Por Cleber Aguiar – Novela sobre Valderrama e Higuita é campeã de audiência na Colômbia

Fonte: Portal Terra

  • BBC Mundo

​Prestes a se classificar para a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, e em terceiro lugar no ranking da FIFA – a mais alta classificação de sua história – a seleção colombiana vive um de seus melhores momentos.

Mas para a maioria dos colombianos, a seleção que tem um lugar permanente nos corações – e nos anais da história do país – é a que tinha como capitão o meio-campista Carlos “El Pibe” Valderrama.

E para provar isso, uma novela que conta a história do craque e de outros três membros da lendária equipe — o goleiro Higuita, o meio-campista Freddy Rincón (ídolo no Corinthians) e o atacante Faustino Asprilla – é o programa mais assistido da televisão colombiana.

“Recordar é viver. Então, claro que ter uma série de TV que faz você reviver momentos que lhe deram alegria em sua vida é mais do que satisfatório”, disse à BBC o ator Edgar Vitorino, que interpreta Valderrama em Seleção, uma produção de 60 episódios do canal de TV Caracol.

“Sonhar novamente”

esportes

“E (o romance) também está dando ânimo a muitos colombianos, sabe? Está nos fazendo sentir isso de novo, que iremos para a Copa do Mundo e que podemos sonhar novamente com uma equipe que nos dê alegria”, acrescenta.

A memória é particularmente poderosa porque a Colômbia não se classificou para nenhuma das últimas três Copas do Mundo.

Já a equipe capitaneada por Valderrama jogou em três mundiais consecutivos (Itália, em 1990, Estados Unidos, 94, e França, 98) e se tornou conhecida em todo o mundo pelo bom futebol, simbolizado pelo lendário 5 a 0 sobre a Argentina, em Buenos Aires, há quase 20 anos.

“Eu brincava com amigos no meu bairro que eu era ‘El Pibe’ ou Higuita”, diz Vitorino, que na época da mítica goleada sobre a Argentina – em 5 de setembro de 1993 – nem sequer havia completado cinco anos de idade.

“Pibe” é uma palavra comumente usada na Argentina para se referir a crianças, jovens, menino. Valderrama ganhou o apelido de um argentino, que se referiu a ele quando faltou à “pelada de futebol” que ia, ainda menino, levado pelo pai.

​”Menos seco”

Para interpretar Valderrama no cinema, Edgar Vitorino teve que fazer mais do que usar uma frondosa peruca loura Foto: Caracol TV / BBC
Para interpretar Valderrama no cinema, Edgar Vitorino teve que fazer mais do que usar uma frondosa peruca loura
Foto: Caracol TV / BBC

O apelido colou e marcou também a carreira de Valderrama como jogador. Para interpretar o craque no cinema, Vitorino teve que fazer mais do que usar uma frondosa peruca loura. Além de treinar futebol três horas por dia, o ator conheceu o craque pessoalmente.

“Ele é menos seco do que na TV”, disse o ator, que ainda consultou outros familiares do ex-atleta para compor o personagem da novela.

“Fui ao bairro de Pescaíto (onde viveu o craque) e senti um pouco da energia, dos sabores do bairro, a fim de me aproximar do personagem, para saber de onde veio e por que ele era um lutador”, explica.

Para Vitorino, é justamente o espírito de luta que melhor define o eterno “10” da seleção colombiana. Valderrama foi o jogador colombiano que mais disputou partidas pela seleção do país.

Por Cleber Aguiar – Breno aguarda condicional para virar funcionário de lojas do Bayern

Fonte: Globo.com

Bom comportamento pode ajudar a libertação temporária do zagueiro nos próximos dias. Advogados do São Paulo tentam fazer caso avançar

Por Carlos Augusto Ferrari Munique, Alemanha

Breno bayern de munique tribunal julgamento (Foto: Agência Reuters)Breno está preso na Alemanha (Foto: Ag. Reuters)

A passagem do São Paulo pela Alemanha pode significar também uma nova etapa na vida do zagueiro Breno, preso acusado de incendiar a própria casa, em 2012. O jogador, que possui contrato com o Tricolor paulista, tem chances de conseguir a liberdade condicional nos próximos dias.

Alexandre Soares, empresário e advogado do defensor, terá um encontro com os diretores do presídio de Stadelheim, nesta quarta-feira, para saber se Breno tem ou não condições legais de deixar o local para dar início a uma nova etapa da pena de três anos e nove meses a que foi condenado.

