.

Por Cleber Aguiar – Joias Perdidas: Bruno, o ‘novo R10’, flerta com aposentadoria aos 29 anos

Fonte: Globo.com

Sem clube, meia assediado pelo Arsenal antes de virar profissional no Grêmio vive em Balneário Camboriú. Só retoma bola com oferta especial

Por Hector Werlang Porto Alegre

Quem desconhece o presente de Bruno se confunde com o passado do meia que surgiu no Grêmio no fim da década de 1990, foi assediado pelo Arsenal e protagonizou comparações com Ronaldinho Gaúcho. Afinal, tem uma rotina parecida com a de famosos da bola. Não é fácil encontrá-lo. Mantém a forma com exercícios físicos diários. Joga futebol. Basta aprofundar o dia a dia, porém, para perceber que o futuro indica aposentadoria. Aos 29 anos. Desapontado com o rumo que a carreira tomou, a promessa rodou por mais dez clubes até decidir fixar residência em Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Vive da renda que o pouco sucesso lhe deu. E só voltará a atuar de forma profissional caso surja uma oferta especial.

Conhecer o que realmente aconteceu com a joia tricolor, líder dos times de todas as categorias de base, chamado para quase todas da Seleção, apontado pelo próprio Ronaldinho Gaúcho como jogador que ‘sabe muito de bola’ e fez o presidente à época, José Alberto Guerreiro, mandar colocar uma faixa na entrada do Olímpico com os dizeres “Não vendemos craques”, remete ao mundo fora das quatro linhas. Dentro delas, não há reparos. Todos o elogiam. Todos o consideram diferenciado. Mas o despertar para uma vida nova, o sucesso, a pressão, a relação com a torcida e com a imprensa o afetaram. Brecaram uma ascensão quase certa. E praticamente deram fim a sonhos.

Bruno, ex-meia do Grêmio no Joias Perdidas (Foto: José Doval/Agência RBS)Bruno comemora gol contra o Corinthians no seu “melhor jogo” (Foto: José Doval/Agência RBS)

Tudo começou em 11 de junho de 1999. Era aniversário de 15 anos de Bruno. A mãe Liange interrompeu a preparação do pão com ovo, que seria servido ao filho, para atender ao telefone. Do outro lado da linha, estava Jose Fuentes, representante do Arsenal na América Latina. Oferecia US$ 250 mil (R$ 440 mil, à época), carro, casa e estadia a toda família em Londres em troca do acerto com o clube da Inglaterra. Queria aproveitar que o futuro jogador ainda não tinha contrato profissional com o Grêmio – o que a Lei Pelé só permitia aos 16 anos. Era o primeiro capítulo de uma mudança e tanto.

Bruno, 15 anos, na trilha de Ronaldinho (Foto: Reprodução)Imprensa comparava Bruno a Ronaldinho no
início da carreira (Foto: Reprodução)

– Demorou uns dias, mas o representante foi lá em casa. Levou uma mala cheia de dólares. Nunca tinha visto tanto dinheiro. Parecia coisa de filme. Eu era uma criança. É claro que balancei – relembrou Bruno.

O interesse foi levado à direção do Grêmio. A família Ferraz das Neves, na figura de Joaquim, pai, funcionário do Tricolor e lateral do Inter na década de 1980, tentava encontrar alternativas para manter o prodígio em Porto Alegre. Pretendia ganhar uma casa do clube. Não levou. Conseguiu, após muita negociação, um adiantamento financeiro e a promessa de um contrato profissional de três anos com alto salário. Afinal, o primeiro vínculo, como amador, previa apenas uma ajuda de custo de R$ 50.

Fácil, agora, concluir que foi um erro o veto aos ingleses. Negativo. Bruno não se arrepende:

Pessoal falava que eu dormia em campo, mas não era assim. Não soube administrar a minha qualidade”
Bruno, ex-meia do Grêmio

– Sei que não dei muito certo. Peguei uma fase complicada do clube, mas tudo o que tenho eu devo e agradeço ao Grêmio. Foram 12 anos, desde a escolinha, até virar profissional. E foi lá que fiz o grande contrato da minha vida e conquistei o que tenho.