Para que isso aconteça, Breno precisa cumprir uma série de requisitos previstos na legislação alemã, como o bom comportamento no período recluso. Não há uma data para que isso seja confirmado pelas autoridades, mas a aprovação dos diretores da penitenciária abriria caminho para uma resolução mais rápida do processo.

Outro ponto determinante para que Breno consiga a condicional é a possibilidade de trabalhar. No entanto, ele não poderia exercer a carreira de jogador. Um acordo entre as partes – São Paulo, representantes e Bayern, ex-clube dele – o colocaria como funcionário de uma das lojas do clube bávaro até o cumprimento da pena.

Depois que o contrato com o Bayern acabou, Breno assinou um vínculo com o São Paulo com validade a partir de 8 de outubro de 2012. Os familiares estão recebendo o montante do acordo para custear o processo e gastar com outas necessidades deles – o vínculo vai até 7 de outubro de 2015.

Revelado pelas categorias de base do São Paulo, Breno teve uma carreira meteórica ao conquistar o título brasileiro de 2007, primeiro ano dele como profissional. Na Alemanha, porém, nunca se firmou e acabou emprestado ao Nuremberg antes de se envolver nesse incidente.

ICFUT – Diretor da Globo entrega namoro de Pato com atriz da novela das 19 horas

Fonte: Futebolinterior.com.br

O nome, no entanto, não foi divulgado por Dennis Carvalho

O atacante Alexandre Pato segue conquistando corações. Nesta terça-feira, o diretor da Globo, Dennis Carvalho, participou do programa Redação SportV e entregou que o atacante do Timão está namorando uma atriz da novela das 19hrs, Sangue Bom.

“Vou dar um furo para vocês: o Pato está namorando uma atriz da minha novela”, resumiu o diretor, que afirmou ter um trato com a atriz para não dizer o nome da envolvida.

Sangue Bom tem dado bons números no ibope e reúne algumas das atrizes mais belas da Globo como Fernanda Vasconcellos, Sophie Charlotte, Regiane Alves e Thaila Ayala. Duas, porém, estão solteiras e tem relacionamento estreito com Alexandre Pato: Ellen Roche e Isabella Drummond (foto).

A primeira esteve com o atacante no programa Altas Horas, no final de maio. É possível que o casal tenha se conhecido nos bastidores do programa de Serginho Groismann. A segunda vive uma corintiana fanática e jantou com o atacante como estudo para viver a personagem Giane.

“O time faz parte da vida da Giane e ela sabe tudo, quando ganhou, perdeu. Jantei com uma torcedora e alguns jogadores, como o Pato. Eles me deram dicas e conversamos sobre o Corinthians”, afirmou a bela em entrevista ao site oficial da novela

O jogador está solteiro desde julho, quando terminou o relacionamento com Barbara Berlusconi, filha do dono do Milan, seu ex-clube. Desde então, ele tem andado pelo noite paulistana em busca de um novo amor. Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, foi apontada como um dos relacionamentos de Pato.

0002048090936_img 0002048090949_img

Por Cleber Aguiar – “Dou nota 10 para o Juvenal”, diz aspirante à presidência do São Paulo

Fonte: Portal Terra

Possível candidato a suceder Juvenal Juvêncio na presidência do São Paulo, Júlio Casares, vice do marketing do clube, se rendeu em elogios ao mandatário tricolor nesta quarta-feira, em entrevista ao Terra. Apesar do momento turbulento no Morumbi, com o time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e há 11 jogos sem vencer, o dirigente blindou o Juvenal e ressaltou o lado vencedor do currículo do patrão.

“Acredito que o exercício do mandato do Juvenal foi amplamente satisfatório para a instituição. Como vice de futebol ele ganhou em 2005 o Campeonato Paulista, a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes. Como presidente foi tricampeão brasileiro consecutivo, construiu o Centro de Formação de Atletas de Cotia, modernizou o Morumbi e a hotelaria do CT da Barra Funda… é amplamente satisfatório”, destacou Casares.

“Lamentamos afastamento do Lúcio”; diz Júlio Casares

O vice de marketing apontou que a insatisfação de parte da torcida com o presidente se dá por culpa do momento adverso do time dentro de campo – e não por questões internas do clube. “Quando você fica dois, três, quatro anos sem ganhar, isso atinge a opinião pública. Mas eu daria nota 10 ao Juvenal porque ele transformou o São Paulo em uma potência. Ele renovou o São Paulo”, acrescentou.

Júlio Casares comenta vídeo polêmico de Marco Aurélio Cunha
Júlio Casares comenta vídeo polêmico de Marco Aurélio Cunha

Casares, que chegou a ser chamado de “pitbull de Juvenal”, mostrou inclusive que não se importa com o apelido. “Me falaram que eu estava saindo em defesa do presidente de uma maneira muito contundente. Mas essa é a característica do bom dirigente: aparecer nos bons e nos maus momentos. Podem me chamar assim, tenho a consciência de que estou fazendo o melhor para o clube e para a torcida”, declarou.

Casares é apontado como favorito da situação tricolor para concorrer à presidência pela chapa de Juvenal Juvêncio. O vice de marketing, entretanto, desconversou sobre a candidatura e lamentou a antecipação do opositor Marco Aurélio Cunha de agitar os bastidores do Morumbi.

“Acreditamos que o candidato que venha a ser escolhido pelo São Paulo é escolhido pela instituição, ele não se lança por si só. Só se começa a se falar de eleição em dezembro e janeiro, mas isso foi precipitadamente antecipado. Essa efervescência atrapalha”, criticou.

Confira os melhores momentos da entrevista

Momento do time
“A fase técnica se deve ao não acerto do último técnico, a jogadores contratados que não se encaixaram, mas a precipitação do ambiente (eleitoral) leva a um ambiente negativo. É difícil colocar em porcentagem, mas acaba atingindo vários âmbitos. Isso é muito ruim para a instituição”

Juvenal Juvêncio
“Acredito que o exercício do mandato do Juvenal Juvêncio foi amplamente satisfatório para a instituição. Como vice-presidente de futebol ganhou Paulista, Libertadores e Mundial em 2005. Como presidente foi tricampeão brasileiro consecutivo, construiu o CFA de Cotia, conseguiu modernizar o Morumbi e a hotelaria do CT da Barra Funda. É amplamente satisfatório. Mas quando você fica dois, três, quatro anos sem ganhar isso atinge a opinião pública. Mas eu daria nota 10 ao Juvenal, porque ele transformou o São Paulo em uma potência. Ele renovou o São Paulo”

Apelido de “pitbull do Juvenal”
“Falaram que que eu estava saindo em defesa do Juvenal de maneira muito contundente, e eu disse que não teria problema em ser chamado assim. Essa é a característica do bom dirigente: aparecer nos bons e nos maus momentos. Podem chamar, eu tenho a consciência de que estou fazendo o melhor para o clube e para a torcida do São Paulo”

O que não vale no ambiente eleitoral?
Colocar interesses pessoais e de grupo acima do São Paulo é muito grave. O que vale é a discussão, não precisa ter movimento e camiseta, mas podemos discutir. E onde? No Conselho Deliberativo. Fazer isso via-público é permitido, é democrático, mas não contribui de forma politizada.

Marco Aurélio Cunha
“É estranho (o vídeo de Marco Aurélio cantando uma marcha do Santos). Conheço o Marco Aurélio, mas a partir do momento que você tem que justificar que cantou hino de outro clube é difícil. Como dirigentes, temos essa coisa de não vestir o verde, vestir o tricolor. Gostamos do torcedor que cante somente o hino do São Paulo. A instituição não é uma brincadeira, você representa uma instituição e está levando para a alma algo diferente do que a sua razão determina. Gosto muito do Marco Aurélio, brinco falando que ele é um filho desgarrado da situação. Poderia ter sido mais comedido”

Contratações
“É muito difícil contratar jogador, há uma série de fatores analisados. Houve uma falta de integração do elenco com o Ney Franco, que conquistou a Sul-Americana, mas em renda e público o SPFC disputou com o Corinthians maior público. É um ano que tem que ser planejado dentro do Brasileiro e da Sul-Americana e pensar em 2014. O ano começou mal. Mas só saímos dessa situação trabalhando”

Como funcionam as contratações?
“O técnico naturalmente participa, mas ele não é o gestor da contratação. Ele identifica a carência de posição e é alinhavado os atletas que podem suprir aquela posição. Tenta-se os números 1, 2 e 3 da lista, e um deles é contratado. O técnico não é o gestor total do departamento. Ele tem que sugerir as carências de posição e cabe à diretoria contratar”