Não foi fácil. Em 1999, Bruno era chamado para completar treinos do profissional, comandado por Celso Roth. Ronaldinho Gaúcho, de tanto destaque, ganhou chance na Seleção de Vanderlei Luxemburgo. Fez golaço, com direito a chapéu em zagueiro, na estreia diante da Venezuela na Copa América. Pronto. As comparações entre os dois passaram a ter caráter nacional. E a pressão ao novato, que subira definitivamente com Tite em 2001, ficou exagerada.

– Isso foi uma bobagem. São estilos diferentes. Isso me atrapalhou. Foi uma pressão em cima de um menino. Não tive a base para suportar – reconheceu Bruno.

Bruno, 15 anos, de malas prontas - Zero Hora (Foto: Reprodução)Aos 15 anos, Bruno era assediado pelo
Arsenal, da Inglaterra (Foto: Reprodução)

O jogador cerebral, que provavelmente não sabia a cor da grama – afinal, jogava sempre de cabeça erguida -, de passadas largas e passes certeiros, logo se perdeu. Passou a ser figura discreta em treinos, jogos. Ganhou o apelido de ‘Soneca’. Situação que só mudou com a chegada de Adilson Batista, em 2003, o responsável por salvar o Tricolor do rebaixamento no Brasileirão. Com Bruno como protagonista. Com direito a gol na última rodada contra o Corinthians, em 14 de dezembro, na vitória por 3 a 0. Com a garantia de permanência na Série A. Com o “melhor jogo da vida”. A comemoração do gol com a torcida tomando o Olímpico, aliás, rendeu uma foto que estampa um quadro na sala da casa de Bruno. Até hoje.

O ano de 2004, porém, foi tumultuado. Grêmio caiu cedo no Gauchão. Adilson fora demitido. O clube seria rebaixado no Nacional. E as críticas a Bruno aumentaram. Em 2005, com Mano Menezes, ele decidiu ficar para ‘devolver o clube ao lugar que nunca deveria ter saído’. Foi titular. Até sofrer uma lesão na virilha da perna direita. Sair e não voltar mais ao time. Na virada de ano, com o retorno à elite brasileira, após a histórica Batalha dos Aflitos, o Tricolor reformulou o elenco. Bruno sobrou. Seguiria perambulando por clubes como Fluminense, Porto Alegre, Joinville, Santa Cruz (RS), Cruzeiro, Noroeste, Metropolitano (SC), União Leiria (Portugal), Consadole Sapporo (Japão) e Guarani (SP). Sempre com a mesma pecha: promessa que não vingou.

Bruno vive com a esposa e os filhos Pedro Henrique e Maria Luisa (Foto: Arquivo Pessoal)Bruno vive com a esposa e filhos Pedro Henrique
e Maria Luisa (Foto: Arquivo Pessoal)

– O pessoal falava que eu dormia em campo, mas não era assim. Não soube administrar a minha qualidade com a necessidade de marcar. Isso, sim, eu faria diferente. Tinha de correr mais. Marcar mais. Eu não ligava muito para isso. Se tivesse a cabeça de hoje, faria algo melhor. Depois que se passa por alguns clubes sem estrutura, se valoriza muito mais o que eu tive. O Grêmio é muito grande.

O último clube do jogador foi o Guarani em 2012, anos de disputa do Paulistão e da Série B. A saída de Osvaldo Alvarez, o Vadão, tornou o ambiente, na opinião do meia, insustentável. Decidiu não continuar. Briga na Justiça para receber salários atrasados. Rotina que o desgasta. Não quer mais. Por isso, flerta com a aposentadoria. Espera uma chance de voltar ao Japão para defender o Consadole Sapporo – um amigo tenta criar a oportunidade de repetir a boa temporada de 2011. Lá foi titular e ajudou a equipe a subir da Série B para a A. Se não acontecer o acordo, seguirá vivendo em Camboriú.

– Não sou rico, mas dá para manter a família.

Bruno vive com a mulher e o casal de filhos: Pedro Henrique, sete anos, e Maria Luisa, quatro. O menino sempre lhe pede para jogar futebol na praia. Os dois vão, claro. Mas é perguntar se o pequeno será jogador de futebol para o passado voltar ao presente.

– Não vou forçar nem cobrar nada…