Lúcio
“Lamentamos o afastamento do Lúcio, por ele ser um grande campeão do futebol brasileiro. Mas o fato de não ter dado certo nem com o Ney Franco e agora com o Paulo Autuori identifica que ele precisa procurar outro caminho. Temos que ter essa convicção de que a passagem dele pelo São Paulo não foi feliz”

Paulo Henrique Ganso
“É um grande jogador, grande talento. Precisamos lembrar do passado: quando o São Paulo contratou Raí, Careca e Darío Pereyra… eles demoraram para dar certo. O clube teve uma grande paciência para prepará-los. O Ganso vai demorar um tempo para produzir, e quem sabe com o Autuori ele consiga apresentar de novo o que apresentou no Santos. O técnico tem que ter pulso forte e diálogo com o jogador. O Ney Franco tentou fazer de tudo para que ele se encontrasse dentro do elenco. Cabe ao técnico compor o esquema tático com o Jadson, que também é uma grande figura”

Rogério Ceni
“Ele é um ídolo da torcida, um mito. Ele, no calor depois de uma derrota, desabafou (contra a diretoria) com a cabeça muito quente. Talvez se fosse duas horas após a partida não teria falado daquela forma. Quando ele fala que o São Paulo parou no tempo, não é uma crítica à instituição, mas na área de futebol. Ele terá também muitas situações para ajudar o São Paulo também fora de campo”

Adalberto Baptista
“A saída dele não foi por causa das palavras do Rogério Ceni. Ele não estava mais suportando aquela situação, não foi basicamente a questão do Rogério, mas um acúmulo de situações”

Por Cleber Aguiar – Luxemburgo estreia hoje pelo Fluminense

Fonte: Folha de São Paulo

Pouco mais de um mês depois de ser demitido do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo assumiu ontem no Fluminense. Ele acertou contrato até o fim de 2013 e já comandou treino nas Laranjeiras. Sua estreia é hoje, às 19h30, quando o time do Rio recebe o Cruzeiro no Maracanã.

O treinador ocupa o lugar de Abel Braga, demitido anteontem depois de resultados ruins no Brasileiro. O Fluminense é apenas o 17° colocado, com nove pontos, e está na zona de rebaixamento.

“Estou chegando para substituí-lo [Braga] e dar continuidade ao trabalho vencedor”, disse Luxemburgo.

Nelson Perez/Divulgação/Fluminense FC
Vanderlei Luxemburgo gesticula durante treino do Fluminense
Vanderlei Luxemburgo gesticula durante treino do Fluminense

Ele passou boa parte da entrevista coletiva explicando que o fato de ser flamenguista não vai atrapalhá-lo.

Luxemburgo também falou que assinou só até o fim de 2013 porque o clube terá eleição para presidente ao término da temporada.

Braga engrossou, ao sair do Fluminense, a lista de técnicos campeões da Série A que deixaram seus clubes nesta edição da competição. Além dele, Muricy Ramalho perdeu o emprego no Santos, Luxemburgo no Grêmio e Paulo Autuori saiu do Vasco para comandar o São Paulo.

A demissão de Abel, após a nona rodada, foi a décima troca de técnico. Um recorde –empatado com 2008– desde que o Brasileiro adotou pontos corridos, em 2003. Metade dos times da competição já mudou de treinador.

Por Cleber Aguiar – Lúcio será negociado pelo São Paulo, afirma Juvenal Juvêncio

Fonte: Portal UOL

Lúcio chegou ao São Paulo no início de 2013 como o grande reforço para a zaga do clube, com três Copas do Mundo no currículo e um título, em 2002. Mas não agradou, acumulou falhas e será negociado. Foi o que afirmou o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, sobre o experiente jogador de 35 anos, que foi afastado pelo técnico Paulo Autuori por indisciplina.

“Nós vamos fazer uma negociação com o Lúcio, vamos negociá-lo. Ele teve um probleminha com o técnico, e a partir daí vamos aproveitar depois dessa semana para termos essa conversa. Tivemos uma sondagem, agora vamos ver se isso é factível”, declarou Juvenal ao jornal Lance.

SEM LÚCIO, SÃO PAULO DISPUTA COPA AUDI

  • O que agora é receio de um papelão e baixa autoestima já foi oportunidade de uma glória maior para capitalizar ainda mais um período de conquistas internacionais. É com esse sentimento que o São Paulo enfrenta às 15h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira o Bayern de Munique, atual campeão europeu, pela Copa Audi. O jogo será realizado na Allianz Arena, casa do time alemão, e terá acompanhamento pelo Placar UOL Esporte.

Lúcio foi afastado pelo técnico Paulo Autuori da última partida do clube pelo Campeonato Brasileiro (0 a 0 com o Corinthians, no último domingo) e não viajou com o elenco para a excursão pelo exterior, na qual o São Paulo disputará a Copa Audi, na Alemanha, e a Copa Suruga, no Japão.

“Como acontece em todas as instituições, algumas contratações nem sempre dão certo. E algumas não deram”, completou o presidente do são Paulo.

Depois do clássico contra o Corinthians, Autuori chegou a negar indisciplina de Lúcio, mas assumiu que a situação do zagueiro já estava definida. “A diretoria já sabe, e agora cabe a nós tomar a decisão certa sobre a carência na posição”, afirmou.

João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente do são Paulo, foi mais direto após a partida: “Quando o treinador nos comunica que há um desvio de conduta, lógico que atendemos. Nossa cultura é essa. Por essa razão, o jogador não integrou a equipe hoje [domingo] e não foi incluído na delegação para a viagem.”

Um dos empecilhos para a saída de Lúcio é o alto valor da rescisão de seu contrato, que vai até o final de 2014. Pra rescindir, o São Paulo teria que pagar metade do restante do acordo, valor que ultrapassa R$ 2 milhões.

Por Cleber Aguiar – Bandeira erra endereço e não aparece em jogo da Série B

Fonte: Futebolinterior.com.br

O assistente errou o local da partida entre América-RN e ASA, em Ceará-Mirim

futebol e te mostra mais surpresas. Na noite desta terça-feira, o bandeirinha João Gomes Jacome, do Acre, simplesmente errou o endereço da partida entre América-RN e ASA, em Ceará-Mirim, e foi parar em Goianinha, no Rio Grande do Norte.
O assistente não se pronunciou oficialmente, mas teria dito aos seus companheiros de arbitragem que um taxi o levou para a antiga casa do América – que atuava em Goianinha no ano passado. Assim, ele não conseguiu chegar a tempo para o confronto da noite desta terça-feira.

Como sua ausência, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) precisou chamar às pressas um assistente da Federação Potiguar para ficar como quarto árbitro. Assim, que assumiu seu posto foi Carlos José da Silva, do Rio Grande do Norte.

Agora, a expectativa fica para saber qual a punição que José Gomes receberá da entidade máxima do futebol. No mínimo, ele deverá ser repreendido e ficará na famosa ‘geladeira’. Ou seja, não será escalado para uma partida de Campeonato Brasileiro por um bom tempo.

Com bola rolando, o América-RN venceu o ASA, por 2 a 0, e saiu da zona de rebaixamento da Série B. Almir abriu o placar, aos 2 dois minutos do primeiro tempo, e Vandinho deu números finais aos 37 da mesma etapa em cobrança de pênalti.

ICFUT – CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 – SÉRIE B

Oeste 1 x 0 Guaratinguetá – Série B Brasileiro 2013

Ceará 3 x 1 Chapecoense – Série B Brasileiro 2013

América-RN 2 x 0 ASA – Série B Brasileiro 2013

Avaí 1 x 0 Atlético-GO –  Brasileirão Série B 2013

Joinville 2 x 3 Boa Esporte – Campeonato Brasileiro Serie B 2013

São Caetano 2 x 1 ABC – Série B Brasileiro 2013

América-MG 5 x 0 Sport – Campeonato Brasileiro Série B 2013

Bragantino 0 x 0 Paraná – Série B de 2013

Paysandu 2 x 1 Figueirense – Série B Brasileiro 2013

Palmeiras 4 x 0 Icasa – Brasileirão 2013 Série B

11 GOLS
Chapecoense –
Bruno Rangel

9 GOLS
Joinville – Lima

8 GOLS
América-MG –
Rodriguinho
Figueirense – Rafael Costa

Clube PG J V E D GP GC SG A%
Palmeiras-SP 25 11 8 1 2 24 7 17 75,8
Chapecoense-SC 23 10 7 2 1 24 11 13 76,7
Sport-PE 21 11 7 0 4 20 17 3 63,6
Figueirense-SC 19 11 6 1 4 23 18 5 57,6
Paraná-PR 19 11 5 4 2 15 7 8 57,6
América-MG 18 10 5 3 2 21 15 6 60,0
Joinville-SC 17 11 5 2 4 21 14 7 51,5
Boa Esporte-MG 16 11 4 4 3 11 14 -3 48,5
Bragantino-SP 15 11 4 3 4 11 10 1 45,5
10º
Oeste-SP 15 11 4 3 4 12 16 -4 45,5
11º
Atlético-GO 13 11 4 1 6 9 14 -5 39,4
12º
Icasa-CE 13 11 4 1 6 14 22 -8 39,4
13º
São Caetano-SP 13 11 3 4 4 12 11 1 39,4
14º
Ceará-CE 13 11 3 4 4 13 14 -1 39,4
15º
Paysandu-PA 12 11 3 3 5 14 17 -3 36,4
16º
Avaí-SC 12 11 3 3 5 13 18 -5 36,4
17º
América-RN 12 11 3 3 5 13 20 -7 36,4
18º
Guaratinguetá-SP 11 11 3 2 6 14 19 -5 33,3
19º
ASA-AL 10 11 3 1 7 9 19 -10 30,3
20º
ABC-RN 6 11 1 3 7 8 18 -10 18,2
11ª RODADA
30/07 – 19h30 Ceará-CE 3 x 1 Chapecoense-SC
30/07 – 19h30 América-RN 2 x 0 ASA-AL
30/07 – 19h30 Avaí-SC 1 x 0 Atlético-GO
30/07 – 19h30 Joinville-SC 2 x 3 Boa Esporte-MG
30/07 – 19h30 Oeste-SP 1 x 0 Guaratinguetá-SP
30/07 – 21h50 América-MG 5 x 0 Sport-PE
30/07 – 21h50 Bragantino-SP 0 x 0 Paraná-PR
30/07 – 21h50 Paysandu-PA 2 x 1 Figueirense-SC
30/07 – 21h50 Palmeiras-SP 4 x 0 Icasa-CE
30/07 – 21h50 São Caetano-SP 2 x 1 ABC-RN
12ª RODADA
02/08 – 19h30 América-RN x Boa Esporte-MG
02/08 – 19h30 Palmeiras-SP x Bragantino-SP
02/08 – 21h50 América-MG x Ceará-CE
02/08 – 21h50 Oeste-SP x ASA-AL
03/08 – 16h20 Icasa-CE x São Caetano-SP
03/08 – 16h20 Joinville-SC x Figueirense-SC
03/08 – 16h20 Sport-PE x Chapecoense-SC
03/08 – 16h20 Avaí-SC x Paysandu-PA
03/08 – 21h00 Guaratinguetá-SP x ABC-RN
03/08 – 21h00 Atlético-GO x Paraná-PR

Por Cleber Aguiar – Cleber é apresentado e revela esforço para acertar com o Timão

Fonte: Gazetaesportiva.net

Estevão Taiar

O zagueiro Cleber foi apresentando oficialmente como jogador do Corinthians nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava. Ao lado do diretor adjunto Duílio Monteiro, o defensor comemorou a oportunidade e revelou, sem entrar em detalhes, que precisou se esforçar para que a Ponte Preta o liberasse.“Eu fiquei meio ansioso, é um nervosismo grande. Quando começou essa negociação, fiquei muito feliz de saber que estavam interessados no meu futebol. Algumas coisas atrapalharam, mas eu me mantive firme”, disse.

A negociação por Cleber foi realmente longa e envolveu mais do que os interesses dos clubes e do próprio atleta, já que o empresário dele e até mesmo um banco tinham participação nos direitos econômicos do jogador. A Ponte Preta também hesitava em liberá-lo por um valor menor do que a multa rescisória.

Mesmo depois de tanta demora, a torcida corintiana terá que esperar mais um pouco para ver o zagueiro com a camisa do Timão: “A comissão técnica vai dar um tempo maior para mim, para que eu possa trabalhar um pouco e fazer bonito, não ficar feio”, disse.

Cleber tem 22 anos e assinou contrato com o Corinthians até o final de 2017. Como concorrentes de posição, ele terá Paulo André, Gil, Chicão e Felipe.